1. Spirit Fanfics >
  2. Par les pleurs, par les rires. (marichat) >
  3. One shot; je suis là pour toi

História Par les pleurs, par les rires. (marichat) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


hmkkk oi

Capítulo 1 - One shot; je suis là pour toi


Marinette caminhava cabisbaixa pelas ruas de Paris. A chuva grossa molhava sua roupa fina e deixava o seu frasco de whisky um pouco aguado, mas ela não se importava, não mais. Nada mais fazia sentido em sua cabeça depois de perceber quem ela realmente era. Uma mulher fria, egoísta e orgulhosa. Acabara de terminar um relacionamento de pouco mais de um ano. Pensava que vivia uma relação estável com Luke, ao menos sentia isso quando ela não o evitava propositalmente.

No início, tudo parecia um mar de rosas para ambos, porque tudo começa da mesma forma, sem exceção alguma. Tudo parece maravilhoso no começo, mas quando você menos espera, as coisas desabam. Marinette demonstrou ser um alguém que Luke jamais havia visto antes, uma pessoa totalmente diferente da doce Marinette por quem ele havia se apaixonado. Ela estava diferente, aquela gentileza toda não era mais compartilhada com ele, ela apenas demonstrava amor quando ela sentia vontade, aquela não era mais a Marinette. Mas na cabeça de Luke, ele era o errado, ele era aquele que devia melhorar na situação. Ele tentou ser o príncipe perfeito para Marinette.

Mas tudo tem um limite, e Marinette conseguiu ultrapassar todos eles. Luke chegou em um ponto onde jogou tudo em sua cara e desejou com todo o seu fôlego que ela sumisse de sua vida. Marinette estava triste não por conta do término, e sim pela pessoa horrível na qual ela se tornou. Como conseguiu mudar da noite pro dia desse jeito? O que a levou a mudar assim?

A garota se sentou no banco de uma praça e encarou o seu reflexo distorcido em uma poça de água, e foi aí que ela desabou de verdade. Colocou tudo pra fora, gritou como nunca havia gritado antes. Se xingou de todos os nomes que vieram a sua mente, cogitou até a ideia de se bater ali mesmo. 

De longe, um certo gato preto a observava de longe, ver Marinette naquele estado fez o seu coração quebrar. Não sabia o porquê do seu estado, mas ele tinha vontade de ajudá-la, como ela o ajudou no passado com uma antiga paixão de sua adolescência. Desde que ele possa se lembrar, sempre guardou um carinho por Marinette. Ela era a amiga que ele sempre queria por perto, a pessoa na qual ele mais confiava e, se bobear, a sua pessoa favorita no mundo inteiro. 

Chat Noir se aproximou da garota e a tocou no ombro. 

❝ Marinette? O que você está fazendo aqui? 

O rapaz não obteve outra resposta que não fosse o choro da garota. 

Sem pestanejar, Chat Noir a pegou nos bracos e a levou para sua casa. Parou na varanda da moça e a levou para dentro de seu quarto. Marinette até então não demonstrou nenhuma reação, apenas deixava o herói de Paris guiar o seu corpo fraco.

❝ Mari, o que aconteceu?

Marinette cambaleou pelo quarto até se sentar na sua cadeira rosa que ficava de frente para sua escrivaninha, consequentemente molhando-a com sua roupa molhada pela chuva. 

❝ É difícil dizer o que aconteceu, ou o que não aconteceu.

❝ Do que você está falando?

❝ Chat, eu sou uma pessoa ruim? 

Pela primeira vez naquele dia, Marinette encarou alguém nos olhos. Aquilo fez os pelos do rapaz se arrepiarem. Os olhos vermelhos da garota de cabelos azulados faziam a sua alma querer sair do corpo, ele nunca a viu daquele jeito. Se aproximou da moça e ajoelhou em sua frente, colocou a cabeça sobre as coxas finas da mesma e a encarou. 

❝ Não, você não é uma pessoa ruim. É uma das melhores pessoas que eu já conheci na minha vida. 

Chat Noir se sentiu satisfeito ao ver um sorriso brotar nos lábios da moça.

❝ Mas por que você pensa isso?

❝ Porque eu fui uma pessoa ruim pro Luke, Chat Noir. Eu nunca pensei que poderia ser uma pessoa ruim assim. 

O sorriso desapareceu em poucos segundos.

❝ Me explica o que aconteceu, eu tô aqui pra te escutar. 

Marinette explicou tudo, desde o começo do relacionamento até o quão horrível ela tivera sido com Luke. A garota tentava ao máximo segurar o choro, mas era quase inevitável com todo aquele peso nos seus ombros. 

❝ Céus, o que aconteceu com você?

❝ Isso é o que eu me pergunto. Eu nunca agi desse jeito com ninguém, por que eu fiz aquelas coisas?

Então, ela desabou nos braços do herói. Chat Noir depositou sua destra nos cabelos da jovem enquanto sua esquerda acariciava a cintura da mesma. Sabia que o que Marinette fez com Luke não era o certo, mas ela parecia arrependida se seus atos falhos.

❝ Olha, o que você fez foi muito errado, e você sabe disso. Mas você se arrependeu e, eu acho que você deveria pedir desculpas para ele e quem sabe, manter uma amizade saudável.

❝ Você não me ouviu? Ele disse que não quer me ver nunca mais!

❝ Vamos dar um jeito nisso, certo?

❝ como assim? "vamos"?

❝ Sim, vamos! Eu vou te ajudar com isso.

❝ Você não deveria estar salvando a cidade ao invés de me ajudar com meus problemas pessoais?

❝ Sabe, você não está errada. Mas eu não quero te deixar fazer isso sozinha, mesmo sabendo que você tem capacidade disso. Você sabe, vai precisar de um ombro pra chorar se a ansiedade atacar. 

Os olhos de Marinette brilharam pela primeira vez naquele dia. Nunca se sentiu tão grata por ter um amigo como Chat Noir.

E talvez, Chat Noir tenha virado sua mais nova paixão depois daquela noite.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...