História Paixão sem limites Miraculous. - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 8
Palavras 510
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Feia



Manhã...

Como todos os dias, Mari acorda as 7 da manhã e vai para o banheiro tomar um banho. Já estava quase no meio do ano, faltava poucos meses para seu aniversário de 18, e pouco tempo para se formar.

Logo após sair do banheiro sua irmã já estava acordada, mas ainda estava deitada na cama.

Mari on~

-Por que você ainda está deitada? Anda garota, vai se arrumar.

Tikki: Por um acaso você é minha mãe?

-E por um acaso você é uma criança? Pois é só mandando que você faz as coisas.

Mari Of~

A irmã mais nova saiu bufando e foi tomar um banho. Enquanto isso Mari colocou seu uniforme e arrumou seus cabelos curtos, deixando eles soltos.

Tikki on~

Por que ela é sempre mandona assim? Aff..

Terminei meu banho e me arrumei.

Mari: Por que passar tanta maquiagem assim?

-Qual o problema?

Mari: Você é linda sem maquiagem, tira isso.

-Adorei o elogio, mas não.

Mari: Feia.

-Ridícula.

Mari: Macaca.

-Cobra.

Mari: Cala a boca haha.

-Haha, Vamos?

Tikki of~

As meninas desceram tomar café, logo se encaminharam para o carro a caminho da escola. No meio do caminho Mari abre o vidro do carro, o carro para no sinal vermelho e a garota coloca sua cabeça para fora e olha para o céu, pensando distante.. quando escuta alguém gritar.

?: Feia.

Ela olhou, mas não tinha certeza para quem era aquele insulto, mesmo assim continuou a olhar para o cara de moto, de onde vinha a vós.

?: Você mesma. Feia.

Mari ficou indignada, por que aquele cara gritou algo assim pra ela? Sendo que nem o conhece. Imediatamente mostrou seu dedo do meio para ele, voltando com a cabeça para dentro do carro, mas deixando sua mão exposta na janela. O mesmo cara chegou e pousou sua mão sobre as mãos delicadas de dela, que a mesma retirou imediatamente, dando graças ao sinal ter aberto, assim o carro seguiu adiante e assim não viu mais aquele cara que ela julga ser insano. Mesmo não gastando da atitude tosca daquele rapaz, ela sorriu, sorriu por que sentirá um vento soprar seu coração no mesmo instante que suas mãos se tocaram.

Mari on~

-Viu?

Tikki: Não.. O quê?

-É claro que não, você não larga desse celular.

Tikki: Invejosa?

-Por que eu teria inveja de você?

Tikki: Porque eu tenho mais amigos que você.

-Mas os meus amigos se importam comigo, os seus..

Sem deixar que eu terminasse Tik me interrompeu..

Tik: E um namorado..

-Namorado? Você ta louca? Se a mãe descobrir ela vai te matar Tik, você é muito nova pra namorar.

Tik: Ela não vai descobrir se você não contar.

-Você não tem jeito.

Tik: E você é muito certinha.

-Ta bom ovelha negra da família.

Motorista: Chegamos Madames.

-Madames? O que é isso Roger haha.

Tik: Eu mandei ele nos chamar assim.

-Fale por você madame Tik, pois eu prefiro ser chamada pelo meu nome.

Mari of~

Após sair do carro, a amiga da Mari chega cumprimenta-las.

Alya: Oi amiga, até que enfim você chegou eu tenho novidades, Oi Tik.

Tik: Oi Alya.

Cada irmã foi para um lado. Logo as meninas entraram para as salas. Tik estava dois anos antes de Mari, por isso não tinham muita comunicação na escola pois de tão grande era o colégio que mal se encontravam.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...