História Palavras I - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 834
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 6 - Você era o meu vício


Fanfic / Fanfiction Palavras I - Capítulo 6 - Você era o meu vício

"Eu sempre fui uma garota muito fechada e anti social. Não concordava com os conceitos que tentavam jogar sobre mim. Nunca fui de me enturmar. Você lembra? As pessoas da nossa turma eram fúteis e insignificantes. Eu não ligava para nada e para ninguém.

Mas em algum momento desse percurso... Você me achou. Não vou negar que foi amor a primeira vista. Na primeira vez que me deparei com aquele sorriso resplandecente e divino, com um brilho que jamais tinha visto antes.... Parecia que eu estava olhando para um anjo. Me apaixonei pelo seu sorriso. Instantaneamente imaginei uma vida inteira ao seu lado. Vi imagens da gente namorando e brincando juntos.... Enfrentando problemas e superando eles juntos.... Tendo uma família... Sendo felizes e por fim, morrer um ao lado do outro com um sorriso apaixonado.

Mas você era só uma ilusão? Era imaginário? Você nunca foi como eu pensei que seria. Eu criei uma espectativa tão grande ao seu respeito.... Que isso me cegou completamente. Depois.... Você me vê corada e ri de mim. Acha que sou boba, não é? Estou inclinada a concordar com você. Quando eu espiava você pelos cantos das paredes da nossa escola, você piscava para mim para me provocar. Automaticamente eu fugia de suas provocações. Nunca me achei digna de você. Sempre via você como algo inalcançável. De fato.

Ironia do destino, eu pus o meu coração aos seus pés... E você pisou cruelmente sobre ele. Eu descobri... Que eu era apenas mais um alimento de sua luxúria. Algo para saciar o seu ego. Lágrimas caíram do meu rosto quando eu descobri que existiam outras. Aliás.... Várias outras. Me senti inútil... Me senti pior do que um lixo. Eu estava tão distante de você... Você nunca nem sequer me abraçou. Ver você beijando outras bocas... Me fez sentir-me suja e fraca. Me senti imunda. Trocada. Como um cigarro que alimenta o vício de um fumante.

Por fim, você me culpou por que não me teve na sua estante de troféus. Eu não combinava com o seu clube. Descobrir que você era tão diferente do que eu pensei que seria.... Foi um choque. Logo me vi perdida. O seu mundo era tão distante. Uma realidade alternativa que eu não conseguia entrar.

Depois disso, eu entrei em decadência. Me subjuguei aos níveis mais baixos da existência humana. Me entregar ao álcool era a única coisa que eu podia fazer. Por fim, eu acabei destruindo com a minha vida. Eu estava repartida em duas. Uma parte de mim insistia em esquecer de você e seguir em frente, porém o meu coração me mandava imagens á todo tempo do que nós passamos juntos e do que poderíamos ter passado juntos. Isso me fez ficar subdividida. Julguei-me.

Queria esquecer de você. Impossível. Fora de questão. Seu sorriso me encantou de uma forma como nem um outro voltou a fazer. Não poderei esquecer. Não consiguirei seguir em frente com o queixo erguido. Não foi um simples amor que senti por você. Não é algo que se possa esquecer tão facilmente. Está tudo gravado na minha mente.

O mais engraçado foi a ver a sua reação ao perceber o meu declínio. Você se assustou com a própria besta que ajudou a criar. Quis me transformar da vilã da história? Conseguiu. Quis que os outros me vissem como um monstro? Como a "amiga traidora"? Como a bêbada da escola? Parabéns, você obteve sucesso. Você conseguiu manchar a minha imagem. Acabou com a minha vida. Ver tanta gente ruim julgando á mim... Me calsou revolta. Eu estava enjoada de mim mesma. Você tinha medo dos cortes em meus pulsos e nas marcas em meu pescoço. A verdade é que nada mais importava para mim naquele momento. Eu não entendo os seus motivos e você, com toda a certeza, não entenderá os meus.

O tempo passou-se e eu me recuperei superficialmente. Nunca mais fui a mesma depois daquilo. E agora você vem até mim arrependido. Trocamos os papéis na história, não é? Não confunda as coisas, eu ainda te amo profundamente, mas não posso me aproximar mais de você. Pra começo de conversa, é doloroso demais olhar pra você depois de tudo que aconteceu! E em segundo lugar, não poderemos viver juntos na mesma realidade. Depois disso eu percebi o quão diferente você é de mim! Não daria certo.

Mas eu só posso agradecer a você, por fim. Agora eu entendo que o cara certo pra mim, não é você. Está claro como água. Você foi sempre a luz da minha sombra... Mas era o tipo de luz errada. Dificilmente acharei outra luz que me atraia novamente. É como uma rosa que você acha linda, e quando você vai tocá-la acaba se machucando. Obrigado, agora eu entendo."

—texto dedicado somente á uma pessoa...

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

E aí, gostaram da dedicatória? Expressar os sentimentos, as vezes, pode ser difícil. Mas ajuda você a desabafar e manter sua mente estável.... Por um curto período de tempo.

Se esse texto te tocou, escreva uma dedicatória á pessoa que você já amou algum dia. Escreva nos comentários.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...