História Papai Kook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Bangtan Boys (BTS), Incesto, Jeon Jungkook, Kook
Visualizações 33
Palavras 688
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Famí­lia, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


*-* Espero que gostem... 😘

Capítulo 1 - Maldita festa...


Fanfic / Fanfiction Papai Kook - Capítulo 1 - Maldita festa...


Se ele achava que eu ficaria em casa enquanto ele se diverte me deixando no sofá assistindo Tv... Ele estava muito enganado.

O acordo foi um cuidar do outro e ele sabia disso... É claro que eu estava fazendo graça, eu nunca liguei e nunca vou ligar para o que ele faz ou deixa de fazer, e ele pensa o mesmo, isso é fato. Na verdade, eu achava que era.

Sempre foi, eu pra cá e ele pra lá desde que um não entrasse no caminho do outro tava tudo bem, uma chantagem sem igual, uma atrás da outra. Era assim que funcionava com a gente, e pelo jeito iria continuar funcionando sempre.

. . .

Entrei naquele festa com o pé direito, sorrisinho de lado e olhos atentos atrás do moreno mais velho. Assim que avistei o mesmo corri pra dentro com meus amigos e a bagunça tava liberada. Enquanto ele enchia a cara com os amigos dele no bar eu enchia a cara na pista de dança com meus amigos, desde que eu tivesse de olhos vivos nele uma hora ou outra estava tudo no seu devido lugar, mas eu só não contava com a distração maravilhosa na minha frente chamada Taehyung.

- Você dança tão bem. - Ele sussurrou no meu ouvido me fazendo arrepiar. Aquela voz tinha me feito sonhar acordada por meses desde que ele chegou na escola. Aquilo que era homem, e ver ele na minha frente finalmente me dando atenção eu não iria me controlar.

Sorri boba e senti ele me puxar pela cintura capturando meus lábios para si. Além da voz que me fazia delirar apenas escutando de longe sua boca tinha um gosto doce e viciante.

Estava perdida nos lábios de Taehyung até sentir uma mão gelada em meu pulso me puxando para o lado contrário.

- Pa-Pai. - Arregalei os olhos quando vi aquela cara de bravo dele parecendo que iria me bater ali mesmo.

- Eu não falei para não sair de casa, Jeon S/n? - Ele cuspia fogo pela boca, mas eu não poderia gaguejar, coloquei meu sorrisinho debochado em ação e revirei os olhos.

- Você também deveria estar em casa Jeon Jungkook. Que eu saiba mamãe deixou claro para ficarmos em casa enquanto ela viaja a trabalho.

- Eu apenas sai pra vir buscar você, é a minha palavra contra a sua. - Ele apertou meu pulso com força.

- Não dessa vez. Fui esperta de mais pra tirar uma foto sua aqui no bar, se você pode eu também posso, você fica pra lá e eu pra cá e a mamãe não precisa saber de nada de nenhum dos dois. - Sorri cínica e papai soltou meu braço com a cara fechada voltando pro bar.

Voltei a dançar com Taehyung e o mesmo sussurra no meu ouvido.

- Te encontro no banheiro masculino em cinco minutos. - Abri bem os olhos surpresa e vi ele desaparecer em meio a multidão. Eu não sabia como iria entrar no banheiro masculino sem ser vista, mas essa chance eu não perderia por nada.

Fui tomar mais uma bebida pra criar coragem e no caminho para o banheiro masculino vi as luzes se apagarem e a galera gritar animados.

- Taehyung pensou em tudo. - Sussurrei pra mim mesma e acelerei os passos até o banheiro masculino. Antes que eu pudesse chamar seu nome senti suas mãos me puxarem rápidamente para dentro de um dos banheiros fechando a porta e me encostando na parede.

Em um impulso fui colocada em seu colo e senti seus lábios tomarem os meus. Diferente daquele beijo lá fora esse era bem mais nessecitado e quente, cheio de desejo e prazer. Suas mãos apertavam minha cintura me fazendo arfar, enquanto seu membro desperto roçava em minha intimidade já encharcada pelo contato.

- Quero te foder aqui e agora. - Ouvi aquela voz rouca que me deu arrepio, mas logo pulei de seu colo ao perceber que aquela voz não era a do Taehyung.

Me joguei contra a parede sentindo meu coração gelar quando as luzes se acenderam e vi ali o meu...Pai.

- JUNGKOOK?


Notas Finais


Continua?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...