História Para todos os garotos que já amei. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Drama, Romance, Violencia
Visualizações 6
Palavras 748
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura!❤

Capítulo 4 - Desaparecimento


Minha vida estava acabada. Um simples sentimento de amor é afeição, acabou com todos os meus sonhos. Para onde vou agora?

Todo mundo dessa cidade já deve ter caído nessa conversa de Justin!

Porque um cara tão errado como ele, tem uma influência enorme na cabeça das pessoas?!

Eu vagava pela rua com os meus pensamentos, arrastando minhas bolsas, ainda não sabendo onde vou ficar.

Um abrigo quem sabe?

Eu já havia sai do do quarteirão, e né esbarrei com Megan.

-Está de viagem amiga?

-Fui expulsa de casa.

-Como assim?!

-Justin inventou uma mentira sobre mim, e agora todos me odeiam.

-Olha Isa, se você quiser, pode dormir lá em casa. Eu moro sozinha mesmo!

Megan tem tanta sorte, seus pais estão em Seoul, e ela veio para Nova York para estudar. Linda, simpática, minha melhor amiga e ainda mora sozinha. Eu também tenho um melhor amigo, o Nick, seus pais morreram e ele se mudou com a tia Rosana para São Francisco, não temos muito contato desde então.

E eu sou Juana uma pobre garota que era tudo para os pais, e desapontou-os. Por um momento eu achei que eu era uma alma brilhante, eu estou mais para uma alma fosca e podre. Meu país e minha mãe queriam me dar o mundo, eu iria tentar a prova quando formasse, para concorrer a bolsa da maior Universidade de NY, mais um simples passo em falso, destruiu tudo.

Fui com Megan para sua casa. Ela morava em um apartamento pequeno na área norte, junto com seu cachorro Hein.

-Megan, ainda não sei se é uma boa ideia, não quero atrapalhar.

-Fica tranquila Ana. Você pode ficar o tempo que for necessário, no não repare nas visitas constantes do Dylan.

-Eu estou muito traumatizada com isso de gostar de alguém. Nunca imaginei que eu estaria me metendo em confusão.

-Meu amor, é tranquilo, acontece. Um dia a gente acha a pessoa que encaixa perfeitamente no nosso quebra cabeça. Vou trocar de roupa, fique a vontade. Tem um quarto de hóspedes lá em cima, ele é seu. Se quiser pode colocar suas coisas nele.

-Obrigada por tudo amiga!

Eu sei um abraço nela.

Já era outro dia, e era um novo dia pra enfrentar a escola.

A professora Dayana estava diferente comigo, está me tratando bem. Ela deve estar com medo de que eu diga algo sobre ela e Justin

-Professor Dayana!

Eu a chamei depois que o sinal bateu e a sala estava vazia.

- Sim, Juana?

-Não precisa me tratar com bondade, não vou dizer nada sobre o que rolou com o Justin.

-E você acha mesmo que alguém acreditar em você mesmo que contasse? Te trato assim porque você é uma ótima aluna, então não misture as coisas, até amanhã.

-Que saco!

E lá se foi mais um dia super cansativo de aula. Voltei correndo para a casa de Megan para me arrumar para as aulas de balé.

Quando cheguei lá, a professora disse que meus pais cancelaram minhas aulas.

-Isso não é possível!

Eu disse chorando.

-Sinto muito Juana.

Eu saí de lá desesperada, eu gostava tanto do balé, papai pagava as minhas aulas, mais agora tudo acabou, vou ter que arrumar um emprego se eu quiser continuar.

Voltei para a casa de Megan e liguei a televisão, na hora passava um noticiário, não que eu gostasse de assistir, mais tinha o nome " suicídio ou assassinato em NY?".

*Jovem desaparece perto de casa, namorad a diz o ter visto pela última vez por volta das 15:30 da tarde. O Jovem é Justin Hill Montes.*

Deixei meu celular cair no chão.

-Amiga o Justin sumiu!

Disse Megan chegando em casa.

-Acabei de ver o noticiário.

-A senhorita Dayana estava muito estranha hoje.

-Você desconfia dela?

-Sim. Mais se bem que ele mereceu pelo o que fez comigo.

-Bizarro essa história.

- Espero que ele esteja bem.

-Aqui no nosso bairro? É bem provável que esteja morto. Coitada da Charlotte.

No outro dia já era hora de enfrenfar a escola novamente.

Pessoas me observavam maliciosamente como seu fosse uma criminosa.

-Não Calma! Será que eles estão pensando que eu matei o Justin?!

A ficha caiu. Aposto que é isso.

-Gente eu não fiz nada com o Justin!

Gritei.

-Aposto que você desapareceu com ele!

-Cala a boca vocês não sabem de nada!

-A Charlotte disse que seus pais te expulsaram de casa! Deve ser por isso!

Charlotte vai ver!

São furiosamente a procura daquela vadia, até que escutei um chorei vindo da sala de teatro.

-Professora Dayana!

-Oi Juana!

Ela disse tentando disfarçar e secando os olhos.


Notas Finais


Espero que gostem! Até a próxima!❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...