1. Spirit Fanfics >
  2. Paraíso dos Dragões >
  3. A chegada

História Paraíso dos Dragões - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oii pessoal

espero que gostem.

A fic vai ter no máximo 6 capítulos.

Beijos e boa leitura.

Capítulo 1 - A chegada




Frio 

Dany lembrava do frio quando acordou naquele quarto, olhou ao redor, conhecia aquele lugar muito bem, seu lar ancestral, pedra do dragão, mas como ? sua última lembrança era estar em Porto Real! De frente para o trono de ferro. 


Desceu da cama, o chão aquecido do castelo impedia que o frio tocasse seus pés. 


Caminhou pelo quarto, e da sua janela viu Viserion descansando. 


-Meu filho. 


A lembrança dele caindo no lago gelado esmagou seu coração, seu lindo bebê dourado, precisava vê-lo de perto, ter a certeza que era mesmo seu precioso bebê, não  apenas uma lembra muito real. 


Correu para fora do quarto e acabou batendo em algum, olhou para a pessoa, e reconheceu como Baela Targaryen, uma das gêmeas de Daemon Targaryen com Laena Velaryon. 


-Apesar de me derrubar, fico aliviada por você estar finalmente acordada - A impetuosa filha de Daemon a abraçou - Baelor e Naerys estavam a ponto de rezar para você acordar! 


-Baelor.. Nearys? O que no sete infernos está acontecendo aqui? 


Baela logo se tocou da confusa que isso tudo e tratou de lhe explicar o que estava acontecendo.


-Precisa entender que estamos todos mortos, todos a nossa família está aqui, Aegon, Rheanys, Visenya, todos os membros da nossa casa - Baela espero um grito ou risos histéricos, mas Daenerys apenas a encarava e Baela continuou - Esse lugar é Pedra do Dragão e ao mesmo tempo não é, gostando de pensar que esse lugar é uma espécie de paraíso da nossa casa, vivemos em paz todos juntos, as brigas, as desavenças, doenças da mente e corpo não existem aqui. 


-Então meu pai e Viserys.. 


-Sim, Aerys não é mais atingido pela loucura, não existe mais crueldade em Maegor, Aerion apenas deixou de ser babaca, acredite se quiser mas ate Rhaenyra e Aegon II se dão muito bem, de vez enquanto um derruba o outro de cima do seu dragão mas nada acontece, afinal já estamos mortos mesmo. 


-Isso é reconfortante e estranho. 


-Todos nós ficamos assim no começo, perdidos sem acreditar no que aconteceu conosco antes, mas isso está no passado - Baela e pegou pelo braço - Venha não sabe o quanto estávamos ansioso para te conhecer, Rhaenyra que o diga!


Tudo no castelo era exatamente igual ao original, sua memória viajou para o dia que chegou ali, depois de anos vagando e governando na baía dos dragões para ser digna do trono de ferro, tudo isso foi lhe tirado em um piscar de olhos, mais precisamente com a lâmina de uma adaga. 


-Pessoal, Daenerys acordou, eu ouvi um aleluia Baelor? - Beala gritou assim que chegamos no Salão do Dragão Marinho. 


-Você deveria lavar essa sua boca com sabão,Baela - Baelor, o abençoado realmente parecia o santo que Dany imaginou, magrinho com cabelos na altura dos ombros, Baelor inclinou a cabeça para ela - Abençoada seja a mãe de dragões, é um prazer conhecer a descendente de meu tio. 


-Poderia ser a nossa descendente Baelor, mas você não sabia onde colocar o seu pau - Daena a desafiante, deu um peteleco na testa do irmão, Daena tocou seu rosto - Você é tão bonita nascida da tormenta, ainda me pergunto como você poderia ter nascido do doidão do Aerys. 


-Acho melhor você cuidar do seu bastardo,Daena, antes que ele comece uma rebelião aqui também. 


Depois de anos apenas ouvindo sobre as loucuras do seu pai, Daenerys não sabia como reagir a presença do rei louco. 


-Não vai abraçar seu pai, Daenerys? - Gentileza e amor brilhou nos olhos do seu progenitor - Não sabe o quanto Rhaella e eu estamos orgulhoso da nossa menininha. 


Lentamente deixou ser guiada ate o homem que lhe deu a vida, Aerys rodeou seus braços martelos ao dela, achou que sentiria medo ou ate mesmo nojo, ele fez tantos coisa abomináveis, foi um dos piores reis de Westeros, mas ele ainda era seu pai. 


-Minha princesinha, tem tantas coisas que gostaria saber de você.. Mas pode me contar só uma coisinha por enquanto? 


Dany rolou os olhos lilases, além do fogo-vivo seu pai era obcecado por Tywin Lannister. 


-Quer saber como Tywin Lannister morreu não é mesmo? 


-Se não for muito incômodo responder. 


Dany soltou-se dos braços do seu pai. 


-Cagando, Tywin Lannister morreu sentado em sua latrina com uma flecha de besta cravada no peito, atirada por Tyrion o seu filho anão. 

 

Aerys soltou risadinhas histéricas batendo palmas. 


-Chupa que a cana é doce Tywin! 


-Vovô! Não pode usar esse tipo de palavreado, vovó Rhaella vai brigar com o senhor.


Uma menininha de cabelos castanhos e olhos púrpura bateu o pezinho no chão. Na hora Dany soube que era Rhaenys sua sobrinha assassinada pelos cão de Tywin, o maior pecado do rei louco era ter em mãos a morte de Elia Martell e seus filhos. 


Aerys pegou Rhaenys no colo e beijou cada bochecha da neta. 


-E homem mereceu o que aconteceu com ele meu dragãozinho - Aerys balançava Rhaenys de um lado para o outro a ninando. - Ele fez mal a você e ao Aegon. Merece cada coisa ruim que aconteceu com ele. 


-Mas a vovó diz que usar essas palavras é errado. 


-Vovó promete não dizer mais essas palavras feias, se a princesa me der um beijo. - Sorrindo Rhaenys estalou um beijo na bochecha do avô. 


Dany sorriu para cena doce entre avô e neta. 


Baela estava certa aquele lugar mudou mentes e corações, lembrou-se das palavras de sor Barristan Selmy sobre como Aerys detestava os netos " Quanto o príncipe Rhaegar levou a princesa Rhaenys para ser apresentada a corte,  

O rei louco detestou a primeira neta, ele disse que Rhaenys fedia a Dorne, por outro lado a rainha Rhaella amava muito Rhaenys, e encheu a neta de beijos e mimos."


Rhaenys voltou sua atenção para Dany. 


-Quem é ela vovô ? 


-Essa é Daenerys, ela é minha única princesa, assim como você é única princesa do seu pai. 


Rhaenys sorriu para Dany e esticou os bracinhos para ela. 


Dany a pegou em seus braços e sem perceber lágrimas escorriam pelo seu rosto. 


Seu filho Rhaego seria parecido com Rhaenys, os cabelos escuros e olhos lilases, seu precioso filho que foi morto antes mesmo de nascer. 


Seus dragões eram seus unicos filhos. 


-A senhora é bonita igual ao papai, tia Daenerys. 


-Você que é bonita Rhaenys - Beijou as bochechas da sobrinha - Se meu filho tivesse conseguido sobreviver ele seria muito parecido com você, talvez até casássemos vocês dois. 


 -Titia do que a senhora está falando? Rhaego está brincando com meu irmãozinho Aegon, a vovô Rhaella está cuidando deles, e Rhaego não se parece comigo, ele é a cara do titio Viserys. 


-Como ? - Aquilo não fazia sentido, Rheago era seu filho com Khal Drogo, não com Viserys, Rhaego no mínimo teria os cabelos escuros de Drogo. 


-Princesa porque não leva a titia Daenerys para ver o seu primo ? - Aerys percebeu a confusão e dor em seus olhos. -  A titia ficou muito tempo sem vê-lo e deve estar morrendo de saudades dele. 


Quando a coloquei no chão Rhaenys pegou em sua mão e levou por outro caminho um salão um pouco afastado do salão principal. 


Seu coração perdeu uma batida quando Dany pôs os olhos naquele cena. 





Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...