1. Spirit Fanfics >
  2. Paper Love >
  3. Promessa

História Paper Love - Capítulo 5


Escrita por: e NaaaiArmy11


Notas do Autor


Ooi, será que ainda tem alguém aqui?? kkk
Depois de muito tempo sem atualizar consegui ter disposição para voltar a escrever, nos últimos dias recebi vários comentários e percebi que muitas pessoas gostam da minha fic, isso me deixou muito feliz e me motivou muito a continuar a escrever. Muito obrigada por estarem comigo, nos próximos dias estarei revisando e organizando os capítulos anteriores, e espero que gostem desses novos capítulos que estão por vir. Desculpa pelos capítulos curtos, mas assim conseguirei atualizar com mais frequência.
Boa leitura!

Capítulo 5 - Promessa


Fanfic / Fanfiction Paper Love - Capítulo 5 - Promessa

Depois que meus amigos se afastam fiquei o restante das aulas sozinho, permaneci um pouco confuso depois que Sun Hee saiu às pressas da cantina, o que será que aconteceu e de onde ela conhece o Jimin? aah Jimin finalmente descobri seu nome, ainda não tive coragem de te cumprimentar ou me aproximar de você, mas ainda posso te observar de longe interagindo com seus amigos, sorrindo e agindo de forma fofa a todo momento, eu sei estou parecendo um maníaco stalker, mas não consigo evitar, ele é tão perfeitinho e frágil.

- Oi Kook, distraído? - ele sorri ao perceber que tinha me assustado, droga de sorriso bonito me fez rir também. 

- Oi Hope, como está? - o abraço de lado enquanto andávamos pelo corredor. 

- Estou exausto, você acredita que o professor odiou meu trabalho e me mandou fazer tudo de novo, Kook eu passei uma semana inteira me estressando com ele e me esforcei tanto, eu te disse ele me odeia desde que eu era calouro - falou fazendo biquinho - e você como está? 

- Estou bem, na verdade muito bem, como nunca estive em toda minha vida - Hope me olha de maneira estranha, mas se mostrava muito feliz.

Hoseok foi um dos meus primeiros amigos quando entrei para a universidade, ele sempre foi muito atencioso e amoroso, sempre esteve ao meu lado disposto a me ajudar em tudo, me apoiou e me incentivou a buscar minha felicidade acima de tudo, bom, nem sempre suas tentativas deram certo, mas sou muito grato a ele. 

Seu sorriso é como uma luz, ilumina a todos por onde passa, muitas vezes quando o olho imagino o quanto o sol deve sentir inveja de seu brilho, mas nem sempre foi assim, durante um tempo meu sol foi coberto por uma sombra, ele foi dominado por suas inseguranças e isso o afastou de seus amigos e principalmente de seu namorado, ou melhor, ex namorado. 

Mas no final as coisas se resolveram, sempre estive do seu lado, o apoiei da mesma forma que ele me apoiou quando precisei, lembro do dia em que o encontrei chorando no banheiro da faculdade, decidido a desistir do seu curso e de todos os seus sonhos por não se achar capaz de realiza-los, naquele dia eu chorei junto com ele e implorei para que continuasse, porque tudo daria certo. E foi exatamente isso o que aconteceu, pouco tempo depois ele conheceu Taehyung que foi um dos principais responsável por trazer o seu brilho de volta, o ensinando a se amar acima de tudo, mas claro nem todos ficaram felizes com essa notícia.

- Deixa eu tentar adivinhar o motivo da sua felicidade, hmmm o Yoongi parou de te perturbar?

- Você sabe que isso é impossível - acabei suspirando enquanto apoio minha cabeça em seu ombro. 

- Como ele está? - perguntou um pouco apreensivo. 

- Você sabe, ele continua agindo da mesma forma depois do término, eu sei que ele não é assim e só faz isso para tentar esquecer o passado - pude ver seu rosto se transformar em uma expressão triste - mas tenho certeza que um dia terei meu amigo de volta. 

- Não queria que as coisas tivessem tomado esse rumo, mas acho que ainda é tempo de resolver as coisas - deu um beijo em minha testa dando fim ao abraço  - eu preciso ir o Tae está me esperando, foi bom falar com você de novo depois de tanto tempo, precisamos conversar mais vezes. 

- Com certeza, até logo - o vi se afastando enquanto acenava para mim.

No final das aulas decidi procurar um lugar calmo para escrever, por incrível que pareça me sinto a cada dia mais inspirado para compor minha música, sinto que estou fazendo um ótimo trabalho e finalmente estou conseguindo expressar meus sentimentos de forma natural, isso é mágico. Saindo da faculdade começo a busca por um lugar perfeito, durante o caminho avisto uma cafeteria que frequentava a um tempo atrás com Yoon, aparentemente está bem movimentada e não será fácil me concentrar, mas acho que um café não faz mal a ninguém.

O meu dia foi surpreendentemente tranquilo, consegui entregar praticamente todos os meu trabalhos que estavam acumulos e finalmente meus professores resolveram nos dar uma trégua, nenhum trabalho para os próximos dias. Passei grande parte dos meus horários livres conhecendo pessoas novas e conversando com meus novos amigos, fiquei o dia todo com o Tae e assim pudemos nos conhecer ainda mais, e a cada segundo tenho certeza que somos soulmates. 

No fim das aulas acompanhei Taehyung até o anfiteatro da faculdade, pois hoje está acontecendo um teste para participar da equipe de teatro da faculdade, meu amigo é apaixonado por todos as formas de arte e é claro que ele não poderia ficar de fora dessa seleção, os resultados saem na próxima semana e tenho certeza que ele conseguiu se classificar, fiquei encantando com a sua breve apresentação  de um trecho da peça Sonho de uma noite de verão, foi impossível não se apaixonar, ele tem muito talento.

- Tae você estava tão bonito naquele palco, você brilhou muito - disse assim que saímos do anfiteatro.

- Obrigado amorzinho, confesso que estava muito nervoso, mas acho que me saí bem, e eu ainda acho que você deveria ter participado também. 

- Eu não muito bom com essas coisas Tae.

- Tenho certeza que é sim, aliás fiquei sabendo que vai abrir testes para o grupo de dança, você é muito bom em dança contemporânea, acho que deveria tentar.

- Não sei, até porque faz muito tempo que não danço, mas posso pensar no assunto - sorrio para ele assim que chegamos ao portão de entrada da faculdade - bom acho melhor eu ir, preciso trabalhar.

- Tudo bem, também preciso ir, marquei de encontrar com o Hope - falou enquanto me abraçava - até amanhã, bom trabalho.

- Obrigado, até.

Assim que me aproximei da entrada da cafeteria me surpreendi, nessas poucas semanas que estou trabalhando aqui nunca tinha visto esse lugar tão cheio, todas as mesas estavam ocupadas por alunos da universidade alguns conversavam, outros estavam distraídos com seus livros e cadernos, mas não tive muito tempo para observar, pois Jackson se aproximou aflito.

- Jimin você poderia dar uma ajudinha na cozinha? Esse lugar está uma loucura hoje.

- Claro, vou apenas colocar meu uniforme.

- Obrigado Jimin.

Passei os próximos mitos na cozinha preparando alguns cafés, ainda não tenho muita prática então acabei fazendo tudo de forma um pouco lenta, mas claro que estou melhorando a cada dia, não importa o que estarei fazendo, sempre tentarei dar o meu melhor acima de tudo. Aos poucos os pedidos foram diminuindo, até que Jackson entrou na cozinha um pouco cansado.

- Jimin pode voltar para o caixa o movimento já diminuiu bastante, já está tudo sob controle.

- Claro voltarei, obrigado.

Assim que cheguei ao balcão percebi que alguns clientes tinham ido embora, restando apenas xícaras em suas mesas. Peguei uma bandeja e segui para limpá-las, mas algo encima uma delas me chamou a atenção, havia um caderno. Mesmo não querendo invadir a privacidade de alguém, abri o caderno para ver se encontrava um nome ou até mesmo algum número de telefone, para que de alguma forma eu pudesse devolver o caderno, mas infelizmente não encontrei, apenas muitas palavras escritas por uma letra bonita.

Não pude evitar de olhar rapidamente, acabei observando muitos textos, frases e pequenos versos de músicas, todos expressavam tristeza e uma falta de amor, mas a última página escrita recentemente foi surpreendente, pois nela estavam escritas palavras tão bonitas, aparentemente o autor encontrou a sua cura.

"Você é o sol que ressurgiu na minha vida

Uma reencarnação dos meus sonhos de infância

Eu não sei o que são essas emoções

Eu ainda estou sonhando?"

- Será que ele vai ficar chateado se souber que eu li? - peguei um post-it e colei em sua capa cinza - acho que o dono voltará para te buscar - deixei o caderno na mesa e levei as xícaras para a cozinha.

Jimin não viu, mas segundos depois o dono do caderno voltou para buscá-lo, e sorriu ao ler o que estava escrito em caneta preta no post-it amarelo neon colado em sua capa.

“Eu quero que você seja sua luz baby

Você deveria ser sua luz”

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...