1. Spirit Fanfics >
  2. Paixão Descoberta >
  3. Respostas e perguntas

História Paixão Descoberta - Capítulo 25


Escrita por:


Capítulo 25 - Respostas e perguntas


No outro dia, antes do sol nascer, Adrien já se encontrava acordado, e não por escolha. Seu incrível pai havia marcado uma pequena sessão de fotos logo no nascer do sol, então o modelo já deveria estar acordado e pronto antes do horário. 


- Que tipo de pessoa marca algo assim tão cedo?! - Plagg resmungou enquanto observava Adrien terminar de se arrumar. 


- Pare de reclamar Plagg, pelo menos você não vai ter que ficar fazendo poses e dando sorrisos para uma câmera. - o loiro disse pegando sua bolsa.


Logo após a sessão, ele teria que ir direto para a escola, por sorte não iria se atrasar. Após o kwami entrar no bolso de sua camisa, Adrien saiu de seu quarto, encontrando Gorila, que o esperava pacientemente no andar de baixo para levá-lo até o local marcado para a sessão. 


Assim que entrou no carro, viu Ladybug pulando nos prédios e pensou que havia um akuma, mas estava silêncio demais para isso, então apenas ignorou e tentou ficar acordado durante o trajeto. 


(...) 


Depois de chegar ao fim a sessão de fotos, Adrien se apressou para chegar na escola rápido, já que não chegar atrasado não era uma opção mais. 


Quando chegou na escola, o pátio estava vazio, significando que todos já se encontravam nas salas de aula. 


- Adrien! - o loiro ouviu quando estava quase subindo as escadas, então se virou, vendo Marinette correndo em sua direção quase caindo. - Ainda bem que não sou a única atrasada. - o garoto riu e a azulada corou um pouco. 


- Vamos logo antes que fiquemos mais atrasados ainda. - a garota concordou e então Adrien ofereceu seu braço para ela, que entrelaçou seu braço com o dele e então andaram juntos até a sala. 


O modelo sabia que não podia perguntar sobre o beijo com Luka, mas talvez Chat Noir sim, então deixou para perguntar mais tarde, quando um certo gato fosse encontrar uma joaninha. 


- Atrasada outra vez Marinette? - a professora perguntou assim que a azulada e o loiro abriram a porta com cuidado, tentando ser discretos. - E você também, Adrien? 


- Desculpa professora, tive uma sessão de fotos e só acabou agora. - Adrien falou e, vendo que Marinette também teria que dar alguma desculpa, resolveu protegê-la também. - Marinette estava comigo na sessão, por isso chegamos juntos.


A azulada não sabia como reagir, mas Chloe com certeza sabia, já que se levantou fazendo cara de incrédula.


- Como assim Marinette Dupain-Cheng participou de uma sessão de fotos com o meu Adrienzinho?! - a loira gritou e o modelo e a mestiça suspiraram juntos. 


- Sente, por favor, Chloe. - a professora Bustier pediu sem muita paciência para lidar com a loira mimada.


- Isso não vai ficar assim, Marinette! - Chloe declarou se sentando emburrada. 


Assim que o loiro e a azulada se viraram para se sentarem em seus lugares, perceberam que seus companheiros de mesa haviam trocado de lugar. Nino estava no lugar de Marinette, ao lado de Alya que sorria alegre.


- Chegaram tão tarde, que achamos que nem iriam vir. - a morena explicou fazendo careta. 


- Tudo bem. - Adrien se sentou em seu lugar e observou sua amada, que estava parada pensando ainda. - Não vai se sentar Mari? 


- Ah, claro! - a azulada saiu de seu transe e se sentou ao lado do loiro, sentindo o olhar furioso da loira sob si. - Obrigado por me ajudar. - o loiro apenas acenou com a cabeça sorrindo. 


Conforme as horas iam passando, Adrien tentava prestar atenção na aula, mas saber que a garota que amava estava logo ao seu lado, perto o suficiente para ele poder beijar a garota, não permitia que sua concentração fosse direcionada para a aula, mesmo assim o garoto continuou olhando para a frente, fingindo prestar atenção em tudo que a professora falava. 


(...) 


Após a aula, Marinette correu para sua casa, não querendo acabar encontrando com Luka ou tendo que falar com Adrien, não queria ter que conversar com o loiro sabendo que estava escondendo algo dele. 


Infelizmente, quando chegou em sua casa, ouviu alguns passos vindo de seu quarto, mas não poderia ser seus pais, pois eles haviam saído, então a azulada pegou a primeira "arma" que encontrou no caminho para o quarto.


Uma frigideira. 


Assim que chegou na porta do quarto, ela esperou alguns segundos, juntando coragem, e então entrou no quarto pronta para atacar alguém com a sua "arma".


- Hey, hey! Calma! - o gato falou assustado com as mãos para cima, mas então riu ao ver a garota respirando aliviada. 


- Pensei que fosse um ladrão! Nunca mais faça isso de novo, Chat! - Marinette avisou apontando a frigideira para ele.


- Foi mal. - Chat Noir disse rindo. 


- O que veio fazer aqui? - ela perguntou largando a frigideira na mesa e indo até o guarda-roupa, procurando alguma roupa para trocar. - Não aguentou ficar longe de mim?


- E quem consegue ficar longe de alguém que usa uma frigideira como arma? - o gato debochou e ela fez careta. - Vim apenas visitar minha princesa. 


- Sua princesa? - a azulada se virou para ele, segurando uma muda de roupa nas mãos. 


- Yes. - o herói respondeu e olhou para a roupa nas mãos da garota. - Foi só eu ver você se trocando uma vez que já quer se trocar de novo na minha frente? 


- Eu juro, eu vou te bater tão forte com essa frigideira que a Ladybug vai precisar de outro parceiro. - Marinette disse e ambos riram. - Espere um pouco aqui, vou me trocar.


E então, a garota saiu do quarto rapidamente indo para o banheiro e tentando trocar de roupa o mais rápido possível. 


Enquanto isso, o gato percebeu que a azulada havia recebido uma mensagem, já que seu celular tinha vibrado em cima da mesa. 


- Você é melhor que isso Adrien... - Chat Noir murmurou consigo mesmo, tentando não deixar a curiosidade vencer. - Mas Chat Noir não. 


Então o gato pegou o celular, lendo a mensagem de Luka.


"Oi Mari, realmente me desculpe por ontem, não sei o que deu em mim. Espero que isso não interfira em nossa amizade." 


Chat Noir franziu o cenho ao ler a mensagem, tentando imaginar o que o garoto tinha feito para sua amada, mas se apressou a largar o celular na mesa e se afastar um pouco assim que ouviu a garota voltando para o quarto. 


- Desculpa a demora. 


- Tudo bem. - o gato disse observando Marinette.


Seus cabelos estavam soltos e estava usando um short preto com uma camisa rosa claro, que a deixava ainda mais fofa na visão do garoto. 


Quando a garota se aproximou da mesa, vendo seu celular e lendo a mensagem rapidamente, ela suspirou e desligou o celular, escolhendo optar por responder o mais velho depois. 


- O que foi? - Chat Noir perguntou disfarçando. 


- Luka. - a azulada respondeu fechando os olhos. - Por favor, não ache que eu sou uma garota que me divirto com os sentimentos dos outros, mas, bem... - ela abriu os olhos e encarou o herói, que a ouvia atentamente. - Ontem eu sai para caminhar pela cidade e acabei encontrando um amigo meu... 


"- Oi Mari! - Luka disse sorrindo feliz por ter encontrado a garota. - Você ainda não me respondeu sobre ir comigo na festa de Rose. 


- Ah, me desculpa! - Marinette falou nervosa, com medo de magoar o garoto. - Luka, eu realmente gosto de você...


- Eu também gosto de você, por isso queria ir com você no aniversário da Rose. - o mais velho interrompeu se aproximando da azulada. - No início achei que apenas gostava de você como amiga, Marinette, mas agora está mais do que claro o que sinto por você. 


Conforme ia falando, Luka se aproximava mais da garota, que não sabia como reagir. 


- Eu acho você incrível, mas... 


E novamente, o garoto interrompeu ela, mas dessa vez foi a beijando. Após alguns segundos com Marinette paralisada em estado de choque, a garota se afastou do mais velho.  


- Luka, me desculpa, mas eu não gosto de você desse modo... - a mestiça se desculpou olhando para baixo, se sentindo um pouco mal por decepcionar ele. - Eu tenho que ir." 


- E desde então eu não falei mais com ele... - a azulada terminou de contar com vergonha. 


Mesmo sendo errado, o gato sentia uma grande alegria e alívio ao saber a verdade sobre o beijo sem nem mesmo ter que perguntar. Mas sabia que não podia ficar feliz com a rejeição do outro garoto. 


- Então... Você não gosta dele? - Chat Noir indagou e a garota negou corando. - Gosta de quem então? 


- Eu... 


E então, com a sorte de Marinette de sempre ser interrompida, ouviram a campainha da casa tocar e Alya avisando que estava ali. A mestiça olhou para o gato, que suspirou derrotado. 


- Já sei, tenho que ir. - Chat Noir disse lendo a mente de Marinette. - Te vejo depois, princesa.  


- Até depois. - a garota se despediu e deu um beijo na bochecha do herói, que saiu da casa com um sorriso animado no rosto. 


Saber que Luka não era mais um obstáculo em seu caminho deixava o garoto mais aliviado, mas sabia que ainda não tinha ganhado ela. 


(...) 


- Vamos logo amiga! - Alya apressou a azulada, que sentia sua barriga revirar de nervosismo. - Se você vai ir com ele, tem que avisar ele antes, sabia? 


Após algumas horas conversando, a morena finalmente tinha tocado no assunto dos convites de Luka e Adrien, então a azulada contou para ela sobre o ocorrido com o mais velho, o que deixou claro que a mestiça iria com Adrien. 


- Você é muito chata sabia? - Marinette disse encarando a morena que riu e pegou o celular da mão da garota. - Hey! Meu celular! 


- Vai me agradecer por isso! - Alya saiu correndo para o banheiro com a mestiça atrás de si, logo trancando a porta antes de Marinette entrar. - "Querido Adrien!"


- Eu vou te matar Alya! - a azulada gritou e ouviu a amiga rir novamente. 


- "Eu amaria ir ao aniversário da Rose com você, o amor da minha vida." - a morena continuou enquanto digitava no celular. 


- Você não escreveu isso! 


- "Aproveitando, gostaria de casar comigo e ter três filhos e um gato?" 


- É um hamster, tonta. - a mestiça riu. 


- É a mesma coisa. - Alya disse abrindo a porta do banheiro após enviar a mensagem. 


Rapidamente a azulada pegou seu celular, lendo a mensagem que a amiga havia enviado para o loiro. 


"Oi Adrien! Eu adoraria ir no aniversário da Rose com você. Me busque às 7." 


- De nada amiga. - a morena sorriu e a azulada riu negando com a cabeça. 


Assim que a mensagem chegou para o loiro, o kwami preto resmungou ao sentir o aparelho vibrar, já que estava sob o celular enquanto comia um queijo. 


- O que foi agora Plagg? - Adrien perguntou olhando para o kwami, que se levantou. 


- Esse negócio me assediou! - Plagg reclamou apontando para o celular fazendo o loiro rir. 


- Ninguém mandou ficar encima do meu celular. - o loiro pegou o celular. - Sujou ele com queijo! 


- Ninguém mandou deixar esse seu aparelho na mesa. - Plagg retrucou e Adrien revirou os olhos. 


- Plagg! - o modelo chamou após ler a mensagem no celular. 


- Que? - o kwami olhou para ele com tédio. 


- A Marinette aceitou ir comigo! - Adrien gritou feliz.


—*—


No outro dia, Marinette havia acordado em um quarto diferente do seu, mesmo que tivesse certeza que fora dormir em seu quarto e em sua cama. Confusa, a garota se sentou na cama e observou o quarto a sua volta, reconhecendo aquele lugar.


Ela havia acordado no quarto de Luka. 


Um pouco assustada, a azulada se levantou rapidamente da cama e, quando estava prestes a sair do quarto, o mais velho apareceu segurando uma bandeja com comida. 


- Ah, você já acordou, ia te levar o café na cama. - Luka disse e então se aproximou da garota, dando um selinho nela. - Bom dia querida. 


Marinette franziu o cenho se sentindo ainda mais confusa. 


- Querida? - ela perguntou olhando para o garoto, que concordou.


- Bom dia melhor cunhada do mundo. - Juleka apareceu na porta do quarto. - Luka, viu meu pincel de maquiagem? 


- Acho que não vi. - o mais velho respondeu e sua irmã apenas acenou e saiu. - Não quero te apressar, mas melhor comer rápido se não quisermos nos atrasar. 


Marinette apenas concordou sem saber como reagir, já que só uma única coisa se passava pela cabeça da garota. 


O que estava acontecendo ali?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...