História Para mamãe - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Pensei seriamente em não postar isso, já que é meio (tá é bastante) particular mas pensei q outras pessoas poderiam se sentir assim também, inseguras para falar para a família sobre a sua sexualidade pelo medo da incompreensão, querer falar da pessoa que tanto amam e não conseguir por causa do gênero dela, eu mesma não consigo falar sobre isso, então eu fiz um texto, esse texto aí para dizer o q iria querer falar, mas até agora, eu nunca falei tudo o que eu escrevi para a minha mãe.
Bem, é isso só, boa leitura 💛

Capítulo 1 - Para mamãe


Mamãe, eu sei que vai ser um choque para você, mas eu preciso dizer. Eu gosto de garotas mamãe, principalmente de uma garota em especial.

Ela é incrível, a menina mais bonita que eu conheço, tem um sorriso lindo que faz meu coração parar, seus abraços são os melhores e eles me fazem sentir que estou protegida de tudo e de todos, eles são quentes e confortáveis, ela tem um cheiro único, não consigo associar com nada que conheço. Quando ela beija minha bochecha, eu fico extremamente feliz, e mamãe, o que eu mais quero é poder falar pra ela todos os meus sentimentos e poder andar de mãos dadas com ela sem que seja na amizade.

Mamãe, você não sabe o quanto eu sou apaixonada por ela e talvez até mesmo as pessoas que sabem sobre ela não tem a noção do quanto é isso, mas é muito, eu sinto aquelas famosas borboletas no estômago e sinto que vou ter um ataque cardíaco porque uma hora meu coração acelera e no outro ele para.

Ela não faz minhas bochechas ficarem vermelhas porque eu não sinto vergonha dela, e quando tocam no nome dela, o que eu faço é sorrir, afinal ela é tão diferente, única e incrível.

Ela é o meu sol, mamãe, é a estrela mais brilhante para mim, meu olhar sempre volta para ela, não sei como consegui me apaixonar pelos planetas sendo que sempre tive ela ali brilhando tão perto de mim, seu brilho ofusca todos os outros.

Ela me faz sentir em casa, me imagino deitada na grama dormindo, tudo nela me lembra ao sol e a grama, tanto que usei esses como codinomes para ela enquanto expressava meu amor por palavras em voz alta para qualquer pessoa por aí.

Nossa mamãe! Como pude esconder meus sentimentos desse jeito? Como pude ficar em dúvidas sobre eles se eles estavam ali tão na cara? Como pude imaginar que o que eu sentia era só uma faísca?

Quero que ela salve minha alma suja e pesada por mim, porque eu acho que ninguém faria isso como ela. Será que ela salvaria minha alma suja e pesada? Ou não? Mamãe, eu tenho tanto medo, tanto medo de as coisas entre a gente mudarem, tanto medo de quando eu me declarar ela não corresponder meus sentimentos.

Eu ficaria quebrada, mamãe, tão quebrada que eu não sei se minha alma teria salvação, eu nunca fui corajosa, deveria tentar ser? Afinal devemos demonstrar nossos sentimentos quando sentimos, correto?

Mamãe, espero que não tenha lido com nojo tudo isso, que mesmo que eu goste de garotas, você me apoie e continue me amando, que me ajude em tudo, porque mamãe, eu preciso de você para enfrentar isso, acho que vou me declarar, então por favor não me julgue e sim abra os braços, eu continuo sendo sua filha querida não? Mesmo gostando de garotas? Eu espero que sim.


Notas Finais


Talvez eu ache esse texto um pouco constrangedor por vários motivos mas bem, eu o fiz para contar o q sentia e aí está.
Talvez eu só seja mais uma covarde com medo mas acho q é normal sentir medo. Bem, é isso, morta de vergonha.
Tchauzinho gente 💛


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...