História Paradise - Capítulo 22


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bangtan Boys, Bts, Min Suga, Min Yoongi, Suga
Visualizações 162
Palavras 2.444
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olha que criou vergonha na fuça e veio atualizar Paradise!
Ela tá atrasada ela.

Sorry bae 😘

• Desconsiderem qualquer erro.
( Eu não tenho um(a) beta. )

• Hj tá fluffynho 😍

• Boa leitura!

Capítulo 22 - Como uma onda no mar.


Fanfic / Fanfiction Paradise - Capítulo 22 - Como uma onda no mar.

Meu corpo parecia mais leve que o normal depois da noite passada. Dormi aliviada pensando que meu pesadelo havia terminado e em alguns dias estaria longe desse Paraíso chamado Ibiza.

 Rolei na cama erguendo uma perna para descansar sobre o corpo quente adormecido ao meu lado. Abrindo meus olhos lentamente por conta da claridade entrando pela janela,a primeira coisa que vi foram seus lábios  rosados formando uma biquinho fofo,percebi também sua respiração calma e lenta.

Havia se livrado da camiseta no meio da noite deixando a pele lisa exposta. Parecia um anjo.

— Por que 'tá me olhando? - falou com a voz rouca e baixa ainda de olhos fechados.

— Algum problema em admirar sua beleza?

Yoongi se moveu pra frente ficando com a face a centímetros da minha. Abriu os olhos.

— Não sobrou beleza pra mais ninguém nesse mundo, já que você ficou com toda.

Ri alto.

— Desculpa amor mas,isso foi bem brega! - o puxei mais perto com a perna que estava por cima de seu quadril.

— Depois me chama de insensivel.E quando tento algo assim você ri da minha cara, na minha cara. Tenho a melhor mulher do mundo.

— Sou sua mulher? - ele não percebia mas,toda vez que se referia a mim como "sua mulher"me derretia toda por dentro.

— É. - deu um meio sorriso.

— Gosto muito quando diz isso. - falei levando minha palma até sua bochecha levemente corada para acariciá-la.

— Minha mulher.

— Diz de novo?

— Minha. Mulher. - veio se colocando por cima de mim forçando minhas costas contra o colchão.

Eu sorria feito boba.

— A mulher mais linda que já vi na vida.

— Que exagero. 

Ele franziu o nariz em desdém,em seguida seus lábios se chocaram contra os meus. A melhor sensação que podia ter pela manhã eram seus lábios movendo-se nos meus,num beijo profundo e apaixonado. Agarrei os fios de sua nuca o fazendo gemer baixinho meio ao beijo.

Sua deliciosa ereção matinal pressionou minha intimidade e foi minha vez de gemer.

Éramos como fogo e pólvora,uma faísca era o suficiente para começar o incêndio.

O suor estava por toda parte além de nossos corpos,os lençóis revirados na cama e na fronha dos travesseiros...

Ele fazia de mim uma louca gemendo tão alto que provavelmente todo o corredor podia ouvir. As palmas quentes de sua mão passeavam por toda parte apertando a carne,marcando minha pele.

— Não posso ficar sem você. - sussurrou com dificuldade — Ahh,eu não posso.

Minhas pernas totalmente abertas pra ele que metia sem parar, não havia tempo para recuperar o ar, Yoongi vinha com tudo estocando fundo. Muito fundo. Meus olhos reviravam e minha boca estava aberta com lábios secos. Yoongi mordia e sugava minha pele; do pescoço a clavícula até meus seios balançando pela força do impacto de seu sexo em mim.

— Me diz a quem você pertence! - grunhiu.

—  A você,sou s-sua.

— Repete. - exigiu apertando minha cintura com força, tanta força que me fez choramingar.

— Sou sua, só sua! - abri os olhos fitando sua face suada avermelhada,seus cabelos negros úmidos. Podia bem ver as gotas de suor escorrendo pela lateral de seu rosto. Tão lindo.

— É tudo seu amor,essa bucetinha é toda sua.

Fechou os olhos apertados mordendo o lábio sem dó, exibindo uma expressão de puro deleite. Aproveitando que minha palavras tinham tal efeito sobre si, continuei a instiga-lo :

— Eu não posso viver sem isso...Ah! Sem você me amando assim.

— Porra! - estalou um tapa na minha coxa. — Geme pra mim,me deixa te ouvir.

— Então me foda mais rápido, Yoongi-ah...

— Vem - deixou meu interior para sentar no centro da cama me puxando para seu colo. Passei as pernas por seus lados voltando a tê-lo pra mim.

Yoongi segurou meu rosto junto aos fios suados de meus cabelos.

— Eu amo você. - falou olhando meus olhos.

— Eu amo mais.

Sacudiu a cabeça negativamente.

— Não diga besteiras. - ondulou o quadril me fazendo ofegar.

— Hmmm...eu amo mais.- repeti começando a me mover sem desconectar nossos olhares.

Vi um sorrisinho torto no canto de seus lábios inchados.

— Me beija,antes que repita essa merda mais uma vez.

Fizemos amor a manhã toda. E depois de um almoço – fora do hotel – coloquei meu melhor vestido e peguei meu melhor biquíni para um passeio na praia. Teríamos uma tarde cheia.

~

— Tem certeza que quer fazer isso,jagiya?

— Me dê um motivo para não fazer.

— Você não tem pratica nisso. 

— Está redondamente enganado Min Yoongi. Vamos,suba logo ou te deixo aqui. Não aluguei esse Jet Ski por nada,homem.

Isso ai! Yoongi estava cheio de receio por eu ter alugado um Jet Ski para dar uma volta. Disse que não confiava em mim e quis tomar meu lugar e pilotar o veículo. Sustentava uma carranca de bebe teimoso.

— Vai me deixar ir sozinha? - liguei o  motor acelerando fazendo água levantar atrás de mim.

— Calor que não. - e descruzou os bracos vindo montar na minha garupa.

— Segure firme!

— Vai acabar nos metendo na boca de algum tubarão faminto!

Gargalhei  jogando a cabeça para trás.

— A única coisa que vai te devorar aqui,sou eu. - o olhei sobre o ombro.

Sentia sensação de liberdade  com o vento junto ao cheiro da maresia bater contra minha face, varrendo meus cabelos para trás. Yoongi mantinha os braços presos ao meu redor por cima do colete salva-vidas – não sabia diferenciar se era medo de cair ou se era medo de eu acabar caindo – apesar disso,acelerei nos levando cada vez mais longe da praia,cortando pelo mar azul feito cristal.

O sol brilhando generosamente sobre nós.

— Desculpe ter a subestimado.

— Disse que dominava.

— Tenho que parar com essa minha mania de subestimar seus talentos. É uma péssima motorista nas ruas mas,é incrível no mar. - disse me fazendo rir.

De onde estávamos foi possível ver uma das ilhas mais próximas,uma idéia me veio a mente.

— Jagi,onde estamos indo?

— Confie em mim,vai ser divertido.

— Estamos cada vez mais longe da praia.

— Não vamos demorar. Só quero ver de perto,seu chato.

Bem mais bonito que havia vistos nos cartazes quando fomos alugar o Jet. Parecia deserta,igualzinha as ilhas que vemos pela TV em canais de venda de viagens. Já havia visto uma ilha pessoalmente mas,nada se comparava a beleza natural daquele lugar.

— Yah! Estamos mesmo no paraiso. 

Ao chegar na areia,com muito cuidado, descemos do veiculo e Yoongi me ajudou a puxa-lo até a praia.Onde o deixamos estacionado. tirei o colete olhando ao redor – não havia nada nem ninguém por ali. Nenhum sinal de banhistas ou barcos.

— O que vamos fazer aqui? Não tem nada.

— Podemos explorar.

— Sabe que devemos voltar antes do por do sol.

— Tá com medo? - debochei começando a caminhar pela areia macia e fininha.

— Só não quero ser o próximo náufrago.

— Como é bobo.

— É incrível. - o observei olhando ao redor seus olhinhos maravilhados Yoongi estava boquiaberto,parecia uma criança na sua primeira vez em um parque de diversões.

— Quer dar uma volta?

— Fala como se já conhecesse o lugar.

— Prometo que vamos apenas caminhas pela praia. - peguei sua mão.

Ele assentiu.

Tirou o colete laranja segurando na mão durante o caminhada.

As árvores ao redor se mexiam de uma lado para o outro dançando ao som do vento que trazia a maresia no ar. A areia quentinha entrando entre os x dos meus pés causando uma sensação de tranquilidade.

— Depois de conhecer Ibiza meu deu uma vontade de comprar uma casa de praia.

— Sério?

— Uhum,o que acha?

— O dinheiro vai sair do seu bolso, então...

— Nossa,ajudou muito.

— Seria legal,amor. Mas,e depois ? A gente tá sempre trabalhando quando vamos ter tempo de visitar sua casa na praia?

Ele franziu o nariz.

— E-eu... - gaguejou me fazendo o olhar desconfiada. Ele nunca gaguejava.

— Que foi?

— Nada.

— Quem nada é peixe.

— Quê?

— Esquece mas,me diga,o que ia dizer?

— Só pensei se um dia a gente,er... Se... - inflou as bochechas coradas desviando o olhar.

— A gente se...? - meu coração acelerou,ele não iria dizer o que eu estava pensando que ele ia dizer. Iria?

— Se... algum dia aceitar ser minha pra sempre.

Paralizei assim que as palavras deixaram sua boca, apertei sua mão inconscientemente.

— Shan? - balançou nossas mãos — Jagi?

Continuei parada feito estátua,de boca aberta,meu cérebro processando o que havia dito.

Sua para sempre...

— Ah que merda,tá né ouvindo? Jagi,fala comigo.

Saindo do transe,minha reação foi pular em cima dele nos derrubando na areia.

— Ai! - reclamou.

— Desculpa,acho que exagerei.

Minha face se enrubeceu de vergonha.

— A ideia de se amarrar a mim pra sempre te deixa animada?

Por cima dele apoiei as palmas em cada lado de sua cabeça fitando seus olhos, fazendo sombra sobre sua face.

— Nunca falamos sobre,na verdade você nunca disse que me quer sempre.

Seu olhar profundo parecia capaz de absoever minha alma, apesar de Yoongi já ter tudo de mim.

— Sou péssimo com essas coisas. - senti sua mão sumir por minha espinha. — Queria saber como me expressar mais,pra deixar que veja como sou apaixonado por você, Jagiya.

— Seria ótimo,só não quero que se force a isso. Eu te aceito assim.

— Fechado e introvertido.

— É.

— Como posso mostrar ? - desviou o olhar por um instante voltando a me olhar mais intensamente. — Lhe fazer ver que te amo.

Oh meu Deus, Yoongi modo soft!

— Você mostrar do seu jeito. - cheguei mais perto roçando meu nariz no seu.

— Só tenho feito magoar você nessa viagem,te decepcionando por conta do meu temperamento. Eu juro que não faço por mal,sou um egoísta de merda.

— Gatinho...

— Sabe que é verdade.

— Não estou concordando. - levantei o troco ficando sentado sobre o mesmo.

— Nem precisa. - apoiou-se sobre os cotovelos.

— Okay,vamos colocar as cartas na mesa. Primeiro : você realmente me magoou mas, resolvemos a situação. Segundo : sua falta de consideração é que me incomodou muito. Aproveitamos pouquíssimo dessa viagem. Eu queria muito que tivéssemos curtidos as festas,bares e ter feito o que saímos pra fazer hoje mais vezes.

— Sou um péssimo companheiro.

— Isso. Companheiro, preciso que seja meu parceiro e esperimente fazer as coisas que eu sugiro,sabe?

— Sou péssimo, né? - seus olhinhos brilharam.

— Não mas,pode se comportar melhor. - sorri.

Yoongi me ajeitou em seu colo passando seus braços de pele macia ao redor de minha cintura,nos deixado pertinho do outro. Sua respiração misturava-se a minha pela proximidade.

— Vou ser melhor, prometo. Ainda mais depois das loucuras que aconteceram aqui.

Segurei o cabelo de sua nuca, trazendo sua boca para beijar a minha. Ele se dedicou ao momento, deixando a linha deslizar gentilmente por dentre meus lábios, aumentando o aperto na minha cintura.

O ar quente do clima tropical nos rodiava, a brisa do mar soprando,nos aquecendo.

— Eu amo você. - sussurrou com a boca colada a minha.

— Eu amo você.

(...)

Deitados ao sol. Ouvindo o som das ondas quebrando na praia.

Yoongi tinha o colete salva-vidas embaixo da cabeça – para não ter o cabelo em contato com a areia –, mantinha um braço onde minha cabeça estava apoiada. Juntos,lado a lado relaxando em Ibiza.

— Sobre a casa na praia,'tá mesmo a fim de comprar?

— Sim.

— Onde?

— Podemos resolver isso futuramente. Tudo bem?

O sol não era tão quente naquele horário, log seria o por do sol.

— Uhum. Falou sério sobre me querer pra sempre?

Virou a cabeça me olhando.

— Se um dia te propor, espero que aceite.

— Já disse que não é uma palavra que não existe no vocabulário da Shan para o Yoongi. - falei o fazendo rir de minha colocação.

— Que bom. - sorriu fofinho.

— Vamos dar um mergulho? - perguntei me colocando de pé lhe estendendo a mão.

Ele aceitou, então corremos para o mar.

O som de seu riso frouxo era minha música favorita do momento. Aquela canção que você coloca em loop e tem prazer em ouvir todas as vezes que se repete.

Ele me sorria largo jogando a água salgada na minha direção e eu devolvia. Sentia a correnteza das ondas batendo contra nosso corpo quando tentava agarrar seu torso. Seus cabelos molhados derramando gotículas de água que mais pareciam cristais. Gravei esses momentos na memória, queria poder transferir cada cena para um DVD e poder reproduzir várias e várias vezes.

Meu coração cheio de amor se romperia a qualquer momento. Assim que sentia-me.

— Vem aqui! - me puxou pelo braço. — Não tente fugir, Jagiya!

Gargalhei alto tentado escalar de seus braços.

— Não sou tão fácil assim.

Me puxando com um pouco mais de força,fez meu peito de colidir com o seu. Mordeu os lábios ao olhar os meus,vi desejo em suas orbes.

— É mesmo a mulher mais linda que já vi na vida. Cada detalhe seu te faz tão única e me deixa louco.

— Gostei de saber. - passei os braços por seus ombros.

— Sua pele dourada que contrasta com teu sorriso branco,seus cabelos com ondas matinais quando está molhado. Gosto também do castanho brilhante de seu olhar. É sempre tão linda,Shan.

— Você é cego.

— Aish, cego? - sorriu contrariado — Meus irmãos me disseram uma vez que tive tanta sorte em encontrar você. Que é linda e sou pouco comparado a sua beleza latina.

— Olha,até que eles não estão errados. - ri.

— Vamos voltar? - depositou um beijo no meu queixo.

— Por quê ? - suavemente esfregue os seios nele.

— Quero ficar com você. - me deu um selar demorado.

— Quiz dizer fode-

— Yah! Não fale assim.

— Sem essa, Yoongi-ah. É a verdade.

Acabei por envolve-lo num beijo profundo e logo a excitação sexual cresceu ali. Mão naquilo e aquilo na mão. Yoongi ficou duro por meus toques.

Minutos depois a parte debaixo do meu biquíni foi afastada para o lado.

— Quer fazer aqui mesmo? Na areia da praia? - perguntou-me ofegante por nossos beijos afoitos.

— Quando teremos chance de fazer amor ao ar livre?

Ele sorriu maliciosamente em seguida afundou-se entre minhas paredes molhadas de puro desejo.Nos amamos banhados pela luz do sol,com o mar de testemunha da nossa paixão e desejo.

Em algum momento notei que o sol se deslocava direção o horizonte.

— Você é incrível.

— Somos incríveis. - sorri. — e agora a gente 'tá igual um filé empanado.

Ele riu.

— Sou o filé mais satisfeito do mundo.

— Já ouvi dizer que transar na praia tinha uma vibe boa.

— Posso dizer que concordo. Argh! Agora tem areia em todos os lugares.

— Foi você quem me quis por cima.

— Vou guardar esse momento sempre na memória. - sussurrou no pé do meu ouvido.

— Eu também. - sorri.

☀🌊

De volta a praia de onde partimos, ficamos sentados boiando no Jet Ski assistindo o sol se deitar na linha do horizonte. Com o som tranquilo da águas e os banhistas se recolhendo da praia permanecemos por longo tempo. O crepúsculo chegando rabiscando o céu e suas nuvens com traços alaranjados.

— Sabe que vamos pagar multa por devolve o Jet Ski depois do horário, né? 


Notas Finais


Obrigada por ler,amo você.

Próximo capítulo... Segura a peruca micas – migas – , porque a porra vai ficar séria 👹


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...