História Paixão - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Baki, Chiyo, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Hinata Hyuuga, Ino Yamanaka, Kankuro, Mei, Naruto Uzumaki, Pain, Personagens Originais, Rock Lee, Sakura Haruno, Sasuke Uchiha, Shikamaru Nara, Temari
Tags Empatia, Gaara amor, Naruto, Sakura, Sasuke, Violencia
Visualizações 31
Palavras 1.742
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Lírica, Luta, Romance e Novela, Saga
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Perdão pela demora mas essa estória teimosa quer fugi do plano.
E eu ando muito ocupada e muito louca.

Capítulo 29 - Paixões e outras loucuras


Fanfic / Fanfiction Paixão - Capítulo 29 - Paixões e outras loucuras

A missão de Hinata na Bruma a sua última ia levar tempo. Mas agora ela não tinha mas nada que a prendesse em Konoha ou em Suna. Á missão dela lá era delicada. Necessitava de confiança e confiança leva tempo para ser conquistada. Era um mundo novo e desconhecido ela ia ser uma espécie de segurança muleta para um homem perigoso. Para todos os efeitos ela era o novo e brilhante brinquedinho de luxo desse homem. Ela tinha que conquistar a confiança dos homens ali, mas o principal era ter a confiança das garotas para descobrir quem era o traidor. Não era o tipo de trabalho que costumava aceitar. Ela ia precisar se mostrar, as roupas eram ousadas. Ela tinha que parecer confiante e arrasadora. Ela tinha que ser sedutora, segura. Mas naquele momento ela estava um trapo.
Ao chegar no belíssimo clube ela foi recebida com um sorriso por Arkano.
__Menina o que houve com você?
__Fui traída. E terminei o namoro.
__Caralho.
__Estou um caco. Eu queria perdoar mas não consegui.
__Está bonita mas a quero divina. Se troque e vamos ao trabalho é a melhor maneira de esquecer esse traidor.
__Vamos.

2 MESES DEPOIS KONOHA.


Sasuke estava feliz, não ele podia dizer que era a primeira vez desde que se lembrava que de fato estava muito feliz. A Vila era pequena mais era um pedacinho de paraíso. Sua pequena vila, ou melhor seu paraiso, estava pronto, tinha algumas das mais lindas paisagens de toda Konoha era a morada da paz e da tranquilidade. O vale estava em uma região preservada, com apena uma outra pequena vila que parecia ser de uma época passada. As construções tinham ficado cheias de charme eram pequenas bonitas, e Ino tinha dado um toque todo especial havia uma pequena praça com brinquedos para as crianças, bancos para os mais velhos. Havia uma escola, um posto médico. Havia hortas e jardins. Estava tudo pronto tinha custado muito manter o segredo, pois seus trabalhadores suspiravam de alegria pela maravilha que estavam construindo mas também sofriam, primeiro por que a Vila era pequena e logo o trabalho que os tinha tirado da miséria acabaria, segundo por que tinham se afeiçoado ao lugar, mas nunca poderiam ter tamanha mordomia. Ele tinha dito que seria uma espécie de acampamento de férias um retiro pra pessoas com dinheiro.
Mas o dia finalmente tinha chegado. A obra tinha terminado há dois dias e os móveis simples tinham chegado e tinha sido arrumados. Por fim tinha convidado a todos os trabalhadores e famíliares para uma festa que estava prestes a começar.
__Ficou incrível pentelho.
__O que faz aqui Tsunade?
__Vim ver com os meus olhos. Parabéns pentelho. Ficou sensacional.
__Obrigado tem muito de Ino no projeto.
__Muito de você pensou na segurança. Fez todo um sistema de defesa tenho certeza que tem até um abrigo.
__Não posso crer na bondade, estamos bem longe de quem possa nos prestar algum auxílio. Mas que bom que está aqui preciso abrir algumas estradas.
__Mas isso deixaria tudo mais exposto.
__Não pretendo fazer estradas como se fossem anéis a floresta oferece camuflagem mas você terá que passar por lugares onde estará totalmente exposto. Sem falar que as ervas certas nas margens podem denunciar visitas. Quando eu expandir a quantidade de vilas serão interligados por essas estradas.
__Vai meio que criar pequenas vilas nos limites de Konoha?
__Exatamente.
__Uma ótima idéia que custará muito dinheiro.
__E o que você tem com isso?
__Ok Uchiha. Faça o que desejar. E você vai liderar todas essas vilas?
__Elas já tem seus líderes. Bons homens e mulheres que estavam do seu lado enquanto abandonados por todos os outros. Bons homens com poucos recursos financeiros mas com muita sabedoria e generosidade.
__Merda Uchiha como mudou tão rápido?
__Alguém me deu um sábio conselho, aqui eu não sou um Uchiha, eu sou aquele que proporciona trabalho, alimento na mesa, que cuida da segurança, então sou mais livre pra recomeçar.
__Quem deu esse conselho?
__Não é da sua conta.
__Esse eu conheço. Fique com os seus novos amigos. Divirta-se.
__Obrigado pela visita. E não volte mais.
__Ainda mando aqui Sasuke.
__É mesmo?
__Já cansei da sua existência. 

__Já vai tarde.
Sasuke olhou da janela de sua cabana, os últimos preparativos para a festa. Ino tinha se arrumado e estava a receber os homens mulheres e crianças.
Ele saiu ao encontro de Hakur. Que o recebeu com um sorriso.
__Não imaginava que ficaria tão bonita a nossa vila.
__Ino e seu jeito todo especial pra decoração.
__Como o jovem casal está?
__Péssimos, se eu fosse um bom homem eu a mandaria embora mas sou egoísta de mais para permitir que ela se vá.
__Isso não faz sentido nenhum menino Sasuke.
__Eu posso sentir que ela quer ir mas não sabe como. Quando eu for adulto o suficiente eu á deixo ir.
__Que magnânimo.
__É, um dia, não hoje. Vamos logo, os coitados já ficaram nessa agonia por tempo de mais.
__Eles comentam do sonho que seria morar aqui.
__Eu não poderei ficar muito tempo por aqui.
__Mas essa é a sua vila.
__Tenho uma missão Hakur, a folha está sob grande ameaça. E eu estou em dívida não com a folha, mas com a minha mãe e o meu irmão. Estarei em missão em breve. E continuarei com a construção de vilas de segurança por todos os limites de Konoha.
__Quem comandará aqui menino?
__Você como sempre fez. Eu sou só o  construtor e financiador.
__Você agora é um homem.
__Ainda sou um menino, só que agora tenho um objetivo.
Hakur gargalhou. Ele sabia que haveria comoção quando aquelas pessoas descobrissem que tinham saído da extrema pobreza para uma vida segura, organizada e próspera e quem diria que tudo isso viera pelas mãos de um moleque que quando passara pela aldeia vazio de qualquer coisa, o fizera temer  a capacidade destrutiva do garoto mas um tempo depois ele tinha voltado e parecia uma nova pessoa.
Sasuke passou entre as pessoas sendo comprimentado.
__Bom senhores eu não sou de discursos longos mas nossa vila está pronta.
Há choro, gritos de felicitações.
__Um dia um garoto mas jovem que eu me disse que eu era carente de propósito. Como se pudesse adivinhar o que eu pensava na época, ele me disse onde eu era necessário, onde eu seria aceito e recebido pelo que pretendo me tornar. Eu estou aqui e vocês também. Agradeço por terem me recebido, por terem aceito trabalhar comigo, por terem me aceito apesar de meus erros.
__Você é bom menino Sasuke.
Alguém gritou ao longe. E Sasuke agradeceu mentalmente os planos loucos de Gaara, aquelas pessoas eram boas, tinham trabalhado duro, sem se queixar, tinham sonhado viver ali, mas nenhum sequer tinha pedido ou desviado material para suas humildes moradias. Tinha os visto economizar tudo que podiam para quando tudo terminasse, eles pudessem viver bem com o que tinham ganhado. Aquelas pessoas eram as jóias á quem seu irmão dedicara a vida, se muitas vezes não conseguira aceitar o tanto que Itatchi sacrificara agora ele conseguia se orgulhar muito. E conseguia deixar pra trás a dor escruciante da perda e abraçar um futuro novo pro clã Uchiha.
__Bom senhores, vocês gostariam de viver aqui?
__E quem não gostaria menino Sasuke. Um dia ainda vou ter uma casa dessa.
Era Dhefef um de seus melhores construtores. Um homem generoso que criava junto com a esposa três sobrinhos e cuidava de duas senhoras idosas abandonadas pela família, apesar de construtor morava em uma cabana simples e quase nunca ficava com a família pois estava longe sempre a trabalho.
__Pois bem Dhefef sabe aquela casa com 4 quartos com janelas azuis e uma horta em vez de jardim.
__Claro, eu falei que era perfeita pra minha família. Quase todo mundo aqui tem uma casa que parece que foi feita pra eles.
__É que foram feitas pra eles Dhefef. Assim como aquela foi feita pra você. Então senhores antes de mais alguma coisa vão ver suas casas.
As pessoas ali não se moviam pareciam em choque diante de tremenda revelação. Era como se não pudessem se mover, não pudessem acreditar.
__Você está brincando menino.
__Não dona Derssa. Vá ver a casa da sua família.
Às pessoas corriam de um lado pra outro, Sasuke olhou toda a felicidade da aldeia e o sorriso luminoso de Ino, ela era incrível, ela era seu tudo ali, e ele se sentia doente, se sentia cheio e ao mesmo tempo vazio. 
Era assustador olhar pra mudança que a loira fizera em sua vida.
Já Ino Yamanaka não cabia em si de orgulho de Sasuke queria correr para o seu  homem e gritar aos quatro ventos seu orgulho, sabia que o seu jeito estranho do último mês tinha o deixado inseguro. Ela estava se apaixonando de novo por Sasuke Uchiha era como se mais uma vez estivesse estendendo as mãos para o perigo. Mas isso não era tudo havia a saudade esmagadora de Sai, o que não fazia sentido. Não amava Sai daquele jeito ou amava? Como podia sentir tanta falta de Sai quando estava mais uma vez entregando seu corpo e seu coração à Sasuke Uchiha? Como podia estar tão feliz e ao mesmo tempo tão triste?
__Tome a decisão menina. Antes que ele se apaixone por você e não permita que você vá embora.
__Ele nunca se apaixonará por mim, Hakur.
__Por acaso você ficou uma velha decrépita, feia, louca ou burra?
__Não.
__Sasuke pode se apaixonar por você. Pra amar basta estar vivo. E você é uma mulher incrível. E seria bem ruim se quando ele se apaixonar você descobrir que é com o outro que você quer ficar.
Ino engoliu em seco as palavras dura de Hakur, mas ele tinha razão seu coração estúpido estava colocando-a em uma tremenda confusão.
A música se fez ouvir, abraços e gritos felizes seguiram noite a dentro. Quando a madrugada já ia longe se recolheram a sua nova moradia pois só voltariam aos seus antigos casebres ao amanhecer para buscar seus poucos pertences.
A luz de um luar Sasuke Uchiha rezou para que sua família pudesse descansar. Rezou para que essa missão a serviço de Gaara lhe desse a oportunidade de destruir esse inimigo terrível. Rezou para que Ino finalmente estivesse completa do seu lado.
__O que faz aqui sozinho?
__Uma oração pelo passado e pelo futuro. Vamos Ino descansar que viajarei em breve.
__Viajar?
__Já brinquei de calmaria tempo de mais.




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...