História Para Kim Namjoon, o meu desastre favorito - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Bts, Carta, Longfic, Sugamon
Visualizações 70
Palavras 1.002
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Slash, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá :3 Demorou, não saiu como eu queria e vocês vão ficar bravas comigo no final do capítulo, mas bloqueio criativo tá tenso, me desculpem...

Capítulo 28 - Trégua?


Fanfic / Fanfiction Para Kim Namjoon, o meu desastre favorito - Capítulo 28 - Trégua?

Yoongi se mexeu na cama pela milésima vez desde que saíra confuso e bravo do quarto de Jin naquela noite. Seus pensamentos sobre o que Namjoon mostrou de grande e lindo para Jin não o deixavam dormir, e ele bem que tentava criar qualquer teoria que não envolvesse algo que o fizesse pensar que o relacionamento entre Jin e Namjoon não era mais tão inocente. Ele suspirou, dando-se por vencido, não dormiria mais naquela noite, então jogou os lençóis para longe e se colocou a encarar a luminária no teto, tentando sem sucesso afastar os pensamentos que faziam seu coração confuso. Não... Não era o que estava pensando, Seokjin era seu melhor amigo, Namjoon o amava e Ana não acobertaria os dois se eles o traíssem, não podia ser... Ou era? Mas a maldita caixinha não se encaixava... 

- AAAAAHHHH!!! - Yoongi gritou, colocando o travesseiro na cara.

Aquilo o estava enlouquecendo, e ouvir uma batida na porta não ajudou em nada. 

- Baixinho...? - a voz de Namjoon soou abafada - Está tudo bem? Eu posso entrar?

O loiro bufou irritado antes de jogar com toda a força o pobre travesseiro na porta, assustando o moreno do outro lado com o barulho. 

- Tá, você não quer me ver... Eu vou entrar mesmo assim - ele disse. 

Mas ao virar a maçaneta, a porta não se abriu. 

- Abre a porta, Yoongi, se trancar não vai te ajudar a esclarecer as coisas - Namjoon disse, forçando a porta outra vez. 

O loiro se levantou, sorrindo ironicamente ao abrir a porta só o suficiente para encarar o namorado. 

- Então vamos esclarecer uma coisa aqui, Kim - ele disse, fazendo aspas com os dedos no 'esclarecer', antes de colocar o indicador em seu peito - Você e o Jin podem aproveitar a vontade a coisa grande e linda sozinhos..

E Namjoon teve esperanças de que poderia se explicar e ter tempo de dar a desculpa que Ana o ajudou a criar, mas esse sentimento não durou...

- MAS EU NÃO QUERO OLHAR PARA A SUA CARA, ENTÃO DÁ O FORA DAQUI! - Yoongi finalizou, batendo a porta de forma dramática. Namjoon suspirou cansado, mas não evitou um pequeno sorriso, Yoongi estava com ciúmes, e aquilo era estranhamente fofo aos seus olhos. 

- Você fica fofo quando está com ciúmes - ele disse, se escorando na parede ao lado da porta. 

Do lado de dentro do quarto, o loiro corava, mas Namjoon não precisava saber disso. 

- EU NÃO ESTOU COM CIÚMES! - ele gritou. 

O sorriso no rosto do moreno se alargou, ele podia perder a cabeça por isso, mas não podia evitar provocar o namorado. 

- Está sim... - ele disse. 

- Não estou, Namjoon, vai embora - o loiro respondeu. 

Então uma ideia ocorreu à Namjoon. 

- Tudo bem, eu vou... - ele disse - Se você disser que quer que eu vá olhando nos meus olhos. 

E exatamente como calculou, o loiro saiu a passos decididos do quarto com um bico muito fofo nos lábios. Mas antes que pudesse dizer qualquer coisa, o moreno o puxou pelo braço e o prendeu na parede contra o seu corpo. Nenhuma palavra foi dita, mas pelo sorriso de coiote nos lábios de Namjoon, Yoongi soube que ele não ia embora, e ele também soube que estava muito ferrado se não conseguisse se soltar. 

- M-me solta, Namjoon - ele disse, mas sua voz não saiu com a firmeza que queria. 

O moreno não obedeceu, em vez disso, se aproximou de seu rosto até ficar a centímetros de seus lábios. Yoongi quis virar o rosto por orgulho, mas não conseguiu, sentir a respiração de Namjoon tão perto sempre o desestabilizava, então ele fechou os olhos. Não demorou para que o moreno o beijasse, e por mais que tentasse resistir, quando Namjoon pediu passagem para aprofundar o ato, ele cedeu, e em sua concepção, aquele foi seu primeiro erro naquela noite, porque quando o ar lhe faltou e seus lábios foram deixados, Namjoon passou a atacar seu pescoço com beijos e mordidas que o deixavam arrepiado, e as mãos habilidosas do namorado começaram a passear por seu corpo, que em pouco tempo estava bem mais do que quente. Ele tentou se soltar outra vez sem sucesso e Namjoon adentrou a camisa de seu pijama, contornando com as mãos a pele sensível. 

- P-para, Nam... - ele disse baixinho.

Mas Namjoon o virou na parede, grudando seus corpos, e Yoongi corou ao sentir a ereção alheia atritar em suas nádegas. 

- Quer mesmo que eu pare? - o moreno sussurrou em seu ouvido enquanto descia lentamente as mãos por seu abdome até chegar no elástico de sua calça - O que me diz de uma trégua?

O loiro arfou quando o outro desceu ainda mais, tocando no volume que já se formava na calça.

- Não posso explicar agora o que aconteceu hoje, mas posso lhe dar algo em troca... - Namjoon disse, pressionando sua intimidade. 

Yoongi gemeu baixinho enquanto o moreno o torturava com movimentos lentos, e ele tentou em vão pará-lo e dizer dizer que ainda estava bravo, mas quando a mão quente adentrou sua cueca, ele desistiu. 

- Nam... N-não podemos... Eles vão ouvir... - ele disse entre gemidos. 

E assim que Namjoon o pegou no colo e ele pôde ver o desejo em seus olhos, ele soube que havia cometido seu segundo erro naquela noite. Pelo breve momento em que ele foi carregado até o quarto de Namjoon e a porta se fechou atrás dos dois, uma batalha interna foi travada entre seu corpo e seu orgulho, mas no momento em que foi colocado na cama, seu corpo já havia ganhado, o orgulho nunca ganharia quando a questão fosse Namjoon. Então o loiro surpreendeu a ambos quando o beijou.

Yoongi poderia dizer que o terceiro erro fora seu ao beijar o moreno, mas ele já não pensava quando as roupas foram espalhadas pelo chão do quarto, tampouco quando Namjoon o tomou e os gemidos de ambos preencheram o cômodo.


Notas Finais


Desculpem, eu vou melhorar, e juro que não vai demorar para ter lemon, não desistam de mim :v
~Kissus


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...