1. Spirit Fanfics >
  2. Parceria >
  3. O Laço

História Parceria - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


OIOIOOIIII
Eu estou lendo a saga de livros acotar e me passou pela cabeça escrever algo samwena parecido. Esta fanfic tera poucos capítulos e tentarei postar regularmente.
Espero que gostem.

Capítulo 1 - O Laço


   O breu da noite já se fazia presente há bastante tempo e era mais do que claro que a fúria de Rowena também. O quarto da ruiva fora tomado por seu ódio e o resultado disso eram os estilhaços de vidro espalhados pelo chão e o grande espelho que tinha ali totalmente rachado ao meio e ainda insistia em refletir a imagem da ruiva desolada na cama enquanto o lençol era manchado sangue pela mão que era flexionada nas colchas claras e grossas.

 

      A bruxa estava à  dias sem falar com os Winchester, mais precisamente com Samuel Winchester, o caçador  e amigo em muitas situações. O sentimento sombrio em seu peito era a consequência de imposições feitas à ela durante uma de suas saídas usuais, saída essa que amaldiçoava até o instante por ter feito,mas agora a realidade estava ali dura e intragável, agora a temida Rowena MacLeod estava presa em um acordo que nem ela mesma era capaz de desfazer , o pacto que formara ao mexer com forças desconhecidas e enfrentando as consequências como uma bruxa inexperiente.

     Rowena estava mais pálida do que costumava ser,talvez pela falta de sol ou simplesmente pelos dias deprimentes,e não havia traço algum daquela mulher ardilosa que fora anteriormente só de alguém que cansou de lutar,de tentar ser livre. Ela fez tudo o que pôde,mas não adiantou, ainda estava trancada naquele apartamento por magia e estava entrando em desespero. Nunca, em toda sua vasta vida,tinha sido tão silenciada como naquele instante. Sem falar que era patético o simples fato de só poder sair dali,escapar daquele pacto caso encontrasse a pessoa certa,ou melhor,que a pessoa certa a encontrasse,aquela destinada a ser seu parceiro até o fim dos tempos,uma ligação sagrada,profunda e não bastava apenaas encobtrar,a pessoa tinha qie aceitar tal ligação,era quase como uma princesa esperando ser salva por seu príncipe encantado e ela odiava isso. Ninguém iria até ela,era óbvio que não. E se fosse,era muito pouco provável que conseguisse outra forma de tirá-la dali porque afinal de contas,quem iria querer passar a vida preso à uma pessoa quebrada como ela?


    A bruxa resoirou fundo,conformada com o destino que teria e pisou entre os cacos de vidro sem se importar se poderia se ferir ou não. Checou novamente os aparelhos telefônicos e tudo o que ela poderia usar pra pedir ajuda à alguém e nenhum sinal. Todos quebrados e mais uma vez ela se perdeu em todos os sentimentos ruins contidos a bastante tempo dentro de si vieram à tona,as mortes que causara,fergus,gavin… o maldito dia que Lúcifer a partiu,a usou contra vontade e depois queimou viva e ainda se gabou disso. Ela sequer tinha se mexido pra fazer algo naquele dia,se defender. Ela não podia fazer nada,e não estava fazendo nada agora e era como se ela cinseguisse ouvir a voz de Lúcifer gargalhando sobre seu corpo-ou o que restou dele- sem vida,era como se sentisse o cheiro da sua própria carne queimada ali…


   Ar. Ela não conseguia respirar direiti,lhe faltava ar e eu seu peito apertava como se um nó se formasse ali. O desespero por fim a abraçou e em meio as arfadas tentando encontrar mais ar,as lágrimas começaram a descer e então ela achou que estivesse delirando ao ouvir a voz dos Winchester bradando à sua porta. As vozes másculas dos irmãos não cessavam e isso dava mais ainda a impressão de que era um delírio. Puro engano. 

  Mesmo diante do pânico, Rowena ainda era capaz de ouvir e diferenciar a voz dos irmãos quais sempre a metia em confusão. 

  Um. Dois. Três impulsos fortes e a porta se abriu abruptamente. 


   -"Não é um delírio" - ela pensou em meio as arfadas de ar que puxava e sentia o olhar pesado de Dean sobre ela.

 

  -"O que ta rolando bruxa?"- Dean perguntou e mesmo que ele não fosse com a cara dela, foi mais rápido que o irmão ao conseguir levantá-la e puxar a mulher até a porta. Os três estavam passando. Ou quase isso. A bruxa ficou. Eles forçaram mais um pouco e a sensibilidade de Sam pra magia gritou. Era uma barreira,ela estava presa.


  -"Merda!"- o mais novo envolveu a cintura da bruxa e a sentou no sofá felpudo. Percebeu as arfadas de ar e as lágrimas grossas escorrendo no rosto pálido e compreendeu o que acontecia. Segurou as mãos ruiva entre as suas e levou ao próprio peito para que ela sentisse e de alguma forma tentasse respirar ao ritmo de seu coração -"Se acalma,Rowena. Respira,com calma."- Dean observava a cena divagando inconscientemente para como os dois a sua frente pareciam ter facilidade em se entender. - "Com calma,sem pressa. Sente."- ele ditou acariciando a mão dela sobre o peito enquanto via aquela respiração se normalizar aos poucos.


    Rowena sentia o medo sendo varrido para longe, como se uma onda a entorpecesse e salvasse. A voz zombeteira, as risadas de Lúcifer iam sumindo e estavam cada vez mais longe quando ela voltou a si. Piscou os olhos algumas vezes e se encontrou ali, perdida naqueles olhos verdes e mãos grandes que acariciavam uma a outra.


   Em um segundo era como se o mundo tivesse parado.


    Eles se viram submersos em um céu, uma lua de sangue que iluminava a noite e então estrelas explodiam ao redor deles os deixando completamente extasiados,era como se pudessem se enxergar a partir da visão do outro. E realmente podiam.


   Quando por fim voltaram a si ficaram se encarando e o outro Winchester arqueara as sobrancelhas tentanto compreender o que tinha acontecido. O choro de Rowena havia cessado e Samuel sentia uma energia estranha em si.


   -"Sam…"- Ela sussurrou. Ambos tinham visto exatamente a mesma coisa e ela sabia o que significava,talvez Sam fosse sua chance pra sair. Se ele aceitasse.


   -"O que foi aquilo?"- Dean apontou a porta a sua frente,que ele e Sam conseguiram passar, mas ela não. 


   Ela respirou fundo.


  -"Eu estou presa aqui. Sem comunicação virtual ou qualquer aparelho eletrônico. Outras pessoas podem passar livremente, mas eu não. Eu fui enfeitiçada. "- admitiu forçando o olhar pra baixo e o rapaz entendia como ela provavelmente se sentiu.


   -"O que você fez pra ser enfeitiçada desse jeito? "- o que acabara de sentar ao lado dela perguntou e recebeu um olhar mortal como resposta do irmão - "O quê? Ninguém enfeitiçaria uma bruxa como a Rowena por acaso,ora."


   Antes mesmo que Sam se pronunciasse e insultasse o irmão, a ruiva interrompeu - "Ele está certo Samuel."-   depois de decidir por onde começaria,ela pouco a pouco soltou a mão firme que segurava. -" Eu fui a uma festa. Bem,você sabe essas festas exageradas que eu costumo ir,mas essa foi em um lugar especial. Era como um castelo por dentro,antigo e eu conseguia sentir os objetos mágicos ao meu redor e então eu não resisti a tentação. Eu peguei uma das jóias encantadas que eu vi,um rubi de sangue e aí… Eu fui amaldiçoada de certa forma pelo dono de tudo aquilo e eu sequer esperava ou senti alguma presença quando aconteceu"- o tom da ruiva era de mágoa consigo mesma,como ela pode ser tão estúpida? 

 

     Sam deslizou os dedos pelo queixo da ruiva levantando o rosto dela,sendo seguido atentamente pelo olhar do irmão confuso com as atitudes dele para com a bruxa - "Como podemos quebrar esse feitiço ou maldição?  Qual a forma?"- ele olhou fundo nos olhos dela. 


   -"Você faria isso por mim?"- ela olhou acuada pra ele. 


   -"Além de devermos muitas pra você, você salvou nossa pele diversas vezes "- ele respondeu calmo.


   -"Só falar"- Dean concordou.


   -"Um laço com o meu parceiro. Um homem cuja alma seja a gêmea da minha,com qual meu coração e existência formam uma parceria tem que vir até mim e depois da conexão inicial ele deve aceitar mantê-la. Aceitar com um ritual…"- quanto mais as palavras se aproximava do fim ela abaixava mais o tom de voz.


   Enquanto Dean não entendia direito o que significava e ja ia oerguntar como eles encontrariam tal pessoa, Sam ficava atônito com o que escutara,então…


   -"Espera. Conexão… Essa conexão..?"- ele balançava os dedos entre os dois,se apontando e depois apontando pra ela. -" Eu vi o céu, eu senti… eu sou o seu parceiro." 


   -"Eu acho… Sim,Samuel, você é o meu parceiro."- nunca em toda sua existência estava tão envergonhada como agora. A sequência de acontecimentos na sua vida nesse estado atual estava catastrófica.


   -"O Sam é o… Oh meu Deus,eu sabia que tinha algo entre vocês. Algo estranho"- Dean sempre reparara no quanto Sam era o único ao qual Rowena não enchia o saco e ela era a única capaz de o tirar de um dia ruim. Eztava magicamente explicado.


   -"Certo,podemos fazer isso "- ele falou firme com certeza. - "Vamos fazer o ritual seja la qual for e tirar você daqui. Não é bom ficar trancado e além de tudo precisamos de você."- ele se esforçou para que não parecesse que estavam libertando-na apenas por que necessitavam dela mas falhou. E viu isso no olhar esverdeado que ponderava.


   -"Você… você tem que saber das coisas que sucedem a parceria e…"- ele a interrompeu.


  -"Eu não me imporo. Vamos,o ritual." - Ele falou firme e não houve sequer uma troca de olhares com o irmão.


   -"O ritual é simples. Misturamos os nossos sangues e depois de umas palavras o laço entre nós é feito. Permanentemente."


  -"Tudo bem,vamos fazer."- firme. Nem um pouco de hesitação, medo,ou dúvida. 


   Não demorou muito para que o irmão mais velho estivesse observando a cerimônia ritualistica que faziam,o sangue deles dentro do pequeno caldeira de Rowena, palavras proferidas dos dois com as mãos unidas e bum… uma onda de energia passou e eles sentiram, mas balançou ainda mais a ruiva que se desequilibrou um pouco e foi agarrada pelo ,agora,parceiro. 


   -"Rowena…"- ele chamou para o corpo junto ao seu.


   -"Está feito e eu… estou bem. Só..."- ele não a deixou terminar o que dizia,apenas colou mais seu corpo ao dela e então passou os braços por baixo dos seus joelhos e a carregou.


   -"Descansa…"- ele sussurou pra ela e beijou os fios ruivos enquanto o irmão saia primeiro segurando uma pequena mala da ruiva e Sam com a própria nos braços, sentindo seus sentimentos fervilharem e o sangue ferver pelo concretização da parceria.


  Agora eram um só no sentido mais profundo da palavra,almas gêmeas e isso transcendia qualquer relação carnal.


    Saíram pelos fundos e não foi difícil compreender qie Rowena estava esgotada e não era só da magia, estava triste,instável e muito diferente da que sempre conheceram. No instante que chegaram até o impala, a bruxa colocou os pés no chão para entrar no carro e recebeu um sorriso genuíno de Sam antes dele fechar a porta d olhar pro irmão. 


   -"Eu… Eu vou atrás com ela Dean"- ele esperou algum protesto ou piadinha da parte do irmão, mas não veio,ele absorvei isso e logo estava do outro lado,abrindo a porta e se sentando para a surpresa da bruxa.


     O que fisera Sam tomar a decisão de ficar perto de Rowena foi justamente todos aqueles sentimentos confusos dentro dele,mas que ele sabia que não lhe pertenciam,isso era bem translúcido na verdade. Aquele medo,aquela angústia, o pânico.  Ela ainda estava sentindo e agora ele também, ele sabia de tudo o que se passava com ela e agradeceu mentalmente por estar em paz e tranquilo, significava que ela também podia o sentir e talvez ajudasse.


   Não demorou muito para que Dean Winchester estivesse os guiando pela estrada para que chegassem ao bunker ou algumq instalação segura e diversas vezes ele se pegou pensando em como diabos alguém tinha feito aquilo com Rowena.  A quebrado daquela forma…


   -"Aqui"- Sam tinha tirado a propria jaqueta e segurava para que ela pegasse.


   -"Não Samuel, é sua. Eu não vou te deixar com frio"- ela estava também,mas mesmo sentindo seus pelos eriçados recusou e tudo o que teve foi um sorriso elusivo do homem que sem pedir licença me puxou para o peito dele e me cobriu com o casaco.


   -"Deveria parar de ser tão teimosa"- ele sussurou baaixo quando ela estava sobre seu peito quente e então não pareceu mais se importar. 


    Ele acariciava levemente os cachos ruivos até que podia ouvir a respiração baixa e calma assim como a tranquilidade e serenidade que preenchia o lugar de sentimentos dentro de si que não lhe cabia.


   Alívio. 


   Ela dormira e então acordaria nelhor,prepararia um belo café da manhã pra ela e só depois resolveria aprender um pouco mais sobre a parceria. Ele tinha dúvidas, será que eram obrigados a ser um casal agora? Ou era escolha deles? Será que ela o queria como homem? Essas perguntas enevoaram a mente do Winchester e então ele sacudiu a cabecae voltou a se concentrar em velar o sono daquela linda mulher em seu peito. Em um instante seu olhar cruzou com o do irmão pelo retrovisor que estranhava a intimidade deles,coisa que nunca vira antes.


  -"Como é essa… parceria? "- Dean perguntou sério, embora soubesse que teoricamente Sam sabia tanto quanto ele.


   Sem parar de acariciar os cabelos vermelhos sequer por um instante ele respondeu - "É confusa. Eu quero mantê-la perto e eu… eu sinto o que ela sente de certa forma. É uma confusão. "-  a questão era que ele não estava se referindo a situação no todo,mas sim à Rowena porque ele pôde sentir o quanto as coisas estavam confusas dentro dela. 


   -"Você foi corajoso,aceitou sem ao menos saber como seria,como é. Eu não sei se eu faria o mesmo"- desabafou. 


   -"Bom,você não poderia de toda forma. E além do mais, ela já salvou as nossas bundas tantas vezes que isso não é nada."- Nunca tiveram tamanha aproximação, mas agora com ela em seus braços como estava,tinha certeza de que não queria soltá-la,de que queria cuidar dela.


   -"Você tem razão. Mas você sabe,é a Rowena…"- Dean pontuou mais uma vez e Sam respirou fundo. 


   -"Esquece isso por uns instantes ou apenas por hoje,por favor"- ele pediu calmo e o irmão acatou.


   Não demorou muito para o impala estar na garagem e então terem que descer do veículo. A bruxa havia dormido o caminho inteiro até lá e bastou um chamado baixo de Sam em seu ouvido para que despertasse assustada,sendo acolhida por ele.


  -"Está tudo bem,calma. Nós apenas chegamos ao bunker"- ela então se permitiu sentir a calma que vinha dele e se permitiu dar um sorriso fraco. - "Vamos entrar"- ele saiu do automóvel e em seguida sua grande mão era coberta por outra menor e delicada. 


   Quando os pés descalços da mulher tocaram o chão, sentiu-se segura pela primeira vez em muito, muito tempo. Ela não soltou a mão do gigante e ele também não ousou fazer tal coisa,apenas a guiou para um quarto vazio que estava até então desocupado e a acomodou na cama com lençóis brancos. 

   -"Você pode tomar um banho se quiser, tem toalhas lá dentro"- ele olhou na direção do banheiro -"E sua mala está ali em cima."- ele apontou para a mala ao lado da cômoda do quarto e aguardou esperando que ela dicesse alguma coisa,mas nada veio e então ele se virou e caminhou até a saída. 


   -"Samuel "- ela chamou e quando ele parou sentiu o impacto do pequeno corpo dela junto ao seu,em um abraço. Sem entender e por puro extinto ele retribuiu e a acolheu completamente em seus braços. - "Obrigada,por tudo…"- ele ainda não a soltou e desceu o rosto para a curva do pescoço da mulher,aspirando o perfume floral dela. 


   -" Desculpe"- ele disse sem graça ao se afastarem subitamente e a moça levou o seu toque à barba bem feita dele.


   -"Não se preocupe, é efeito colateral do nosso laço. Você disse que não se importava…"- ela disse com um sorriso leve. 


   -"E não me importo mesmo, mas talvez eu queira saber mais até onde eu vou,enfim, o que vai mudar."- ele receoso encarou o olhar da bruxa.


  -"Ora Sam,claro que te explico,só preciso de um banho primeiro. Mas de antemão a coisa mais importante que tem que saber é que esta ligado eternamente a mim,um castigo e tanto"- o tecido fino da camisola se movia vagarosamente enquanto ela caminhava até o banheiro e ele sorria balançando a cabeça. Ela tinha voltado a flertar,sinal de que as coisas melhorariam logo. 


   Embora ele soubesse que Rowena estava melhor, tinha consciência que ela não era a mesma fazia muito tempo e principalmente agora.  Ele sempre julgou por as vezes querer que os flertes dela fossem mais do que brincadeira e as agora estavam ali, no mesmo lugar como parceiros, seja lá o que realmente significasse. 


 -"E aí, como ela está? "- indagou o mais velho. 


   -"Ela vai ficar bem, aliás, eu não sabia que era tão preocupado com ela"- jogou o maior, rindo. 


 -"Não é com ela que eu estou preocupado. Talvez só um pouco,e ela já salvou os nossos traseiros mais vezes do que eu posso contar. .."- 


 -"É,ela salvou"


  -"Sem contar que agora vocês são… casados?"- ele falou em tom deboche e duvidoso e com certeza amou ver o rosto do irmão ficar sério. 


  -"Não é um casamento Dean,é como uma ligação mágica. "- disse duro encarando o irmão. 


  -"E essa marca no seu dedo? Não seria uma aliança mágica substituta ou qualquer coisa assim que une vocês? "- ele falou despreocupado tomando um gole da sua cerveja.


  Nesse momento ele olhou para a sua mão esquerda e notou uma marca em sua mão que lembrava o que ele tinha visto, era metade de uma estrela desenhada em seu dedo que ele não lembrava de ter feito e sequer reparou na existência da mesma. Passou por sua mente que Rowena sem dúvida alguma saeria como explicar isso e sem mais nenhum comentário do irmão esperou uns minutos e foi novamente até Rowena.  Ele deu três batidinhas leves na porta e depois de não ter resposta resolveu abrir uma fresta e entendeu porque ela não respondera. Estava ali linda,dormindo como um anjo.





 Sinal de que suas dúvidas e curiosidades só seriam tiradas no dia seguinte, então tudo o que lhe restava agora,era dormir e pensar nos sentimentos que o tomavam agora em relação à bruxa que sempre esteve por perto.


Notas Finais


Me deixem saber se estão gostando 💗💗

(Embora eu ache que já estou flopada )


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...