1. Spirit Fanfics >
  2. Paraíso Artificial (Clexa) >
  3. Fim!!!

História Paraíso Artificial (Clexa) - Capítulo 17


Escrita por: e LoverWoods


Capítulo 17 - Fim!!!


Fanfic / Fanfiction Paraíso Artificial (Clexa) - Capítulo 17 - Fim!!!

Nunca em minha vida eu havia dormido tão bem quanto hoje e sendo agarrada tão firmemente quanto agora,Clarke estava literalmente espalhada sobre mim enquanto dormia tranquilamente,vez ou outra enrugando seu delicado nariz e fazendo um biquinho fofo que eu queria muito morder.

-- você está totalmente me observando _ resmungou ela alguns minutos mais tarde,se remexendo sobre meu corpo enquanto apoiava suas mãos em meu peito para assim poder me olhar nos olhos,ela sorriu e beijou meu peito _ bom dia guaxinim.

-- bom dia _ respondi calmamente enquanto acariciava seu lindo rosto,Clarke fechou seus olhos enquanto esfregava seu rosto em minha mão,o que me fez sorrir feito besta e a puxar para um bom beijo de bom dia _ humm…realmente um ótimo dia.

-- realmente _ sussurrou baixinho enquanto suspirava me roubando selinhos longos e gostosos _ não consigo ter o bastante de você.

-- que bom _ sussurrei também sentindo nossos lábios roçando levemente enquanto sussurrava _ não quero que me chute tão cedo da sua vida.

-- eu não vou _ afirmou ela segurando meu rosto entre suas mãos enquanto me olhava profundamente _ eu estou perdidamente viciada em você Lexa,eu me apaixonei e não quero mais ter medo.

-- de verdade ? _ perguntei demostrando sem perceber o quanto eu estava vulnerável naquele momento,minha mãos seguravam as suas em meu rosto enquanto eu a olhava com todo o sentimento transbordando, Clarke acenou positivamente com sua cabeça, talvez incapaz de falar ou apenas estava vulnerável também _ somos o que agora? Ficantes?

-- não _ ela disse se afastando o suficiente para se sentar sobre meu estômago,acho que ela gostava muito daquela parte do meu corpo pois na noite passado e hoje pela manhã enquanto dormia Clarke estava sempre tocando minha barriga _ somos namoradas e vamos ficar juntas mesmo quando você tiver uma recaída e fizer ou falar besteiras.

-- andou falando com o Rise por acaso? _ brinquei enquanto não conseguia controlar minha mãos que passeavam por seu corpo, massageando e apertando tudo o que eu podia _ está falando igualzinha a ele.

-- ele me procurou no dia que você achou que estava tendo uma overdose _ confessou ela enquanto segurava minhas mãos na suas,logo as guiando aos seus seios cheios e bonitos,como se quisesse me distrair do que havia dito _ fiquei assustada pra caralho e agi feito uma medrosa.

-- você não é uma medrosa _ falei me sentando na cama com ela em meu colo _ só estava com medo e eu te entendo.

-- eu sei e agradeço por isso _ falou ela dando leves beijos em meu maxilar _ mas mesmo quando eu te vi naquele dia na lanchonete, mesmo eu vendo e sabendo que estava a quase um mês lutando eu fui covarde.

-- não importa mais _ afirmei a abraçando fortemente enquanto beijava seu ombro e pescoço _ eu nunca estarei verdadeiramente curada Clarke,vou ter que lutar contra meus demônios e vícios pelo resto de minha vida e não será fácil,mas eu quero ficar com você e você quer ficar comigo, é tudo o que me importa agora.

-- eu te amo _ falou ela me pegando de surpresa, Clarke agora me olhava enquanto puxava meu rosto em sua direção _ eu te amo e quero ficar com você.

Eu a beijei novamente não conseguindo conter minha alegria e meu desejo por ela enquanto Clarke retribuía da mesma forma e intensidade.

Estar com ela era a magia que eu tanto buscava e agora já não me importava mais ser uma simples abóbora desde que ela estivesse sempre ao meu lado.

Fizemos amor novamente, depois tomamos banho juntas e fodemos também,em cima da mesa da cozinha e no sofá da sala e sinceramente? Clarke era meu novo e único vício,e eu não me importava em tem uma overdose dela.

Cheguei em casa sorrindo e cantarolando algumas horas mais tarde,apesar de Clarke e eu não estarmos afim de parar nossa maratona sexual e muito menos sairmos de perto uma da outra a realidade bateu a porta…e a realidade era; ela tinha que trabalhar e eu que dar algum sinal de vida em casa.

-- bom dia _ gritei e em seguida ri quando Rise literalmente caiu de sua cadeira pelo susto _ eu já sabia que você era caidinho por mim.

-- sempre gostosa _ devolveu ele enquanto se levantava e voltava a se sentar _ a noite foi boa hein,tá toda feliz…e roxa.

-- verdade _ afirmei feliz enquanto me sentava a sua frente e me servia de café _ preciso te contar algumas coisas se não acho que sou capaz de explodir.

-- ah deixar de ser virgem é sempre produtivo _ zombou ele esfregando suas mãos uma na outra, ridículo _ quer alguma dica de posição ou movimentos?

-- nunca vai se esquecer disso né ? _ perguntei com minha melhor cara de tédio enquanto o ridículo ria e negava _ só queria te dizer que Clarke e eu estamos juntas.

-- finalmente _ gritou o ridículo pulando de sua cadeira e sendo ridículo como sempre,eu apenas ria e negava com minha cabeça _ eu estou muito feliz por você guaxinim,mas devo dizer que sempre pensei que fosse a leoa que comesse o guaxinim e não ao contrário.

-- primeiro .. obrigada _ falei calmamente para logo em seguida o agarrar pelos ombros o chacoalhando _ larga de ser ridículo.

-- jamais _ gritou ele se livrando de minhas mãos e correndo para longe enquanto gritava _ Lexa não é mais virgem.

Sorri por alguns segundos apenas observando meu amigo ridículo sendo o ridículo de sempre,e eu era grata por ele e por tudo,para instantes mais tarde eu resolver correr atrás dele tentando o agredir no processo.

Eu realmente não me importava mais em ser uma abóbora,pois pela primeira vez na minha vida…eu me sentia finalmente apenas a Lexa que morava com seu amigo ridículo,a Lexa uma viciada em processo de recuperação,a Lexa que tinha amigos e se dava razoavelmente bem com a família…e por último…a Lexa namorada e apaixonada por Clarke.


Notas Finais


Talvez eu faça uma segunda temporada ❤️👻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...