1. Spirit Fanfics >
  2. Paradoxal >
  3. Abrace o vazio

História Paradoxal - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Então, né, dona @Mary-in MWHWHAHAHAH

Capa feita pela @aRyujin_

Capítulo 1 - Abrace o vazio


As folhas caiam sobre a lápide de pedra. Outono. O primeiro outono sem ele. As pessoas tinham o péssimo hábito de dizer à Rukia que, um dia, ela superaria, e que o tempo curava tudo.

A verdade é que o tempo não tem o poder de curar. Ele simplesmente desloca o incurável do centro das atenções. Mas a ferida estava sempre ali, exposta, fazendo companhia para cada uma das certezas que ela carregava consigo.

A de que nunca mais veria o sorriso de Ichigo de novo era uma delas, e, provavelmente, a menos cruel. Doía se sentir vazia, como uma metade fadada a passar pela vida e padecer em sua incompletude. É o que acontece quando sua alma gêmea parte, quando aquele fio invisível se rompe; o vazio se torna seu companheiro, silencioso e fiel. O único que lhe resta.

Felizmente, Rukia já estava acostumada a lidar com ele, e o abraçou em sua própria mente, como um amigo de longa data.

— Vamos, Kuchiki-san?

Ela ergueu os olhos. Orihime, cujos olhos inchados a encaravam com doçura, lhe estendeu a mão. E ela aceitou, enxergando com clareza tudo o que havia feito Ichigo amar aquela mulher até o fim de sua vida.

Rukia secaria as lágrimas, se estivesse chorando. Mas não estava. Em sua mente, seu amigo silencioso a abraçava. Um abraço que ela conhecia tão bem, desde que descobriu que viveria como uma metade incompleta para sempre.

Ichigo era sua alma gêmea, mas seu coração sempre pertenceu à garota que levava Rukia para fora do cemitério.

— Obrigada por estar aqui comigo. — Orihime agradeceu.

— Não por isso.

E ela realmente não precisava agradecer. Orihime estava experimentando o vazio depois de uma vida cheia de amor. Talvez um dia fizesse amizade com ele, assim como Rukia fez, e o aceitasse como seu amigo também.

E Rukia, enquanto isso, saboreava, com as lágrimas que não derramou no aniversário da morte de Ichigo, seu eterno paradoxo. Vazia, porque sua alma gêmea estava morta. Vazia, porque sua alma gêmea nunca a amou.


Notas Finais


Comendo meu prato frio de vingança


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...