1. Spirit Fanfics >
  2. Para sempre um menino >
  3. What did I do to deserve this?

História Para sempre um menino - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oi pessoal !

Eu decidi escrever sobre a história do meu pai , ela é bem pesada e se você é sensível sugiro você não ler , mas eu queria falar que ele é uma ótima pessoa e que eu amo ele demais !



Minha homenagem para ele !



Boa leitura!

Capítulo 1 - What did I do to deserve this?


Fanfic / Fanfiction Para sempre um menino - Capítulo 1 - What did I do to deserve this?

Nascer dói , e como todos os bebês eu chorei ao chegar no mundo .





Eu havia nascido , uma criança inocente e pura , mal sabia o que a vida tinha aguardado para mim . 

Eu me lembro como se fosse ontem , naquela época todas as crianças queriam um tênis de marca , ou brinquedos legais , mas você deve estar pensando " o que eu queria ? " , eu queria uma mãe , de verdade em quem eu poderia confiar , uma que cuidasse de mim , me amaria incondicionalmente . Minhas cicatrizes , eram como lembranças da minha infância , de tudo que eu passei . Uma que tortura seu próprio filho , o jogando facas em seu peito , dando diversos socos em seu rosto, machucando seu corpo e depois jogando em um tanque cheio de água com sal . Mas tem algo que dói mais do que tudo isso , o fato de ser a mulher que deveria ter cuidado de mim , a mulher que deveria ter me amado . Eu tinha duas irmãs mais novas , eu cuidava delas , trocava a frauda , dava banho e tudo que elas precisassem , também havia meu irmão ele era um pouco mais novo que eu e eu sempre tive que o defender de tudo e todos . 

Minha mãe era prostituta e um dia me deixou sozinho com um estranho , ser abusado sexualmente por diversas pessoas , me deixou enojado e extremamente triste . Eu tinha alguns pensamentos sobre tudo isso , mas o que mais ecoava na minha cabeça era ...



O que eu fiz para merecer isso ?




Eu queria ter uma vida normal e uma mãe normal , às únicas vezes que eu saía do meu mundo era jogando futebol , eu era muito bom e eu ama jogar . Ter a bola no pé e fazer diversos gols era muito divertido , sempre que podia eu ia jogar bola , mas até isso minha mãe conseguiu tirar de mim , ela não deixou eu me tornar jogador Mirim e isso me deixou muito mal , minha progenitora não deixava eu ter nada para mim , ela só dava tudo para meus irmãos, eu me lembro bem que eu tinha uma coleção de latinhas de refri , cerveja e etc . Um certo dia aquela mulher jogou tudo no chão e pisou em cima , ela não se importava comigo , e muito menos com o que eu ia sentir sobre isso .


Quando saí da casa dela , minha vida mudou muito , um cara quis que eu morasse com ele , aquilo foi o mais perto que eu tive de um pai ,já que eu nunca conheci o meu de sangue porque ele havia morrido quando eu era pequeno ainda . Mas não se engane esse homem que deixou eu morar na casa dele não era uma pessoa presente e nem era o tipo de cara que perguntava como foi o meu dia , ele me dava o nessesario para eu viver e alguns mimos , mas amor não tinha naquele relacionamento .

Mas para não ficar só reclamando aconteceram coisas boas também é claro , quando eu tinha 21 anos eu fui em uma festa e encontrei uma mulher muito bonita toda de preto , sem dúvidas a mulher mais linda do local , eu já havia tido namoradas e ficantes , mas ela era diferente eu senti algo muito maior . Depois nós nos conhecemos e tivemos que enfrentar todo o preconceito da família dela , ela já tinha uma filha do seu outro casamento , e a sua família não queria que eu ficasse perto da criança . Mas depois tudo mudou quando ela engravidou de mim , nós já estávamos morando juntos , e foi uma das melhores experiências em ser pai , e logo ela engravidou de novo e só que dessa vez era um menino . Enfrentamos o mesmo preconceito de novo , você consegue acreditar que isso foi levado para a justiça? Pois bem , muitos anos brigando , mas ganhamos , e conseguimos até que uma juíza falasse que os pais dela iriam ser um péssimo contato para nossos filhos .



Nem tudo é um mar de rosas 



Eu e ela brigamos muito , mas sempre voltamos um para o outro , é como dizem quem briga se ama . Mas hoje em dia está tudo diferente , meus filhos cresceram , e quem iria conseguir ser normal depois de tudo o que eu passei ? Eu ando sonhando muito com minha mãe , mas nos sonhos eu sou sempre a mesma criança frágil que ela humilhava , eu estou com depressão uma doença muito séria e espero me curar .




Notas Finais


Bem pessoal essa foi a história !




Olha gente infelizmente isso é a realidade de muitas crianças , então por favor se verem alguém violentando uma criança de qualquer forma chamem a polícia ! Antigamente não ligavam muito para isso :( , mas hoje ligam , por favor denunciem !


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...