História Paixão Sombria( Amor Doce, Eldarya) - Interativa - Capítulo 3


Escrita por: e Purple_Tiger

Postado
Categorias Amor Doce, Eldarya
Personagens Alexy, Ambre, Armin, Bia, Castiel, Dajan, Dakota, Debrah, Dimitry, Ezarel, Jade, Kentin, Leiftan, Leigh, Lysandre, Melody, Nathaniel, Nevra, Nina, Peggy, Personagens Originais, Priya, Rosalya, Valkyon, Violette
Tags Ação, Amor, Amor Doce, Anjos, Arkyos Angel, Armin, Aventura, Castiel, Ceifeiros, Comedia, Demonios, Drama, Eldarya, Ezarel, Fanfic Interativa, Fantasia, Fic Interativa, Guerra, Heterossexualidade, Interativa, Kentin, Lobisomem, Lysandre, Magia, Mistério, Morte, Nathaniel, Nevra, Novela, Paixão, Paixão Doentia, Revelaçoes, Sexo, Shoujo, Terror, Tortura, Traição, Vampiro
Visualizações 610
Palavras 2.145
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga
Avisos: Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


• AmoraDocete > Melissa
• BeaAmorDocete > Adriana
• Manu-Parks > Sabrina
• TheBlackPurple > Micaela

• Link do jornal para informações adicionais dos personagens principais(Está nas notas finais)

• Nos vemos nos comentários ❣

Boa Leitura ❤

Capítulo 3 - Aproximação Indesejada


Fanfic / Fanfiction Paixão Sombria( Amor Doce, Eldarya) - Interativa - Capítulo 3 - Aproximação Indesejada

"Grandes coisas geralmente têm pequenos começos".

              ~~~€£¥~~~

O Arkanjo Maior estava com seu semblante abatido,desde que dera a notícia sobre a união dos Reinos em matrimônio o clima parecia tenso. Até Melissa que era sempre obediente aparentava estar triste. O rei se levantou da cadeira e pediu para um de seus vigias chamar os cavalheiros destinado a suas filhas.

-Meu Senhor eles estão aqui_ Disse o vigia se aproximando do rei acompanhado de quatro rapazes.

-Muito bem..._ O rei respirou fundo e em seguida continuou. -Minhas filhas não aparentam estar muito contente com a notícia,eu gostaria que se aproximassem delas ,quem sabe assim elas possam confiar um pouco em vocês. Eu não quero que isso se torne algo muito difícil.

-Sim Senhor _ Os jovens responderam em conjunto.

-Estão dispensados. _ O Rei disse se sentindo aliviado enquanto observava os jovens desaparecerem de sua visão.

***

-Velho louco! Como ele ousa colocar um demônio como babá. _Esbravejou Nathaniel .

- Este velhote​ está ficando exigente demais, mas não será um sacrifício tão grande ficar de babá da anjinha- Armin cruza os braços e Sorri malicioso

- Realmente... A ideia de ficar cuidando da garotinha não me incomoda tanto, mas ela ainda está me devendo uma foice! _ Lysandre diz bufando enquanto se encosta em uma árvore.

- Na boa, tenho coisas melhores pra fazer. Vou ver se tenho tempo disponível na minha agenda. - Castiel revira os olhos enquanto está sentado no galho do topo da árvore.

***

Enquanto isso as Irmãs estavam sentadas na mesa tomando café,a conversa estáva agradável, mas algo preocupava elas, Melissa não se manifestará nem por um momento.

-Melissa o que está acontecendo? _ Adriana perguntou chamando a atenção da mais nova que estava perdida em pensamentos.

-Nada _ Melissa respondeu sem encarar as irmãs.

-Não minta,somos suas irmãs._ Sabrina disse pacificamente tentando passar confiança.

-Sabrina o que você sabe sobre o Amor? _ A Pequena perguntou pegando Sabrina de surpresa.

-Eu não sei muita coisa...mas porque está tão interessada nesse assunto?. _ perguntou Sabrina cada vez mais confusa.

-Acho...que eu estou apaixonada, pelo meu pretendente. _ Melissa respondeu timidamente.

Sem avisos, a porta do cômodo abriu e entrou Micaela reclamando de algo, deve ser do casamento que o pai arranjará.

-Bom dia... - disse a castanha sentando e pegando um pedaço do pão a sua frente.

Melissa olhou para suas irmãs pedindo socorro, pois sabia o que a mais velha pensaria e estava com medo de levar bronca novamente.

-O que aconteceu agora? - disse a Guerreira revirando os olhos por estar fora da conversa.

-Então... Micaela. - disse Adriana sem saber o que falar.

-A Melissa está apaixonada pelo pretendente dela. - Sabrina responde calma e objetiva.

A mais velha engasga e começa a tossir.

-O QUE?! - gritou em direção à Melissa.

-Eu não disse que estava! - a mais nova rebateu desesperada - Eu acho estou...

***

-AH NÃO, MELISSA! FALA SÉRIO, GAROTA! - gritou Micaela, logo depois massageou suas têmporas nervosamente.

-Eu não tenho culpa._ Respondeu a pequena segurando o choro.

-Não precisar ser tão Grossa Micaela_ Adriana revirou os olhos.

-Entenda que a gente não escolhe por quem se apaixona _Disse Sabrina tentando acalmar a irmã mais velha

Sem avisar, a Arkanjo de cabelos castanhos levantou da mesa inquieta e saiu do cômodo sem falar mais nada, apenas resmungando coisas que as irmãs não entendiam.

Se passaram alguns minutos, Micaela andava em uma parte do reino que poucas pessoas frequentavam, um enorme campo que no horizonte tem altas montanhas. Haviam algumas árvores perdidas no local, que por causa de sua vasta copa, gratuitamente oferecias sombras refrescantes.

-Minha vida é o inferno! Depois de tanto trabalho lutando contra seres repugnantes, terei que me casar com um!

Reclamava sozinha enquanto cortava fortemente os ares com sua volumosa espada.

-Uma já está gostando daquela... COISA! - cerrou punho e com a outra mão, apertou a espada forte - São demônios, será que ninguém entende isso?!

Respirou fundo e olhou para o céu, buscando uma explicação para os milhares de pensamentos que passavam em sua mente.

-Injustiça... - falou derrotada.

-Injustiça mesmo...

Ao ouvir essa voz, a jovem já sabia quem era, mesmo não estando de frente, então agarrou o arpão que estava preso em suas costas e o atirou em uma velocidade desigual.

Era o demônio ruivo, acertou de quem era a voz. O rapaz estava olhando para o arpão que se encontrava a poucos milímetros de sua cabeça, fincado na árvore de tronco largo que estava encostado.

-Errou. - disse o ruivo sarcástico.

A Arkanjo fez um ágil movimento com as mãos, que a arma usada foi a encontro da mesma.

-Não, se eu te acertasse com uma de minhas armas, iria sobrar pra mim... - pensou - Mas eu posso te envenenar, porque aí ninguém desconfiaria.

O demônio se pôs a gargalhar, não acreditaria que seres tão puros como anjos fariam esse tipo de coisa. Mas aí ele lembrou que estava se tratando de sua pretendente, aí ele concordou que ela poderia fazer qualquer coisa.

-O que está fazendo aqui? - a jovem cruzou os braços e falou furiosa - Tantos lugares no reino e você vem para onde eu estou!

-Olha só, garota... - disse com descaso - Seu pai mandou eu me aproximar de você.

Logo seu olhar de descaso mudou para um olhar malicioso, e rapidamente o ruivo se pôs em frente a jovem.

-Por que não ag... - ele foi empurrado com uma força tão grande, que bateu de costas no troco a árvore que quase foi acertado pela arma mais cedo, mas se levanta - Assim fico apaixonado, hein.

-Se tentar chegar perto de mim novamente, pode ter certeza de que irei acertar o arpão na próxima.

Ela assobiou, e depois de alguns segundos apareceu um cavalo preto enorme, a jovem o acariciou e subiu no mesmo, partindo para longe sem olhar pra trás. Deixando Castiel de braços cruzado, pensando como a garota era maluca.

***

Sabrina, saiu de seu castelo, iria visitar o mundo humano para fazer seu trabalho. Caminhava calmamente, até que sente alguém puxar se braço

- Oi anjinha- Armin diz segurando o braço da garota

- O que quer ?- a moça puxa seu braço para se soltar

- Seu pai, quer que eu me "aproxime" de você- O garoto fez questão de fazer aspas quando disse 'aproxime'.

- Ah você só pode está me gozando!- a garota tinha esperanças que ele dissesse que sim.

- Não, e não pensa que estou feliz com isso, estou sendo obrigado a fazer isso se quer saber

- Ok, venha vou te mostrar o reino e quando eu terminar, você larga do meu pé

- Feito- o moreno sorri satisfeito

- então vamos- a platinada pegou na mão do demônio e o arrastou pelo reino

Sabrina mostrará tudo para seu convidado, vendas, ruas ,a floresta.

- acho que só falta mais um lugar- disse a jovem, que parecia se lembrar de algo

- Me diga que é o último, por favor- Armin não estava interessado em ver o reino desde o começo.

- Sim é sim

Assim a jovem começou a andar, sendo seguida pelo moreno, que caminhava em passos lentos, por já não querer mais andar.

E assim depois de alguns minutos andando, os dois chegaram em um riacho com águas cristalinas, mostrando o quanto era puro.

- Pronto este é o último lugar, satisfeito ?_Perguntou Sabrina.

- Muito- O moreno chega mais perto do riacho, e de repente encontra-se detro dele, Sabrina havia o empurrado

- Hahahaha- A garota sorri feliz, achou engraçado ver seu pretendente todo molhado.

- Não acredito- Ele a olha com espanto

- O que foi ?- A moça também se assusta

- Você tem dentes, normalmente só te vejo de cara fechada- ele ri vendo a cara furiosa de Sabrina

- Você é um idiota Armin- Se irrita com o comentário do moreno

Armin pede para Sabrina chegar mais perto, fazendo um sinal com o dedo indicador, e assim ela fez, mas o que não esperava é que ele a puxaria para dentro d'água. E ali ficaram os dois, a garota tentava o afogar sempre que podia, até se tocar que estava a brincar com um demônio repulsivo, saiu da água e foi em direção ao castelo, deixando o jovem com cara de paisagem.

***

O Reino de Angelus possuía uma beleza sobrenatural,tinha os mais belos jardins. Melissa,a mais nova das irmãs ficava horas admirando toda aquela paisagem e naquela tarde ela se encontrava nessa situação, a conversa com as irmãs mais cedo não tinha sido uma das melhores.

-Eu devia estar treinando minhas habilidades. _ Suspirou decepcionada consigo mesmo. É isso que o amor faz com as pessoas? Pensou a garota ficando ainda mais abatida.

-Falando sozinha?_ O loiro se aproximou com um sorriso irônico,aquele maldito sorriso que ele nunca tirava do rosto.

-O Que você está fazendo aqui?_ Perguntou sem encarar o rapaz.

-Minta para o seu pai,diga que passamos um ótimo dia juntos. _ sentou no chão ao lado da Pequena.

-Tudo bem_ Ela disse sem demonstrar nenhuma emoção. O silêncio se estendeu por vários minutos até o jovem finalmente se manifestar.

-Você está magoada com o que eu falei?_ Disse virando o rosto de Melissa para si.

-Não_ mentiu a mais nova sem olhar nos olhos do loiro.

-Bem, Aquilo era mentira,nenhuma ninfa consegue superar a sua beleza._ Sorriu e olhou para o rosto da pequena que estava corado.

-Eu... Obrigada_ Disse a garota tropeçando em palavras .

-Você...me perdoa?_O rapaz Perguntou com um certo receio.

-Claro. _ Sorriu satisfeita.

Nathaniel puxou o rosto dela para mais perto de si ,aproximando os seus lábios.Ele iria a beijar...o coração da pequena estava disparado com a atitude do rapaz,sem saber direito o que fazer ela fechou os olhos esperando que ele finalmente a beijasse mas ao invés disso ela ouviu o rapaz gargalhando alto.

-Eu... não... acredito...você acreditou mesmo. Quanta inocência. _ Disse Nathaniel tentando recuperar o fôlego .

A garota abriu os olhos e se levantou furiosa .

-Eu te odeio,seu...seu...seu demônio _ A jovem gritou nervosa saindo de lá em passos rápidos enquanto ainda ouvia as altas risadas do demônio.

***

Adriana estava andando pelo vilarejo tranquilo e passivo que ela conhecia bem, uma das crianças que estava correndo por lá esbarrou nela.

- Desculpe senhorita Adriana._ A criança se vira, a Arkanja rapidamente reconhece, é o menininho que Lysandre colocará à foice na garganta no seu primeiro encontro com ele.

-Sem problemas._ Adriana da um sorriso simpático, o menino ia dizer mais alguma coisa mas olha alguém atrás da garota e sai correndo desesperado.

- O que?_ Perguntou confusa e olha para trás e lá está ele, seu pretendente, observando-a.

- Vai me seguir agora?

-Estou apenas te observando._ O rapaz responde pacificamente.

-Então pare de me observar, já disse que minha vida não lhe interessa._ A jovem revira os olhos contrariada.

-Será que as crianças guardam magoa?_ Ele diz se referindo ao menino que ao vê-lo saiu correndo apavorado.

-Acho que guardam apenas de pessoas que colocam uma foice em seu pescoço._ Responde a moça sendo direta.

- Fiz apenas o que tinha que ser feito_ O rapaz fala com tanto desdém que deixa a garota irritada.

-O único que merece a morte nesse lugar é você e seu bando de demônios._ Ela  disse aumentando a voz.

-Abaixe o tom comigo garotinha, não esqueça que eu sou seu futuro marido_ Disse o Demônio com um sorriso malicioso nos lábios.

- Afinal o que você quer?_ Perguntou cansada de debater com o rapaz.

-Seu pai quer que eu me aproxime de você, talvez você pudesse colaborar sendo um pouco amigável._ Adriana revira os olhos. - Quem sabe poderia saber um pouco mais de você?

- Não tem nada que tenha que saber de mim, nada que seja da sua conta._ A garota responde sendo ríspida.

-É visível que você é uma anjinha revoltada._ O Platinado diz debochando de Adriana.

- Ora seu..._ Antes que ela pudesse falar ele a interrompe.

-Você poderia me dar uma foice, até porque foi por sua culpa que sua irmãzinha quebrou a minha._ A garota suspira.

- Já que você insiste tanto. _ Adriana puxa novamente ao palácio, passando pelo grande salão eles vão andando até um corredor.

-Para onde estamos indo?

- Você verá._ A jovem para em frente uma porta e tira uma chave do bolso da saia, abrindo a sala, dentro Dela se encontravam todas as armas das Arkanjas. O rapaz ia avançar para entrar mas ela o para.

- Eu entro, você fica aqui._ O demônio revira os olhos e Adriana entra e pega uma foice que estava dentro de um armário cheio delas, cada uma de um tamanho.

- Aqui está. _ Ela sai da sala trancando a mesma e entrega a foice ao garoto.

- Posso testar?_ O demônio diz colocando a foice no pescoço da garota tentando fazer uma brincadeira mas a arkanja se assusta e empurra o rapaz com seus poderes contra a parede.

-Idiota._ Disse Adriana com uma mão em cima do peito por causa do susto.

- Você é meio louca né? _ O rapaz a encara,mas a moça da de ombros e sai andando.

***

Os vigias entraram no palácio desesperados

-Arkanjo maior, estamos sendo atacados.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...