1. Spirit Fanfics >
  2. Paixão inesperada - Jikook >
  3. Visita agradável!!

História Paixão inesperada - Jikook - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Oi pessoal vou tentar fazer episódio longo, mas só tentar , por que do nada tenho um bloqueio criativo...

Capítulo 7 - Visita agradável!!


- Jimin, saiba que eu e Namjoon sempre estaremos aqui para você. - Ele acaricia minha cabeça.

- Obrigado mesmo. - Falo ao mesmo. - Irei hoje visitar a omma. - Disse a ele.

Minha omma sempre foi guerreira e batalhou muito para nos criar, nosso appa fugiu assim que ela me teve, no dia do parto ele foi embora. Minha omma não era marcada até porque meu appa é o mesmo do Jin, só que o da Nayeon é diferente.

Por minha mãe passar cios com outros alfas ela acabou engravidado e nesse tempo ela já tinha sido expulsa, meus avós não aceitaram a primeira gravidez, ou seja, eles não aceitaram o Jin. 

Quando mamãe engravidou da Nayeon ela também não foi aceita de volta e isso foi até eu nascer, até hoje nunca dei uma palavra com meus avós apenas os vejo pela TV. Eles são donos de empresas pelo mundo, muito ricos por sinal. 

- Vá, antes que fique tarde. - Beijou minha testa e eu sai.

Ando pelas ruas ilumidas de Busan vendo todo aquele movimento e casais trocando carinho, era fofo. Depois de um tempo andando eu cheguei na casa da omma, a mesma parecia iluminada. 

A casa dela não era uma casa caindo aos pedaços, pelo contrário era comparada a uma mansão. Me aproximo da porta e toco a campanhia escutando um " espere, já vou atender" .

- Jimin!! - Assim que abre a porta a mesma corre até mim e me dá um abraço.

- Omma!! - A agarro em um abraço apertado.

- Meu filhinho querido, como está? Anda se alimentando bem? O que faz em Busan? - Ela me metralha com várias perguntas, confesso que faz tempo que não venho visita-lá. 

- Omma eu estou muito bem, me alimentando melhor que nunca. - Faço uma pausa. - Omma eu voltarei a morar em Busan. 

- O que? Meu filhote irá voltar? Meu bebê seja bem-vindo de volta, vamos entra quero saber de tudo. - Me leva para dentro, chegando lá vejo que a casa está mais bonita.

- Omma eu tenho tantas novidades. - Falo me sentando no sofá. 

- Conte todos meu amor. 

- Uma delas é que irei morar com o Jin hyung já a outra. - Paro de falar fazendo a mesma me olhar confusa.

- A outra? Prossiga quero saber o que tem de tão impressionante que não queres me contar. - Me ensentiva a falar.

- Omma eu tô grávido. - Disse inseguro, mas sua reação me agrada.

- Mentira, ganharão um netinho. - Ele vem até mim e me abraça.

- Eu não esperava que fosse reagir tão bem assim. 

- Eu não faria com um dos meus filhos o que meus pais fizeram comigo, meu bem. - Fico feliz por ela ter gostado da notícia. - Agora me diga, quem é o pai?

- Jeon Jungkook, mas omma não se anime ele não irá assumir.

- Como não? - Pergunta e põe as mãos na cintura.

- Ele disse que não quer o bebê. - Vejo seu olhar enfurecido.

- Eu queria que ele dissesse isso na minha frente pra ver se ele não levava uns tapa na cara. - Ri de sua atitude tão doce de me defender.

- Jin hyung disse que mandaria Namjoon bater nele. - Digo a ele entre risadas.

- Eu criei meus filhos perfeitamente, vejo só o Jin, Nayeon nem se fala já você é o meu bebêzinho. - Aperta minhas bochechas as soltando depois.

- Omma que eu saiba bebê que faz bebê não é mais neném. - Falou massageando minha bochechas doloridas.

- Mas você é e vai continuar sendo. 

Conversamos muito voltei para casa de Jin era umas 20:00, eu gostei de conversar com a minha omma ela parecia bem animada com a minha presença.

 Quando entrei fui direto para a cozinha e comi junto com Namjoon e Jin, depois subi para tomar um banho gostoso. Tempo após todos os processos me deitei e dormi, era muito bom tirar sono confortável.

Quebra de tempo...

Acordei era 8:00 desci tomei café e fiz tudo o que tinha que fazer, olhei para o volume de minha barriga que estava média, faria uma ultrassom no dia seguinte, para ver meu bebê e saber o sexo.

Eu estava animado já que paparicava o bebê mesmo ele estando dentro da barriga, comprava roupinhas amarelinha, brancas e verdinhas, cores pastéis todas elas.

Comprei perfume de bebê e já via ele usando o mesmo, era tão agradável pensar nisso me fazia esquecer os problemas.


Notas Finais


Pessoal eu não consegui ir mais que isso

Amo vcs

Votem e comentem....


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...