História Para sorrir um pouco! - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Comedia
Visualizações 3
Palavras 763
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


-Os personagens que eu usei são pessoas reais da minha vida, porém os nomes que dei a eles são todos falsos e aleatórios..-

Essa fanfic são as descobertas que eu fiz na minha vida de acordo com o que fui crescendo e apreendendo, a maioria são de coisas que minha mãe me conta por que eu nem me lembro mais e algumas outras eu lembro como se fosse ontem, mas as histórias são reais e escrever sobre isso me deixa tão feliz^^

Ksksks isso é bem aleatório não se surpreendam.

Boa leitura♡

Capítulo 1 - Descoberta 1- sou paciente.



Catorze anos atrás...


BECKY ON.


OI! Meu nome é Becky, Becky Bloom na verdade mas é do jeito que vocês preferirem.. Bem.. Eu ainda nem nasci nessa época mas, vou explicar pra vocês um pouquinho do que aconteceu bem antes de eu nascer. 

Meu pai e minha mãe já se conheciam , é óbvio, eles já estavam juntos na corte a algum tempo. Vocês sabem oque é a corte? Não? Tudo bem, vou explicar... a corte é um namoro. Mas dentro da igreja as moças e os garotos que se gostam e pretendem se casar fazer a corte ao invés de namorar. E a corte vem com algumas regrinhas que tinha lá no passado dos cristãos que são: 


×Eles não podem se beijar.

×Eles não podem fazer qualquer coisa um com o outro.

×E mais bla e blá..


Resumindo. Na corte as pessoas que estão fazendo isso juntas só podem se abraçar e pegar na mão uma da outra. Chato ne? Pois é, mas ok. Enfim.. meus pais já estavam na corte a algum tempo e pretendiam se casar logo, eles se casaram e tiveram um casamento lindo na igreja. E tiveram sua primogênita ou seja, eu^^


BECKY OFF.



Poucos anos depois..


A garotinha de 5 anos de idade estava vendo fotos do casamento de seus pais junto de sua mãe. 


-Mamãe! Por que eu não fui no seu casamento com o papai? 

-Filha.. você ainda nem tinha nascido.

-Mas isso não é justo! Por que eu não tinha nascido ainda? Eu demorei tempo demais pra nascer. Que raiva! 

-Becky querida.. você nasceu três meses antes do que deveria. 

-Eu nasci?

-Sim, meu bem. Eu e seu pai achamos que você seria uma pessoa bem agitada por querer ter vindo ao mundo antes do previsto, mas que bom que na verdade você é uma menininha muito paciente.

-Eu não sou paciente! ...O que é paciente mamãe? 

-Risos- Vem aqui, vou te explicar o que é isso..


Uma semana depois. Na saída da escolinha do 2 período do ensino fundamental...

A mãe de Becky estava indo buscar a filha na escola, quando ela passa na secretaria ve a filha vir correndo em sua direção chorando e logo se agarrando as pernas de sua mãe. A mãe se abaixa e abraça sua filha.


-O que aconteceu meu bem- A mãe pergunta preocupada.

-Mamãe! Aquele feio do meu amigo me empurrou com a barriga! - A menina responde se afastabdo do abraço da mãe

-Meu amor, veja bem..- Diz dando Leves risadas do que a filha lhe disse. - Está brava com ele?

-Sim, mamãe! Muito muito! Eu podia bater nele o dia todo se a tia deixasse. Mas ela não deixou! -A garota diz colocando um bico enorme em seus lábios

-Becky, por que você quer bater nele? 

-Mamãe, eu já te contei, o meu amigo me empurrou com a barriga. Por isso eu quero bater nele.

-Se está tão brava e quer bater nele, por que ainda está chamando ele de seu amigo?


A garotinha exita um pouco enquanto pensa


-...Por que.. ele ainda é meu amigo mamãe. 

-Mas você não estava com raiva?

-Sim mamãe, mas ainda somos amigos.. Mesmo que eu esteja com muita, muita raiva! 

-Então você vai pedir desculpas pra ele?

-Não. Ele que me empurrou. Eu vou esperar ele me pedir desculpas. -A garota diz com certeza de que estava certa em sua decisão.

-E se demorar?

-Tudo bem mamãe, ele vai me pedir desculpas algum dia. Vem mamãe, vamos pra casa ver a vovó! -A garota puxa a mãe pela mão indo até o carro. 



No outro dia também no horário da saída...



A mãe de Becky estaciona o carro em frente a escola. E ve a filha no pátio brincando com o mesmo garoto do ocorrido do dia de ontem... A filha ve a mãe que da um sorriso, logo pega suas coisas e sua professora a leva até o carro da mãe, depois a professora coloca a pequena no carro e volta para o pátio para olhar as outras crianças...


-Então Becky- A mãe começa uma conversa com a filha. - Você pediu desculpas?

-Na na nina não, ele veio me pedir desculpas na hora do Recreio. -A filha conta para a mãe o que aconteceu com um grande sorriso em seu pequeno rostinho.

-Hm... Então você esperou ele te pedir desculpas. -A mãe completa.

-Sim, Sim. 

-Como você sabia que ele te pediria desculpas?

-Ele é meu amigo mamãe, mesmo que demore, Amigos sempre resolvem.


E assim a pequena Becky e sua mãe que estava cheia de orgulho da antes citada, foram para casa.














Continua^^... 









Notas Finais


AISH!!!! KSKSKSKSKS

Beijinhu^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...