História Palavras I - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 302
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Poesias, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - No final do dia


Fanfic / Fanfiction Palavras I - Capítulo 7 - No final do dia

Fico feliz que o dia tenha acabado. Novamente enfrentei meus demônios hoje. Como sempre foi difícil. Eu queria simplesmente não escutar a voz das pessoas. Queria ser surda, muda e cega. Mas como todo o dia, finalmente chegou no final.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Você não irá começar a chorar na frente do seu chefe de trabalho, ou vai? Nem irá começar a se cortar no meio da sua aula, né? Tenha paciência. Pense que irá ter tempo para isso no final do dia. 

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Finalmente cheguei no final desse dia maldito, e eu posso me machucar a vontade. Ninguém irá ver. Ninguém irá julgar. Poderei me isolar na minha casa como sempre e lembrar o meu corpo que ele ainda sangra. Estou livre da voz daqueles demônios que me perseguem para todo o lado. Finalmente posso consolar eu mesma. Amanhã será um outro dia ainda pior que esse... Mas pelo menos terei um intervalo de tempo.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

O silêncio me satisfaz. Nem um sentimento... Nem uma sensação... É como se eu já estivesse morta. Cortar-me é bom. Me ajuda a me focar nas coisas. Isso, e os meus remédios pra dormir. Ultimamente, o único lugar que me sinto tranquila é nos meus sonhos. 

Não era para ser assim. Por que o meu trabalho parece ser tão cansativo sendo que é simples? Por que a faculdade parece tão desprezível, que me enoja só de pensar que respiro o mesmo ar que aquelas pessoas? Por que a comida parece tão sem sabor? Por que quando fico triste não consigo mais chorar? Que nível eu cheguei....

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

Mas enfim... Posso descansar. Revigorante. Cortar-me é um estímulo magnífico. A dor corporal me distrai da dor mental. Prefiro a dor corporal. Espero ficar sozinha, mesmo sendo por poucas horas.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

E você? Aproveitando o seu próprio silêncio? É melhor aproveitar bem, por que logo o inferno irá recomeçar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...