1. Spirit Fanfics >
  2. Papperhat - Heartless. >
  3. Cap.1 ( Extra ) - What really happened.

História Papperhat - Heartless. - Capítulo 2


Escrita por:


Capítulo 2 - Cap.1 ( Extra ) - What really happened.


Fanfic / Fanfiction Papperhat - Heartless. - Capítulo 2 - Cap.1 ( Extra ) - What really happened.


                    Blackhat o pegou pelo pulso e tornou a arrastar o tal para seu quarto, a qual a partir de algum momento passou a delirar por seu sono enquanto fungava, repetindo diversas vezes que não queria ser punido e clamando por perdão. O tal sentiu uma veia saltar de sua testa por alguns instantes, assim que se deitou em sua cama com o outro sentado por cima de si. As orbes acinzentadas de seu lacaio o encaravam com receio enquanto seu corpo tremia com seu contato, havia mesmo o deixado a assustado. 

— Pare de tremer Flug, se continuar irei ter que lhe punir. — Disse entre rosnados, vendo o outro, arregalar minimamente seus olhos e reprimir seus lábios, sentado sobre o colo de Blackhat de forma desconfortável. Antes que algo pudesse sair de seus lábios sua camisa e jaleco foram tirados de seu corpo, jogados para algum canto do quarto em tons vinho de seu mestre. 

— Chefinho, não! — Exclamou, empurrando o rosto do outro para longe enquanto se auto abraçava com a outra mão, o vendo resmungar ainda com sua cotidiana carranca em seu rosto. 

— Você tem sorte de eu ainda não ter te matado seu merdinha. — Ditou, vendo o outro dar um pequeno sobressalto antes de dar uma brecha para quê Blackhat tocasse sua cintura. Seus olhos se fechando de forma rápida lhe alertaram o quanto deveria doer, e também o fato dos arranhões não se fecharem por conta do veneno. 

— Chefinho...? — Chamou-o, abrindo lentamente os seus olhos e enfim o vendo encarar os arranhões fixamente, antes que cada um deles sumisse de sua pele pálida. Ele arregalou minimamente seus olhos em surpresa antes de ser jogado de lado pelo demônio a qual tinha sua alma, não se importando em lhe devolver suas roupas. 

— Vá dormir, está delirando de sono. — Ditou, mantendo seus olhos fechados mesmo que não precisasse necessariamente dormir. Flug não retrucou ou ousou se pronunciar sobre, se aconchegando nós lençóis que possuíam do agradável cheiro de lírio aranha vindo de Blackhat. Não demorou muito para que terminasse adormecendo. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...