1. Spirit Fanfics >
  2. Palavras....Consequências... Sentimentos... >
  3. Sentimentos... Parte 03...

História Palavras....Consequências... Sentimentos... - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Gente meu Notebook, deu um pane. Eu também não estava bem.
Mas, agora esta tudo de volta ao normal.
Quem estiver lendo ainda, espero que goste.

Capítulo 23 - Sentimentos... Parte 03...


Sentimentos... Parte 03...

 

Kara estava com muita raiva, primeiro por Alex achar que tinha o direito de falar sobre seus sentimentos. E por fazer Lena sofrer, ela se pega chorando. Mas, sabia que esse não era o momento de mostrar sentimentalismo.

Supergirl consegue ver o comboio que estava escoltando a mãe de sua amada, ela respira fundo. No seu íntimo Kara, desejava muito que Lilian entendesse de uma vez por todas, que ela não era sua inimiga. Que o amor que sentia por Lena, era real e verdadeiro.

Ela posa na frente do comboio que para bruscamente,

_ Desistam! Eu não quero machucar ninguém. Mas, se for necessário não vou me segura! – Diz Supergirl. Nesse momento, dois homens saem de um dos furgões. E começam a atirar nela, Kara somente balança a cabeça negativamente. E com sua velocidade, ataca os dois homens depois vira o furgão par que ele, não fosse usado.

Lilian aparece saindo do terceiro furgão, mas, para surpresa de Kara, ela estava sendo levada a força. Ao ver a namorada da filha, Lilian:

_ Para de enrolar Supergirl! Acabe logo com eles! -  Comenta Lilian, Kara podia perceber que a mulher, estava bem irritada. Supergirl, revira os olhos depois:

_ Eu não sei o que está acontecendo aqui, mas, acho melhor vocês desistirem de uma vez! – Responde Kara, um homem que estava dentro do mesmo carro que Lilian estava, ele se aproxima da mãe de Lena aponta uma arma para cabeça dela, e:

_ SE VOCÊ SE MEXER, ELA MORRE! – Diz o homem, Supergirl fica sem ação. Mesmo odiando Lilian, ela sabia que a morte da mulher afetaria muito Lena.

_ Espere! Acho que podemos resolver essa situação, sem ferir ninguém! – Comenta Supergirl. O homem sorri, e sem aviso atira na perna da matriarca dos Luthors. Supergirl estava prestes a fazer algo, quando:

_ NÃO!! OU VOCÊ SE RENDE OU ELA, MORRE! – Responde o homem. Vendo que não tinha outra solução a heroína de NationalCity.

_ OK! – Supergirl, levanta os braços em sinal de rendição, outras pessoas aparecem, o homem que tinha atirado faz um sinal com sua cabeça. E os seus comparsas, surgem com uma algema a base de kripytonita. No mesmo instante a pedra verde começa a fazer efeito, fazendo Supergirl ficar fraca e caindo de joelhos.

Lilian ao ver a cena, percebe que estava tudo perdido. Principalmente ao ver nos olhos do seu sequestrador a satisfação de ver a loira sem forças. Ele começa a se aproximar dela, a mãe de Lena:

_ Não se aproxime dela, Paul! – Diz Lilian. Supergirl, percebe que os dois se conheciam:

_ Então isso e um plano, seu! – Comenta Supergirl, com muita dificuldade por causa, da kripytonita.

_ Não seja tola! Eu nunca iria tramar um plano tão ridículo assim. Paul somente, não entende que temos problemas maiores do que sua presença na Terra. – Responde Lilian. Paul olha para ela, e volta a caminhar em direção da heroína, e com raiva chuta ela com força no rosto. Fazendo Kara, cair com o rosto manchado de sangue.

_ Você que não entende Lilian, após o surgimento dessa coisa! – Ele aponta para Kara, que estava tentando ficar de pé, mas, não conseguia: _ Nosso planeta foi invadido, quase perdemos nosso direito de escolha. Ela e causadora de todos os males, nem o primo dela causou tantos danos quando surgi-o! – Responde Paul. Kara sente o impacto das palavras, do aliado de Lilian. Querendo ou não, ele tinha uma certa razão.

Com raiva paul se aproxima de Supergirl, e:

_ Eu vou acabar com você, depois com todos seus amigos. Com raiva ele, atira no peito de Supergirl. Que sobre o efeito de kripytonita, recebe o impacto da bala e cai sagrando. – Paul fica sorridente, e vai embora.

Foi nesse momento que Nia e J'onn, tinham acabado de chega. Ao verem a cena os dois ficam sem ação. Mas, depois correm para ajudar Kara que sangrava muito. Paul ao ver os dois, ri alto:

_ Ótimo! Vou acabar com vocês dois, agora mesmo! – Paul, da ordem para seus homens atacarem, J'onn e Nia pensaram que seria fácil deter eles, mas, para sua surpresa deles. Os homens estavam usando tecnologia alienígena e a luta não foi, tão fácil assim.

Alex e Lena chegam no momento que a luta estava ficando bem perigosa. Ao ver a filha de Lilian, Paul.

_ Que tristeza, ver sua filha ao lado dessas aberrações. – Ele aponta arma para Lena, que já se preparava para levar o tiro quando Alex, fica na sua frente e recebe o impacto. E cai perto de onde Kara, estava ao ver sua irmã ferida, Alex.

_ Supergirl! – Ela se arrasta até onde ela, estava graças armadura ela não sofreu nenhum ferimento sério, somente foi o impacto mesmo: _ Kara, levanta, não se entregue....

Lilian estava prestes a ver sua única filha, morrer na mão de um lunático. Com raiva Lilian:

_ SUPERGIRL, SUA INUTIL ACORDE! SE VOCÊ AMA MESMO MINHA, FILHA NÃO A DEIXE MORRER. ME PROVE QUE EU ESTAOU ERRADA! SUPERGIR.... KARAAAAAAAAAAAAA............

Paul sorrindo, olha para Lena e:

_ Diga, um olá para seu o bastardo do Lex! – Ele aperta o gatilho, dessa vez Lena seria morta, mas, a sua frente Supergirl já a protegia. Ela podia ver um tipo de corrente elétrica percorrendo o corpo de Kara. A loira se vira, percebe que Lena estava bem sorri. E depois com raiva, rompe as algemas de kripytonita o sangue continuava a escorrer de seu peito.

Supergirl parte para cima de todos os agressores, foi quando todos perceberam que ali, a nova Supergirl estava presente com raiva, ela começa primeiro quebrar os braços de todos que tentavam a parar. O que usavam armas, sentiam o poder dos raios de força que saiam de seus olhos ferindo seus peitos com quase morte.

O medo surgiu na frente de todos, Supergirl agia com frieza quase matando a todos, quando chegou a vez de Paul, Supergirl o segurou pelo pescoço.

_ Você nunca mais, irá ferir ninguém! – Diz Supergirl. Mesmo quase morrendo, Paul:

_ Você pode me prender, mas, tenho aliados em todos os lugares. Logo vou sair, e prometo que todos que você ama, iriam sofrer e vai ser culpa sua... – Antes dele terminar de falar, Kara já tinha quebrado seu pescoço depois, ela joga o corpo dele como se fosse um saco de lixo ao chão.

Todos olharam para ela, surpresos Lena tenta se aproxima de Kara que se afasta, e:

_ Não! – Ela alça voo e vai embora...

 


Notas Finais


ate segunda


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...