1. Spirit Fanfics >
  2. Paixão "Adolescente" >
  3. Reencontro

História Paixão "Adolescente" - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Bem, depois de alguns capítulos, os outros capítulos vão começar ficar um pouco maiores :3

Confesso que fiquei um pouco decepcionada com a minha escrita, e quase desisti de tudo, mas... cá estou aqui, né mores



Boa leitura.

Capítulo 2 - Reencontro


Fanfic / Fanfiction Paixão "Adolescente" - Capítulo 2 - Reencontro

— Na próxima vez eu vou ir lá mocinho! — Disse Hyuna, para  Baekhyun .

— Não vai ter próxima vez. Eu te garanto, não e Baek? — Digo o olhando, e ele assente freneticamente com a cabeça, e a olha com carinha sem dono. Com essa carinha ninguém aguenta, gente. Esse muleque é muito fofo.

— Não! Não faz essa carinha! — A mais velha de nós, disse desviando o olhar de Baekhyun. Eu disse que ninguém aguenta, nem Hyuna. 

— Desculpe, eu juro que não vai acontecer mais, manos. — Disse abaixando a cabeça. É claro que ele esta arrependido, mais isso aí é chantagem, eu conheço.

— Pare de chantagem emocional, senhor Baekhyun. Eu te conheço! 

— Ta bom, ta bom! Eu vou para meu quarto. — Ele disse saindo. Hyuna suspira.

— O que ele fez? — Hyuna pergunta para mim. Eu não posso de jeito nenhum falar que ele beijou um garoto na escola, é capaz dele caçar e matar, o tal Jeongguk.

— Humm... Co... Colou na prova! — Digo. Ok! Talvez eu tenha piorado as coisas. — Eu... Eu tenho que arrumar minhas coisas no quarto! Licença. — Saio praticamente correndo, deixando Hyuna confusa, e falando sozinha.



— Porque ainda está na escola, Jeongguk? — Pergunta Yoongi.

— Te pergunto o mesmo. — Falo olhando o baixinho, que estava com  os cabelos esverdeados todo bagunçado e roupa amassada. — Esquece, sei muito bem oque tu fez. 

— E você? — Me olha, e eu lanço um olhar, de "você sabe" —, aah, te descubriram? Eu disse que não ia ser bom, você pegar o baixinho na sala dos professores.

— Pelo menos valeu a pena.

— Porque? — Diz me olhando curioso, enquanto a gente anda em direção a saida do colégio.

— Conheci o irmão mais velho dele, eu acho que vai ser bom investir. — Digo piscando para ele, que me lança um olhar divertido.

— Você não tem jeito mesmo Jeongguk.

— E você, Yoongi? Está disponível? — Digo me aproximando.

— Se você  ser o passivo, eu estou. — Disse, e oque me fez fazer uma careta. Passivo? Nunca!

— Sai dessa, cara. — Falo e ele me empurra rindo.

— Ah que pena Jeongguk, seria ótimo te comer. 

— Nem que a vaca tussa eu vou deixar alguém me comer, Yoongi, se orienta muleque! — Dou um peteleco em sua orelha, e o mesmo fingi dor.

— Ok, ok. Desisto de você, então — Disse divertido —, falou Jeongguk, a gente se vê amanhã, cara.

— Falou — Dou um aceno com a cabeça e vejo o baixinho se afastar.

Depois de um tempo no mundo da lua, eu acordo dos meus desvaneios, quando meu celular toca. 

— Alô?

— Eai cara! Aqui é o Bogum.

— Ah, oi cara! 

— Queria te fazer um convite!

 Pode falar, mano.

— Eu e alguns caras vamos em uma nova boate que lançou aqui, vai geral! E que é uma festa sem Jeongguk, não é mesmo? E ai, topa?

— Lógico cara, só me fala as horas.

 Esteja na minha casa as oito, de lá a gente vai.

— Beleza, mano

— Falou Jeongguk, até mais tarde.

— Até.

Desligo o celular, e vou em direção a minha moto, hoje a noite vai ser longa.


.


— Ah, você está aí Jeongguk. — Bogum abre a porta, e da passagem para eu entrar. — Fica avontade, eu só preciso pegar a minha chave lá em cima. — Diz, subindo os degraus de sua escada.

— Fala, Jeongguk! — Fala o cara que tava sentado do meu lado. Aí eu me liguei, que estava Félix, Mingyu e Namjoon, estavam presentes.

— Oi, pessoal. — Digo dando uma acenada com a cabeça.

— Oi Jeonggukie — Diz Mingyu. Vai começar. 

— Oi Mingyu. — Digo nem fazendo questão de olha-lo.

— Vamos ficar hoje né? — Acontece, que eu e Mingyu ficamos uma vez, e dês de então, ele acha que quero ficar com ele sempre. Mas, acontece que é uma vez, e tchau. Figurinha repetida não completa álbum. 

— Desculpa, mas não. — Digo dando de ombros.

— Vamos galera! — Diz Bogum, com as chaves na mão.


.


Chegando na boate, já dava para ouvir bem a batida da música, que rolava lá dentro. Entrando, vi pessoas se pegando, bebendo e dançando, do jeitinho que eu gosto.

Eu observei algumas pessoas, para ver qual seria a privilegiada. E então encontrei uma garota de cabelos loiros, com um vestido curto e justo, preto, a garota era branquinha e olhos verdes. Andei em sua direção.

— Que tal eu te pagar uma bebida? — Digo para ele, e sorrio. O sorriso típico, que faz todos cair aos meus pés. É, isso é a vida de ser uma pessoa linda.

— Adorei a ideia! — Ela diz chegando mais perto. Mas quando estamos perto o suficiente, eu olho por cima dos ombros, eu encontro um certo alguém. Hoje é meu dia de sorte, o irmão do Baekhyun estava ali. Dançando lindamente, com uma calça justa jeans preta, uma blusa branca, com uma jaqueta preta por cima, e um tênis vermelho. Definitivamente, perfeito. 

— Desculpe, não vai rolar, talvez um outro dia! — Digo para a garota, que me olha confusa.

— O que? Porque? 

— Só não rola tá bom? — Digo e saio andando deixando a garota incrédula, para trás.


Sigo em passos firmes em direção ao acastanhado. Quando estou a cinco passos de distância, ele se vira e para me olhando. Dou um sorriso de lado para ele, e chego mais perto.

— Que bom te reencontrar, Sr.Kim!



Notas Finais


Desculpe os erros u.u

Espero que gostem ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...