1. Spirit Fanfics >
  2. Paixão entre ômegas - vmin, hopekook >
  3. Capítulo 1

História Paixão entre ômegas - vmin, hopekook - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Então minha querida Kim, espero que goste de fanfic, me dediquei a escreve essa história, apesar da minha preguiça, como uma forma de agradecimento pela amizade que nós temos uma com a outra. E quero que você faça parte de minha vida por muito tempo. Não é fácil atura sua chatice assim como não como não é atura a minha kkkk I love you.♥️🌻



Ainda tem mais seis capítulo para postar kk

Capítulo 1 - Capítulo 1


Paixão entre ômegas - Vmin



Quando descobri minha classe, não me importei muito, mas quando meu aroma apareceu, foi aí que as coisas ficaram diferentes. Para um ômega, é necessário que tenha um cheiro agradável, assim um alfa pode ser interessar por ele, mas quem é o doido que vai querer um ômega com fragrância de pizza? Pois esse é meu lindo e maravilhoso cheiro, o únicos alfas que gostam disso são aqueles nerds feinhos que são doidos por anime, e além disso, usam óculos fundo de garrafa, e olhe lá se esse tipo irá me querer, já que eles tem uma preferência assustadora para ômegas, e nem desejo saber qual é.



Aqui estou eu sentado num sofá com o meu melhor amigo Park Jimin em meu colo, todo encolhidinho cheirando meu pescoço. Ele disse que gosta do meu aroma, que até  dava uma vontade de me comer - foram essas palavras que ele usou, não me culpem  - esse bolinho é a única pessoa que gosta de me cheirar. Na maioria das vezes, precisso usar um inebriador de aroma para não causar confusão com os alfas, disseram uma vez que meu cheirinho era horrível - ai vocês pensam: você não liga para isso ? E eu lhes respondo, não tô nem aí, nem de alfas eu gosto mesmo.


- Taetae, me dá beijinho. - Jimin levantou o rosto para olhar em meus olhos, e sorri retribuindo com um selinho. - Aish! Assim não, Taehyung, quero um beijo.



Aquela criatura manhosa estava com um bico do tamanho da Torre Eiffel na cara, não resisto e mordo seus lábios fazendo Minnie choramingar baixinho de dor.


- Ei!  desculpe, amor, mas não resisto ao seu biquinho. - passo o polegar pelos lábios antes de me aproximar para beijá-lo, começamos um ósculo calmo e lento, sem nada que envolvesse malícia, depois de um tempinho, nos afastamos por causa da falta de ar.


- Tae, você vai para a faculdade hoje? - se aninha no peito do mais novo que leva a mão até os fios do hyung para acariciá-lo.


- Vou, meu pesseguinho, por quê? Queria ficar mais um pouco com o seu homem, é? - invade a blusa do de cabelos rosados, apertando a cintura do menor que arfa baixinho.


- Queria sim, Tae. - suas mãos envolveram o torno do loiro que riu por ver o baixinho todo carente, sabia que o menor estava chegando perto do cio.


No cio, mesmo os dois sendo ômegas, eles tinham uma ligação tão forte que até os lobos se satisfaziam um com o outro em seus momentos mais quentes. No começo, o Kim  pensou que precisaria de um alfa para saciar os desejos impuros, mas, teve algo diferente em si quando viu  o melhor amigo entrar no quarto depois de saber que o mais novo estava nesses períodos. O Park falava que Taehyung tinha que tomar alguns remédios para passar a dor, e naquele momento, Tae percebeu que Jimin estava abatido - pois um tempo atrás, tinha escutado uma conversa do mais velho com o irmão do Kim, e lembrava muito bem o que ele tinha dito. ''Namjoon, eu amo o Taehyung, e nunca poderei ficar com outro que não seja ele, então desculpe por não poder retribuir seus sentimentos'', o Kim mais novo ficou indignado pelo irmão dar em cima do seu ômega, e a partir daquele dia, Tae tentou colocar sua mente em ordem para pode pedir o Jiminnie em namoro. Eles estavam com medo de sofrerem muito por serem um casal diferente, mas resolveu que até iria botar fogo na Casa Branca se fosse necessário para ter aquele baixinho de lábios carnudos, e então, naquela noite, Jimin se intregou para o amor de sua vida, e a partir da manhã seguinte em diante, eles estariam completos como um casal de lobos. - sim, tendo suas diferença dos casais comuns.


- Que tal eu passar no seu trabalho para a gente ir para casa juntos, amor? - perguntou dando beijinhos no pescoço de Jimin, que se mexeu no colo por sentir a área sensível ser tocada pelo namorado/quase noivo. Sim, os dois moravam juntos há uns dois meses, logo após os pais saberem do relacionamento do filho - e terem aceito - resolveram presentiar o casal com um apartamento médio, perto da universidade do Kim, e perto do trabalho de Jimin - que era na mercearia de seu pai onde também era perto - Amor, não se mexe assim, senão você vai ter que arcar com as consequências, que são bem prazerosas, vale resaltar, meu pesseguinho.


Um barrulho ecoava pela sala fazendo os dois "pompinhos" saírem de seu mundinho, e olharem para o lado onde estava o celular de Taehyung que murmurou um zoneamento para o aparelho amaldicoando e infeliz por atrapalhar o momento com Jimin. Pega o celular atendendo a chamada, sem ver quem realmente era a pessoa.


- O que quer? - aquela voz grave sempre estremecia todo o corpo do garoto clarinho que se encontrava no colo do Kim.


- É assim que tu fala com teu hyung, pizzazinha? Me respeita. - na hora reconheceu a voz, e queria mandar Seokjin para o inferno por ter o empatado que cuidasse de seu ômega carente. -  Ei....  Tae, qual é a parte do assunto que cairá no teste hoje?


-  Olha quem fala, o que tem cheiro de água sanitária. - o deboche era bem explicido, mas, mesmo assim disso  aquele ômega metido o outro não tinha realmente esse fragrância*, mas ele não gostava que o Kim dissesse  isso de seu cheiro, e bofou. Taehyung não poderia faltar hoje, só pelo madito testa de cálculo do curso de engenharia.- O primeiro assunto do mês de julho e os dois últimos desse mês.


O professor, para testar os conhecimentos fazia isso, colocando um assunto antigo, e os dois últimos que ensinou, o lado bom é que ele avisava sobre o que precisava estudar.


- Tá, ok. - suspira, sempre é assim, seu hyung era inteligente, mas sempre esquecia o que era para estudar. - Que horas você vem?


- Daqui a pouco já estou saindo de casa. - com a mão livre, faz um carinho no rosto de Jimin precionando o polegar nos lábios volumosos, trazendo o rosto do menor para perto, e  com um pouco de força puxar o lábio inferior deste, o que faz  Park gemer baixo com o toque. - Agora vou desligar, Hoseok.


- Hum.. seu safado, tu pensa que não ouvi o gemi... -  e assim desligou a chamada na cara do hyung que estava rindo do outro lado da linha.


- Amor, vamos tomar banho ?-  Jimin fala com malícia, fazendo o outro sorri.


- Sim, mas devemos ser rápidos, meu pesseguinho.-  levanta com o mais velho no colo, se direcionando para o banheiro onde teria uma sessão prazerosa para ambos, porém, rápido.



Não que eles não fizesse isso uma vez ou outra, quando estavam muito excitados, era delicioso ter o corpo quente do namorado contra o seu, emanando todos os seus sentimentos pelo ato carnal dos dois corpos juntos como se fosse um só.


Notas Finais


Betagem por: Lone_Fan


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...