1. Spirit Fanfics >
  2. Paixão obsessiva >
  3. Chá de bebê

História Paixão obsessiva - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Hi guys ❤️❤️

Capítulo 13 - Chá de bebê


Fanfic / Fanfiction Paixão obsessiva - Capítulo 13 - Chá de bebê

 

Jensen :

_ não acredito que a minha mãe e a Sheron conseguiram me convencer a fazer um chá de bebê claro que esse é um momento especial e é muito bom receber nossos familiares e amigos mas eu me sinto completamente desconfortável sendo o centro das atenções e principalmente das piadinhas de Josh e Chris às vezes eles conseguem ser um pé no saco mas eu amo esses idiotas. Ao decorrer dos minutos eu começo a me soltar e entro na brincadeira, eu me sinto tão feliz... ainda mais nesse momento em que eu e Jared estamos mais entregues um ao outro, não tenho dúvida nenhuma que estamos no melhor momento de nossas vidas à espera do nosso pequeno e já tão amado Tom.

 

_ Jen me dá isso _ Joshua fala tentando pegar o meu prato que está cheio de tortas e eu desvio.

_ não acredito que você está tentando tirar o alimento de um cara grávido _ falo chocado

_ eu estou falando sério! você está comendo muito doce e isso pode causar diabetes gestacional você sabia?

_ nossa você é pior que o Jared eu hein _ falo dando uma boa garfada e sorrio pra ele então ele revira os olhos _ Joshua eu tenho acompanhamento médico e a minha taixa de açúcar está ótima.. e eu nem estou comendo tanto assim.

_ é mesmo? pois eu quero ver quando toda essa gordura descer para os seus quadris _ ele fala e eu faço uma careta conferindo o meu quadril, nesse momento Jared aparece por trás de mim me dando um beijinho no meu pescoço.

_ se por acaso Jensen ficar com pouco mais de quadril eu não veria o menor problema nisso, iria adorar apertá-los dessa forma, ele segura e meus quadris pressionando brevemente contra sua virilha, dou uma cotovelada de leve nele e sinto meu rosto esquentar.. ainda bem que estamos um pouco mais afastado e ninguém percebeu essa provocação idiota do Jared.

_ cara qual é o seu problema?.. ele é meu irmão! você não pode simplesmente ficar agarrando ele desse jeito na minha frente, isso é nojento _ Joshua fala gesticulando com as mãos e Jared de rir alto.

_ relaxa cunhado _ Jay fala e dá um soco no braço do meu irmão que devolve e sorri, eu me afasto deles e olho em direção a porta quando escuto a voz do Chad.

_ não acredito que vocês vieram _ falo sorrindo ando em direção a Chad e Katie, os dois reataram o namoro algumas semanas depois que fomos embora, fiquei super feliz e aliviado quando Chad me disse que eles estavam juntos novamente.

_ você acha mesmo que eu não viria para o chá de bebê do meu afilhado? _ ele fala sorrindo e me abraça, logo em seguida recebo o abraço de Katie.

_ nossa Jen... Sua barriga está linda eu posso tocar? _ Katie pergunta sorrindo.

_ claro que pode _ respondo e ela põe a mão na minha barriga e vejo como Chad olha maravilhado.

_ você pode tocar também Chad _ Katie se afasta e Chad se aproxima segurando em minha barriga com as duas mãos.

_ oi Tom, eu sou seu dindo sabia? _ Chad fala e o bebê meche fazendo ele se assustar um pouco.

_ ai que aflição cara _ ele fala e eu começo a rir da reação dele.

_ ele está mexendo cada vez mais e essa é a melhor sensação que poderia sentir _ respondo sorrindo.

_ imagino que seja _ katie responde e abraça chad.

 

não demora muito para que Jared, Joshua e Cris venham ao nosso encontro, todos estamos muito animados e curtindo cada momento então Jared bate em uma taça chamando a atenção de todos.

 

_ eu gostaria de agradecer a todos vocês por estarem compartilhando esse momento conosco, gostaria de agradecer pela amizade e o carinho que recebemos... gostaria de agradecer em especial ao meu lindo e amado marido por estar carregando dentro de si essa alegria imensurável que é o nosso filho.

Nós não tínhamos planejado essa gravidez, ficamos surpresos com a notícia... mas esse é sem dúvida o presente mais especial que poderíamos ganhar e a cada dia que o nosso bebê cresce dentro do ventre do Jen, cresce ainda mais o amor que eu sinto por ele _ Jared fala e eu sinto meus olhos começar a marejar de emoção, ele segura em minha mão e olha em meus olhos _ eu me sinto mais do que realizado em poder formar a nossa família com você, você faz com que eu me sinta o homem mais sortudo do mundo.

A chegada do Tom se aproxima e por isso sinto uma ansiedade gigante para conhecer esse neném tão especial e amado _ ele dá um beijo em minha barriga e logo em seguida em meus lábios, todos aplaudem e assobiam dando-nos as felicitações, respiro fundo secando as lágrimas que insistem em rolar no meu rosto e decido compartilhar algumas palavras.

 

_ hoje eu sou vida que gera vida, e em mim meu bebê se desenvolve fazendo que em meu coração se instale um amor que será eterno, incondicional _ falo olhando e segurando minha barriga _ Tom, por você eu vivo e por você eu espero ansioso e feliz, não vejo a hora de sentir você no meu colo, de sentir seu cheiro e ouvir todos os seus sons.. eu te amo _ olho para todos e vejo no semblante de cada um deles a emoção que transborda, Joshua está se segurando pra não chorar então eu sorrio pois sei que ele tem o coração mole igual manteiga... Do outro lado da sala minha mãe chora e filma tudo pelo celular, então volto a minha atenção pra o Jared e ele está olhando pra mim como se eu fosse a única pessoa que existisse nessa sala, eu abraço ele forte  _ eu te amo Jay... Você é meu alicerce e minha fortaleza, você é o melhor marido que eu poderia ter e já tenho a certeza que você já é o melhor papai que Tom poderia ter.

                                  *

 

_ acabei de completar os 7 meses e já sinto uma dor nas costas que começa a me incomodar mas ainda assim decido ir ao shopping com a minha mãe comprar uma poltrona para pôr no quarto do bebê e acabamos comprando mais coisinha pro enxoval.. o quarto dele já está quase pronto só falta alguns detalhes para que tudo fique perfeito, depois das compras feitas paramos na praça de alimentação eu estava faminto nunca imaginei que eu fosse capaz de sentir tanta fome como estou sentindo ultimamente. Fizemos nossos pedidos e começamos a comer tranquilamente até o momento em que eu observo um homem sentado em uma mesa não tão distante da nossa ele usa uma roupa preta óculos escuros e um chapéu eu me sinto desconfortável pois tenho a impressão que ele está me observando e isso me dá um frio na espinha.

 

_ está tudo bem filho? 

_ mãe.. eu acho melhor a gente ir agora _ falo pegando nossas sacolas.

_ Jen você mal comeu seu sanduíche _ minha mãe fala sem entender nada.

_ eu termino no carro _ falo pegando  o sanduíche e começo a caminhar apressadamente segurando no braço dela.

eu sinto meu peito apertar parece que o número de pessoas nesse shopping triplicou em questão de segundos... eu me sinto sufocado, olho para trás e vejo que aquele homem continua me olhando mesmo de longe ele me lembra alguém, ele me lembra o Jeffrey... E se for ele? E se for o Jeffrey ?...

eu tenho vontade de correr mas eu não posso, parece que eu estou em câmera lenta e o pânico toma conta de mim percebo minha vista começando a escurecer, fico tonto e sinto alguém me segurar evitando que eu caísse, logo retorno à consciência e me veja sentado em um banco com algumas pessoas à minha volta.

 

_ oh querido você me assustou o que houve? _ minha mãe pergunta aflita, eu me ajusto no banco olhando pras pessoas que começam a se afastar.

_ eu estou bem só foi uma queda de pressão, vamos pra casa.

 

Nossa volta para casa foi silenciosa eu não sei o que me deu para me sentir tão apavorado, eu acho que fiquei impressionado com as ligações anônimas que eu estava recebendo, Cris conseguiu rastrear o número e descobrindo que era de um telefone público de uma cidade vizinha, e agora aquele homem me observando daquele jeito fez com que eu saísse fora de mim, ao chegar eu sento no sofá quando meus pés em cima da mesinha de centro e observe minha mãe sentar ao meu lado.

 

_ o que foi que aconteceu Jensen? Você estava bem até o momento que saiu me arrastando pela praça de alimentação.

_ tinha um cara em uma mesa próxima a nossa e... Bom, eu notei que ele estava me observando mais do que o normal _ falo pondo a mão sobre minha barriga.

_ filho é normal as pessoas olharem, isso é...

_ não, aquele homem estava me olhando diferente e eu fiquei assustado porque ele me fez lembrar do Jeffrey.

_ você acha que pode ser ele?

_ não... Ele é diferente eu só me assustei _ falo e vejo Jared entrar em casa, ele nós cumprimenta e beija minha testa.

_ pelo visto as compras foram boas _ Jared fala sorrindo pegando uma sacola do chão e tira o macacãozinho azul e sorrir.

_ que bonitinho ele vai ficar muito fofo com isso _ ele fala e me dá um selinho.

_ mas não tenha dúvida! a gente comprou cada coisa fofa para ele olha só esse ursinho _ mamãe fala mostrando o urso marrom com um laço vermelho, ela sorri e fica em pé _ bom.. aproveitando que o Jared já está em casa eu vou indo embora, tenho que preparar a minha aula para amanhã.

_ mas ainda está cedo e eu trouxe sorvete de chocolate que por coincidência é o seu favorito _ Jared fala olhando para ela.

_ meu querido isso é realmente tentador mas u irei deixar pra uma próxima oportunidade, eu realmente tenho que ir _ ela dá um beijo na cabeça dele e beija meu rosto pedindo para que eu me cuidasse, Jay levanta e acompanha ela até a porta e volta pro sofá, eu deito pondo minha cabeça em seu colo e ele me faz cafuné.

_ pelo visto a ida ao shopping foi cansativa para você hein?

_ na verdade sim, o local estava lotado e eu acabei tendo mal estar.

_ mas você está bem? 

_ sim, Eu estou bem só foi uma queda de pressão, na verdade eu tinha ficado um pouco nervoso porquê tinha um cara estranho me observando e de algum modo ele me lembrou Jeffrey então eu fiquei assustado e o calor do ambiente me fez hiperventilar.

_ você acha que era ele? _ ele me pergunta sério.

_ não... ele era só um cara curioso mas eu confesso que mesmo assim eu estou assustado Jay, eu não queria me sentir assim mas é mais forte que eu.

_  eu também fico assustado porém a gente não pode deixar que isso tome conta de nós, aquele covarde deve estar bem longe daqui ele não é burro de tentar se aproximar novamente, a polícia já sabe das ligações que você tava recebendo e estão averiguando na cidade em que supostamente ele possa está.

_ pode ser_ falo e Jared me da um selinho e continua fazendo carinho no meu cabelo, de alguma forma isso me tranquiliza pois eu me sinto seguro em seus braços.

 

nós passamos a tarde toda em casa assistindo filme, ao anoitecer Jared prepara nosso jantar e conta piadas de peidos, eu falo que isso é nojento mas ele gosta de ficar me provocando por conta dos meus gases gestacionais eu não tenho culpa se a gestação faz isso acontecer com mais frequência que o normal e fora vontade de fazer xixi a quase todo momento.

Depois que terminamos de jantar fomos pra cama, já passa das 22 horas e o cansaço começa a se fazer presente, Jared deita de lado e apoia o cotovelo na cama e acaricia minha barriga, eu começo a cantar uma canção infantil, ele sorri e faz os sons das coisas que acontecem ao decorrer da música, e eu não posso deixar de rir disso...

 

 Eu sou um bebezinho ( gugu dadá )  

 Dos mais bonitinhos  ( gugu dadá )

Quero comer, quero mamar, quero preguiça                                                       (gugu dadá )

 Não tenho tempo pra esperar a hora tem que ser                                         agora, agora não já!

  Eu  quero passear de carro ( bibi fonfon )

  Eu já andei de cavalinho ( ploc Ploc Ploc )

  Aqui tem um passarinho ( piu piu piu )

  Acho que vi um gatinho ( miau miau )

  Atenção olhem pra mim, pro meu primeiro passinho

                                     ( Opa! )

Quero meu pai, quero o meu papai quero tudo pra mim

                                  ( Unhé unhé ) 

 

 

Ficamos cantando e rindo até que o sono chegasse... Nem eu, nem Jared poderíamos se quer imaginar que essa era a última noite feliz que compartilhariamos durante o longo período de escuridão que viveremos daqui em diante.

 

 

      

       

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Me desculpem os erros e até o próximo capítulo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...