História Paixao...um desejo proibido - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Dean Winchester, Sam Winchester
Tags Wincest
Visualizações 173
Palavras 953
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Slash
Avisos: Adultério, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


mais um capitulo

Capítulo 6 - Tudo faz parte do plano


Os dias foram passando dando lugar a uma semana,sam continuou com sua rotina trabalho e faculdade e as vezes os amigos.

"ele com certeza me esqueceu...deve ter ido embora tambem"

-posso entrar?perguntou rufus apos bater duas vez

-entra pai.respondeu sam

-tudo bem filho?

-hurum.

-tem certeza?

-tenho pai.disse sentando na beira da cama.

-eu sinto muito.

-pai...

-voce gosta dele?gosta do dean?

-ele é da cidade grande.

-nao foi isso que eu

-gosto pai...gosto muito dele.

-filho...

-mais nao se preocupe..nao vou magoa-los de novo...nao vou cometer o mesmo erro.

-nem todo mundo é igual a ele filho.

-o pai pensa ao contrario.

-eu vou falar com ele e...

-nao precisa pai...eu to bem assim.

-filho...

-por favor pai..

-tudo bem.disse dando um beijo na testa do filho.-eu te amo filho.

-eu tambem te amo pai."ele me esqueceu mesmo...ao menos lembrei do nosso beijo que trocamos"

Bobby e Rufus foram pra oficina onde passaram quase a tarde toda trabalhando.

-me passar o massarico.pediu bobby.-rufus?chamou ao perceber que o marido nao tinha ouvido.

-oi?

 -o que voce tem?

-to preocupado com o sam.

-rufus...

-ele  é so um garoto bobby.

-e é por isso que tenho medo.

-esse nao é o seu medo.disse olhando serio pro marido.

-rufus por favor...

-voce tem medo que ele o encontre...

-eu nao quero...

-ele ta apaixonado bobby.

-o que?claro que nao!

-estar...nosso filho estar apaixonado 

-voce nao sabe o que estar dizendo

-bobby

-o cara é da cidade rufus...se o sam quiser namorar alguem pode ser daqui mesmo

-o amor nao funciona assim.

-eu nao quero...nao posso perde-lo amor...é nosso filho

-nao vamos perde-lo,ok?

-mais...

-voce nao pode esconde-lo do mundo amor.

-mais posso tentar.

-voce é turrao singles.

-voce me ama assim mesmo.

-fazer o que ne?eu te amo rufus!

-eu sei.disse sorrindo.-vamos fechar mais cedo,ok?

-porque?

-porque tenho que pegar meu marido de jeito.

-rufus!

-eu!disse e voltou a beija-lo com empenho.

-eu te amo.

-eu mais.

 voltaram a se beija apaixonadamente,rufus o segura pela cintura enquanto bobby o segurava firme pela nunca.

-ou..ouviu isso?!falou rufus rompendo o beijo,ao ouvir uns barulho.

-vem la dos fundos.falou bobby pegando uma ferramenta

Os dois correram pros fundo da oficina,ficaram espantado e supreso com o que viram.

-Nao vou pergunta de novo.disse o homem irritado.-onde ele estar

-eu nao sei!

-SOLTAM ELE!gritou rufus chamando atençao de todos.

-sujou!gritou um dos homens.-vamo cair fora.disse e sairam correndo deixando o loiro no chao.

-voce ta bem...dean? bobby ficou bem mais supreso.-pensei que estivesse ido embora.

-temos que tira-los daqui. falou rufus.

-o que eles queriam?

-esta...estavam procurando alguem.

-e porque nao disse a eles?perguntou rufus.

-afinal quem eles estavam

-sa...sam.disse gemendo de dor.-eles estavam procurando o sam."agora todos estao na minha mao"

duas semanas depois...

-tem certeza dean?

-claro que tenho.falou levantando da cama com cuidado.-ele  com certeza estar pensando em mim...querendo me ver...deve ficar olhando no relogio a cada minuto

-e porque ate agora nao apareceu?

-eu...eu nao sei...talvez os pais nao tenha contado

-e como voce estar?

-quebrado.disse olhando pela janela.-aqueles homens fizeram o trabalho muito bem feito.

-voce é louco cara!

-eu sei.

-espero mesmo que der certo...se nao voce apanhou atoa.

-claro que vai dar certo

-espero mesmo que der.disse sorrindo.-fico imaginado o sam,pensando em voce o tempo todo,sonhando em te ver de novo...olhando a hora...suspirando por voce 

-como se estivesse....

-dean?

-eu te ligo depois.disse desligando o aparelho.-mais que droga!"nao...nao...isso nao pode...nao pode estar acontecendo...eu nao estou...tudo isso é um plano...e quando eu conclui-lo vou voltar pro braços do meu namorado.voce vai pagar padalecki...e cara...vai pagar por tudo que me fez passar."-acho que vou fazer uma visitinha ao padalecki.falou olhando pro espelho.

Dean tomou um rapido banho,vestiu a melhor roupa,nao podia perder tempo.

-voce nao escapa sam.disse abrindo a porta.-vo...voce

-oi  dean.

-sam....

Você passou Quase toca em mim 

Quando te olhei Não pude resistir 

Os teus olhos  Brilham como  A luz do sol  E os teus lábios  Como eu desejei...

Dean sentiu o coraçao acelerar,nao conseguia falar parecia ter pedido a falar.
-sam..."voce ta tao lindo".
-voce estava saindo...eu posso voltar depois"nossa voce ta lindo"
-eu...eu nao na verdade eu so ia pegar um ar....faz tempo que estou 
-eu sinto muito...meus pais so me contaram ontem.
-tu...tudo bem"porque estar gaguejando idiota".-entre sam. disse dando passagem pro moreno.
-eu...eu pensei que voce tinha ido.
-eu estava indo...foi quando isso aconteceu.
-oh.
-agradeça seu pais por mim...foram eles que me salvaram
-lugar certo.
-hora certa.
-que nem voce.disse sorrindo.
"malditas covinhas"
-quer...quer beber alguma coisa?
-nao obrigado.
Os dois ficaram em silencio,se olhando como se quisesse le um o pensamento do outro. 
-eu nao posso demorar.falou sam quebrando o silencio.-tenho que ir pro trabalho
-claro.
-eu nao posso falhar com os donos.
-voce conhece o dono.
-nao,por isso nao posso falhar.
-entendir.voce gosta muito de trabalhar la.
-sim,a fazenda sonho de luz é...
-sonho de luz é esse o nome da fazenda?!"eu ja ouvir esse nome em algum lugar"
-sim,pensei que voce sabia.
-sim,so nao lembrava.
-doe muito?
Sam sem dar contar colocou o dedo sobre a sombrancelha de dean,onde tinha um pequeno corte.
-so...so um pouco.respondeu sentindo o coraçao palpitar mais rapido.
-eu lembrei...
-do que?
-o beijo.
-lembrou?
-voce mentiu.
-que parte...
-eu...eu nao disse que...
-me desejava...
-isso...eu nao disse isso. sam falou enquanto descia com o dedo ate os labios do loiro
-acho que eu queria que dissesse.
-por...porque?
-por...porque eu...eu desejo sam...
-deseja?
-muito...
-voce é da cidade grande.disse se afastando.-eu tenho que ir pro trabalho...os animais eles...
-eu entendo.disse respirando fundo."o que estar havendo comigo?"
-eu...
-quer sair comigo...amanha a noite
-quero.disse antes de sair.
-é parte do plano...tudo que eu disse é parte do plano. sussurrou pra si mesmo.
 

 

 
 

Notas Finais


o que estao achando?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...