1. Spirit Fanfics >
  2. Para todos os uchihas que já amei >
  3. Cap.04

História Para todos os uchihas que já amei - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Foi isso meus amores, foi essa coisa que eu consegui. Amei ver os comentários e... Realmente estou pensando em deixar um casal diferente. SasuSaku ta tão modinha, maaaaaaaas conforme vocês quiserem.

Comenta ae com a hashtag e o nome dos casais que você gostaria de ver. Os melhores ficam.
Ex.: #ShisuSaku, #SaiIno

Obs.: não existem piores casais

Bjs e boa leitura canelitas📚

Capítulo 4 - Cap.04


Eu sabia que primeiro dia de aula ia ser difícil pra caramba, mas tinha mesmo que ser na segunda-feira? A semana tem 6 dias úteis e o governo me faz isso? Mas ainda era domingo e iria aproveitar o máximo

Aí que vocês se perguntam: "E o que você vai fazer o dia inteiro?". E eu respondo: "Aquele tal de NADA"

Pensei em chamar a Karin pra assistir série ou pra fofocar o dia inteiro. Necas. Ela teve que sair e só volta a noite

E o Naruto? Ele está me devendo uma saída pra conhecer a cidade. Vai ser uma boa pra esquecer o que aconteceu ontem

Flashback on:

     ?: Posso te dar uma carona? _ ao ouvir aquela voz grava mais ainda sim reconhecível meu coração congelou

      Sakura: Itachi!! _ esse foi aquele momento em que poderia vir uma descarga de WIFI e não passaria nem um pouco

      Itachi: Parece surpresa. Achei que seria bom a visita de um velho amigo

*Claro que seria, o "A" da questão é... NÓS NÃO SOMOS AMIGOS!!"

Pra quem não esta entendendo a historia vamos um pouco mais atrás

Historia on:

Quando eu era criança eu morava no Japão, só que não em Konoha. Nasci e fui criada entre o inglês e o japonês. Eu morava em uma cidadezinha pequena chamada "grama". Aldeia pacata, poucos habitantes, todos se conheciam. Os forasteiros eram tidos como delinquentes procurando redenção

Eu morava em um beco, onde também moravam Karin e Naruto. Nasci e fui criada com eles, até éramos considerados irmãos

Chegou a época de ir a escola e pra mim era tudo tão mágico, mesmo que conhecesse a tudo e a todos era sempre bom conhecer coisas novas. Era o que eu pensava

Um dia a escola estava toda alvoroçada. Diziam por aí que um grupo de ciganos haviam chegado a cidade trazendo consigo o celebre rei de uma beleza imensurável!! Baboseira de meninas desesperadas. Eles eram apenas visitantes querendo conhecer a área para moradia

Os irmãos uchihas (Izuna e Madara) eram celebridade por onde passavam. Cabelos negros, olhos objetivos, corpos esbeltos e formosos. Ninguém podia ou conseguia colocar um defeito sequer naqueles seres

Um dia, na aula de educação física nos liberaram para ficar no pátio enquanto o professor era demitido. Não discordei muito não, ele não sabia dar aula.

Até que chegou um homem. Alto, olhos negros e um cabelo que dava inveja. Corpo não tão definido mas notável

*Vai direto ao ponto mulher*

Okay, seu nome era Itachi Uchiha. Ele era educado, atencioso e gentil. Sempre galanteando as meninas, professoras e até as cozinheiras (elas faziam um rango bom, era merecido) ele seria o professor substituto enquanto não achassem alguém que trabalhasse por bitucas pra eles

O que eu podia dizer dele? Ele era perfeito. Um excelente professor e me fez descobrir um grande amigo nele. Ele vinha e me explicava lições que não eram nem da matéria dele. Aos poucos fui percebendo que ele não era somente um professor ou amigo, era algo mais. Como uma menina ou sã da e destemida que sempre fui quis contar logo o que sentia. Por quê em alguma parte do meu ser eu sentia que era recíproco. No dia seguinte eu cheguei na escola o mais cedo possível treinando na frente do espelho do vestiário o que eu iria dizer

Assim que ouvia o som da buzina de um carro eu saia correndo igual um cachorro quando escuta que o dono está chegando em casa. Fiquei esoernado não uma, nem duas, muito menos três, antes fossem quatro. Exatamente nove carros pararam até o dele chegar. Vocês deveriam me ver. Uma criança de 8 anos querendo namorar um menino de 17. Diferença de idade não existia pra mim

Do carro dele saiu os irmãos maravilha e, óbvio, ele. Ele estava lindo e maravilhoso (pra não variar), minha cartinha estava ok. Escrito bem grande COM TODO AMOR, SAKURA. Grande amor é de mãe!! Assim que eu menos esperasse saiu um ser totalmente pálido, seu tom de pele poderia ser considerada uma variação assustadora de azul. Mas isso não me impediria. Chamaria Itachi no canto e me confessaria com direito a cartinha e tudo. Que menina

      Sakura: Itachi, posso falar com o senhor? _ ele me olhou com aquele sorriso fofo e educado de sempre

      Itachi: Claro. Kisame, meu anjo, vai vir me buscar depois que terminar de trabalhar? _ eles eram amigos, mental deveria ser o apelido carinhoso deles

      Kisame: Claro fofo. Tudo por você _ assim que ele disse isso percebi suas palavras não só me deixaram sem chão como suas ações, em poucos segundos, me levariam a um declínio cerebral

Vou explicar resumidamente pra vocês não verem como eu era patética naquela época: ELES. SE. BEIJARAM.

Assim que ósculo acabou me vi chorando olhando com todos ódio possível pra aquele carro. Torcendo pra que na próxima esquina ele se desviasse pra casa de um possível amante ou simplesmente batesse em um poste e viesse a se disfazer em pó *que criança nunca pensou isso?"

      Itachi: Sakura, por que está chorando? _ eu o olhava incrédulo enquanto ele se abaixavam a minha altura ainda com aquele sorriso

      Sakura: É que... _ disse secando minhas lágrimas _ Eu achei muito fofa a relação de vocês dois

      Itachi: Own.  Se sua mãe deixasse eu te colocaria em um potinho e cuidaria de você. O que que é isso aí na sua mão?

      Sakura: Eh... Sobre isso que eu queria conversar... _ ele me olhava atentamente _ Tem um garoto que eu gosto mas ele não tem olhos pra mim

*BOA MENTIRA, NA HORA  E COM A SITUAÇÃO CERTA"

      Itachi: Me escute bem Sakura, você é linda do jeitinho que você é. De ele não tem olhos pra você azar o dele _ exatamente, azar pra você! _ Entregue essa cartinha pra ele e espera acontecer o que tiver que acontecer

      Sakura: Tudo bem _ e assim termina minha história

Historia off:

Depois desse dia ele se manteve distante e na semana seguinte saiu da escola por algum motivo relacionado ao namoro. Será que ele realmente bateu o carro? Aí não foi culpa minha, eu não disse: biguidi boguidi bu

Se você aí está se perguntando se depois eu entreguei a carta pra "tal pessoa"? Não, assim que eu cheguei em casa comecei a chorar ao som de Bullet - Ann Marr

Queimei a carta e nunca mais se ouviu falar do pedaço de papel e muito menos do destinatário

      Itachi: Sakura, é você mesmo? _ Respirei fundo e pedi conselhos a minha consciência e paciência ao meu interior

*primeiro de tudo, espere um sinal que você pode falar*

      Sakura: Tchau _ eu, literalmente, joguei minha mãe no banco de trás e entrei no carro, peguei meu celular e liguei pra Karin pedindo pra ela falar com o Nagato

Pra minha maior surpresa foi que senhor Nagato conhece o Itachi. Cheguei em casa já tirando o sapato e deitando nem ligando pro amanhã. Mas amanhã iria ter que render

Flashback off: 

Domingo movimentado. Liguei para o Naruto e pedi ora ele me mostrar a vila, o que ele rapidamente concordou e disse que em 15 minutos estaria aqui. Okay né?!

Tomei um banho rápido com meu shampoo de cereja (maravilhoso, comprem), fui até meu guarda roupa e fiquei um tempinho escolhendo a roupa que eu sairia

Escolhi um cropped rosa choque, uma meia calça jeans preta e uma sapatilha rosa bebê. Coloquei um casaco xadrez amarado na cintura. Aquele batom leve pra dizer que uso maquiagem. Fui até o quarto da mamis e deixei um bilhete avisando tudo o que faria hoje

Assim que abri a porta vi um Uzumaki totalmente boquiaberto, pelo menos deu a entender que eu estava linda

      Sakura: Gostou? _ ele deu uma leve puxada no casaco como se estivesse ajeitando um terno

      Naruto: Você está normal. E eu? Estou lindo? Ou muito lindo? _ ele disse forçando um sorriso prepotente

      Sakura: Tá com cara de quem comeu cogumelo _ ele me olha desacreditado me fazendo rir

Fomos caminhando por toda cidade. A cada parada ele fazia um discurso,  como por exemplo quando nós estávamos na frente da loja de tecidos. Ele virou e disse: "Aqui foi onde eu tomei minha primeira queda. Eu chorei tanto e a moça me deu um cachecol de presente. Desde esse dia eu amo cachecóis" _ quando ele disse isso uma menina passou quase esbarrando em mim

      Naruto: Ei Saky, quer provar uma das 8 maravilhas deste mundo? _ eu soltei uma risada falha

      Sakura: Mas não eram 7? _ ele da um tapa em sua testa

      Naruto: Quando você provar me diz, mas enquanto isso, não me corrija! _ eu levantei minhas mãos em rendição e o segui

No caminho ele cantarolava algo como a música Zimzalabim do Red Velvet. Por onde ele passava nos cumprimentavam e ele respondia com um dattebayo que eu não faço a mínima questão de saber o significado

Já na porta do lugar da pra sintir um cheiro extraordinário, e meu estômago deu de fazer um protesto nada silencioso

      Naruto: Viu?! Até sua barriga tá apelando pela comida do Ichikaru. Aqui te- _ o interrompi

      Sakura: Tudo bem o menino propaganda. Vai ficar fazendo marketing ou vai fazer jus ao discurso? _ ele nem me esperou e saiu entrando

O ambiente era simples mas era de classe. Não sei como mas aquilo de certa forma me trazia uma sensação de nostalgia

Assim que o homem vem nos atender Naruto se dispôs a pedir por mim um lamém de porco. Falando em porco eu fiquei meio triste que um porquinho cresceu para essa finalidade

*Sakura, pare de pensar essas coisas antes que eu te abandone nessa jornada sem nexo* _ até minha 2ª consciência parece mais sã que eu

      Ichikaru: Aqui está _ assim que eu e Naruto estávamos procurando nos bolsos o dinheiro ele nos interrompe _ Não precisam pagar, por que hoje é por conta da casa. Em comemoração ao mais novo casal

*Não desmaia Sakura! É uma ordem!*

      Sakura: É O QUE? NÃO... DEVE ESTAR HAV- _ o loiro se antecipou

      Naruto: Oh, obrigado por isso tio. Você não sabe o quanto está nos deixando feliz... _ ele diz passando o dedo nos olhos como se estivesse chorando _ Obrigado tio Ichikaru. O casal aqui te agradece _ eles se abraçaram

      Ichikaru: Deixa de besteira, menino. Isso é o mínimo que eu posso fazer pelo meu cliente fiel e pela menina responsável por tirar ele da praia. Entendeu? Praia... Encalhado... _  ele cutucou o meu ombro com seu cotovelo me fazendo dar um sorriso forçado

*Acalme-se, acalme-se. Não precisa pular no pescoço de um velhinho que está te dando comida de graça por ser enganado. Tem o Naruto pra você esganar e ainda ter razão*

Ele sai me deixando com cara de tacho e um guloso quase devorando a tigela

      Sakura: Por que você não contou pra ele a verdade? _ eu disse tentando ser a mais discreta possível

Depois desse vexame, cena é o que eu não preciso. Não por hoje e acho que pelo resto do ano

      Naruto: Ah fala sério, você não acha que a gente formaria um casal lindo? Até um velho que quase não enxerga acha isso _ ele disse colocando sua mão sobre a minha

*Pensa rápido, garota. PENSA!!*

      Sakura: Erhh... Naruto! Tem uma mancha azul enorme no seu pescoço _ eu digo quase engolindo meu estoque de saliva

Eu fiquei nervosa com isso. Por que? Será que ele... Será?

      Naruto: Sério? Nem vi. Deve ter sido quando eu abracei o velho

      Sakura: Vai no banheiro limpar! _ ele tentou argumentar recebendo um corte meu _ AGORA!

Todos olharam pra mim mas eu já queria esgoelar o Naruto, se fosse em público ou não iria aparecer no jornal das 19:30 então...

      Naruto: Tá, fica fria amo- _ eu ameacei levantar e ele saiu

*Agora sim temos tempo pra pensar em algo rápido*

Que mentira. Eu estava pensando em várias possibilidades assim que o lamém chegou

> Matar o Naruto

> Ir pra casa e dizer que passei tão mal (posso aproveitar que eu não vou pagar)

> Aprender uma técnica de ressurreição pra matar o Naruto de novo

> Contar a verdade ao tio e correr o risco de uma contenda se formar entre ele e o cliente fiel

> Ressuscitar o Naruto pra matar ele pela terceira vez

Ou

> Conversar com o Naruto (*Pra depois matar*)

Confesso que todas são ótimas. Eu poderia fazer um mix e ver no que dá, mas por hoje prefiro à base da conversa

Eu estava me levantando pra pegar os pratos e ajudar a garçonete quando vejo uma coisa. Coisa não... Assombração aparecer bem na porta do restaurante

Isso mesmo cerebrozinho, Sasuke em carne e osso

Ele estava vestido em um jeito casual. Um casaco azul marinho com uma calça moletom e um chinelo cinza. Acompanhado de uma menina de cabelo alaranjado que senta em umas mesa enquanto ele faz os pedidos

Assim que ele vai até o balcão eu volto a me sentar tentando ao máximo me encolher. O que foi inútil já que ele foi pegar o pedido na bancada em frente a minha mesa

*Agora a culpa não foi nossa. Isso é coisa de dona coincidência com o senhor destino*

Ele se balançava e eu agradecia por estar de costas olhando os troféus na parede. Assim que seu pedido chegou eu agradeci, afinal, era só pegar e ir embora. Mas a atendentes tinha que lascar meu plano

      Atendente: O senhor se incomodaria de se sentar enquanto espera. O senhor Ichikaru disse que vai caprichar dessa vez _ ele apenas agradece e se vira

Meus olhos teimosos não obedeceram meu cérebro e foram de encontro aos seus. Uma pequena faísca sai de seus lábios assim como um sorriso travesso, o que me fez retornar meu olhar para minha mesa

      Sasuke: Mas olha só o que temos aqui. Se não é a fraca e humilde _ foi quase impossível segurar o rolar de meus olhos

      Sakura: Ela pelo menos tinha vida, você quis defender o copo que se quebrou. Posso fazer nada

*Isso Sakura! Deu a volta por cima. Continue assim*

      Sasuke: Ui! Essa doeria... Se eu realmente me importasse _ meus olhos estão parecendo os de um oráculo dos filmes romanos, só de cor branca de tanto revirar _ Afinal, por que ainda está aqui?

Sakura: Não entendi _ eu acho que sabia onde ele queria chegar, mas era impossível 

Sasuke: Não era você que não aguentava ficar nenhum minuto olhando para aquela cara de um brocha?! E sim, eu tenho namorada, e ela está bem. Sem infartos fulminantes ou coisas do tipo _ na hora que ele disse isso eu congelei

Sakura: Como... Que... _ ele me interrompeu

Sasuke: Eu tinha ido ao mercado e deixei a webcam ligada. Assim que cheguei ouvi a voz de uma certa moça falando comigo

*Mais uma vez bola fora Haruno. Não é mais novidade nessa terra*

Sakura: Que bom uso de palavras essa mulher teve, não?!

Sasuke: Engraçado, essa mulher se parecia com você!!

*Para de revirar tanto o olho menina! Além de te fazer mal ele vai achar que você esta endemoniada*

      Sakura: Ah me economiza. Você não tinha um pedido pra pegar não?

      Sasuke: Além de tudo é espiã. Tá querendo mais do que pode ter _ ele sussurrou em meu ouvido fazendo cada canto do meu corpo se arrepiar

*Tudo bem, reação do corpo humano. Da outra volta por cima e não deixa barato*

      Sakura: M-mas quem disse que eu te q-quero?

*Mas tu é muito burra! Eu falei dar a volta por cima, e você da pra ele um som de cabrita? Desiste garota. Cartão vermelho*

      Sasuke: Olh- _ um homem fortinho entra no bar totalmente alegre acompanhado uma mulher _ Chouji, bebendo de novo?

Ele se retira para levantar o homem, mas antes lança um olhar de "fica aí que a gente não terminou!"

      ?: Você conhece um tal de Naruto Uzumaki? _ eu apenas afirmo _ Dê isso a ele. É a chaves do quarto do motel _ caramba... Naruto namorando... Essa me impactou _ Ou! Nem me apresentei. Eu sou a Sari. Eu trabalho em um dos...

     Sasuke: Cabarés daqui da cidade _ ele diz retornando _ Pra que essa chave?

      Sakura: Não te interessa _ ele arqueou uma sobrancelha _  Continue Sari!

      Sari: Meu amigo ali pediu pra entregar isso a ele _ eu peguei a chave e ela se sentou nos fundos com o gord-

      Sasuke: Não fala isso!! _ eu o olhei assustada _ Eu sei o que você iria falar

      Sakura: O que eu iria falar?

      Sasuke: Gordo _ eu torci os lábios

      Sakura: E qual o problema? Eu estava dizendo em pensamento

      Sasuke: Então... coisas em pensamento são pra você a coisa mais certa contanto que não saiam daqui _ ele aponta pra cabeça e eu assentir pronta pra provoca-lo até _ Ainda bem, significa que não é errado eu fazer com você o que minha mente esta pensando

*Oh pai, meu coração não aguenta"

      Sakura: E o que seu pensamento diz? _ fala, fala, FALA!


Notas Finais


Acabei de criar, ou seja, a bosta tá quentinha (Perdão mesmo por essa piadinha infame) espero que me perdoem os erros. Ainda tenho que criar os próximos capítulos ora não me atrasar e as revisões da outra fanfic. Espero que gostem e não se esquece daquele like. Bjs e até a próxima


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...