História Para Doxo - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Dor, Lençol, Morte, Paradoxo, Vermelho, Viagem No Tempo
Visualizações 17
Palavras 260
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Científica, Mistério, Survival, Suspense, Violência

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ainda há tempo de não ler isso ,_,

Capítulo 1 - Único


Certa vez, Anabela Castro conseguiu um feito estraordinário. Após muito trabalho, fez sua máquina do tempo nada usual funcionar.

Não era uma máquina simples, tipo um carro ou uma cabine de polícia. Essa era um lençol. Um lençol muito grande e vermelho como o sangue, pelo qual ela aspirava em sentimentos.

Quando o ligava na tomada era possível que, através de micro vibradores das barreiras do tempo e espaço, a realidade fosse distorcida e as viagens fossem possíveis.

Em seus trinta anos nunca imaginou que conseguiria realizar o feito de visitar Moisés, Aristóteles e Joana D'Arc, mas o fez.

Jogou xadrez e/ou damas com todos, até que certa vez, quando tentou voltar ao tempo dos Celtas, o lençol não funcionou.

Ela praguejou e lançou o lençol na parede, o que causou uma inesperada explosão.

As faíscas subiram em si e a envolveram, até que seus olhos quase não mais viam e então ela estava no quintal de sua casa, onde testou o lençol pela primeira vez.

Havia voltado pouco no tempo, e pôde ver dos arbustos o primeiro teste que fez com o lençol.

Sabia que uma parte daria quase errado, e quis assegurar que ocorreria tudo bem.

Correu no momento adequado e saltou sobre si, mas isso acabou causando uma explosão leve que fez o lençol se desfazer no ar.

Ela nunca conseguiria recriar o exemplar, e acabou impedindo a si mesma de ter feito tudo o que fez. Como resultado caiu morta no chão e se desfez em pó, nunca tendo existido, assim como a tão sonhada máquina do tempo.

O paradoxo a matou, assim como a seu futuro.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...