História Painkiller - Capítulo 56


Escrita por:

Postado
Categorias Linkin Park
Personagens Brad Delson, Chester Bennington, Dave Farrell, Joe Hahn, Mike Shinoda, Rob Bourdon
Tags Bennoda, Chester Bennington, Linkin Park, Mike Shinoda
Visualizações 63
Palavras 4.587
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha o capítulo maravideuso chegando!!!

Capítulo 56 - Cala A Boca


Fanfic / Fanfiction Painkiller - Capítulo 56 - Cala A Boca

(Otis’ POV)

É oficial, agora eu perdi o Tyler de vez, não que antes ele era meu, não, nunca foi, mas agora a chance de ser é zero, na verdade sempre foi, mas eu com ele por perto, dormindo na mesma cama que eu as vezes, fazendo tudo junto comigo, dava a sensação de que ele poderia ser meu, mas agora ele foi pra faculdade e eu fiquei sozinho aqui, ele continua na Califórnia, mas já não é mais a mesma coisa, eu não vou vê-lo todos os dias como eu passei dois anos fazendo, não vai demorar e ele vai até parar de me ligar da faculdade, ele ligou hoje, mas até quando ele vai manter isso? Vai demorar quanto tempo pra ele arrumar uma menina e esquecer completamente de mim? Algumas semanas talvez, eu realmente estou chateado e não vou conseguir dormir por causa disso, mesmo tento aula amanhã.

 

-Para de chorar seu idiota- falei limpando uma lagrima que escorreu pelo meu rosto

 

-Otis- a Abba falou entrando no meu quarto, ela cresceu tanto, eu lembro dela e da Jojo bebês, eram tão pequenininhas, tão fofas, agora já está com 12 anos, o tempo passa rápido

 

-Que foi?

 

-Você ta chorando? -ela falou sentando na cama

 

-Não é nada

 

-É sobre aquela pessoa que você gosta?

 

 

Um dia ela me pegou chorando no quarto, não faz muito tempo, foi a umas três ou quatro semanas, ela não entende direito, mas foi bom conversar com ela, apesar de ser uma criança, ela tem uma cabeça a frente do tempo dela haha:

 

-Por que você não conta pro papai? Ele também gosta de meninos, ele vai te ajudar- ela sabe que eu gosto de um garoto, só não sabe quem é, ela jurou que não ia contar pra ninguém, nem pra Jojo e eu acho que ela não vá contar mesmo

 

-Eu não quero contar agora, eu tenho medo da mamãe, como eu já te falei

 

-Você acha que ela vai ficar brava?

 

-Eu não sei maninha, não sei mesmo

 

-Mas por que você tava chorando agora? Eu não gosto de te ver chorando -como ela é fofa

 

-O menino que eu gosto foi embora

 

-Como assim?

 

-Foi pra faculdade, igual o Tyler

 

-A Lily falou que o Tyler ia embora, mas ia estudar na mesma faculdade do papai

 

-Sim, ele está perto

 

-E o menino que você gosta ta longe?

 

-Não, mas ele não gosta de mim

 

-Arruma outro

 

-Haha não é tão fácil, quando você começar a gostar de um menino, você vai ver

 

-Você quer que eu durma com você? Tipo um bicho de pelúcia? Haha

 

-Hahaha deita aqui- fui mais pro lado para dar espaço pra ela

 

-Boa noite Otis

 

-Boa noite maninha

 

Deveria ser o contrário, eu cuidando dela e não ela de mim, bem, eu cuido dela, mas quando eu choro, é sempre que ela que escuta, que me acalma, minha irmãzinha haha.

 

[...]

 

Voltar para a escola sem o Tyler foi estranho, sentia um certo vazio, mas vida que segue né, nós sempre vamos ter uma ligação devido ao casamento dos nossos pais, mas daqui uns anos nós vamos nos ver apenas em eventos familiares, porque a vida acontece, ele vai casar, eu espero encontrar alguém também, não vou ficar sofrendo por um amor não correspondido o resto da vida né, não sou idiota, mas ainda tenho aquela pontinha de esperança que eu possa ter alguma chance com ele, por mínima que seja.

 

-Oi- uma menina veio falar comigo

 

-Oi?

 

-Eu sou nova aqui e eu não consigo achar a minha sala, você pode me ajudar?

 

-Claro, onde você precisa ir?

 

-Pra sala da Sra. Stanley

 

-Eu to indo pra lá, teremos essa aula juntos

 

-Me chamo Victoria, mas pode me chamar de Vicky

 

-Sou o Otis

 

-Nome legal

 

-Valeu

 

Nós entramos na sala e ela sentou do meu lado, era só o que faltava, essa menina querer dar em cima de mim.

 

[...]

 

Nem acredito que já é sexta-feira, o Tyler vai chegar hoje no fim da tarde, eu estou muito ansioso pra vê-lo, faz menos de uma semana que eu não vejo ele, mas a saudade fala mais alto, bem mais alto.

 

-Bom dia Otis- a Vicky falou, nós temos quase todas as aulas juntos, por enquanto ela não demonstrou nenhum comportamento que denuncia um certo interesse em mim e isso é ótimo, talvez ela queira ser só minha amiga mesmo, por eu ter sido o primeiro que ela conversou, ela não é chata, só não vai ter chances comigo haha.

 

-Bom dia- sorri

 

-Você parece feliz, ta com um brilho no olhar

 

-O Tyler chega hoje no final da tarde

 

-Pelo jeito você gosta bastante dele, falou dele a semana toda haha

 

-A gente cresceu junto haha

 

-Amizades assim são legais, que se mantem durante anos, desde a infância, por viver mudando, eu nunca tive uma amizade assim

 

Pelo que ela me explicou, ela vivia mudando de cidade por conta ado trabalho do pai, mas os pais dela se separaram e a mãe dela voltou pra Los Angeles.

 

-Deve ser bem difícil, viver trocando de escola, começando tudo de novo

 

-É péssimo!

 

-O Tyler estudou comigo aqui por três anos

 

-Sério? Mas você não disse que morava em Palos Verdes? É meio longe

 

-Sim, mas ele teve problemas na escola que ele estudava lá, então veio pra cá, porque eu estudava aqui, então ele não ficaria sozinho nos primeiros dias

 

-Ah sim, e ele faz o que na faculdade?

 

-Design Gráfico e ilustração, igual meu pai haha

 

-E você já sabe o que quer fazer?

 

-Veterinária

 

-Bem diferente do seu pai hahaha

 

-Sim hahaha, e você, já sabe o que vai fazer?

 

-Direito

 

-Vai tentar Harvard?

 

-Claro

 

-Boa sorte haha

 

-Eu quero ser uma advogada incrível, pra ter minha casa, meu carro, sem depender de ninguém, sem precisar pegar o cartão de crédito do meu marido pra fazer compras, eu vou usar o meu cartão

 

-Gostei haha

 

Nós fomos sala e tivemos nossas aulas,mas o tempo tava demorando tanto pra passar,meu deus,só porque eu quero ver o Tyler logo,que ódio!!!

 

-Otis, você vai quebrar seu lápis se continuar batendo ele na mesa desse jeito-a Vicky falou

 

-Esse sinal não bate logo, eu quero ir pra casa logo

 

-Calma menino hahaha, daqui a pouco o sinal bate, eu hein hahaha

 

Quando o sinal bateu,eu nem me despedi da Vicky,corri pra ir pra casa,minha mãe deixou eu vir de bicicleta pra escola,eu acho que eu nunca pedalei tão rápido na minha vida.

 

-Veio voando?-minha mãe perguntou assim que eu entrei em casa

-Liga pro pai,fala pra ele vir me buscar,eu só vou tomar um banho-falei dando um beijo no rosto dela

-Otis,que pressa é essa?Haha,suas irmãs nem chegaram ainda menino haha

-Eu quero chegar la antes do Tyler

-Meu deus,não faz nem uma semana que você viu ele haha,eu vou ligar pro seu pai,vai tomar banho e arrumar sua mochila haha

Eu subi,tomei um banho,troquei de roupa,arrumei minha mochila e fui pra sala,minha mãe estava terminando de arrumar as meninas.

-O pai ainda não chegou?

-Calma filho haha,se você ficar assim toda vez que o Tyler vier,vai morrer do coração haha

-É só o Tyler-a Jojo falou

-Ele é meu amigo Ué-falei me jogando no sofá-meu deus,o pai ta demorando

-calma filho hahaha

-tem um carro parando,deve ser ele-falei levantando e vendo a rua pela janela-é ele-falei abrindo a porta e saindo

-o que foi?-meu pai falou saindo do carro

-vamos!

-ta com pressa?Hahaha

-o Tyler vai chegar logo 

 

-haha tudo isso é saudade?Haha

 

-vai pegar as meninas logo

 

-apressadinho hahaha

 

Nós entramos,ele cumprimentou minha mãe,pegou as coisas das meninas,eu peguei minha mochila e fomos para o carro,eu sentei na frente e as meninas foram conversando no banco de trás.

 

-como foi a escola hoje?-ele perguntou

 

-tranquilo

 

-e a sua amiga?

 

-o que tem ela pai?

 

-ela é legal?

 

-por enquanto sim,faz uma semana que eu conheço ela só

 

-hm

 

-pai,eu não vou ficar com ela

 

-eu não falei nada

 

-mas pensou

 

-não pensei nada,como você disse,faz uma semana que você conhece ela

 

-ela é minha amiga,só isso

 

-tudo bem Otis,eu não estou duvidando de você,meu deus,achei sua fase de stress tinha passado

 

-desculpa

 

Talvez eu tenha me exaltado um pouco com essa pergunta do meu pai,mas é que eu fico nervoso toda vez que ele toca nesse assunto,porque eu acho que ele desconfia que eu sou gay,ele vem com perguntas estranhas,sempre fala que se eu quiser conversar,ele vai me ouvir e vai me amar independente de qualquer coisa,meu pai é gay né,ele passou por isso,ele tinha a minha idade quando se deu conta que era gay,acho que ele atribui muito o meu comportamento ao dele,mas eu não posso contar pra ele,não gostando do Tyler,porque eu sei que ele vai saber quem é o garoto que eu gosto e eu não posso falar que é o enteado dele,não posso.

 

(Mike's POV)

 

Ter filhos na adolescência nunca é fácil,sempre me falaram isso,minha mãe principalmente,e eu estou vivendo esse momento,nunca achei que o Otis fosse dar trabalho como ele deu no começo dessa fase,depois que ele apanhou na escola pr causa de uns idiotas,ele amadureceu demais e os conflitos reduziram muito,mas desde que isso aconteceu eu passei a reparar mais no comportamento dele,eu sei que tudo tem o seu tempo e não se pode forçar nada,mas um menino de 15 não falar absolutamente nada sobre garotas não é tão comum,eu nunca falei nada,nem pro Chester,mas eu acho que o Otis é gay,ele age de um jeito muito parecido ao que eu agia na idade dele,quando comecei a me interessar pelo Nathan.

 

Hoje eu fui buscar ele e as meninas,porque o Tyler vai vir passar o fim de semana,o Otis e ele são tão grudados,certeza que o Otis conta as coisas para o Tyler,eu vou perguntar pra ele,eles são melhores amigos,devem ter segredos entre eles e eu como pai,preciso saber de alguma coisa,assim eu posso ajudar o meu filho,porque eu só perguntei sobre a escola e sobre a nova amiga que ele comentou no primeiro dia de aula e ele ja veio na defensiva falando que ela era só uma amiga,que ele não ia ficar com ela,meu deus,eu nem pensei nisso.

 

-cadê o tio Chester?-a Jojo perguntou assim que chegamos em casa

 

-ele foi comprar umas coisas,logo ele chega

 

-ah ta

 

-pai,o Tyler vai vir direto pra cá?-o Otis perguntou

 

-não,ele vai jantar com a Tali,a Karen e as meninas e depois vem pra ca com elas,não precisava ficar naquela pressa toda

 

-hm,eu vou pro quarto

 

-quando o Chester chegar,desce pra comer

 

-tá,só berrar que eu desço-ele falou subindo

 

Eu fiquei na sala vendo TV até o Chaz com as coisas pra comer.

 

-oi meu amor-ele me deu um selinho

 

-oi-sorri

 

-me ajuda a guardar essas coisas?

 

-ajudo sim

 

Fomos pra cozinha guardar tudo que ele comprou e arrumar a mesa para a gente comer.

 

-Chaz

 

-que foi?

 

-eu preciso conversar-falei encostando no balcão

 

-pode falar amor-ele falou tomando um gole de refrigerante e me abraçando pela cintura com um braço

 

-eu acho que o Otis é gay

 

-O QUE?-ele falou cuspindo o refrigerante na minha cara

 

-nossa,muito obrigado,você é nojento pra caralho-falei indo na direção da pia pra lavar o meu rosto

 

-como assim gay Mike?

 

-gay Ué,como eu-falei enxugando o meu rosto

 

-por que você acha isso?

 

-eu vim notando o comportamento dele de uns tempos pra cá,tem muita coisa nele que me faz eu lembrar de quando eu tinha 15 anos,ja peguei ele de cabeça baixa pelos cantos,ele nunca fala se gosta de alguém ou não,hoje ele deu chilique no carro só porque eu perguntei sobre a amiga nova dele,sem pretensão nenhuma,só perguntei mesmo

 

-você ja tentou falar com ele sobre isso?

 

-claro que já,mas ele nega até a morte,eu tenho medo dele esconder isso como eu escondi

 

-mas você é gay,ele deveria se sentir mais seguro pra contar,não?

 

-eu não sei Chaz,eu só não quero que meu filho sofra,eu vou falar com o Tyler quando ele chegar,ele é o melhor amigo do Otis,ele deve saber de alguma coisa

 

-pode ser,eu posso tentar falar com ele também

 

-eu não quero que meu filho sofra

 

-ele não vai meu amor-ele me deu um selinho

 

-Oi tio-a Jojo falou entrando na cozinha

 

-oi pequena-ele deu um abraço nela,cade sua irmã?

 

-to aqui-a Abba falou entrando na cozinha também

 

-vou chamar o Otis pra comer-falei

 

Contando pro Chaz sobre essa minha dúvida a respeito da sexualidade do Otis,acho que vou conseguir encarar melhor tudo isso.

 

(Tyler's POV)

 

Parece que eu passei um ano fora,mas foram 5 dias,apenas 5 dias na faculdade e a saudade ja ta grande,eu sei que com o tempo eu me acostumo,mas é foda ficar longe de quem você ama por tanto tempo.Assim que eu cheguei em Palos Verdes,fui direto pra casa da minha mãe,tava morrendo de saudade dela.

 

-filho!-ela falou me dando um abraço apertado

 

-oi mãe

 

-como foi a viagem?

 

-tranquila,mas eu estou faminto haha

 

-vamos entrar,a comida ja ta quase pronta

 

Eu entrei,cumprimentei a tia Karen e as meninas vieram pular em cima de mim:

 

-você veio mesmo!-A Lila falou

 

-É claro que eu vim hahaha

 

-como é na faculdade?-a Lili perguntou

 

-é legal haha

 

-melhor que a escola?-a Lila perguntou

 

-eu to achando

 

-MÃE,QUERO IR PRA FACULDADE!

 

-ai Lila,você não existe HAHAHA

 

Nós jantamos,minha mãe quis saber tudo sobre essa primeira semana na faculdade,eu contei o que eu não tinha contado pelo telefone,porque ela me liga praticamente a cada hora,coisa de mãe hahaha;depois do jantar,ajudei ela com a louça e fui com as meninas para a casa do meu pai.

 

-olha o garoto da faculdade ai haha-meu pai falou me dando um abraço-viajou bem?

 

-sim-sorri

 

-oi Tyler-o tio Mike falou me dando um abraço

 

-oi Tio-sorri

 

-meninas,a Jojo e a Abba estão esperando vocês no quarto pra ver a serie de vocês haha-o Tio Mike falou

 

-ta bom-elas falaram juntas e correram para o quarto

 

-nós vamos pedir pizza,você vai querer?-meu pai perguntou

 

-olha,eu to cheio,mas vou comer um pedaço haha

 

-beleza haha

 

-eu vou subir pra levar minha mochila-falei

 

-suba,porque o Otis está em cólicas pra te ver hahaha-o Tio Mike falou

 

-ok haha

 

Eu subi correndo e entrei no quarto sem bater,o Otis estava deitado na cama e levou um susto:

 

-Tyler!-ele correu pra me abraçar

 

-que saudade-falei apertando o abraço,meu deus,6 dias parecem uma eternidade longe dele,isso dói-como você está?Como está na escola?

 

-eu to bem,a escola ta tranquila,como eu falei pelas chamadas de vídeo

 

-ninguém tá mexendo com você né?

 

-não,pode ficar tranquilo haha,mas e a faculdade,como está?

 

-tá bem foda,estou amando as aulas-falei jogando minha mochila na cama

 

-já arranjou algum amigo?

 

-meu colega de quarto e três meninas da minha turma

 

-hm

 

-mas você que é melhor amigo

 

-se você diz,eu acredito

 

-é pra acreditar mesmo haha,eu vou tomar um banho,to quebrado,aula,viagem,isso cansa haha-falei pegando meu pijama na mochila

 

-imagino haha

 

-eu já volto-falei entrando no banheiro

 

Tomei um banho rápido e assim que eu saí,meu pai apareceu chamando a gente pra comer,jantamos em um clima descontraído,mas senti o Tio Mike meio estranho,e eu não estava errado,ele veio falar comigo:

 

-Tyler,posso falar com você um pouco?

 

-claro

 

-eu sei que eu já perguntei isso,mas o Otis ja conversou com você sobre sexualidade ou algo parecido?

 

-não, por que?

 

-eu estou preocupado com ele,preocupado com o fato de achar que ele esta sofrendo por algo e não tem coragem de contar

 

-eu vou tentar falar com ele

 

-obrigado

 

-que isso,agora eu vou subir,eu to muito cansado

 

-vai la,descansa,amanhã você curte mais haha

 

-sim haha,boa noite Tio

 

-boa noite-ele sorriu

 

Fui pro quarto,escovei meus dentes e deitei,mas logo o Otis entrou no quarto:

 

-já vai dormir?- ele perguntou

 

-sim,to muito cansado

 

-ah,ok,só vou pegar meu notebook e ir pra sala

 

-não,pode ficar

 

-não quero te atrapalhar

 

-Não vai atrapalhar-sorri

 

-certeza?

 

-absoluta haha

 

-tudo bem,só vou colocar meu pijama haha-ele falou tirando o tênis

 

-tá calor né?

 

-sim-ele falou tirando a camiseta

 

-amanhã eu quero passar o dia na piscina haha

 

-é uma boa ideia haha-ele falou colocando o short do pijama e deitou na cama sem camisa mesmo

 

-deita aqui-acho que falei isso alto demais,merda!

 

-que?

 

-nada,só falei pra você deitar aqui comigo

 

-eu vou mexer no computador,vou ter atrapalhar

 

-vai nada

 

-prefiro ficar aqui

 

-então eu deito ai-falei indo até a cama dele

 

-tá loucão Tyler?Haha

 

-eu to com saudade de você Ué

 

-ai meu deus haha,você é doido sabia?Haha

 

-ah,não vão ser todos os fins de semana que eu vou conseguir vir,então quando eu vier,quero aproveitar bem

 

-como assim não vai vir todo fim de semana?

 

-eu vou ter trabalhos,tem as festas,por mais que eu não curta muito,em uma festa ou outra eu vou pra não parecer estranho

 

-ah

 

-mas eu vou tentar sempre que der,se eu estiver livre,eu venho,faço o mesmo que eu fiz hoje,janto com a minha mãe e venho pra cá

 

-até você encontrar amigos melhores que eu

 

-e existe?

 

-você falando assim quase me convence

 

-to falando sério

 

-tá bom Tyler

 

-é serio caralho-agora ele vai ficar nesse joguinho de duvidar de mim?

 

-tudo bem Tyler hahaha-ele falou respondendo uma mensagem no Facebook

 

-quem é?

 

-Vicky,uma menina da minha sala

 

-hm,eu vou dormir,boa noite

 

-boa noite

 

Virei pro lado mas não dormi,fiquei ouvindo o barulho do teclado,ele está empolgado na conversa com essa menina;quando ele parou,vi que ele desligou o notebook e foi colocar no criado-mudo,ficando um pouco em cima de mim,mas com cuidado pra não me acordar,mas eu estava acordado e resolvi dar um susto nele:

 

-vai dormir menino-virei com tudo

 

-AAAAAAH!-ele falou despencando em cima de mim-que susto porra!

 

-Hahahahaha valeu a pena

 

-você não tava dormindo?-ele falou deitando na cama

 

-não haha

 

-te atrapalhei né?

 

-não,só não tava conseguindo dormir mesmo

 

-eu to com fome,acho que vou comer um pedaço de pizza que sobrou

 

-eu vou com você,vai que você vê nossos pais na cozinha né?Haha

 

-eu ouvi eles subindo hahaha

 

-menos mau haha

 

Fomos pra cozinha e de fato não tinha mais ninguém,sentamos no balcão e terminamos com a pizza que estava na geladeira junto com dois copos grandes de refrigerante:

 

-como você come na faculdade?-ele perguntou

 

-tem cozinha nos alojamentos,a gente cozinha

 

-não imagino você cozinhando

 

-O que?Eu sou o cozinheiro oficial do meu alojamento

 

-ah,conta outra Tyler

 

-pra provar,eu vou fazer o jantar amanhã

 

-essa eu quero ver haha

 

-você vai ver haha

 

-terminou?-ele falou descendo do balcão

 

-sim-desci também

 

Nós subimos,deitamos na cama dele e dormimos.

 

[...]

 

De fato eu não consegui ir todos os fins de semana para Palos Verdes,mas sempre que eu podia,eu pegava o carro e ia,passei o feriado de ação de graças com meu pai,e o tio Mike,as meninas e o Otis na cabana da família do tio Mike,com os pais dele é a minha mae haha,foi incrível,eu passei o feriado todo com o Otis e eu ja decidi,eu vou pra casa no recesso das festas de fim de ano,acho que vou ser dispensado um dia ou dois antes da véspera de natal,eu vou me abrir com o Otis,eu não aguento mais,principalmente depois de uma conversa meio estranha que a gente teve nessa viagem.

(Flashback On)

Eu e o Otis estavamos sozinhos na cabana,nossos pais sairam pra pescar com o avô do Otis,minha mãe e a tia Karen foram fazer una trilha com as meninas e eu e o Otis não quisemos ir a lugar nenhum,nós estavamos na sala jogando uno e tomando vinho escondidos haha,o tio Mike abriu um vinho no almoço e deixou na mesa,meu deus,eu to dando vinho para um menino de 15 anos,isso é muito errado haha.

 

-O que você vai falar pro meu pai quando ele ver a garrafa vazia?-o Otis perguntou

 

-nada Ué haha,eu falo que eu tomei,meu pai não curte muito,mas sabe que eu curto um vinho de vez em quando,mas me surpreende você tomando com naturalidade

 

-ah,é bom haha

 

-sim haha-dei um gole no meu vinho e ele ficou me olhando

 

-Tyler,posso te fazer uma pergunta?

 

-claro

 

-você já beijou algum garoto?

 

-que?Por que você quer saber isso?

 

-sei lá,curiosidade

 

-eu pareço ter beijado algum garoto?

 

-sim

 

Nisso ouvi a voz do meu pai:

 

-da essa taça aqui-fale o tirando a taça da mão dele e corri pra deixar o vinho na mesa e escondi as nossas taças,depois eu lavo e guardo.

 

-ola meninos,eu sou tão foda,garanti nosso jantar-meu pai falou entrando na sala com um peixe

 

Ao mesmo tempo que e queria continuar essa conversa com o Otis,eu não queria,então foi bom eles chegarem.

 

(Flashback OFF)

 

Depois dessa pergunta do Otis,eu fiquei pensando na possibilidade dele achar que eu sou gay também e a esperança de poder ter algo com ele começou a crescer no meu peito.

 

(Otis' POV)

 

Por incrível que pareça,meu ano letivo está bom,sem ninguém me zoando ou enchendo meu saco por não ficar com ninguem,eu atribuo isso a minha amizade com a Vicky,nos andamos muito juntos,ela virou minha melhor amiga,eu contei pra ela que eu sou gay e falei sobre o Tyler,ela me encoraja a me abrir com ele,ele veio pra passar o feriado de Ação de Graças e fomos viajar,nessa viagem,depois de ter tomado um pouco de vinho com ele,o que foi completamente errado,porque eu só tenho 15 anos,eu acabei perguntando se ele ja tinha beijado um garoto,porque nessas vindas dele pra cá nos fins de semana,eu comecei a prestar atenção no comportamento dele,eu acho que ele é gay,melhor,acho que ele sente algo por mim,porque ele sempre faz questão de dormir comigo,de estar comigo,confesso que estou até meio paranoico com isso.

 

-Não acredito que seu padrasto chegou bem na hora-a Vicky falou,eu estava contando pra ela sobre a viagem

 

-sim,ele chegou na hora que ele ia responder

 

-agora você vai vê-lo quando?

 

-no natal,quer dizer,ele acha que vai vir um dia antes da véspera

 

-se abre logo Otis,se você acha que ele é gay,se arrisca,assim você vai saber se leva um fora ou um beijo,se for um fora,você chora por uns dois dias e vida que segue,moleque pra você pegar é o que não falta,se for um beijo,se joga e beija mesmo

 

-hahahaha você da os melhores conselhos

 

-eu sou sua amiga,essa é a minha função

 

-haha e pensar que no começo do ano eu não queria falar com você com medo de você dar em cima de mim

 

-meu querido,meu gaydar apitou assim que eu te vi

 

-hahaha e ele não falhou

 

-não mesmo

 

-tá decidido,quando ele vier,eu vou me abrir com ele

 

-esse é meu garoto!!!

 

[...]

 

Hoje é 21 de dezembro,o Tyler disse que vai vir amanhã,então chamei a Vicky pra vir aqui em casa depois da aula,pra me ajudar com o que eu devo ou não falar pro Tyler,minha mãe fez uns biscoitos e eu fui com ela pro quarto conversar:

-ansioso?-ela perguntou

-muito!

-ja arrumou suas coisas?

-sim,meu pai vem me buscar depois do almoço

-boa sorte meu japinha favorito-ela me abraçou

-vou precisar haha-abracei ela de volta

Não vejo de ver o Tyler amanhã,não vejo a hora mesmo.

(Tyler's POV)

Eu estou tão ansioso pra chegar em Palos Verdes,decidi vir um dia antes,quero fazer uma surpresa pro Otis,até liguei pro meu pai avisando que eu ia passar na casa da Anna pra pegar o Otis,e é isso que eu estou fazendo,estou a caminho da casa dele,essa noite eu conto tudo pra ele.

 

[...]

 

-Tyler,que surpresa boa-a Anna falou abrindo a porta

 

-oi tia,dei um abraço nela

 

-como está a faculdade?

 

-incrível!

 

-isso é ótimo,cortou o cabelo haha?

 

-foi uma piadinha do meu colega de quarto,raspou enquanto eu dormia em uma festa,mas eu vou deixar crescer de novo haha

 

-ah sim haha

 

-o Otis ta em casa?

 

-ele tá no quarto com a Vicky,pode subir se quiser

 

-Vicky?Hm,deixa ele com ela,só passei pra dar um oi mesmo,eu tenho que encontrar minha mãe

 

-certeza que não quer subir?Posso chamar ele

 

-não precisa,amanhã eu vejo ele,até logo tia-dei um abraço nela

 

-Até,manda um beijo pra sua mãe

 

-mando sim

 

Eu entrei no carro com vontade de chorar,meu deus,como eu fui idiota,confiei tanto na minha intuição,achei que o Otis fosse gay e pra minha surpresa,chego na casa dele e escuto que ele esta com uma garota no quarto,essa tal Vicky,não gosto dessa menina!

 

-que ódio!-bati no volante-eu sou muito idiota

 

Fui direto pra casa do meu pai,eu não iria passar na casa da minha mãe,só falei aquilo pra dar uma desculpa pra ir embora.

 

-oi filho-meu pai falou assim que eu cheguei

 

-cadê o Otis?-o tio Mike perguntou

 

-ta com a Vicky,eu vou subir,eu preciso de um banho e da minha cama,amanhã a gente conversa-falei subindo,eu não queria papo com ninguém.

 

(Otis' POV)

 

Assim que a Vicky foi embora,minha mãe veio falar comigo:

 

-o Tyler passou aqui hoje

 

-o Tyler?Ele só ia vir amanhã,por que não me chamou?

 

-ele não quis,disse que só ia dar um oi,mas você estava com a Vicky no quarto,ele achou que fosse atrapalhar

 

-eu vou ligar pra ele

 

-amanha vocês vão se ver,não precisa disso haha

 

-vou só ver o que ele queria

 

-tudo bem haha,não dorme muito tarde viu

 

-ok

 

-boa noite

 

-boa noite mãe-sorri

 

Eu subi e tentei ligar pro Tyler,mas ele não me atendia,liguei quatro vezes e ele não atendeu,será que ele ficou ciúme da Vicky?Eu preciso vê-lo amanhã,mais do tudo!Decidi mandar mensagem pra Vicky:

 

"O Tyler veio aqui e foi embora quando soube que você estava no quarto comigo"

 

"Ciúme?Haha"

 

"Espero que sim haha"

 

"É a sua chance"

 

"Ele não me atende,preciso muito falar com ele"

 

"Amanhã assim que você chegar na casa do seu pai,você conversa com ele"

 

"É isso mesmo que eu vou fazer"

 

"Boa sorte Otis"

 

"Valeu :)"

 

Eu tentei dormir cedo,mas a ansiedade tava me matando.

 

[...]

 

Meu pai veio pegar a gente depois do almoço e combinou tudo sobre o almoço de natal com a minha mãe,vai ser a primeira vez que ela vai passar o Natal com o meu pai desde que eles se separaram,vai ser legal passar o natal com eles de novo,mas eu quero mesmo é ver o Tyler.

 

-que bom que você chegou,vai acordar o dorminhoco do Tyler,porque ele finge que não me escuta haha-o Tio Chester falou

 

-hahaha ok-falei subindo correndo,quando eu entrei no quarto,vi o Tyler deitado na minha cama,o que ele está fazendo na minja cama?-acorda Belo Adormecido-falei me jogando em cima dele

 

-sai Otis!-ele falou seco

 

-eita,tá nervosinho?-falei levantado e deixando minha mochila na cama dele

 

-vê se me erra!

 

-O que foi que aconteceu?E o que você fez com o seu cabelo?

 

-Vai la com a sua namorada e não me enche o saco

 

-que namorada?Ta louco?E olha pra mim que eu to falando com você-falei puxando ele pelo braço

 

-a Otis,vai mentir pra mim?Você estava com uma menina no quarto ontem,eu passei na sua casa e sua mãe me falou,porra,eu achei que eu fosse seu amigo,mas pelo jeito não,já que você não me contou que estava namorando

 

-não contei porque eu simplesmente não estou

 

-não precisa mentir Otis,pode falar que você ta namorando essa menina

 

-eu não estou namorando ninguém,que saco!A Vicky é minha amiga,como eu já disse um milhão de vezes

 

-então por que vocês estavam sozinhos no quarto?

 

-nós estávamos conversando Tyler,conversando,falando da pessoa que eu gosto

 

-ah,pra ela você conta?Ótimo,bom saber,muito bom saber,pelo jeito quem esqueceu de mim foi você

 

-Tyler,cala a boca!

 

-mas é verdade

 

-cala a boca-fui pra cima dele e o beijei com toda vontade que eu estava guardando por todos esses anos,chega de esconder esse sentimento,cansei.


Notas Finais


até o próximo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...