1. Spirit Fanfics >
  2. Paixão infernal >
  3. Capítulo 12

História Paixão infernal - Capítulo 12


Escrita por:


Capítulo 12 - Capítulo 12


Fanfic / Fanfiction Paixão infernal - Capítulo 12 - Capítulo 12

Amaya on

Passamos as duas semanas andando pela vila e reconhecendo o local, consegui traçar uma estratégia, andando pela vila acabei encontrando Deidara comendo um pote de doce 

Amaya- Você vai passar mal assim 

Deidara- Você quer?

Amaya- Quero 

Eu ia pegar a colher pra comer com ele mas ele não deixou 

Deidara- Não não 

Amaya- O que foi?

Deidara- Eu te dou 

Amaya- Vai me dar doce na boca?

Deidara- Vou 

Amaya- É pra eu me sentir uma criança ou algo assim?

Deidara- Tô tentando ser fofo

Amaya- Não tá conseguindo, mas tudo bem 

Ele começou a me dar doce na boca e era muito bom 

Amaya- O que é isso?

Deidara- Nutella 

Amaya- Nossa é muito gostoso 

Deidara- Eu sei 

De longe ouvimos Karin gritando com Juugo por causa de Deidara 

Amaya- Nem nas profundezas do inferno tem tanto fogo quanto tem no rabo dessa garota 

Ele começou a rir e acabou que eu comecei a rir também

Deidara- Quer mais?

Amaya- Quero 

Ele pegou uma colher cheia e me deu na boca, e acabou me sujando de chocolate e começou a rir 

Amaya- cadê a graça?

Deidara- Te sujei sem querer 

Ele pegou um guardanapo e me limpou e eu apenas sorri e ele ficou vermelho

Deidara- Você está linda 

Acabei ficando vermelha quando ele disse isso e sorri 

Amaya-Sabe você fica bem com esse cabelo

Deidara- Não enche eu tô horrível 

Amaya- Nem tá tão ruim 

Deidara- Como tá a sua mão?

Amaya- Vai demorar um pouco mas vai melhorar 

Deidara- Como ela conseguiu pegar sua faca 

Amaya- Eu não sei ainda eu nunca deixo ela em qualquer lugar, mas por precaução vou carregar comigo 

Deidara- Vou dormir, boa noite

Amaya- Boa noite, vou estudar o local melhor 

Deidara- Tome cuidado 

Fui até a pedra dos Hokages pois era o ponto mais alto da vila e me sentei lá observando a vila por completo, então se atacarmos os muros primeiro todas as atenções irao para as entradas, deixando a parte central pouco protegida, Juugo e Hidan podem cuidar a parte central, assim a Hokage sairia para proteger a vila, deixando o caminho livre para Hidan cuidar dos Anbu e Karin pegar os pergaminhos 

Amaya- Beleza

??- O faz aqui? 

Amaya- Eu só estava olhando a vila e pensando no final do exame 

??- Aah entendi, eu sou Gaara do deserto

Amaya- Sou Amaya, da vila da chuva 

Gaara- Posso me sentar?

Amaya- Claro 

Ele se sentou perto de mim e eu fiquei conversando com ele, durante um tempo, eu precisava disfarçar porque afinal eu não poderia ser descoberta

Gaara- Tenho que ir, espero te ver em breve 

Eu apenas sorri e ele criou uma nuvem de areia e saiu

Amaya- Dois Jinchuurikis em uma vila, talvez seja mais difícil do que pensei mas acho que consigo dar conta

Sasori- Shukaku o demônio da areia, você consegue ligar com ele?

Amaya- Claro que consigo Ruivinho

Sasori- Toma cuidado

Amaya- Eu não consigo mata-los mas posso derrota-los por tempo suficiente até fugirmos 

Sasori- Como você vai fazer isso?

Amaya- Com meu Sharingan, posso controlar uma bijuu com ele, posso usa-los para fugirmos, mas pretendo usar o Rinnegan na luta 

Sasori- Já traçou a estratégia?

Amaya- Claro que já, vamos fazer uma reunião

Sasori- Quando?

Amaya- Amanhã cedo

Sasori- Avisarei os outros 

Continuei olhando a aldeia e fiz um desenho perfeito da aldeia 

No dia seguinte todos já estavam no quarto para a reunião

Amaya- É o seguinte, não podemos falhar nessa missão, por isso vamos nos dividir para roubar os pergaminhos, Karin e Hidan, vocês vão roubar os pergaminhos, Juugo cuidará do centro da aldeia, Sasori e Deidara cuidarão das entradas da vila 

Peguei o desenho e circulei os locais que deveriam ser atacados

Karin- E você princesa?

Amaya- Eu vou cuidar dos Jinchuurikis 

Juugo- Tem mais de um?

Amaya- Dois Jinchuurikis 

Hidan- Acha que Consegue gatinha?

Amaya- Claro, se preparem para as lutas, não podemos ter erros nesse plano todos entenderam bem?

Todos- Sim 

Amaya- Ótimo, boa noite pra vocês, menos pra você Karin 

Karin- vagabunda

Amaya- Disse alguma coisa?

Karin- Vagabunda 

Amaya- Eu só não mato você agora porque você precisa roubar os pergaminhos

Sai da nossa reunião e fui comer doces 

Karin- Você deveria ficar longe do Deidara 

Amaya- Porque não fala pra ele ficar longe de mim?

Karin- Ele é meu tá entendendo?

Amaya- Desculpa não entendo lingua de vaca 

Karin- O QUE VOCÊ DISSE?

Amaya- Só entendo muuuuu

Karin- Sua aaaaah eu ainda vou te matar 

Amaya- Boa sorte 

Essa menina é muito louca, vou tomar cuidado com ela, quando essa aí morrer eu quero ser responsável pela tortura dela no inferno

......




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...