1. Spirit Fanfics >
  2. Para sempre >
  3. Abraço que traz paz

História Para sempre - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Oi, amores! Como vocês estão?! Bom, peço paciência a todas que lêem a fic pois estou começando outra faculdade e trabalho, mas prometo que concluirei a fic. Me empolguei e fiz um capítulo ENORME. Espero que gostem, me digam o que acharam nos comentários e enviem a história para as amigas Valecamil ❤️

Capítulo 13 - Abraço que traz paz


Capítulo 12 

 

~ Jaime Camil ~ 

 

Eu não entendo de onde tirei coragem para falar tudo aquilo, para tomar tais atitudes, nem mesmo quando comecei a me sentir. Eu só sei que sinto, e eu sinto demais. Tudo em relação a ela é muito, desde aos melhores sentimentos ao meu ciúme. E é claro que eu temo por nossa amizade, por tudo que já construímos juntos, mas o que eu estou sentindo só cresce e eu não sei como lidar com isso. Estou disposto a encarar sua rejeição, mas antes eu preciso lutar.  

 

Angélica estava andando em círculos pela sala, totalmente atordoada. Eu já estava ficando tonto de tanto vê-la rodopiar naquele cômodo. 

 

-Angélica daqui a pouco você faz um buraco no chão.  

 

Ela me encarou com um olhar fatal. 

 

-Eu simplesmente não entendo como você consegue levar tudo tão naturalmente, Jaime. Olha como as coisas estão acontecendo na velocidade da luz! Primeiro você surta, briga em um bar por ciúme, depois me beija e em seguida se declara. E detalhe, nós somos amigos há mais de 20 anos! Então me deixar rodar até abrir uma cratera nesse chão, por favor. 

 

Suspirei cansado, me dirigindo à cama, que ficava em frente aquela sala. O quarto era ambiente único, porém grande e aconchegante. Eu adoraria que passássemos a noite ali em outras circunstâncias, sem essa tempestade toda caindo, e bem resolvidos. 

 

-Ok, Angélica. Você conseguiu me vencer pelo cansaço. - Falei frustrado.  

 

Ela parou de andar em círculos e me olhou triste. Senti meu coração se partir, mas prometi dar espaço a ela, então o faria. 

 

-Aonde você vai? 

 

-Me deitar. - falei já me dirigindo à cama. 

 

-E me deixar aqui sozinha? 

 

-A cama fica ali de frente, Angélica. Estou bem aqui.  

 

-Tá bom então. Vai e me deixa aqui sozinha, se algo acontecer a culpa é sua. 

 

-Vem deitar comigo, então. 

 

-Nem morta. 

 

-Você que sabe. - Caminhei em direção à cama, me jogando pesadamente nela. Fiquei por um bom tempo fitando o teto e nada do sono chegar. A chuva caía copiosamente lá fora, por estarmos fora da cidade podíamos sentir com mais intensidade o temporal que caía. De repente um barulho de trovão estrondeante se fez presente, em questão de segundo Angélica apareceu correndo e parando em frente à cama, me olhando com aquele olhar pidão. A encarei de volta sorrindo, sabia o que ela queria, mas ela era orgulhosa o bastante para me pedir. 

 

-Tá com medo?  

 

Ela balançou a cabeça afirmando. 

 

-Vem, deita aqui. - Falei batendo do meu lado na cama. 

 

Ela relutou um pouco antes de aceitar, mas outro trovão soou, dessa vez menos intenso, fazendo com que ela praticamente se jogasse ao meu lado. Eu comecei a rir, e ela me estapeou o braço. 

 

-Au! Mãozinha pesada, ein. 

 

-Pra você aprender a não rir dos medos alheios. 

 

-Desculpa, anjo. Você tem razão. 

 

-Tá com sono, James? 

 

-Não e você? 

 

-Não. 

 

Fez-se silêncio por um tempo, a senti chegando um pouco mais perto de mim. 

 

-James... 

 

-Hm? 

 

-Você poderia me abraçar? Seu abraço me acalma. 

 

Não precisei responder, apenas a puxei para mim. Encostando sua cabeça em meu peito, fiquei passeando minha mão em suas costas, lhe fazendo um carinho. Ela me retribuiu passando a mão em toda a extensão do meu braço, vez ou outra passando a ponta dos dedos levemente sobre meu peito, acariciado meus pelos. Eu poderia passar o resto da vida daquele jeito, me sentia em paz, não lembrava de nada do mundo exterior. 

 

-Obrigada por não surtar comigo, eu sei que não sou tão fácil de lidar. - Ela ergueu a cabeça e falou me olhando nos olhos. 

 

-Não precisa me agradecer, não é nenhum esforço estar com você.  

 

 

 

~ Angélica Vale ~ 

 

Não sei por que fiz isso, mas senti que precisava naquele momento. Aproximei nossos rostos e o envolvi em um beijo calmo, acariciando levemente nossas línguas, girando brevemente minha cabeça em sentido contrário a dele. Coloquei uma mão em sua nuca, enquanto me apoiava no outro braço, senti os pelos de seu peito arrepiados de encontro a mim, me arrepiando instantaneamente. Aos poucos o beijo que era calmo foi tomando velocidade, senti Jaime me empurrando de encontro à cama e ficando por cima de mim. Naquele momento, ainda que eu quisesse, e eu não queria pará-lo, eu não teria mais forças. Fui dominada pelo desejo, me entregando totalmente aquele beijo quente. 

 

Afastamos nossos lábios por um momento para recuperar o ar, nos encarando cúmplices. Ele sorriu lindamente, e eu lhe retribui com meu melhor sorriso. Jaime voltou a encostar nossos lábios, enquanto suas mãos passeavam pelo meu corpo, me excitando ainda mais. Pude sentir toda a extensão de seu pênis de encontro a minha barriga. Com minha mão livre o acariciei por cima da bermuda, ele gemeu baixo em minha boca, sorrindo de canto. 

 

-Angélica, não faz isso comigo. 

 

Voltei a beijá-lo com força, ele começou a descer uma de suas mãos por entre minhas pernas, chegando onde eu mais queria senti-lo. Afastou minha calcinha para o lado, introduzindo um dedo por entre minha vagina. Suas carícias eram lentas e precisas, eu estava enlouquecendo. 

 

-Jaime... 

 

Gemi seu nome, totalmente lubrificada. Ele sorriu, introduzindo mais um dedo em mim. Seu dedo indicador fazia movimentos circulares em meu clitóris enquanto o outro me penetrava, eu estava inebriada de tanto prazer, e acho que ele também pois sentia que seu pênis fosse a qualquer momento siar pra fora daquela bermuda.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...