1. Spirit Fanfics >
  2. ParaiSópoliS - (Taekook) >
  3. Obedece quem tem juízo!

História ParaiSópoliS - (Taekook) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá amores, mais uma fic aqui que será bem divertida e bem dramática também, fique com as info:

->Jungkook, Namjoon e Hoseok são traficantes(dono do morro). /Hoseok - Flamenguista, Namjoon corinthiano e Jungkook palmeirense;

->Samba, cerveja, localidade: Brasil, gírias;

->Yoongi, Jimin e Taehyung os "burgayzinhos", novos moradores da favela./Taehyung flamenguista, Yoongi são paulino e Jimin gremista;

->Haverá muitos hots, (de cada casal se preferirem), muita comédia e drama, suspense e muito...Brasil!

Casais: Minjoon, Sope, Taekook.
tops: Jungkook, Hoseok e Nam.

Capítulo 1 - Obedece quem tem juízo!


Os carros estavam movimentando por todas as ruas, haviam alguns xingamentos e outros passavam com tanta calma que quase nem mesmo ligavam pro trânsito. As pipas estavam no céu azulado de Rio de Janeiro, as crianças jogando bola descalças e seus chinelos usados como gol. 

As meninas pulavam amarelinha e brincavam de esconde-esconde, umas até mesmo de bonecas, de professora e mamãe e filhinha. As calçadas ocupadas com cadeiras amarelas de bar e um barulho emitindo o famoso som sertanejo, modão e até mesmo um bom samba. 

O loiro desceu do carro resmungando junto de seu irmão, Yoongi e seu melhor amigo Jimin, que diferente de Yoon, olhava para cada canto encantado. Nunca havia visto pessoas tão animadas e felizes num lugar só!

— Uau, é lindo! E tão diferente da Coreia. — comentou ao ouvir um riso anasalado debochado de Yoongi. 

— Está brincando? aqui tem sol demais e as pessoas estão quase sem camisa pra andar! 

— Ah, qual é, melhor assim, pois vamos ver braços lindos e corpos gostosos! — Taehy gargalhou, concordando levemente com as proposições do amigo. 

— Ah, eu achei bacana. Pena que é tão...cafona! Acho que prefiro a Coréia. 

— Foda-se, vocês me encheram o saco, e a Tia nos abandonou, agora se contentem! — resmungou baixo, voltando a atenção para a motorista — Senhora, da pra ir mais rápido?! 

— Calma, menino! O trânsito está enorme e nem mesmo consigo prosseguir. — ela olhou pelo espelho retrovisor — Mas, se quiser, podemos cortar e ir pela favela, hm? 

— Por mim tanto faz, só vá. — ela assentiu e mudou a localização, cortando pela favela. 

Logo o carro parou assim que Irene, braço direito do trio Hunfyl, ela colocou a mão no capô e se se aproximou da motorista.

— O que quer aqui?

— Chame o patrão, ok, devo satisfação á ele. — ela revirou os olhos enquanto olha de cima a baixo, ela se retirou e isso deixou os meninos desconfortáveis e confusos. 

— Não liguem pra ela.

— O que ela foi fazer? 

— Chamar o patrão. — os Vmins se entre-olharam, logo dos becos surgiu um homem alto, cabelos negros e corpo enorme, ombros largos e corpo musculoso completo de tatuagem. Taehy se perdeu por um breve momento assim que botou os olhos encima dele.

Que se aproximou, encostando o braço no carro enquanto os encaravam, analisando um por um. Ela devolveu o olhar e sorriu.

— Quê tá acontecendo aí, tio? 

— Olha, Jeon, apenas estamos de passagem, estava lotado o trânsito! 

— Hm, ok, quem são esses ae? 

— Veio da cidade grande! — o maior foi até o vidro traseiro e encarou os três rapazes que pareciam assustados. Seus olhos percorreram o corpo do loiro, secando ele com sua fome insaciável. 

Taehy nunca havia visto um homem tão bonito em sua vida, aquele cara tatuado estava deixando seu corpo quente e nem mesmo conseguia dizer algo. Ele bateu levemente na porta, vendo o menor dali pular, Jimin nunca esteve tão tenso na sua vida quanto agora. Ele riu divertido, zombando da cara deles. 

— Babaca... — comentou o loiro, revirando os olhos assim que ele se afastou. 

— Pode 'passá, ó... — a mulher o encarou novamente — estou de olho hein. — ela assentiu levemente e ligou o carro, dando partida, Taehy logo olhou para o lado e lhe deu uma última encarada, Jeon não sabia o porque, mas estava doido para conhecer melhor o loirinho. 

— Esse é o manda chuva? — Jimin quis tirar sua dúvida, apesar do óbvio. 

— Manda na chuva, no sol, manda quem pode, obedece quem tem juízo, já ouviu falar?

— Sim... Qual o nome dele? — a voz de Taehy quase nem saiu pela confusão que sentia naquele momento 

— Jungkook! — Nam, o mais velho o chamou, tendo a atenção ganha — Hoseok não para de ganhar na sinuca, tá rolando mó dinheiro e aposta lá, bó apostar também! 

— Não confio na sorte de um Flamenguista. — O de cabelos esverdeado riu, concordando com ele — Mas bora, quero ver isso de perto. 

Então ambos voltaram para o bar, tendo a "linda visão", de Hoseok fazendo uns passinhos enquanto ganha mais uma aposta, Jeongguk só não fez mais cara de nojo porque estava se divertindo ver alguns homens chorar pelo dinheiro gasto.




Notas Finais


tenho mais uma fanfic pra postar ainda hoje, os capítulos já estão prontos e vcs serão bem alimentadas 💓


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...