1. Spirit Fanfics >
  2. Parallel Line (Tzukook) (Bangtwice) >
  3. Capítulo 3 - Heart Shaker

História Parallel Line (Tzukook) (Bangtwice) - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Título para enaltecer uma música fantástica por 9 meninas fantásticas. Desculpem por ter demorado para postar mas eu tenho a escola e com ISO não muito tempo para escrever a fanfic. Obrigada por esperarem e boa leitura!

Capítulo 4 - Capítulo 3 - Heart Shaker


Fanfic / Fanfiction Parallel Line (Tzukook) (Bangtwice) - Capítulo 4 - Capítulo 3 - Heart Shaker

Tzuyu POV

‘’VOCÊ É REAL! COMO ASSIM EU NÃO ESTOU SONHANDO?!’’ – continuo sem baixar o volume.

‘’Tzuyu-ah, você tem que se acalmar! E essa pergunta é minha! Você não acreditou em mim? – tenta parecer ofendido, mas eu sabia que ele estava brincando.

‘’Eu acreditei…. Um pouquinho, quase nada….. desculpe oppa. Eu pensei que estava tendo um daqueles sonhos em que aparece um príncipe lindo, afinal era verdade.’’

‘’Você me chamou lindo?’’ – pergunta sorrindo de canto.

‘’Não estou não Sr. Príncipe da Terra do Não Existe.’’

‘’Meu reino existe! Mas por causa da sua atitude não vou mostrar!’’ – deita a língua para fora. Ele parece mesmo um criancinha meio fofa mas ninguém perguntou.

‘’Ontem você não conseguia passar e hoje não vamos ver porque eu não me acreditei?! Eu não tenho culpa! Qualquer um na minha posição faria o mesmo, pabo!’’

‘’Eu não!’’

‘’Você é diferente oppa!’’

Reparo que o olhar dele começou a vasculhar o meu quarto. Que estranho, parece que está descobrindo a vida agora.

‘’O que foi oppa?’’

‘’Tem ali uma coisa piscando muito!’’ – aponta para o meu celular.

‘’Oh, isso é só meu celular. Deve ser o alarme para não me atrasar para a esco-AAAAAHHHHH! Estou atrasada!’’- entro no banheiro para me trocar deixando o pobre Jungkook sem entender nada.

‘’Oppa, eu tenho que ir para a escola! Não toque em nada e não faça parvoíces! Eu volto de tarde!’’ – trancou a porta e deixo o coitadinho do anjinho em casa. Até que não foi muito mau estar com ele nem dormir com ele. Ele era quentinho e cheirava a chocolate! Pare de pensar isso Tzuyu!

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Autora aka Euzinha aka Momoring POV (só mesmo eu para fazer isso)

Tzuyu chega na escola e por pouco que não chega atrasada na primeira aula do dia, inglês. A Tzuyu até que é muito boa a inglês, tirando a parte de que não é. Resumindo, é esforçada mas sente-se orgulhosa por saber dizer ‘’Hello’’.

Ela senta-se ao lado da sua amiga, Momo, que estava tirando apontamentos pois é tão boa a inglês como Tzuyu.

‘’Safaste-te por pouco Tzu-ah! Quase que não poderás entrar!’’­- fala Momo, que é muito certinha e educada.

‘’É verdade, eu não ouvi meu celular tocar e me atrasei '' - fala Tzuyu meio sem jeito logo voltando aos apontamentos.

 

A aula decorreu normalmente. Silêncio (a turma delas era surpreendemente bem comportada, mesmo os garotos), estudo e ocasionais dúvidas daqueles que são ainda piores que Tzuyu e Momo, até que…

‘’Alunos!’’- fala o professor Kim Mathew. – ‘’Já que as aulas começaram faz tão pouco tempo porque não conhecerem-se melhor?’’ – os alunos pareceram felizes com a ideia, até o professor continuar- ‘’Cada um de vocês se apresentará em inglês e falará um curiosidade sobre vocês mesmos!’’

Isso não iria correr bem.

‘’Maknae! Porque não começa você?’’- fala o professor para Tzuyu, já que era a mais nova.

‘’C-certo…’’- responde ela nervosa – H-hi, my name iseu Tzuyu and my engrish iseu not bery good. Ah… uma curiosidade…I am taiwanese!- dá um sorriso vitorioso no final e o resto da turma faz o mesmo. Ela ficou feliz por saber que mesmo não sendo muito experiente no inglês os colegas a respeitem e não se riam. Ainda bem que tinha ficado com aquela turma!

‘’Tzuyu, agora pode escolher alguém para o fazer a seguir!’’- fala o professor num tom alegre.

‘’Hummm…..Momo-ya!’’- aponta para a amiga e ambas trocam de lugar.

‘’Hi my mame is Momo! I’m frome Japane! Momo means peachi in japaneseu!’’- Momo sorri fofa, o que faz com que a restante classe derreta com o aegyo.

 

E assim continuou com os vários alunos!

 

Notinha importante da autora: eu sei falar inglês fluente e, incluindo sei escrever inglês. Eu escrevi o inglês da Tzuyu e da Momo, como elas falaram e não da maneira correta. Só para esclarecer alguma possível dúvida.

Por fim o professor dá o término da aulas e as duas meninas se dirigem para a cafetaria onde se sentaram em uma mesa para colocarem a conversa em dia.

 

Momo POV

‘’A aula foi divertida não foi Tzuyu-ah?- sorrio-  As aulas do professor Mathew são sempre muitos animadas pelo que ouvi da minha irmã!

‘’Você tem uma irmã Mimo-ya?’’ – pergunta Tzuyu confusa.

‘’Sim tenho! Ela é 4 anos mais velha que eu e se chama Hana! Ela estudou aqui antes de mim.’’

‘’O que ela faz agora? É cantora lá no Japão?’’- pergunta Tzuyu com os olhos brilhando da curiosidade.

‘’ Ela não é cantora, é dançarina profissional e professora de dança também. Se você acha que eu danço bem, devia ver ela!’’

‘’Wow, deve ser legal ter irmãos! Eu sou filha única.’’ – fala Tzuyu meio sem jeito.

 

A certa altura deixei de ouvir o que minha amiga estava falando para me concentrar em algo que me chamou mais à atenção, o Hoseok oppa.

A verdade é que esta não é uma daquelas histórias em que uma menina gosta de um garoto mas não tem coragem de falar com ele por isso tudo na vida lhe corre mal. A verdade é que eu e o Hoseok oppa nos conhecemos muito bem e até que somos grandes amigos. Por causa do tempo que passamos juntos na sala de dança acho que acabei por ter uma pequena paixoneta por ele. Talvez passe ( mas no fundo eu não queria que passasse). E mais uma vez estava perdida nos pensamentos por causa daquele dançarino que faz meu coração disparar.

 

Tzuyu POV

‘’Momo’’

‘’Momori’’

‘’Momo-ya’’

‘’Momorango’’

‘’Sua disgraça, não me ignora não!’’

Finalmente minha amiga sai do seu trance e me olha como se nada tivesse acontecido.

‘’Pode começar a falar Moguri’’

‘’Haha…ha…ha...b-bem….você não tem nada que ver com isso!’’

‘’ Então se passa algo!’’

‘’Não!’’

‘’Sim!’’

‘’Não!’’

‘’Sim!’’

‘’Não!’’

‘’Não!’’

‘’Sim!’’ – responde Momo logo tapando a boca se apercebendo do seu erro. Psicologia invertida sempre resulta com ela. Tzu a + psicóloga de inteligência mundial.

‘’ Momo, me conta!’’

‘’Tá bom… mas o que eu contar fica trancado a mil chaves!’’

‘’Pode deixar!’’

‘’Está vendo aquele grupo de garotos ali? O grupo do Tae oppa, tem um garoto com cabelos vermelhos, ele é de outra classe. O está vendo?’’ – aponta para o grupo que estava sentado em uma outra mesa.

‘’Sim estou, o dançarino né?’’

‘’Sim, esse mesmo! Bom, o nome dele é Hoseok e treina comigo dança faz 3 anos. E… eu acho que estou gostando dele.’’- fala ela corada enquanto eu fico dando gritinhos de alegria.

‘’Pode deixar que eu a ajudo com o crush!’’

‘’Tzu, você é a melhor amiga do mundo!’’

 

E foi assim que decorreu nosso dia. Conversando, gritinhos de entusiasmo, espiando o Hoseok, NÃO estar atentas na aula de História do professor mais chato, velho e secante da escola, enfim, por volta disso, nada de muito radical. O único prolema: esse dia fabuloso com minha amiga me fez esquecer do principezinho que eu deixei sozinho em casa, sem explicações, sem comida e sem atenção. Com o pouco tempo que passei com ele consegui perceber o quão bebé e carente ele é, chega até a ser fofo. O mais estranho é que eu continuo pensando que ele é fofo.

 

Estava voltando para casa como em todos os outros dias mas dessa vez, quando abro a porta vejo um certo coelho, sentado no sofá, comendo, não, enfardando uma tablete de chocolate de leite.

‘’C-cheguei.’’

‘’ Onde que você foi?! O que é que é mais importante de fazer do que me deixar aqui sem comer?! Eu estou aqui comendo chocolate!’’ – fala ele se levantando e se dirigindo a mim.

‘’ Desculpe mas eu tenho escola!’’

‘’ Escola? Mas não se aprende em casa?’’

 ‘’ Não oppa, aqui nesse mundo nós temos um local onde várias pessoas podem aprender juntas!’’ – coloco minha mochila no chão do meu quarto e me sentando na cama.

‘’ Parece ser mais legal do que aprender sozinho em casa com um tutor.’’ - sorri de canto.

‘’ Oppa! Me conte mais sobre seu mundo!’’ – falo curiosa.

‘’ Preste atenção princesa Tzuyu, a história vai começar, logo a seguir a eu terminar meu chocolate.’’

Rimos junto com e partilhamos o doce antes de recomeçarmos a hora do conto.

‘’Então, no meu reino….


Notas Finais


Obrigada por lerem e esperem pelo próximo capítulo! Boa noitinha mundo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...