1. Spirit Fanfics >
  2. Para sempre minha garota - SHAWMILA >
  3. Capítulo 23

História Para sempre minha garota - SHAWMILA - Capítulo 23


Escrita por:


Capítulo 23 - Capítulo 23


Shawn

Camila está hoje em L.A. Na verdade ela está lá embaixo no centro de convenções. Eu sei que esta não deve ser a única coisa em minha mente, mas é. Agarrei esta data da minha agenda para a feira que ela está participando para que eu pudesse manter minha agenda limpa. Cancelei duas entrevistas – que não passou bem por Sam. Exigiu em um grito agudo muito alto, que eu contasse a ela porque eu tinha desistido para que ela pudesse fazer o controle de danos. Disse-lhe repetidamente que ninguém está grávida, mas ela não está comprando. A sua obsessão com a gravidez está começando a me assustar.

Eu queria encontrar Camila no aeroporto, mas não me atrevi a perguntar-lhe quando seu voo estava chegando. Eu preciso tentar manter a calma já que eu estou tentado visitar este lado do hotel e ver se posso encontrá-la. Nós vamos jantar esta noite na minha cobertura. Eu não vou levá-la para fora do hotel, se eu puder gerenciar isso. Eu não quero seu rosto espalhado por todas as colunas de fofocas e programas de TV. Eu não quero nem a imprensa sabendo o nome dela. Eles vão começar escavação que irá colocar Noah em perigo.

Eu não deveria trazê-la para o meu quarto. Eu sei que é um erro, mas desde que eu a beijei na noite que disse a Noah sobre eu ser seu pai, não tenho sido capaz de parar de pensar nela. Sei que ela está fora dos limites. Eu sei que ela vai se casar com outro homem, mas eu sou um masoquista, porque tê-la na minha casa é suficiente para mim, mesmo que eu não possa tocá-la como eu quero.

Eu olho para o gato sem nome sentado no parapeito da janela e tenho que rir. Noah mal pode esperar para encontrá-lo. Eu comecei à procura de casas em Beaumont, algo para mim e Noah. A maioria das casas lá são de um bom tamanho, mas eu quero um quintal bem grande e algo com um porão que eu possa colocar à prova de som e transformar em um estúdio, para quando eu tirar as minhas semanas de folga por mês. Os prazos estão se aproximando e este novo álbum está chegando junto rapidamente. Isso significa que Sam vai marcar uma nova turnê e nos colocar de volta na estrada e mais longe de Noah. Eu deveria ter parado nestas músicas.

Uma batida e o anúncio do serviço de quarto coloca um sorriso no meu rosto. A recepção vai dar a Camila um cartão de acesso ao meu andar quando ela se apresentar lá em poucos minutos. Meus nervos estão no limite.

Abrindo a porta, é um dos meus homens de entrega regular. Isso é bom e ruim. Bom, porque eu o conheço. Ruim, porque ele sabe que eu como sozinho e eu definitivamente não estou comendo sozinho esta noite.

— Tem companhia esta noite o Sr. Mendes? — Ele pergunta enquanto empurra o carrinho de serviço para o meu quarto.

— Não, Michael, apenas uma reunião.

— Este é um jantar chique e romântico para uma reunião.

— Ela está escrevendo um livro. Eu preciso ter certeza que fique tudo certo. Eu não quero ser mal interpretado. — Eu minto através dos meus dentes.

— Sr. Mendes. Onde você quer?

Eu quero no meu quarto, mas isso não é apenas uma opção. Perto da varanda é o lugar onde nós vamos comer, mas eu não quero que o serviço de quarto saiba. Não tenho dúvidas de que Michael vai fofocar quando ele voltar para baixo.

— Nós vamos comer na mesa. — Eu digo. Ele acena com a cabeça e empurra o carrinho para lá e descarrega tudo na mesa. Eu olho para o meu relógio, contando os segundos enquanto eles passam. Ele parece estar se movendo extremamente lento. Ela vai aparecer a qualquer momento.

— Eu coloquei a garrafa extra de champanhe na geladeira, senhor.

— Obrigado, Michael. — Eu entrego-lhe a gorjeta e ele está fora da porta. Eu respiro um suspiro de alívio. Agora eu só preciso de Camila.

Uma batida suave envia-me a correr para a porta. Olho para o que eu estou vestindo e bato a cabeça contra meu punho. Eu deveria ter mudado. Vamos ter um jantar agradável e eu estou de jeans e uma camiseta. Eu abro a porta, minha respiração para. Diante de mim é a minha garota. O cabelo dela é em um bolo, alguns fios pendurados em volta de sua cabeça. Ela está usando um vestido de gola V vermelha que está me mostrando cada curva que eu me lembro e algumas novas que eu acho que eu preciso conhecer. Seu vestido vai até seus joelhos e é rapidamente seguido por botas pretas. Uma imagem dela de joelhos com a bota pisca diante de meus olhos e me dá na boca. Definitivamente algo que eu quero tentar... com ela... Algum dia.

— Deus, Mila. Você está linda.

Ela cora e corre as mãos na frente de seu vestido. Passando para o lado para deixá-la entrar, eu inalo profundamente quando ela passa para que eu possa sentir seu perfume. Flores puras, muito Camila. Quando ela entra, meus olhos param em sua bunda, eu engulo em seco.

Eu bato a porta fazendo-a saltar. Quando ela vira, suas bochechas ainda estão coradas e eu espero que seja porque eu faço isso com ela e não porque ela tem segundos pensamentos sobre estar no meu quarto.

— Me desculpe, eu não queria assustá-la.

— Está tudo bem. Eu estou apenas um pouco nervosa hoje.

Eu entendo os nervos. Eu os tive durante todo o dia. Eu guio-a para a sala de estar. Seus olhos se arregalam quando ela vê o ponto de vista a partir do vidro da parede.

— Uau, Shawn isto é... — Ela dá alguns passos até a parede, deixando-me de pé aqui e me dando a oportunidade de vê-la tomar as luzes de Los Angeles. Ela balança a cabeça, a mão cobre a boca.

— O que há de errado? — Eu pergunto, mantendo minha distância.

— Eu posso ver porque você me deixou. Aqui é muito bonito.

— É espetacular à noite, quanto durante o dia, nem tanto. — Eu venho por trás dela e coloco a minha mão suavemente em seu quadril. — Olha lá. — Eu aponto para onde os holofotes estão iluminando o céu. — Isso é uma estreia de cinema. Há provavelmente alguns milhares de fãs gritando lá agora.

— Alguma vez você já esteve lá? — Pergunta. Ela fecha os olhos e inclina a cabeça no meu ombro. Eu tenho que me lembrar de ser um bom menino.

— Eu estive, é uma grande experiência. — Eu abraço-a assim por um momento, desejando que eu pudesse tê-la durante toda a noite.

— Camila, o que você disse sobre mim, deixando-a por isso. Não é assim. Eu queria você comigo a cada minuto de cada dia, mas eu não achei que você viria.

Ela não responde e faz o impensável e se afasta de mim e olha ao redor da sala. Ela toca meu Grammys, meus discos de ouro e as capas dos álbuns que tenho na parede.

— Você fez muito bem para si mesmo.

— Eu estava determinado. Eu tinha muito a provar.

— Para quem?

— Para mim, principalmente. — Eu trago-a para a mesa, puxando uma cadeira para ela. Ela se senta e eu empurro-a ligeiramente. Ela puxa o guardanapo no colo, enquanto eu derramo champanhe nos copos. — Me desculpe por não vestir-me, este é o meu traje habitual até que eu esteja em um desses eventos. — Eu aponto para a janela.

— Você vai frequentemente?

Eu puxo as tampas para fora de nossa comida e sento-me. — Depende do que está acontecendo. Se eu tenho um novo álbum que vai sair, sim eu vou. É a única publicidade que é gratuita e eu vou ser capaz de empurrar a data do lançamento ou falar sobre o tocar no rádio. Eu tive que ir algumas vezes porque eu, bem, na verdade, minha banda tem contribuído para a trilha sonora.

Camila fica calma por alguns minutos. Ela se concentra em sua comida e me pergunto se eu disse algo errado. Espero que eu não tenha dito, mas ela tem que ver como minha vida é diferente aqui do que quando estava em Beaumont.

— Posso fazer uma pergunta?

— É claro. — Diz ela antes de tomar um gole de champanhe.

— Você teria gostado de tudo isso? As luzes, o ruído, as horas de viagem e longo prazo. Não ser capaz de viver uma vida pacífica. Não haveria como andar na rua sem que alguém tirasse uma foto sua. Você iria se preocupar com o que ou quem você estava vestindo a uma estreia e as pessoas seriam seus amigos por causa de quem você é, ou por causa de quem você está casada. Isso é algo que você pode ver pra você na sua vida?

Camila coloca o garfo, levando o guardanapo aos lábios. Quando ela puxa-o, ela sorri para mim.

— Se você está me perguntando hoje se eu poderia viver com isso, a resposta é não. Eu vivi uma vida tão tranquila nos últimos dez anos, eu não saberia o que fazer com tudo isso se eu tivesse que fazer isso agora. Mas se você tivesse me dito que estava me dando a opção de nunca vê-lo novamente, ou se mudar para cá para que você pudesse tentar a sua sorte na música, eu teria ido com você. Eu teria deixado tudo naquela noite, porque você era minha vida, Shawn.

— Eu não achei que você faria e eu não queria ouvir você me dizer não ou diminui-me por querer algo diferente. Eu precisava tentar isso.

— E agora que você tem?

Eu balancei minha cabeça. Não há uma resposta certa para isto. Não importa o que eu diga, porque eu perdi 10 anos com ela e com o nosso filho.

— Eu amo a minha vida, Mila e eu odeio isso tudo também. Eu amo o que eu faço - fazer música e entreter as pessoas. Eu escrevi um álbum inteiro só porque você e Noah me inspiraram em duas semanas. Esse sentimento é apenas indescritível para mim. — Eu me inclino para frente e puxo a sua mão na minha.

— Mas não ter você em minha vida tem sido difícil. Eu sinto falta de tudo sobre você e eu acordo de manhã e penso “o que diabos eu fiz”, porque eu tinha a garota mais bonita em meus braços e deixei-a por... isso? — Eu abro meu braço. — Eu moro em um hotel porque é conveniente. Eles fazem minha cozinha, limpeza e lavanderia, se eu quiser. Eu tenho alguém que dita que eu posso dar entrevistas e quais roupas que eu vou usar. Eu sou seu fantoche, porra, porque eu lhe pago para fazer este trabalho e penso em desistir, mas então eu me lembro por que eu fiz isso e não posso.

— Você é realmente bom no que você faz.

— Obrigado. — Eu digo trazendo-lhe a mão aos lábios. Eu coloco pequenos beijos ao longo de seus dedos. Eu relutantemente solto sua mão e despejo um pouco mais champanhe.

— Você está tentando me embebedar?

Eu dou-lhe o meu olhar patenteado. Sua boca cai aberta, com os olhos vidrados. Camila acabou de conhecer Shawn Mendes.


Notas Finais


Comentem!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...