História Pain (sterek) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Dylan O'Brien, Teen Wolf, Tyler Hoechlin
Personagens Aiden, Alan Deaton, Allison Argent, Chris Argent, Cora Hale, Corey Bryant, Decaulion, Derek Hale, Enis, Erica Reyes, Ethan, Hayden Romero, Isaac Lahey, Jackson Whittemore, Jennifer Blake, Jordan Parrish, Kali, Kate Argent, Kira Yukimura, Liam Dunbar, Lydia Martin, Malia Tate, Mason Hewitt, Melissa McCall, Peter Hale, Scott McCall, Sheriff Noah Stilinski, Stiles Stilinski, Theo Raeken, Vernon Boyd
Tags Sterek
Visualizações 574
Palavras 2.628
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Lemon, LGBT, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sci-Fi, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


As primeiras duas passagens serão narradas por Derek e Stiles.

Boa leitura.

Capítulo 8 - Capítulo 8


"Eu não quero viver para sempre porque eu sei que estarei vivendo em vão

E eu não quero encontrar outra pessoa

Eu só quero continuar chamando seu nome 

Até você voltar para casa"

   


    O amor é algo que lhe deixa mais leve que uma pena. Você nunca saberá quando encontrará o amor da sua vida, mas sabe que quando o encontrar você vai sentir como se estivesse flutuando.

  O amor é algo que te deixa mais vulnerável. Derruba todas as barreiras que um dia você inutilmente criou acreditando que aquilo era o melhor a se fazer para impedir que o mundo lhe machucasse. 

  O amor é algo que lhe faz sentir as famosas "borboletas no estômago". Aquele frio na barriga ao falar com a pessoa, aquele nevorsismo quando você ver a pessoa sorrindo e sabe que aquele sorriso é seu.

  Isso nunca muda. A sensação nunca passa. É como se você à conhecesse pela primeira vez  todo dia, pois aquela sensação no estômago nunca sai quando você está perto dela.

   Sinceramente eu pensei que iria demorar para mim sentir essa sensação. Paige foi a minha primeira namorada aos 16 anos, eu me lembro muito bem naquela época como era lindo o seu sorriso e seus olhos, eu à amava muito, mas a minha ganância botou tudo à perder. Eu tentei transforma-lá e aquilo à matou. Desde aquele episódio eu não conseguia me relacionar com ninguém, até hoje.

  Me lembro muito bem de quando ganhei meus poderes de alfa, eu precisava de uma matilha para me proteger, pois uma alfa sem matilha, é um alfa indefeso. O primeiro que transformei foi Scott. Ele tinha asma e aquilo estava acabando com sua autoestima, então ele aceitou numa boa.

  Mas com Scott veio Stiles Stilinski. Um garoto que naquela época não sabia exatamente o que era, só sabia que pertencia ao mundo sobrenatural. Me lembro muito bem do jeito desengonçado do mesmo. Stiles era um garoto magrelo, pálido e hiperativo que me irritava a cada dia. Eu queria mata-ló, arrancar a garganta dele com os meus dentes a cada vez que ele fazia uma piadinha com o nome cachorro pelo fato da minha licantropia.

   Mas depois de um tempo eu fui me acostumando com o seu jeito, e não podia se quer passar um dia sem que eu pensasse nele. Quando ele descobriu que era um avatar ficou alegre e triste ao mesmo tempo pois ele sabia que com o título de avatar, viria suas obrigações.

   Passei a ver ele com menos freqüência, os treinos e reuniões entre líderes ocupavam muito seu tempo. Mas sempre dávamos um jeito de nós encontrarmos as escondidas.

  Mas agora cá estou eu não prestando nem um pingo de atenção no que minha irmã está falando por causa de Stiles. Eu iria vê-lo hoje a noite, mas eu não queria viver daquele jeito as escondidas. Eu o amava e queria poder beijá-lo a hora que eu quisesse, mas tinha as porcarias das leis para tirá-lo de mim.

- Derek! - minha irmã Cora estalou o dedos na frente do meu rosto fazendo eu dá um pulo com aquele ato. - Está me ouvindo?

- Claro que sim. - menti, mas logo me arrependi lembrando que ela poderia saber que estou mentindo. Cora jogou a cabeça pro lado me encarando furiosa.

- Sobre o que estava falando? - ela me desafiou estreitando os olhos para mim.

- Sobre... - nem terminei e ela já estava gritando exasperada e chateada ao mesmo tempo.

- Você não escutou Derek!  - ela gritou me fazendo revirar os olhos e apenas ir pra cozinha sendo seguido por ela.

- Desculpe eu não consigo parar de pensar...- fiz uma pausa e respire fundo. Cora tinha agora uma expressão de preocupação e tristeza.

- Eu sei o Stiles faz falta nessa casa. - Cora se encostou no batente da porta e se equilibrou em apenas uma perna, eu sabia que minha irmã era muita apegada a Stiles assim como todos da minha pack.

- Muita falta. - finalizei não revelando que o veria hoje. Lydia achou melhor eu não contar para ninguém sobre meus encontros às escondidas com Stiles, na concepção dela seria mais fácil de ninguém descobrir.

- Você precisa se alegrar Derek. - Cora se aproximou e me abraçou de lado. - Não gosto de te ver triste.

- Não estou triste! - dei um beijo na testa de Cora fazendo ele me encarar surpresa. - Muito pelo contrário. - sorrir lembrando em e de que veria Stiles hoje à noite.

*****

   Tédio. Essa palavra definia minha tarde. Eu estava deitado na cama olhando para o teto como se aquilo fosse a coisa mais divertida do mundo. Eu não queria sair e ter que encarar Sebastian, desde a cerimônia ele tinha me tratado de uma maneira super educada, mas meu mau humor não acabava.

    Eu queria estar lá fora, mas não podia sair por um segundo que logo sentia um dos lobos de Sebastian me seguindo. Eu já tinha gritado com o mesmo milhares de vezes, eu não queria ser monitorado ou coisa do tipo.

    Resolvo sair da cama e desço as escadas analisando as fotográficas perto da mesma. Tinha várias fotos de Sebastian juntamente com sua falecida família, minha mãe me contou que as duas maiores famílias de lobos eram os Banes e os Hales, por um tempo Tália Hale, mãe do Derek, foi uma das líderes do clã dos lobisomens.

    Saio da mansão Bane e fecho os olhos ao sentir o ar puro invadir minhas narinas. Abro e vejo todos os lobos, que antes estavam treinando, pararem e ficarem me olhando como se eu fosse um pedaço de picanha suculento. Levanto minha cabeça tentando passar confiança e liderança entre os mesmos, logo vejo um lobo de cabelos e olhos escuros se aproximar de mim.

- Olá avatar! - ele me saúda e eu apenas contínuo o encarando com a mesma carranca, não posso dar o braço a torcer. - Meu nome é Thrash, Sebastian disse que se fosse sair, só poderia sair se fosse acompanhado de um de nós. - minha expressão de confiança despenca, dando lugar a uma de indignação.

- Quem Sebastian pensa que é? - grito com raiva fazendo o lobo a minha frente estremecer. - Eu não sou uma criancinha para precisar de babá.

- Desculpe avatar , mas eu só sigo ordens. - falou o lobo se redimindo. Quando Sebastian chegar eu juro que eu farei cachorro-quente dele. - Você quer treinar? - perguntou Thrash mudando de assunto rapidamente.

- Quero! - falei rapidamente fazendo os lobos soltarem "UH" de admiração, eu precisa descontar a raiva em alguma coisa, caso contrário eu explodiria em mil pedaços.

- Venha! - Thrash falou e eu o segui até o centro onde todos me fitavam.

- Escolha seu melhor cachorro. - provoquei recebendo rosnados em resposta. Isso Stiles seu burro, provoque milhares de lobisomens fortes, rápidos e ágeis, é uma ótima ideia!

- Calma Avatar! - falou Thrash sorrindo.

- Me chame de Stiles e vamos logo com isso!

- OK Stiles! - Thrash levantou as mãos em rendição e logo se afastou chamando um cara enorme e cheio de músculos.

  O cara era um armário e parou na minha frente com uma cara de bons amigos - só que não. Novamente senti minha confiança evaporar do meu ser, mas não deixei transparecer e continuei firme encarando o lobisomen a minha frente.

- OK podem começar! - Thrash mal terminou de falar e logo eu recebi um soco da montanha de músculos em forma de gente.

   Virei meu rosto sentindo o gosto de sangue na minha boca. Os lobisomens uivavam em satisfação e aplaudiam o lobo que tinha me acertado, enquanto ele sorria vitorioso. Limpei o sangue que escorria da minha boca e esperei ele abaixar a guarda, dando um soco certeiro no seu rosto fazendo o mesmo cambalear para o lado de uma maneira desorientada.

  O lobo tentou revidar, mas logo segurei seu pulso torcendo o mesmo fazendo o gritar de dor. Ele acertou minha perna, mas me mantive firme o suficiente para virar todo o peso do seu corpo contra ele o fazendo cair no chão sem energias.

  Levantei a cabeça vendo os lobos a minha volta todos surpresos com minha proeza, Thrash era o único que sorria e aplaudia em um canto. Voltei meu olhar para a frente e vi duas figuras se aproximarem, logo reconheci meu pai e sai correndo na direção do mesmo o abraçando e logo sentindo ele retribuindo.

- Filho eu estava com saudades. - meu rosto agora se encontrava entre as mãos do meu pai sendo segurado com carinho.

- Também. - falei rapidamente, fazia dois dias que eu não via meu pai e estava morrendo de saudades.

- Falei com Sebastian... - meu pai falou e logo percebi que Sebastian estava do nosso lado sorrindo como se fosse o melhor genro do mundo, encarei o mesmo com um olhar assassino para o mesmo saber o quanto eu estava com raiva. - Eu vou levá-ló para ver a Melissa ela também esta com saudades.

- OK vamos! - falei super animado o puxando para dentro do carro sem ao menos me despedir de Sebastian que apenas ficou nos olhando com uma cara de tacho.

   Entrei no carro sorridente com meu pai e logo ele deu partida no mesmo indo em direção a cidade. Encostei a cabeça no vidro observando toda a cidade, logo vi o restaurante Summer's passar por nosso campo de visão e fechei o olhos viajando no passado. Logo a imagem de mim quando criança juntamente com meu pai e minha mãe sentados nas mesas cobertas com toalhas Xadrez, minha mãe amava a torta de mirtilo daquele local, ainda me lembro como ela sorria com o jeito como eu comia desesperadamente. Sinto meu olhos encherem de água e logo abri meus olhos vendo meu pai parar o carro perto da reserva.

- Pensei iríamos ver Melissa. - encarei o mesmo que agora tinha um sorriso sacana no rosto.

- Precisava de uma desculpa para te tirar de lá sem que Sebastian mandasse um lobisomem te seguir, ele não desconfiaria de mim. - abri minha boca pronto pra questionar mas logo ele tratou de tirar a minha dúvida. - Derek está te esperando perto do lago cristalino.

  Senti todos os poros do meu corpo se inundarem de felicidade e logo abri um sorriso com a possibilidade de ver Derek.

- Meu deus é por isso que eu te amo! - beijei o meu pai rapidamente e sai do carro em disparada para floresta ansioso para ver o Derek.

******

  Stiles se encontrava na beira do lago jogando pedrinhas no mesmo enquanto apoiava o peso do corpo em apenas uma perna. Fazia poucos minutos que o garoto tinha recebido a ótima notícia de Derek o estaria esperando ali, mas ainda sem sinais do lobo. Stiles já estava apreensivo achando que um dos lobos de Sebastian tinha descobrido tudo e o mesmo tinha dado um fim no Hale. O garoto foi tirado de seus pensamentos ao sentir o cheiro do lobo invadir suas narinas e a mãos forte do mesmo rodearem sua cintura.

- Você demorou. - falou o garoto de uma forma manhosa sentindo as mãos de Derek passearem por seu corpo.

- Estava com saudades. - o lobo ignorou a reclamação e Stiles se derreteu em seus braços ao sentir o mesmo depositar um beijo na sua clavícula.

- Der... - o garoto gemeu ao sentir o lobo morder naquele mesmo ponto.

   Derek encostou o jovem avatar na árvore mais próxima para logo tirar a blusa do mesmo. O lobo não aguentava mais, precisava ver e marca a pele leitosa do garoto. Stiles se encontrava ofegante esperando o lobo parar de come-ló com os olhos e voltar as carícias ao seu corpo.

  Derek atacou a boca do menor sentindo a língua do mesmo enroscar com a sua. Stiles permitiu-se viajar pelo o corpo do lobo sentindo cada comprimento.

- Porra Derek! - exclamou o garoto ao sentir a língua de Derek explorar seu pescoço.

- Desde quando você xinga Stiles. - provocou o lobo ficando de joelhos e descendo a calça do garoto. Stiles mordeu os lábios ao ver aquele imagem obscena.

- E desde de quando você fala nessas horas. - rebateu o garoto focando o seu olhar para  frente, Stiles fechou os olhos rapidamentes ao sentir a língua do lobo em seu membro. - Derek...mas o quê.... Ahh - gemeu Stiles segurando os cabelos do Hale fortemente entre suas mãos.

  Stiles sentiu como se o mundo estivesse em câmera lenta, era primeira vez que alguém fazia aquilo nele. O garoto já tinha se envolvido com Malia, prima de Derek, mas nunca tinham se beijo ou feito coisas daquele tipo. As sensações que Derek o fazia experimentar era simplesmente incríveis. Era inevitável o garoto não se sentir como uma adolescente cheia de hormônios ao lado do lobo.

  Derek sentia o gosto do garoto em sua boca e a cada puxão que recebia do mesmo em seus cabelos, mais ele aumentava a velocidade em que chupava o membro do menor, recebendo gemidos em troca. Sentiu Stiles fraquejar e se desmanchar na boca do mesmo.

- Nossa! - Stiles admirou o homem a sua frente, e não conseguiu aguentar o desejo e atacou os lábios do maior sentindo o gosto do seu sêmem.

- Matamos a saudade? - perguntou Derek observando Stiles fechar o zíper e vestir a camisa.

- Lógico! - Falou Stiles de uma forma manhosa entrelaçando os braços no pescoço de Derek fazendo o lobo sorrir e abraçar a cintura do garoto.

- Então não preciso vim amanhã! - falou Derek sorrindo vendo a expressão de Stiles mudar de relaxada para supresa.

- Você vai vim amanhã?

- Sim,todo dia. - Stiles atacou a boca do Hale feliz com aquela notícia.

   Ter Derek todos os dias era a coisa que Stiles mais desejava.

********

   Stiles adentrou a mansão Bane com um sorriso bobo no rosto. Ele queria durmi o mais rápido possível só para quando amanhecesse ele fosse direto a Derek. O garoto estava apaixonado pelo lobo e aquela sensação era uma das melhores coisas que o mesmo tinha experimentado. Nunca tinha se passado na sua cabeça que ele estaria se arriscando para encontrar Derek Hale às escondidas. No começo parecia que o lobo o odiava, o garoto fazia uma piada e ele logo rosnava em resposta. Mas agora cá estão eles apaixonados um pelo o outro.

Stiles passou pela sala rezando para que nem um lobo estivesse acordado e percebesse que ele tinha chegado. Mas logo ouviu alguns barulhos vindo do escritório de Sebastian e se encostou na parede tentando escutar melhor.

- Está próximo! - Stiles logo reconheceu aquela voz e espiou para Dentro do cômodo encontrando Thrash e Sebastian sentados à mesa.

- Eu sei Thrash! - respondeu Sebastian cruzando os braços em sinal de nervosismo. - Mas preciso de mais tempo.

- Eles não daram mais tempo...- respondeu Thrash apreensivo. Stiles estava confuso quanto ao assunto mas continuou ali escondido tentando escutar o mínimo de informação possível.

- Se acalme Thrash vamos ganhar essa guerra. - como Sebastian tinha tanta certeza disso? Pensou Stiles. Como ele poderia afirma uma coisa dessas. - Com a ajuda dos... - Stiles esperou ansioso pela continuação, mas não veio e logo o silêncio foi cotado com a voz de Sebastian. - Está sentindo esse cheiro Thrash?

Sebastian mal terminou de falar e Stiles já se encontrava correndo pelas escadas. O garoto subiu rapidamente e se jogou debaixo das cobertas.

Stiles escutou passos e a porta foi aberta revelando o cheiro de Sebastian, o garoto fingiu já está dormindo, fugindo de todos os questionamentos que vinham logo em seguida. Quando Sebastian saiu, Stiles suspirou aliviado e pensando em tudo que havia acontecido lá em baixo.

O garoto estava curioso e tentaria descobrir de todas as maneiras possíveis o que Sebastian estava tramando.

 

   


Notas Finais


Bom gente espero que tenham gostado, amanhã ou hoje ( se der) postarei um novo capítulo.

Hoje eu completo 16 anos🙌😂 por isso tentarei caprichar no capítulo 9.

Beijos e até a próxima😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...