1. Spirit Fanfics >
  2. Para sempre te amarei, Kim Taehyung >
  3. Daegu, Coréia do Sul

História Para sempre te amarei, Kim Taehyung - Capítulo 34


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii!

Pfv, leiam as notas finais.

Boa leitura! ❤

Capítulo 34 - Daegu, Coréia do Sul


Fanfic / Fanfiction Para sempre te amarei, Kim Taehyung - Capítulo 34 - Daegu, Coréia do Sul

● 05/06 | 9h PM ●

Nem cheguei direito de uma viagem e já faço outra para Daegu! Mas, enfim... Eu e Taehyung estamos dentro do carro, com nossas malas no porta malas, indo até Daegu faz 1 hora.

- Quer um pouco? – lhe ofereço um pouco de salgadinho.

- Da um pouquinho. – fala ainda de olho na estrada. Pego alguns e lhe dou na boca.

- Já estamos dentro desse carro faz uma hora. – falo olhando a janela – Tudo para não encontrar um repórter no meio do caminho. Não é Yeontan? – olho o cachorro no meu colo, fazendo carinho no mesmo.

- Sim. Ir de carro é a melhor opção. São só algumas horas de viagem, vai ficar tudo bem! – sorri e o olho.

- Se você diz... Ah! Podemos parar em alguma lanchonete para pegar um lanche, mais tarde?

- Beleza. E como você está? – desde aquela noite que tive cólicas horríveis, ele não deixa de me perguntar como estou, todos os dias.

- Estou bem! – sorrio – Aigo, vamos ver o que estão falando de nós hoje! – desbloqueio a tela do meu celular, entro em um site qualquer e leio em voz alta as notícias – “Kim S/n é motivo de briga entre jovens mestres", “Kim S/n tem o coração dos jovens mestres da empresa Kim e Choi", “Briga épica das famílias das três grandes empresas” – riu – Olha a foto dessa notícia! – mostro para Taehyung que olha rapidamente.

- Omo! É uma foto de quando você deu aquele tapa na cara do Soobin! Ele bem que mereceu. – rimos e continuo a ler.

- “Kim S/n trai Kim Taehyung? Será a vadia do ano?” – me desanimo ao ler tal coisa. Taehyung tira o celular de minhas mãos e o coloca no porta luvas.

- Já chega. Esse povo só fala besteira, nem sabem o que está acontecendo!

Sorrio com sua irritação ao me xingarem e falarem mentiras sobre mim.

- Obrigada, por me proteger. – suas bochechas ficam levemente vermelhas.

- Não precisa agradecer. – continuamos nosso caminho.

~~~ Mais tarde ~~~

Um tempo se passou e compramos um lanche em uma lanchonete qualquer. Voltamos ao carro com os lanches em mãos, já que pedimos para viagem. Tiramos nossas máscaras e óculos.

- Eu ‘tava' morrendo de fome!

- Também. Estamos quase chegando. – diz abrindo seu lanche, como eu.

- Me dê um pouco do seu! – faço uma cara fofa. Me olha e olha seu hambúrguer algumas vezes, mas acaba estendendo sua mão com o hambúrguer em minha direção – Obrigadinha! – dou uma mordida e ele me olha – Hm! É muito bom! – com olhos arregalados o encaro.

- Agora me dê um pouco do seu! Já te dei o meu! – o olho mortalmente.

- Tem certeza que quer um pedaço? – ele engole seco e coça a garganta.

- Nã-não! Não precisa! – sorrio mordendo meu hambúrguer.

~~~ Na casa de férias ~~~

Descendo do carro vejo a casa simples e bonita.

- Uou, como é bonita! – digo admirada – Está livre agora. – coloco o Yeontan no chão, já que estamos na garagem. O pequenino adentra a casa.

- Meus pais mandaram construir essa casa quando se casaram. Mesmo morando em Seul eles continuariam vindo aqui nas férias. – conta tirando as malas do carro.

- Me deixe te ajudar! – pego minha bolsa, uma mochila qualquer e minha mala. Entro na casa e o mesmo vem atrás de mim.

Ainda mais admirada com a parte de dentro, subo as escadas procurando o quarto. Encontro-o, adentro o cômodo e deixo as malas no chão.

- Ah! Tão confortável! – deitada na cama, exclamo de olhos fechados.

- Pelo jeito, gostou do lugar. – entra no quarto deixando as malas junto com as outras. Me sento o olhando.

- Aqui tem uma jacuzzi, no quintal, certo? – afirma com a cabeça me olhando – Então vamos nela! Precisamos relaxar! – pego minha mala, abro a mesma e procuro meu biquíni – Que bom que vim preparada! – tiro o conjunto, me levanto e fico de frente para ele – Vá se trocando também. – sorridente, vou para o banheiro.

Coloco meu biquíni rosa com bolinhas brancas e amaro meu cabelo, rapidamente.

Saio do banheiro e não vejo o Tae, imagino que esteja me esperando lá fora. Desço as escadas indo para o quintal. Vejo as costas de Taehyung na jacuzzi, chego perto dele de fininho e falo:

- Bu!

- Ahh! – se vira para trás me vendo rir – Precisava me dar um susto desses? Aish! Quer ficar viúva sendo tão jovem?

- Não diga isso! – coloco meus braços em seu pescoço o abraçando – Você sabe que eu te amo! – cruzamos nos olhares e sorrio.

Eu só estou fazendo o que me mandaram! Estamos agindo como um casal 24 horas por dia, 7 dias na semana. Não que eu esteja tirando proveito disso para fazer coisas que sempre quis fazer com ele e para conquista-lo, longe de mim!

Entro na jacuzzi e me sento ao lado dele. Fecho meus olhos aproveitando o momento.

- Se queria tanto ir numa jacuzzi, por que não foi na de casa?

- Antes eu não precisava, mas agora as pessoas me chamam de vaca, vadia, sem vergonha, entre outros xingamentos que nem quero citar. Isso é a única coisa que preciso nesse momento. – respondo simplista, porém esses boatos machucam.

- Me mostre todos os usuários que estão falando mau de você! Eu irei processar todos, nenhum se livrará disso! – o olho e desço meu olhar para seu abdômen.

- Tae.

- Hum?

- Você já pensou em fazer mais academia? – seu semblante confuso, se direciona para onde olho. Ele tem músculos, mas não são tão bem definidos.

- Yah! Eu digo que irei te defender e você fala para mim fazer academia?! – ri indignado.

- Oh! Não, não é isso! Eu só dei uma sugestão, para deixar seus músculos mais definidos. Como do Chris Evans! – me explico.

- Chris Evans? O ator do Capitão América?

- Como sabe? – pergunto surpresa por ele saber quem é.

- Minha mãe achou ele muito bonito quando viu Vingadores comigo, então procurou por ele na internet e me contou. – disse simplista – Mas ele não é tão bonito assim. – chocada com suas palavras, minha boca se abre involuntariamente.

- Você está falando sério? – afirma com a cabeça – Me dê seu celular agora! – ele pega o aparelho ao seu lado e me entrega. Pesquiso fotos do ator, dono do nosso assunto, e me aproximo dele – Veja e me diga que ele não é bonito!

- Ele não é bonito.

- ‘Tá’ comprovado. Você tem um alto nível de cegueira. – como assim Chris Evans não é bonito?! – Olha esses músculos!

- Não é tão impressionante assim! – me encara – Você não deveria achar seu marido o mais bonito de todos? – aponta para si, ainda, indignado.

- Eu acho! Mas tem alguns que podem competir. – sussurro minha última frase. O celular dele vibra na minha mão e o olho, lhe entregando o celular – Sua mãe está mandando mensagem.

Ele pega o celular, abre a mensagem e eu me aproximo para ver também.

[Mensagem on]

Omma(Chin-sun): Filho, tome cuidado. Tem um paparazzi seguindo vocês. Tome conta da S/n.

[Mensagem off]

Nos olhamos com olhos arregalados e olhamos ao nosso redor. De repente, Tae fica na minha frente.

- O que foi?

- Vamos entrar! – ele se levanta e me tira de dentro da jacuzzi.

- Omo! – me coloca no chão e coloca um roupão por cima dos meus ombros – Nós acabamos de entrar.

- Vamos, vamos! – com suas mãos nas minhas costas, me faz andar sem entender nada.

Ao entrar, fecha as portas de vidro e a cortina da mesma.

- Por que fez isso? – confusa pergunto – Nós tínhamos acabado de entrar lá. – aponto para o quintal.

- Tem um paparazzi por perto. – se vira de frente para mim – Não posso deixar ele te fotografar assim! – olha meu corpo e desvia o olhar para algum lugar, corado.

- Ah. Agora entendi. – olho seu rosto vermelho com um sorriso.

- Vo-você deveria se trocar! Por hoje não iremos usar roupas reveladoras demais.

- Pode deixar, jagiya! – o provoco. Eu estou feliz por poder chama-lo desse jeito sem ter que explicar o porque.

- Vou me secar. – vai para o banheiro.

Fico mais um pouco que nem boba sorrindo, provavelmente corada e com as mãos nas bochechas. O cachorrinho aparece e o pego no colo. Vou para o quarto me trocar.

● 20:18h PM ●

- A comida está pronta! – aviso indo para a mesa e colocando a comida na mesa. Tae encara a comida com um sorriso.

- Omo! Isso ‘tá’ com uma cara muito boa! – me olha sentar na cadeira a frente da sua.

- Obrigada. – orgulhosa pelo meu ótimo trabalho culinário, sorrio.

- Jalmeokgesseumnida (Obrigado, comerei bem)! – falamos juntos, começando a comer.

- Como sempre, maravilhoso! – diz me olhando com um sorriso no rosto. Sorri envergonhada – Ah! O Yoongi ligou para você. – continua a comer.

- Quando? – surpresa pergunto.

- Enquanto você preparava a comida. – conta simplista. Ouvimos um celular tocar no sofá – Deve ser ele. – me levanto e pego o celular, na tela tinha o nome do meu irmão. Atendo a chamada.

- Alô?

- Depois fala que não são realmente um casal. Ele até atende suas ligações!

- Fala logo o que você quer! – envergonhada exclamo.

- ‘Tá’ bom! Não precisa gritar. Tenho duas notícias, uma boa e outra ruim. Qual quer ouvir primeiro?

- A boa.

- Há alguns minutos atrás, achamos algumas gravações de conversas do Dak-ho. Descobrimos que ele traía Bora, ele começou a fazer isso depois de dois anos de casado.

- E...?

- S/nzinha, use a cabeça! O que você diria se fosse uma repórter? Você sempre foi boa escritora e na área do marketing. – penso um pouco e então...

- Nós poderíamos revelar isso ao público! Essa notícia pode fazer os policiais voltarem com o caso!

- Além disso temos quase absoluta certeza que Choi Dak-ho já planejava a morte da falecida esposa.

- Isso é muito bom! Mas, qual é a má notícia? – ouço um suspiro do outro lado da linha.

- Eu estou tomando conta da empresa mais que o aboji, ele está ajudando o sr. Kim a descobrir algo a mais. Então usamos uma desculpa para mim ficar como CEO, temporariamente.

- Sim, vocês comentaram sobre isso antes de vir para Daegu.

- Temos um pequeno problema com a novela que irá ser feita.

- O que foi?

- A seleção dos atores está causando intrigas entre os funcionários. Me coloquei à frente do caso para escolher eu mesmo os atores.

- Mentira? Você sabe quem é Park Seo-joon! Apenas reconhece os atores pela aparência, raramente lembra o nome deles! – um sorriso brincalhão aparece enquanto falo.

- É por isso... que preciso da sua ajuda. – fala quase em sussurro.

- Para tudo! Min Yoongi, meu irmão mais velho e futuro CEO da empresa Min, está me pedindo ajuda? – coloco a minha mão livre no peito.

- Pare de se gabar. Como você conhece muitos atores e sabe o potencial de cada um, poderia fazer esse favor? Eu sei que você está de férias, se não quiser eu...

- Não, não! Eu ajudo, claro que ajudo! Mas tem uma condição.

- Qual? – sua voz parece receosa.

- Terá que deixar eu te chamar de oppa na frente dos outros!

- Que?! N-na frente dos outros?

- Olha só! Fiz meu irmãozinho gaguejar. – o ouço coçar a garganta – Se não fosse o fato de nós dois sermos filhos do CEO da empresa Min, ninguém saberia que somos irmãos. As pessoas estranham eu não te chamar de oppa. Você nunca me deixou te chamar assim com pessoas ao nosso redor, desde que fiz doze anos.

- Está bem. Eu concordo.

- Yes! – exclamo vitoriosa – Me mande a sinopse da novela e eu verei o que posso fazer.

- Certo, te mandarei por e-mail. Tchau!

- Tchau, oppa! – ele suspira e desliga o celular.

Olho a tela do aparelho em minhas mãos e vou para a cozinha.

- O que ele queria? – pergunta me vendo sentar na mesa.

- Bem...

~~~ Depois de contar tudo ~~~

- Nós estamos de férias e ele te faz trabalhar! – indignado repete a mesma coisa pela décima vez.

- Sim, sim. Esqueça isso, o que acha? Por que não falamos da Choi Bora? Hum?

- Queria poder ajudar eles a investigar. – encara a mesa desanimado. Coloco minha mão sobre a dele.

- Já estamos ajudando ficando de férias aqui em Daegu. – sorrio – Se estivéssemos em Seul, só atrairíamos jornalistas, que ficariam ao redor de nossas casas o dia todo. Como quando você me pediu em namoro. E em casamento... E depois do nosso casamento. – rimos ao lembrar de todas as situações.

Nos encaramos e então o olhamos nossas mãos juntas. Tiro a minha de cima da dele , que a coloca debaixo da mesa. Estamos envergonhados e corados. Por que coloquei minha mão ali?! Ah, S/n, por quê?!

- Va-vamos acabar de comer!

- Sim, sim!



Notas Finais


Espero que tenham gostado.

Bom, alguns dias atrás comecei uma fic chamada "Será amor ou apenas amizade?" Deixarei o link se quiserem ver a sinopse e, talvez, ler a história.
https://www.spiritfanfiction.com/historia/sera-amor-ou-apenas-amizade-19732522

Bye bye! 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...