História Paradise - Dramione - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter, The Originals
Personagens Astoria Greengrass, Blásio Zabini, Draco Malfoy, Elijah Mikaelson, Freya Mikaelson, Gina Weasley, Harry Potter, Hayley Marshall, Hermione Granger, Klaus Mikaelson, Kol Mikaelson, Luna Lovegood, Pansy Parkinson, Rebekah Mikaelson, Ronald Weasley, Theodore Nott
Tags Draco, Dramione, Hermione, Potter
Visualizações 107
Palavras 2.342
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oi gente, como prometido, voltei bem rapidinho.
Espero que gostem!!

Capítulo 6 - O que está fazendo aqui?


Fanfic / Fanfiction Paradise - Dramione - Capítulo 6 - O que está fazendo aqui?

POV. AUTORA.

Draco ainda olhava sem acreditar, só poderia ser uma pegadinha, com certeza seria isso, ele estava tendo a visão de uma pessoa que nunca imaginei estar no mundo trouxa, o que será que ele estava fazendo aqui? Teria que esperar a noite acabar pra ele poder ir falar com ele e perguntar o que diabos estava fazendo ali, e por que não tinha falado com a Hermione e explicado quem ela era. Draco estava com raiva e curiosidade ao mesmo tempo, Hermione percebendo a feição de Malfoy, chegou perto.

- Está tudo bem? - Ela o perguntou se debruçando no balcão e dando um beijo no rosto dele que o fez olha-la.

- Sim, eu só achei que conhecia o DJ, mas nada demais. - Ele disse sorrindo pra ela, que fez uma cara de confusa, mas retribuiu o sorriso. - É... você o conhece? - Perguntou ele fingindo desinteresse, mas Hermione muito esperta.

- Sim...- Ela começou a dizer.- Quer dizer, não. Conhece de vista, ele não é de falar muito, chega e já vai para os equipamentos, não conversa com ninguém, todos chamam de DJ T, então não sabemos seu nome de verdade. 

- Eu particularmente o chamo de DJ Tesão, porque ele é o cara mais gostosos desse lugar. - Jenna disse para os dois os fazendo gargalhar. 

- O sonho dela é ele a notar...- Hermione disse mas foi interrompida. 

- Sim, mas ele só tem olhos para uma pessoa aqui, não é mesmo? - Jenna disse fazendo Hermione revirar os olhos.

- Como assim? Pra Hermione? - Draco perguntou bem desconfortável. 

- Ela cisma com isso, mas não tem nada a ver. - Hermione disse também desconfortável. - Ela diz isso por que o pegou me olhando algumas vezes, mas já disse que ela deve ter visto demais. 

- Eu sei o que vi, então para de graça. - Jenna disse chegando perto deles. - Só me fala que feitiço você usa pra atrair tanto homem gato assim. - Completou olhando pra Draco, que riu com a insinuação dela. 

- Feitiço? Como assim?- Hermione perguntou assustada. Será que Jenna sabia de alguma coisa?  

- É maneira de falar Pê, calma!! - Ela disse levantando as mãos em forma de rendimento. 

- Hermione! - Os dois disseram juntos, e os três começaram a rir. Até que um homem alto que aparentava ter uns quarenta anos chegou ao nosso lado.

- Quero alguém para servir o camarote, estamos lotados e precisamos de alguém no perfil de vocês para servir. - Ele disse olhando elas de cima a baixo. - Agora! - Disse e saiu.

- Argh! Como eu odeio esse cara. - Jenna disse fechando os punhos.

- Quem é ele?

- É o gerente, se acha dono dos funcionários. Ninguém gosta dele. 

- E por que ele veio pedir a vocês e não aos outros garções?

- Ah, coisa da mente dele, ele é um retardado, diz que somos as mais bonitas com cérebro aqui, para caso os caras de lá queiram conversar. - Jenna dizia com ódio nos olhos. - Como eu disse, um retardado. - Ela disse tirando o avental de sua cintura e saindo a passos duros. Não dando nem chance de Hermione dizer alguma coisa.

- Não liga, ela é assim, pensa, fala, grita e não ta nem ai pra quem está perto. Completamente louca.- Hermione disse para Draco que riu com o chilique da loira. 

- Quem são "os caras de la'' que ela disse? 

- Ah, são empresários que vem pra cá e ficam se divertindo la em cima. - Hermione disse com nojo. - Escondidos de suas mulheres com certeza...

- Ahh já entendi. - Draco disse entendendo o que ela queria dizer.

- Ei, bonitinha, me serve aqui, estou com pressa. - Um cara que estava perto do bar disse e Draco imediatamente o olhou.

- Sim senhor, o que vai querer? - Ela disse com muita educação indo para perto do cara.

- Você seria uma boa. O que me diz? - O cara, visivelmente embriagado, disse e Draco serrou o pulso. Não sabia porque, mas se sentiu muito incomodado com aquele homem falando com ela daquela forma.

- Não estou a venda, sinto muito. - Ela disse colocando uma mão no balcão e encarando o cara. 

- Uma pena, poderia pagar um preço bom, tem certeza que não quer? - Ele disse se aproximando dela e Draco fez menção de levantar, mas Hermione foi mais rápida. 

- Tenho um comprador melhor, não é seu dia sorte. - Ela disse apontando Draco com a cabeça fazendo o cara o olhar para Draco, o que o fez rir de canto.

- Foi mal ai mano mano, não sabia que era tua mulher. - O cara disse, olhando para Draco que assentiu sem nem falar nada. O cara de afastou e Draco olhou pra Hermione e ela estava com uma cara de indignação enorme.

- Como ele ousa...- Ela começou a dizer.

- Não liga Hermio...- Draco ia dizendo, mas ela o cortou.

- ... se desculpar com você? - Ela disse agora olhando para ele.

- Pera ai, o que? 

- Foi a mim que ele ofendeu, e pede desculpas a você ?? Ah que que nojo desses homens. - Ela disse virando de costa indo atender outros clientes que esperavam, deixando Draco completamente confuso.

Foi então que o relógio deu 2:00h e o DJ anunciou uma pausa. Era a oportunidade de Draco. Ele viu o cara sair e uma mulher entrar em seu lugar e começar uma música com uma batida muito louca, fazendo todos pularem. Nunca havia escutado a música, mas ela o fazia querer dançar. Tirando-o de seus devaneios a loira chegou ao bar com cara de raiva e suavizou quando olhou para o loiro. 

- Está curtindo a música? - Ela disse se apoiando no bar e tirando um sapato para apertar os pés doloridos do salto. 

- É bem legal. Nunca tinha escutado. - Ele disse enquanto seguia o DJ com olhos e percebendo que ele vinha na direção do bar, seria sua chance. 

- Entendo, é que aqui é uma boate cultural. 

- Cultural? Uma boate? Está de brincadeira né? - Ele disse ainda seguindo o homem.

- É assim que chamam, mas é assim... São cinco DJs toda noite, cada um deles de uma nacionalidade diferente. Por exemplo o T, ele é daqui. E essa, a DJ Anna, ela é brasileira, e esse som é o que eles chamam de Funk, eu adoro. E gosto ainda mais quando os brasileiros que moram por aqui aparecem e dançar, é um dança muito louca e vulgar, eu adoro! - Ela disse apontando para um grupo de pessoas dançando, as mulher com as mãos no joelhos indo até o chão, e os homens atrás delas, rindo e zoando uns com os outros. Que Draco agora olhara rapidamente. Realmente era uma dança animada e bem vulgar, pensou ele. 

Draco voltou a procurar o DJ, mas agora não o encontrava, bufou e voltou deu olhar para o bar, e quando pegou seu copo para beber a bebida ouviu sua voz atrás dele. 

- Um Gin por favor. - Ele disse e Draco se virou para ele, que arregalou os olhos ao ver Draco ali sentado. - Draco? 

- O próprio. - Suas suspeitas se confirmaram, realmente era ele. Theodore Nott, seu amigo.

- O que está fazendo aqui?

- O que eu estou fazendo aqui? O que você está fazendo aqui? - Ele disse cruzando os braços.

- Eu... é... Seu pai sabe que você esta aqui? Você precisa ir embora Draco. - Ele disse e olhou para Hermione que estava de costa servindo um cliente. - Agora, antes que ela te veja! - Ele disse pegando Draco pelo braço tentando o tirar dali.

- Ir embora? Desde quando você manda em mim Nott? Me solte! - Draco disse soltando o braço das mãos de seu amigo. - E quem me veja? A Hermione? Tarde demais.

- O que, como... Não interessa, você realmente precisa ir. Eu te explico tudo no caminho. - Ele disse voltando a puxar Draco.

- Me solta Theo, você vai me explicar aqui e agora! - Ele disse com a autoridade que sempre usava na escola. - O que está fazendo aqui e porque eu não posso falar com a Hermione? - Theo encarava. - E por que meu pai tem que saber que estou aqui?

- Calma, eu explico tudo pra você Draco, mas você tem que vir comigo. 

- Eu não vou deixa-la aqui.

- E por que não? Desde quando se importa, vamos antes que ela te veja. 

- Ela já viu Theodore, deixa de ser idiota, ela que trouxe aqui.

- Merda. - Ele disse baixo mas Draco ainda sim ouviu. 

- Se não me falar agora o motivo de estar aqui eu vou quebrar a sua cara. - Draco disse entre os dentes mostrando que estava começando a se irritar com aquilo, e Theo sabia que ele era realmente capaz disso.

- Okay Draco, aqui eu não posso falar nada, a única que posso dizer é que é perigoso que fique perto dela, não é atoa que ela está aqui, da forma que está, e eu estou para vigia-la. - Ele disse a ultima parte baixo só para que Draco ouvisse. 

- Vigia-la? Como assim, a mando de quem? 

- Isso eu não posso falar aqui, e você tem que me prometer que irá embora e deixara a Granger sob minha responsabilidade. - Theo disse e o tom que ele usou foi de medo, Draco não sabia explicar. 

- A única coisa que vou fazer Theodore, é não sair de perto dela, mesmo que tentasse eu sei que não iria conseguir. Então sinto muito se estou estregando seu plano, e nem ouse se aproximar dela. - Draco disse apontando o dedo na cara ele, que revirava os olhos. Até que..

- Está tudo bem aqui? - Hermione havia se aproximado sem que eles vissem.

- Não, está tudo bem. - Draco se adiantou a falar. 

- Bom. Achei que estava rolando algum estresse, que bom que não está não é? - Ele disse com uma sobrancelha levantada em interrogação e com os braços cruzados. 

- Claro! - Theo disse e se virou pra ela dando um sorriso. Draco ainda o encarava.

- Então... se conhecem? - Ela questionou. 

- Sim.

- Não. - Theo disse ao mesmo tempo que Draco, deixando Hermione ainda mais tensa.

- Então...- Ela disse.

- Sim, estudávamos juntos. - Theo disse.

- Ah, então nós também devemos ter nos encontrado, não? -Hermione ia dizendo.

- Pode-se dizer que sim. - Ele disse.

- E por que não disse antes? Me ajudaria muito. - Theo deu um sorriso sem graça pra ela.

- Pera ai... então quer dizer que, você é um...- Ela começou dizendo, mas foi interrompida.

- Pê, estou precisando de ajuda aqui né querida, está uma loucura hoje. - Olhamos pra trás e vimos Jenna andando de um lado para o outro servindo e falando com pessoas que pareciam impacientes. 

- Ta, estou indo. Mais tarde nos falamos, quero saber de tudo... - Ela disse e saiu.

- Cara você vai acabar com tudo. Se já não acabou né- Theo disse pra Draco.

- Acabar com o que caralho? 

- Deixa, quando você sair daqui eu te encontro e a gente conversa, você vai entender. Mas por hora, preciso fazer uma coisa. 

- Nada disso, você vai ficar aqui, não sei quem está por trás disso e você pode avisar a alguém. - Draco disse e Theo engoliu em seco, ele havia esquecido que Draco era perito mentiras.

- Draco eu preciso...

- Não, você vai ficar aqui e esperar, ou vou contar a Hermione quem você é. Você escolhe.

- Certo, eu vou ficar, mas não por medo de você, mas sim por que eu preciso estar aqui. 

- Que seja. - Draco estava muito nervoso para conversar, precisava beber. Foram para o bar. Chegando lá se sentaram e logo Jenna veio.

- Posso ajudar os cavalheiros? - Ela disse olhando de Draco a Theo.

- Vou querer um Gin por favor, duplo. - Theo disse.

- Hum, achei que quisesse algo diferente. - Ela disse o encarando.

- Tipo? - Ele perguntou a loira com um sorriso no canto do rosto.

- Não sei, algo gostoso, quem sabe loiro... - Ela disse e ele riu.

- Espero que não esteja falando do Draco. - Ele disse o fazendo rir e revirar os olhos, mesmo ele o irritando ele sentia falta dele, era seu melhor amigo na escola.

- Não, ela com certeza não está falando de mim. 

- Estava falando de mim, mas se prefere homens eu entendo o porque de nunca chegar em mim. - Ela disse o deixando chocado. 

- Direta você né? - Theo disse sorrindo ainda mais.

- Sempre, não gosto de perder tempo. - Ela disse e Hermione se juntou a nós.

- O que estão falando? - Ela perguntou.

- Só de como a Jenna é Direta. Agora sei com quem aprendeu...- Draco disse com um sorriso de lado lembrando do que quase aconteceu horas atrás. Fazendo Hermione corar. Draco e Hermione se olharam e perceberam que os outros dois ainda se encaravam. E riram.

- Eu não gosto de homens se é isso que quer saber, e sobre a outra coisa podemos conversar sobre quando você sair daqui. - Theo disse e o sorriso dela abriu ainda mais.

- Feito. - Ela disse e saiu para atender outro cliente. 

- Você não muda né. - Draco disse.

- Ossos do oficio meu pequeno Malfoy... - Disse fazendo Draco gargalhar.

A noite se passou tranquila, tirando o estresse do ambiente lotado, os quatro se deram bem. Mas Draco ainda estava incomodado com aquela situação e não via a hora de acabar e ir embora para poder saber o que estava havendo...


Notas Finais


Eu imaginei como eu queria o Theo e o Chance serviu direitinho meu amores, é ele no Gif, e a Jenna eu estou fazendo pensando na atriz Taylor Momsen, se quiserem pesquisar pra também imaginarem junto comigoooo!! ♥♥

Beijossss


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...