História PARADISE LOST?? Jikook - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza
Tags Paradise
Visualizações 5
Palavras 1.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: LGBT, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Eu Estou sem inspiração, desculpe gente

Capítulo 2 - Chapter Two Woders Night


Fanfic / Fanfiction PARADISE LOST?? Jikook - Capítulo 2 - Chapter Two Woders Night

POV'S JIMIN 



Pedir para Jack levar a papelada a minha mesa, já que o Jeon havia saído misteriosamente cedo do emprego hoje. Assinei alguns contratos e permissões sobre nosso software, quando ouço alguém bater na porta de meu escritório.


"Pode entrar" 


A madeira foi aberta, era Hoseok ali, falando coisas sem parar com Taehyung, um de nossos sócios, Seok se aproximou de minha mesa, com os braços cruzados, antes que eu pudesse falar algo, o mais velho já havia abrido a boca.


"Levanta essa sua bunda da cadeira agora, eu, você e o Tae vamos dar um passeio, já faz dias que você não se diverte, vai adoecer assim Jimin"


"Não estou com humor para sair, faremos isso outro dia"


"Eu não pedir, eu mandei"



Rosnou, jogando uma revista do dia anterior, sobre meu peito, ainda me encarando com aquele jeito de pidão e mandão. Suspirei, levatabdo de minha mesa, abrindo os primeiros botões de minha camisa social.



"Vamos vamos, o lugar parece que vai ficar cheio hoje" - Exclamou Tae


"Só vou mesmo, por que Hoseok ia ficar enchendo o saco"



Andamos em direção ao elevador, que já estava com as portas abertas, assim entrando e apertando para o térreo.


Não demorou muito para que chegássemos no primeiro andar, comprimentei as pessoas com minha postura formal, me dirigindo a saída, com os dois patetas atrás de mim.


Tom, meu motorista, abriu a porta, e adentrei no veículo gélido, e os dois tagarelas depois de mim. Revirei os olhos, enquanto o carro ainda estava em movimento, aqueles dois não se calavam um segundo sequer.


Fiquei totalmente perdido em meus pensamentos, era vários problemas, família, empresa, e a minha quase namorada. 


O carro parou, e Tom abriu a porta esquerda para nós sairmos, olhei para o relógio em meu pulso, vendo que já era 17:40, a lugar parecia bem movimentando.


"Vamos ficar na primeira fila, entra logo você Jeon, vou na loteria com o Tae"


Apenas neguei para mim mesmo, eu não devia esta ali, mas bem, já era tarde pra voltar atrás. Entrei no local, me dirigindo a primeira fila, como Hoseok havia dito. 


Me sentei em uma das mesas que haviam perto do palco, quando uma moça se aproximou com uma bandeja. 


"Oque deseja beber senhor?"


"Wisk baby"


A garota dos cabelos castanhos, deixou um copo com gelo sobre a mesa, com o líquido marrom. Peguei o copo em mãos, bebendo um gole do meu Wisk.



As luzes da frente haviam se apagado, somente uma luz avermelhada estava no palco. Vejo alguém meio familiar subindo, se pondo ao lado da enorme barra de ferro, olhei bem e pisquei algumas vezes, sim, era o Jeon, vestido de garota preste a dançar em minha frente, porra, que garoto gostoso. Fechei a cara ao perceber os olhares famintos sobre o mais novo, o que me fez o encarar.



POV'S JUNGKOOK



Comecei a tirar primeiro a camisa, desabotoando os botões que haviam ali, Jimin ainda me encarava com sua íris escura, e a ideia maluca de provoca-lo chegou a mim.



Tirei a primeira peça, enquanto minha bunda balançava de um lado para o outro, e eu deslizava minha mão em meu peito, segurando na barra de minha saia, ameaçando tira-la.



Jimin ainda com sua atenção sobre mim, sem desviar o olhar, oque me fazia continuar a provoca-lo, mas parece que eu estava falhando, o mesmo não demonstrava nem uma expressão. Fui descendo devagar minha saia, quando Park se levantou de sua mesa, se pondo de pé em frente ao palco, o maior me chamou com o dedo indicador, me deixando um pouco nervoso.



Desci as pequenas escadas, andando em direção ao outro, parando em sua frente. Ele apenas me olhava com aquele olhar penetrante.


Jimin tirou seu paletó, o estendendo sobre meu ombro, agarrou meu pulso, me puxando pela multidão, quando me dei conta, já estávamos do lado de fora, e ele me pondo dentro do carro.


Fiquei em silêncio, e Jimin também, ele nem sequer olhava em minha direção, meu deus, será que eu iria perder meu emprego? 



~ x ~



O carro havia parado, e eu e Jimin saímos do automóvel. Estavamos em frente a um condomínio, ele o maior me puxava pelo pulso, sem falar absolutamente nada, esse silêncio me deixava aflito.



Subimos de elevador, já no último andar, a cobertura, o elevador se abriu, havia uma enorme porta de vídeo a nossa frente, ele apenas girou a maçaneta e entrou, me puxando.



Sentou-se no sofá, e eu fiquei parado a sua frente, quando o mais velho, finamente, resolve me olhar.


"A quanto tempo trabalha nessa boate?"


"Desde meus 15 anos senhor"


"Achei que sabia tudo sobre sua vida, parece que eu me enganei"


"Apenas quero não depender de ninguém senhor, irei perder o emprego em sua empresa?"


"Eu poderia lhe demitir Jeon, o que acha disso?"


"Terá toda razão, não quero estragar a imagem de sua empresa, passarei amanhã para pegar minhas coisas"


"Alguém mais sabe que você trabalha lá?"


"Só o Yoo . . ."



Sentir as mãos grandes de Jimin em minha cintura, eu nem havia percebido que ele tinha se levantado do sofá.



Levei meus olhos aos seus, ele passou a acariciar meu rosto com seu polegar, enquanto encarava meus lábios, descaradamente.


Resolvo tomar coragem, mas assim que abri a boca para falar algo, Park já havia tomado meus lábios, com necessidade e luxúria, apertava minha cintura, e logo pediu passagem, e eu concedi rapidamente.



Sua língua explorava minha cavidade bucal, e alguns arfares sairam durante o ato. Percebi que suas mãos desciam lentamente para minha bunda, a apertando com força. Jimin segurou firme minhas coxas, enquanto eu pegava impulso para pular em seu colo, e assim fez.



~ x ~



Eu já estava no colo dele, e o mesmo ainda me beijava, com vontade enquanto sua língua passeava por minha boca, deixando alguns fios de saliva aparecerem durante o ato.


Segurei em sua camisa, terminando de desabotoa-la, sim, eu sei que estava me entregando fácil demais para ele, mas eu esperei tanto tempo por esse dia, que nem me dei conta.


Após esbarramos em alguns móveis, finalmente Park encontrou o quarto, foi quando o beijo parou, eu já estava sem ar, e ele também. O mais velho não perdeu tempo, desceu beijos molhados por meu pescoço, me deixando arrepiado no momento em que sentir sua língua passear por minha clavícula, e seus dentes apertarem minha pele.



Empurrou a porta com o pé, e andou em direção a cama, me jogando sobre ela, e logo subindo em cima de mim, o maior atacou meus lábios novamente, com um beijo quente e feroz, enquanto sua mão passeava por meu corpo, apertando cada parte do mesmo.



Parou sua mão em minha saia, a puxando com brutalidade, apenas me deixando com a calcinha vermelha de renda. Park separou o beijo, descendo sua língua por meu pescoço, até meu peito, onde abocanhou um de meus mamilos, começando a chupa-lo enquanto o outro, era apertado por seus dedos.



Me contorcia e gemia alto, aquele homem tinha o poder de levar qualquer um a loucura. Meu pré gozo já havia molhado a calcinha, olhei para Jimin, porra, o cara é tão sexy, parece até que estou sonhando de novo.



Suas mãos delicadas, retiraram a calcinha apertada, e deixando suspirar aliviado, meu membro doía, meu tesão estava tomando de conta.



O ruivo, parou de chupar meu mamilo, descendo mais uma vez sua língua, em direção a minha ereção, apoiei meu corpo sobre os cotovelos, deixando minha boca entreaberta. 


Seus dedos passeavam por meu comprimento, seu polegar pressionava minha glande rosada. Jimin começou a masturbar meu membro bem devagar, eu arfava em resposta, maltratando meus lábios com mordidas fortes. Gemi não tão alto, quando sentir a umidade em meu membro, Park Havia abocanhado minha ereção, empurrando toda minha extensão para sua boca.



"J-Jimin . . A-Ahh"



O maior movimentava sua cabeça para cima e para baixo com rapidez, me arrancando gemidos altos e manhosos, vez ou outra, mexia meu quadril, me arrepiando quando sua língua tocava minha glande, brincando com a mesma de forma prazerosa. Tirou sua boca de minha ereção, gemi em reprovação.


"Vire-se Jeon"


Ordenou, apertando minha coxa, e assim fiz, virei-me para ele, deixando meu corpo na famosa posição cachorrinho, suas mãos passeavam por minhas coxas, até pararem em minha bunda, o olhei por cima do ombro, vendo a cena sexy de Park chupando seus dedos, porra, que cara perfeito, eu finalmente vou tê-lo.


"Me avise se eu machuca-lo"


"Sim senhor. . "



O mesmo que já tirará seus dedos de sua boca, afastou minhas nadegas com sua canhota. Foi logo quando sentir um dedo ser penetrado em mim "Jimin . . puta que pariu" não deu cinco segundos, e Park já logo estava penetrando o segundo dedo dentro de minha entrada, com movimentos de tesoura, esperando prepara-la para receber seu comprimento "M-Mais . . Eu preciso de mais"







Notas Finais


CONTINUA???


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...