História Para Sempre Juntas (Reencarnação) - Season II - Capítulo 34


Escrita por:

Postado
Categorias Once Upon a Time
Personagens Cora (Mills), Emma Swan, Henry Mills, Regina Mills (Rainha Malvada), Zelena (Bruxa Má do Oeste)
Tags Emma Swan, Evil Queen, Fanfic G!p, Homossexualidade, Jennifer Morrison, Khristtynna, Lana Parrilla, Lesbicas, Morrilla, Once Upon A Time, Ouat, Regina Mills, Swan Queen, Swanqueen, Swen
Visualizações 577
Palavras 2.194
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


*Boa leitura!😘😍💻📱📜📓📙📖📒📗📚



*Relevem erros que tiver, depois reviso...

Capítulo 34 - Passeio Com as Gêmeas


 

*Autora*

 

-Amor dá banho nelas enquanto eu tomo o meu. Iremos levá-las para passear. -Disse depois que chegou no quarto e pegou uma bebê enquanto Emma pegou a outra.

 

-Estou me sentindo fraca. Acho melhor tomarmos banho e dá banho nelas, depois podemos ficar no nosso quarto deitadas com elas. -Disse bocejando.

 

-Nada disso, Swan. Você precisava ser mais resistente, só gozou duas vezes e já está nesse estado.

 

-Amor, ontem eu quase não dormi direito, você sabe que elas trocam o dia pela noite.

 

-Emma, agora somos mães, não temos mais o luxo de dormir de tarde. Bote isso nessa sua cabecinha linda. Pegue suas filhas e vá dá banho. De manhã fui eu quem deu banho nelas sozinha. Eu preciso também tomar o meu, estou cheia de você sabe o quê.

 

-Tudo bem, você quem manda. -Pegou a outra bebê do colo da morena. Colocou as duas na cama do quarto delas, Regina saiu do local, fez de proposito, queria que Emma aprendesse a se virar com as duas, nem sempre estaria por perto, as vezes teriam que revezar então nada melhor do que ambas desempenhar muito bem seus papeis como mães.

 

*Pov. Regina *

 

A Cisne está sendo ótima com nossas filhas, sempre atenciosa, carinhosa e mal elas choram já corre para socorre-las, só tem um probleminha. Emma é meia atrapalhada na hora de dá banho nas meninas, por isso quero que ela continue a treinar, tenho total confiança de que não vai afogar nossas bebês.

 

Falta menos de três meses para irmos para New York, ser universitária, devo confessar que estou assustada. Teremos apenas 16 anos, jovens demais para lidar com tantas responsabilidades, mas estou feliz por ter minhas princesas. Tenho medo do que possa acontecer, de não conseguir ser boa mãe e boa estudante. Uma coisa também que me deixa apavorada só de pensar; Cisne se interessando por alguma garota, não quero nem imaginar viver uma vida sem ela. Sinto que nosso amor é verdadeiro.

 

E ainda tenho que saber lidar com a magia, as vezes sinto que vou perder o controle, como aconteceu no dia em que atingi James, mas faria de novo somente para salvar minha amada. Pensar no desgraçado me deixa com ódio, quase perco a Cisne por culpa dele, não sei o que seria de mim sem aquele sorriso de canto de boca que ela sempre me dá, seu olhar apaixonado parece ver minha alma, os momentos em que fazemos amor, ou simplesmente dormimos de conchinha. Tudo com a Emma é maravilhoso, exceção as briguinhas que as vezes temos, mas faz parte.

 

Entro no banheiro e tiro minhas roupas, opto por tomar banho de chuveiro, preciso cuidar para ajudar a loira. Devo confessar que estou um pouquinho ardida, a Cisne não tem dó da minha piriquita, pior que eu amo o modo como ela faz gostoso. Sempre eu vou querer aquele pau, ela inteira toda para mim.

 

Inicio meu banho, molho minha cabeça e pego o shampoo colocando um pouco na minha mão e levando até meus cabelos, começo a massageá-los com as pontas dos dedos, pego o sabonete líquido e uso para lavar bem minha intimidade. Sorrio lembrando da sacanagem na cozinha da mamãe, ligo novamente o chuveiro e deixo a água levar todo a espuma do meu corpo.

 

Banho tomado desligo a água e pego um roupão que estava pendurado, visto-o, ligo o secador e começo a secar meus cabelos em frente do espelho. Cabelos enxutos, desligo o secador o guardando no armário. Saio do local e caminho até o meu closet, escolho as roupas, opto por uma calça Jeans desbotada, uma lingerie branca, e uma blusa preta baby look, visto todas as peças, sento em frente a penteadeira e começo a fazer maquiagem. Será que minha loira está se saindo bem?

 

*Pov. Emma... *

 

-Merda, Regina vai me matar por ter deixado o banheiro todo molhado. Primeiro eu dei banho na Valentina, a enxuguei e deixei na cama, depois foi a vez da Lana, ainda bem que elas quando estão alimentadas, não ficam chorando, são anjinhas perfeitas. Agora estou arrumando-as.

 

Passo a pomadinha para evitar assadura em cada uma, em seguida coloco a fralda p descartável em uma depois na outra. Escolhi dois vestidinhos, um verde com babados, e outro vermelho de bolinhas também com babados. Visto Lana primeiro com o vestido verde, coloco a tiara de laço da mesma cor em sua cabeça, observo suas feições, os olhos dela estão ficando clarinhos, assim como a da outra, se parece demais com Regina, tão perfeita. Em seguida visto Valentina com o vestidinho vermelho e a tiara na cabeça, essa se parece também com ela, só que seus olhos são bem verdes, e cabelos clarinhos. Por último calço as sapatilhas de lacinhos nelas. Enfim, termino minha missão de arrumá-las, estão lindas.

 

-Ei, vocês são meus presentes, amo vocês da mesma forma. -Beijo a testa de uma depois e a da outra. Regina sorrir chamando minha atenção.

 

-Estava aí a muito tempo?

 

-Não, cheguei agora, a tempo de ver você caducando com elas, estão perfeitas, você se saiu muito bem.

 

-Nem tanto, o banheiro está todo bagunçado. Mas relaxa, já irei ajeitar e deixar nos conformes.

 

Levanto dando um selinho na morena e indo para o banheiro, antes que ela me dê um sermão. Adentro o local e começo ajeitar a bagunça, ainda bem que tudo é adaptado, como a banheira e o piso especial para evitar quedas. Rapidamente ajeito tudo e enxugo o piso, saio do banheiro das meninas observando Regina dá de mamar a elas, sentada na poltrona, uma de um lado e a outra do outro seio. Sorrio para cena, pego meu celular e tiro uma foto, colocando no papel de parede.

 

-Minha família é perfeita. As três mulheres da minha vida. -Regina sorrir.

 

-Amor, vai logo tomar seu banho e se arrumar, para irmos passear. -Obedeço a minha amada, indo para o nosso quarto. Tiro minhas roupas colocando no cesto das sujas, sigo para dentro do banheiro, ligo o chuveiro e início meu banho, cantando uma música qualquer. Quando acabo vou até o closet, não molhei meus cabelos, porque tinha lavado de manhã. Escolho uma calça preta, uma box azul e um sutiã preto, por fim uma blusa branca de botões na frente. Visto-me rapidamente, dou mais uma ajeitada nos cabelos, faço uma maquiagem leve para não parecer pálida demais, passo perfume em pontos estratégicos, calço um coutorno preto e vou para o quarto das meninas, adentro animada, pegando a bolsa de bebê e o celular.

 

-Vamos?

 

-Claro, antes que elas durmam. Vai descendo, ajeita o carrinho de dois lugares delas do lado de fora.

 

-Certo. Volto já para te ajudar.

 

Desço correndo, abro a porta e logo estou colocando o carrinho de dois lugares do lado de fora, ajeito a bolsa das meninas embaixo do mesmo e volto para ajudar a Regina. Pego Lana nos braços, enquanto ela fica com a Velen, descemos juntas. Saímos de casa, ponho Lana no lugar dela, a prendendo com o cinto, em seguida a Valentina fazendo o mesmo. Regina tranca a porta da casa. Iremos caminhando, e mesmo se quiséssemos ainda não podemos dirigir, e o Bernard nem faço ideia por onde está. Eu empurro o carrinho com a morena ao meu lado, caminhamos pelas ruas calmas de Storybrooke.

 

-Para onde amor? -Pergunto.

 

-Pracinha, o sol já está quase se pondo não iremos demorar, elas são muito novinhas para ficar expostas demais ao ar livre.

 

-Certo!

 

*Maia hora depois...

***Autora On***

 

O casal mais apaixonado de Storybrooke estava na praça, despertando muitos olhares de pessoas que ali estavam. Muitos curiosos, achando desprezível e abominável, achavam errado as irmãs terem um caso e para piorar filhas, consideravam incesto, uma pouca vergonha, não falavam isso em voz alta, porque tinham medo do prefeito. Mas também tinha uma parcela da população, que as admirava e achava lindo o fato delas serem tão novas e determinadas, não se intimidavam com nada, demonstravam um amor puro e verdadeiro uma pela outra.

 

Emma arrancava suspiro de muitas meninas, que queria está no lugar de Regina, e ainda de Killian, mesmo que estivesse tido um caso com Robin, que infelizmente teve de se mudar com a família por causa das coisas que James aprontou, contra as meninas. O rapaz de olhos azuis ainda continuava numa paixão platônica pela a de olhos verdes.

 

Já Regina tinha um certo garoto de pele branca como a neve e olhos azuis intenso apaixonado por ela, fora outros garotos, querendo uma chance, mas nem se quer cogitava a possibilidade de se aproximar.

 

-Amor você quer sorvete? -Pergunta a loira de pé com Valentina nos braços, a pequena Lana estava adormecida no carrinho, e Regina sentada no banco da praça.

 

-Sim, de baunilha de preferência. -Sorri, Emma já ia caminhando com a loirinha.

 

-Ei, deixa ela comigo, como vai trazer dois sorvetes com ela nos braços? -A loira voltou sorrindo e entregando a pequena para outra mãe. Deu um rápido selinho na namorada chamando a atenção de alguns fofoqueiros, que viraram a cara para cena. Emma percebeu, apenas sacudiu a cabeça e seguiu até o sorveteiro.

 

Regina começou a brincar com a loirinha, que já abria um sorriso sem dentes, coisa mais linda, a morena se emocionava cada vez que recebia um sorriso das filhas.

 

-Você se parece muito com sua outra mãe, eu amo você assim como essa dorminhoca no carrinho. -Foi interrompida por uma voz conhecida.

 

-Elas são lindas!

-Obrigada!

 

-Estava com saudades de você. Senti vontade de ir na sua casa, mas fiquei com vergonha.

 

-Pode ir quando quiser, Ale. -Regina gostava da amizade do garoto, de certa forma ele cuidou dela quando Emma estava em coma, sempre estava por perto e ajudou a saciar alguns dos seus desejos durante a gestação.

 

-Eu irei sim, soube que você e a Emma vão se mudar?

-Sim, precisamos continuar nossos estudos.

-Hum, sentirei sua falta.

-Você não vai fazer faculdade?

 

-Não sei, ainda estou pensando. -A verdade era que o rapaz estava de passagem, em breve Tink recuperaria sua magia e poderia manter-se como a guardiã das garotas.

 

-Você devia ir, será legal. -Sorriu.

 

-Posso pegar ela? -Perguntou indicando Valentina no colo da morena, que hesitou um pouco. Emma do jeito que é ciumenta, não ia gostar nada de ver sua bebê no colo do garoto, mesmo relutante entregou a menor.

 

-Tenha cuidado com a cabecinha dela.

 

-Não se preocupe, eu sei como cuidar de uma criança. -Sorriu. -Tenho três irmãos mais novos que eu, ajudei minha mãe com eles.

 

-É você leva jeito. -Disse abaixando a cabeça e uma mecha de cabelo caiu sobre seu rosto, logo o rapaz sutilmente aproximou a mão tentando tirar a mecha do seu rosto. Nesse momento Emma vinha sorridente com dois sorvetes nos cascalhos, parou de repente vendo a cena que fez seu estômago embrulhar e uma absurda raiva surgir em seu ser.  Apressou os passos logo chegando até a namorada.

 

-Ei tira as mãos dela e devolva minha filha! -Disse quase bufando de raiva. -Regina rapidamente pegou Valentina, Alexandre levantou encarando a loira.

 

-Qual é garota? Regina é minha amiga, fui eu quem realizou os desejos dela de grávida, cuidei dela quando você não estava presente, devia me agradecer. -Foi a gota d’água. A loira usou os dois sorvete de suas mãos e enfiou na cara do rapaz, chamando a atenção das pessoas ali presentes.

 

-SEU FILHO DE UMA PUTA, EU NÃO ESTIVE PRESENTE E REALIZEI TODOS OS DESEJOS DA MINHA MULHER, PORQUE UM DESGRAÇADO ME FERIU GRAVEMENTE. VOCÊ ESTAVA DANDO EM CIMA DELA, AINDA POR CIMA PONDO SUAS MÃOS SUJAS NA MINHA FILHA!!! -Empurrou o rapaz sujo de sorvete, fazendo-o tropeçar e cair sentado.

 

-Para Emma, está assustando as meninas. Deixe-o! -Falou a morena tentando se manter calma, nunca tinha visto Emma tão transtornada. Ariel apareceu ajudando Alexandre a levantar.

 

-Emma, por favor se acalme. -Disse a garota. Foi a vez de Regina sentir o ciúme dentro de si, mas mudou sua atenção para as bebês chorando.

 

-CHEGAAA... Peixe leva o Ale daqui. -Disse a morena.

 

-Ale? Quanta intimidade! -Disse Emma de forma sarcástica, pegando a pequena Lana no carrinho.

 

-Amor, é só um modo de falar. Vamos para casa? -Tentou amenizar. Ariel foi embora levando o rapaz.

 

Alexandre estava perplexo com a reação da Swan, seu rosto sujo de sorvete, chamando a atenção e causando cochichos nos ali presentes.

 

-Cara o que foi aquilo? -Perguntou a Sereia.

-Emma teve um ataque de ciúmes.

-O que você fez?

 

-Nada de mais, apenas peguei a neném no colo, e talvez eu tenha me empolgado com Regina. Ela é tão linda, e os meses que passei perto dela, acabei me apaixonando.

 

-Você se ferrou, já cometi esse erro. Quando eu conheci a Emma, fiquei encantada por ela, a queria para mim, mas depois que conhecia a história delas desencanei. Emma é de Regina e Regina de Emma. Não chegue mais perto da morena com segundas intenções.

 

-Não, acho que vou pedir para azul me mandar para outra missão em algum lugar distante.

 

-É o melhor que se deve fazer. Elas são especiais.

Os dois jovens se foram papeando....

 


Notas Finais


*Só falta dois depois desse...Leiam as notas dos capítulos, eu já expliquei que vai ter 3ª Temporada. só não sei quando começarei a postar....😘😉


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...