História Para Sempre Juntas (Reencarnação) - Season II - Capítulo 33


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), Emma Swan, Henry Mills, Regina Mills (Rainha Malvada), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Evil Queen, Fanfic G!p, Homossexualidade, Jennifer Morrison, Khristtynna, Lana Parrilla, Lesbicas, Morrilla, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Swan Queen, Swanqueen, Swen
Visualizações 642
Palavras 2.604
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*Boa leitura!😘😍💻📱📜📓📙📖📒📗📚

*A Temporada está acabando...


*Relevem erros que tiver, depois reviso...

Capítulo 33 - Momentos Swan Mills


 

*Dois meses e meio depois...

 

-Emma suas filhas estão chorando, vá busca-las, estou ocupada, minhas mãos estão sujas de trigo! -Grita a morena na cozinha para loira que estava assistindo desenho na sala. E o choro das bebês de dois meses e quinze dias entoavam na babá eletrônica.

 

Emma levanta e rapidamente sobe as escadas chegando no quarto das filhas, pega primeiro Valentina em seguida Lana, tentando se equilibrar com a loirinha e moreninha,  já estavam vermelhas de tanto chorar.

 

-Princesas, parem de chorar por favor, sua mamãe está fazendo uma torta. O que vocês querem? -As meninas continuaram a chorar, só que agora parecia mais reclamação. Swan colocou as pequenas na cama, olhou a fralda de uma, que estava limpa, a da outra com xixi, rapidamente trocou Valentina, do jeitinho que tinha aprendido logo que as meninas vieram para casa.

 

 Emma havia se tornado uma ótima mãe. Apesar de ajudar cuidar das meninas, também conseguiu concluir sua maratona de provas, agora só estava esperando a festa de formatura, que acontecerá no sábado, depois disso era arrumar as malas e partir para nova vida em New York, onde passarão a morar com as crianças e cursar o ensino superior.

 

Henry e Cora tinham ido para New York, comprar o apartamento e resolver tudo para que suas filhas e netas quando se mudarem já esteja tudo pronto. O casal Mills voltaria na sexta, e hoje ainda era quarta. Emma, Regina e as crianças estavam só em casa. Inclusive até a governanta teve folga. O Sr. e a Sra. Mills, quiseram assim para ver como elas se saiam durante uma semana sozinhas, esperavam que as duas adolescentes se saíssem bem. Era um risco deixar as duas com as bebês novinhas em casa a sós, mas precisavam fazer isso. Claro que elas não estavam totalmente sozinhas. Bernard na casa ao lado as observava para socorre-las, caso precisassem de alguma coisa.

 

Zelena ligava quase todos os dias, estava apaixonada pelas sobrinhas, só não podia está mais presente na vida delas, porque tinha que focar nos estudos. Mas com a mudança do casal para New York, ia poder ficar perto das bebês e ajudar a cuidar delas.

*

Emma acabou de ajeitar as meninas, decidiu descer com elas para Regina dá de mamar, já que o alimento ideal para elas até os seis meses é o leite materno, assim para que cresçam saudáveis. A partir dos seis meses poderia ser introduzido outros alimentos, e o aleitamento seguirá como complemento até os dois anos.

 

Swan meia desequilibrada com as duas garotas nos braços, desceu devagarinho as escadas. Regina já tinha lavado as mãos, veio de encontro a loira.

 

-Cisne, cuidado você não deve carregá-las ao mesmo tempo, pode derrubar, devia ter trazido uma e depois ido buscar a outra. -Disse pegando a pequena Lana, enquanto a loira ajeitava melhor Valentina em seus braços.

 

-Amor, se deixasse uma das duas sozinha lá, iria chorar muito, não gosto que minhas bebês chorem. -Ambas seguiram para o sofá sentando. Regina tirou os seios para fora, começou amamentar a pequena moreninha, enquanto Swan distraia a outra. Quando acabou de amamentar Lana, entregou para loira pegando Valentina e dando de mamar a ela. Emma fez a pequena moreninha arrotar, em seguida começou a nina-la.

{**}

*Uma hora depois...

 

As bebês bem alimentadas, agora estavam adormecidas em seus berços no andar de cima, enquanto Swan e Mills, sentadas em volta da mesa da cozinha almoçando.

 

-Amor, você gostou da torta de frango? -Perguntou Regina sentada de frente para loira.

 

-Está uma delícia. Já dá para casar. -Sorriu.

-Só falta você me pedir em casamento oficialmente.

 

-Eu vou, mas estava pensando que somente depois da faculdade é que devemos casar. Pelo menos poderei te levar numa viagem de lua de mel, para algum país lindo da Europa. Na verdade, eu quero que nossa lua de mel não seja apenas em um país, mas sim em pelo menos três. -Sorriu animada.

 

-Sério, quais?

 

-Nova Zelândia, França/Paris e o outro ainda estou decidindo.

 

-Hum, sendo assim posso esperar.

 

-Não se preocupe, eu sou sua e você é minha. -Sorriram.

 

-Com toda certeza! -Afirmou a morena.

 

Acabaram de comer, tiraram as louças sujas da mesa, Regina guardou o alimento que sobrou na geladeira, Emma lavou e guardou as louças.

 

A morena decidiu subir e tomar banho. Emma ficou na sala assistindo Tv com a babá eletrônica por perto.

 

*Meia hora depois...

 

Emma estava cochilando quando a morena desceu de banho tomado, trajando um vestido preto de alcinha soltinho, seus cabelos estavam meio molhados, dando um ar sexy. Se aproximou da loira e logo sentou sobre seu quadril com as pernas em cada lado.

 

-Amor, o que está fazendo? -Indagou meia sonolenta.

 

Regina se inclinou sobre o corpo da garota e a beijou nos lábios rapidamente, em seguida falou: -Quero transar aqui no sofá, estou com muita vontade. -Disse de forma sensual, fazendo a outra se arrepiar.

 

-Uau, eu quero muito também. -Disse já sentando com a morena no seu colo, atacou o pescoço dela dando beijos e leves chupadas. Ainda não tinham feito amor desde... se fosse contar fazia meses, que a loira ficou em coma, isso era muito tempo, e depois ainda teve o resguarde, a recuperação da cessaria. Na verdade a morena precisava esperar mais um tempinho, no entanto, não aguentava mais ter que dormir com a namorada e não passar de uns beijinhos. Para Emma a situação era mais crítica, devido seu amiguinho incontrolável sempre ficar duro, procurava manter o auto controle e de certa forma estava conseguindo.

 

Regina passou a rebolar no colo da loira, já sentindo o amiguinho dela desperto.

 

-Saudades disso. -Disse Mills intensificando. Emma capturou os lábios da namorada, e logo suas línguas começaram a travar uma batalha por dominância.

 

-Aí Ems...-Gemeu contra os lábios finos da Swan.

 

-O que ... você quer amor? -Perguntou arfando, com olhar safado.

 

-Me fode, sem preliminares, preciso te sentir dentro de mim, estou pronta. Não enrola senão suas filhas vão acordar e aí irei ficar muito brava se não me fizer gozar.

 

Swan desceu sua mão pelas coxas da morena, chegando no meio das pernas dela e percebendo que não usava calcinha, sentiu a lubrificação molhar seus dedos, o pau latejou. Regina rapidamente se afastou de cima somente para abaixar a calça moletom da namorada, fazer o membro ereto solta pronto para o ato.

 

-Do jeitinho que eu gosto. -Segurou no pênis, enquanto a loira acariciava sua boceta com os dedos, arfando...

 

Emma rapidamente tirou a mão do meio das pernas da morena e levou para seu membro, segurando por cima da mão pequena dela, ajudando-a masturbar...

 

-Dentro Ems. -Ordenou, puxando o membro em direção sua entrada, assim que sentiu o primeiro contato apenas tirou a mão enlaçando no pescoço da loira, deixando-a comandar.

 

-Gostosa! -Disse Swan, pincelando seu pau na boceta encharcada, fazendo-a gemer sem um pingo de pudor, era bom está a sós em casa. Emma ameaçou penetra-la, parou e voltou a brincar com o membro no clitóris.

 

-Cuida amor, por favor me fode logo... Aaaa...issoo...

 

Swan não aguentando posicionou seu amiguinho na entrada da outra e forçou um pouco, estava apertada. Regina gemeu sentindo arder um pouquinho quando o pênis começou entrar. -Tudo bem? -Perguntou Swan.

 

-Sim... continuaa...

 

Emma a beijou com carinho e penetrou mais. Regina estava muito apertada devido ter passado meses sem sexo. Enfim, o membro entrou ficando na medida certa. A morena começou a se mover devagar no colo da loira, se acostumando com aquele comprimento que tanto ama e estava com saudade.

 

-Que saudade! -Disse Swan de olhos fechados, com as mãos na cintura da morena apenas a ajudando subir e descer na sua extensão.

 

Regina sentiu seu corpo formigar, anunciando que já estava perto do orgasmo, intensificou mais suas quicadas no membro da loira, seus gemidos preencheram o lugar...

 

-Ahhh... Cisne...que delícia...

-De...mais...Aaaaa... Re... ginaaa...

 

A loira estava se segurando para não gozar primeiro, Regina estava fazendo-a perder os sentidos, de tão delicioso que era seu sobe e desce.

 

-Goza... comigo amor... -Disse encostando seus lábios no da Swan e dando algumas reboladas, se entregando ao ápice do prazer... mais rápido do que o esperado.

 

-Aaaa...Gemeu ainda com a boca encostada na da loira, que também não aguentou se derramando dentro dela, misturando seus líquidos....

 

-Reginaaa....

 

Suas respirações falhas; os corpos trêmulos, encostaram suas testas tentando se recompor do momento máximo do prazer.

 

-Amo você! -Falou Swan contra os lábios da morena.

 

-Idem infinito. -Sorriram, trocaram um beijo apaixonado, em seguida a morena levantou um pouco para o membro sair de si, sentiu sua vagina escorrer e logo lembrou de algo crucial. -Droga!

 

-O que foi amor?

-Esquecemos da camisinha.

 

-Puta merda. -Disse a loira um pouco nervosa. -Será que você vai ficar grávida de novo? -Definitivamente elas não queriam outro bebê tão cedo, as gêmeas já bastava.

 

-Vira essa boca para lá! Espero que o Drº esteja certo, em relação a amamentação servir como método contraceptivo.

 

-Ele disse também que devíamos usar camisinha para garantir. -A alguns dias atrás, Cora foi no hospital com a loira e a morena, levaram as bebês para passar no pediatra. A Sra. Mills aproveitou e incentivou as meninas a fazerem uma consulta com Daniel, afinal quanto mais esclarecidas forem em relação ao sexo, e seu próprio corpo, o riscos são menores de uma nova gravidez e as IST'S. Ele falou sobre várias coisas, inclusive sobre os métodos contraceptivos, por enquanto aconselhou a morena não tomar anticoncepcional, devido está amamentando, explicou que a amamentação serve como método, mas para garantir deveriam usar camisinha.

 

-OK Cisne! Ainda não estou satisfeita preciso de mais...-Voltou atacar os lábios da loira, que retribuiu. O beijo foi ficando cada vez mais ousado. Regina de repente parou sorrindo, tendo um olhar safado.

 

-Ah amor, me beija, por que parou? Estava tão bom. -Disse Swan acariciando a coxa da namorada.

 

-Quero foder na cozinha, em cima do balcão.

-Amor, isso é sério?

 

-Sim, vamos aproveitar que só estamos nos duas em casa, e as bebês dormindo.

 

-Demorou. -A morena levantou do colo da loira, seguiram para cozinha. Se beijaram com certa pressa. Emma encostou a Mills no balcão, enquanto apertava os seios dela por cima do vestido. Regina também tocou os seios da loira por baixo da blusa, ambas gemendo uma na boca da outra.

 

-Tira esse vestido... -Swan não esperou resposta e já foi logo levantando a roupa, a morena levantou os braços para o mesmo passar por cima da sua cabeça, ficando peladinha para o deleite da loira.

 

-Eu sou a garota de mais sorte, por ter a mulher mais linda de todas. -Sorriu apaixonada, excitada.

 

-Obrigada Cisne, espero que esse olhar seja sempre meu. Agora tira suas roupas para ficar empate.

 

Emma não se fez de rogada, logo se livrou da blusa e da calça moletom deixando jogada no chão da cozinha, avançando em cima da morena. Seus corpos nus entraram em contato, cheios de desejos. Regina, distribuiu beijos pelo pescoço da loira, chegando em seus seios de bicos rosados, massageou-os admirando e logo abocanhou com gula, fazendo-a se contorcer de prazer e ficar ainda mais ereta, poderia gozar somente com a boca da outra ali.

 

Emma sabia que não duraria muito se deixasse Regina lhe chupar daquele jeito, precisava dá prazer a ela. Rapidamente a puxou para um beijo, logo parando e descendo pelo seu pescoço, chegando nos seios agora fartos, devido está amamentando, os admirou com sorriso sapeca....

 

-Para, está me deixando constrangida. -Disse a morena envergonhada.

 

-Relaxa, eles estão ainda mais lindos. As meninas vão ter que dividir um pouquinho de leitinho comigo. -Nem esperou a morena protestar e já foi abocanhando o direito com vontade, sentiu o leite com gosto deferente em sua boca. Regina gemeu de prazer...

 

-Ahhh... filha da mãe safada... -Sua boceta latejou aumentando ainda mais a lubrificação.

 

Swan revezou entre um e outro, sabia que não poderia fazer aquilo por muito tempo devido ter duas garotinhas para se alimentar. Com esse pensamento, parou suas investidas nos seios, e desceu beijando o abdome da morena, chegando no monte de vênus dela, depiladinho, beijou a região. Swan voltou sua postura, deu impulso sentando-a sobre o balcão, trocaram um beijo rápido e novamente a de cabelos loiros desceu seus beijos pelo corpo branquinho, chegando na boceta e começando sua exploração. Regina apenas acariciava os cabelos loiros ansiando para ser logo chupada onde tanto queria. Como se ouvisse os pensamentos da outra, a loira com a ponta dos seus dedos longos, separou os grandes e pequenos lábios e começou a passar a língua pela região, ouvindo o gemido roucos da amada.

 

-Issooo....

 

Swan estimulou o clitóris da Mills com a boca, dando sugadas e prendendo entre seus lábios...saboreando o gosto do prazer da outra... Regina adorava demais a forma como a loira lhe chupava ali, não demorou a sentir a língua habilidosa adentrar sua vagina, e passar estocar com maestria, seu gemidos aumentaram, conforme as investidas.

 

-Aii amor ... -Sentia as ondas crescente em seu interior, aparentemente explodiria em sensações. Emma mandando ver, se empenhado muito em proporcionar prazer a garota de cabelos pretos.

 

Regina queria gritar, Swan deu mais algumas estocadas e estimuladas no clitóris, fazendo-a não resistir se entregando ao segundo orgasmo, dessa vez diferente de todas as outras, expelindo o líquido molhando o rosto da loira todo.

 

-Uau... que foi isso? -Indagou a Swan incrédula, passando o braço no rosto tentando enxuga-lo. Regina tremeu sentindo seu corpo fraco. Swan a puxou para um abraço apertado fazendo-a encostar a cabeça em seu ombro, adorando a sensação. Depois de uns minutos os espasmo no corpo da morena cessaram.

 

 

Emma ficou ainda mais excitada com a cena que presenciou, segurou seu membro com certa força, precisava está dentro daquela vagina com urgência.

 

-Tudo bem amor? -Perguntou a afastando do seu ombro e olhando para seu rosto. Regina permaneceu com a cabeça abaixada sentindo vergonha.

 

-Me desculpa Cisne, por ter te molhado toda.

 

-Isso foi incrível, depois vamos pesquisar a respeito. Agora vem. -Ajudou a morena descer, logo a virou de costas para si, fazendo-a apoiar as mãos no balcão, empinando a bunda e abrindo um pouco as pernas. Swan começou a estimula-la, deu beijos naquele bumbum arrebitado, em seguida levou seu pau para o sexo encharcado, passou estimular o clitóris com o pênis, deixando-a excitada novamente.

 

-Humm... Cisne, tão duro, grande, grosso, quentinho e meu... -Disse e depois mordeu os lábios, virando a cabeça um pouco para olhar a loira, que estava vermelha, com os olhos verdes em tom escuro, reluzindo luxúria...

 

A loira deu uma palmada na bunda avantajada e começou a penetrar a boceta quentinha, lubrificada, pós as mãos firmes nos quadris fino. Regina sentiu-a atingir seu ponto esponjoso causando ondas de prazer maravilhosa.

 

A loira estava louquinha mandando ver. Regina já estava a beira de seu terceiro orgasmo, seus músculos vaginal, apertaram o membro enquanto seu corpo ficava mole. Emma sentiu o aperto em volta do seu pau dentro, não conseguiu se segurar, se derramando dentro da boceta gostosa, urrando de prazer...

 

-Cisneeee...eu amo...você...

 

-Ahhh......Aaaaa....Regi... Amo...amo...-Emma perdeu as forças suas pernas ficaram bambas, se retirou de dentro da morena com seu membro todo melado. Regina endireitou a postura virando de frente para Swan abraçando, ficaram quietinhas recuperando do momento. Antes que pudessem fazer mais alguma coisa, ouviram um chorinho fraco na babá eletrônica, que estava em cima da mesinha na sala...Sorriram uma para outra trocando um beijo rápido...

 

-E lá vamos nós...-Disse Regina ajuntando seu vestido e vestindo rapidamente, Emma faz o mesmo com suas roupas...Estavam aprendendo a ser mães, se saindo muito bem, apesar da pouca idade...

 

 


Notas Finais


*A temporada da fic está chegando ao fim, na verdade os capítulos finais já estão todos escritos, irei postar nos próximos dias começando por esse..Aproveitem e não deixe de dizer o que acharam de cada capítulo...😉😍😍


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...