História Pare de fumar Richie! - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias It: A Coisa
Personagens Edward "Eddie" Kaspbrak, Richard "Richie" Tozier
Tags Fofo, Reddie
Visualizações 78
Palavras 1.216
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Shonen-Ai, Yaoi (Gay)

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Uma one-shot bem curtinha, espero que gostem, espero que gostem 🌈

Capítulo 1 - Capítulo único



Richie acendeu um cigarro, curiosamente o primeiro do dia. Sentou-se na rede e tragou encarando Eddie que estava sentado em cima de uma caixa de madeira, lendo uma revista em quadrinhos que Richie tinha lhe emprestado, soltou a fumaça.

- Você não deveria fumar aqui, é um lugar fechado. - De fato, o clube era um lugar fechado e subterrâneo, mas não era como se Richie se importasse, ele sorriu.

- Eu não deveria fazer muitas coisas. - O outro garoto revirou os olhos.

- Não entendo porque você e a Beverly gostam tanto dessa porcaria, minha mãe disse que cigarros levam a uma morte lenta... - Richie tragou o cigarro mais uma vez e pensou um pouco.

- Vamos todos morrer um dia.

- Sim, mas vocês estão acelerando o processo. - Resmungou voltando a ler a revista, sem o mesmo interesse de antes.

- Está preocupado comigo, Eds? - E ali estava, o apelido que Eddie tanto odiava, o garoto desviou o olhar da revista e encarou o amigo que se deitou na rede, esticando o corpo de forma preguiçosa.

- Não me chame assim! É meio óbvio, você é meu amigo. - retrucou, Richie riu e apagou a bituca na sola do tênis, jogando em seguida para algum canto.

- Você é tão fofo, Eds. - Disse com um sorriso sacana nos lábios.

- E você é um idiota, e já disse para não me chamar de Eds! - retruca o menor, o outro ajeita os óculos e tira o maço de cigarros do bolso, da marca Winston, sua preferida, acendeu outro cigarro e guardou a caixa no bolso da calça jeans que não saia de seu corpo fazia alguns dias.

- Deus do céu. Pare de fumar! - reclamou.

Richie levou o cigarro a boca e tragou, e fez questão de soprar a fumaça na direção em que Eddie estava, rindo ao ouvir um grito agudo escapar de seus lábios.

- Quer saber, eu vou embora, não sou nem um pouco obrigado a passar por isso, eu nem ao menos entendo porque você me chamou para vir aqui hoje. - disse Eddie se levantando e começando a andar em direção a escada, Richie estalou a língua.

- Só queria companhia. - Eddie se virou para o amigo que ainda estava deitado na rede, usando as mãos para se balançar de forma sutil.

- Acredito que Beverly iria combinar mais com o tipo de companhia que você quer.

- Tem razão, mas eu prefiro você, é mais prazeroso irritar você, Eds! - Eddie apenas revirou os olhos, pela terceira vez naquele dia, Richard tinha o dom de o irritar.

- Mas falando sério, se você me pedisse da forma certa eu poderia considerar parar de fumar. - disse Richie cruzando as pernas, Eddie ajeitou a touca de banho que usava para evitar que aranhas grudassem em seu cabelo e lambeu os lábios secos, encarando Richie que estava se espreguiçando, Eddie olhou para a barriga lisa de Richie que ficou exposta por alguns segundos antes de olhar para o rosto do mesmo, que por sorte estava de olhos fechados.

- Sério? E qual seria a forma certa? - disse com interesse sobre a resposta, Richie abriu os olhos.

- Hm, que tal um beijo? - Disse Richie, mas para a surpresa de Eddie ele estava sério, uns segundos se passaram e Eddie ficou esperando alguma piada vir, mas não veio.

- Isso faria você parar de fumar? - Os olhos de Richie se viraram para Eddie que também estava sério. No fundo ainda estava crendo que era só uma piada e por isso decidiu entrar no jogo.

- Provavelmente. - Estava só provocando o amigo, afinal sabia que Eddie não iria ter coragem de fazer isso e...

- Tudo bem. - Richie tentou se manter neutro, mas falhou, estava chocado. E teve que se segurar quando Eddie decidiu se abaixar e inclinar o rosto para perto dele, o coração de Richie parecia que ia rasgar seu peito de tão rápido que batia. De certa forma não era uma brincadeira, gostava de Eddie desde seus catorze anos, e agora com dezesseis isso não pareceu mudar, lógico que não pretendia dizer isso ao amigo, mas ainda sim se permitia ter alguns flertes com ele em forma de brincadeira mas como ele e Eddie bem sabiam, as brincadeiras sempre tem um fundo de verdade. O rosto de Eddie estava mais próximo a cada segundo que passava e Richie se questionava se não tinha deixado a brincadeira ir longe demais, tinha quase certeza que sim. Mas ao mesmo tempo em que pensava em impedir Eddie, Richie se questionava se teria outra chance como aquela, nunca esperou que Eddie tomasse esse tipo de atitude. Assim que sentiu a respiração de Eddie contra seu rosto, viu que era hora de tomar uma decisão, acabou por fechar os olhos, suas mãos suavam, seus lábios estavam secos e ele sentia que estava tremendo. Arfou quando sentiu a mão de Eddie no lado direito de seu rosto. Se sentiu quente, Deus do céu. Ele ia fazer e Richie ainda não conseguia acreditar naquilo.

E foi então que sentiu, os lábios do outro, eram quentes e macios, mas não foram pressionados aonde ele esperava. Eddie lhe deu um beijo na bochecha esquerda...

Eddie retirou sua mão da bochecha de Richie, e se afastou um pouco da rede, e assim que Richie abriu os olhos, Eddie sorriu, um sorriso divertido e sacana, que sem dúvidas combinava mais com Richie.

- Pronto, agora pare de fumar Richie. - O garoto arrumou os óculos, ainda estava vermelho com o acontecido, seu coração ainda batia feito louco. Mas estava de certa forma frustado, por dois motivos, por não ter conseguido o beijo que queria, e aonde queria, e por Eddie não parecer nem um pouco afetado com o acontecido.

- Vamos embora, já está tarde. - disse Richie se levantando da rede. Sentia as pernas um pouco trêmulas, mas mantinha uma expressão neutra, mas na realidade queria só gritar e espernear como uma adolescente maluca, Mas não podia fazer isso, não ali. Já havia sido humilhado demais naquele dia. Eddie concordou com a cabeça, Richie foi o primeiro a subir as escadas e naturalmente abriu a escotilha.

Eddie subiu e quando colocou o tronco para fora viu que Richie estava pegando sua bicicleta na grama.

- Esqueci uma coisa, me espera. - disse o garoto, Richie bufou.

- Tanto faz, só pega logo e depois vamos embroa. - disse de forma indiferente.

Eddie desceu novamente para dentro do forte, e tirou a bombinha de asma do bolso as pressas. Seu coração estava muito acelerado, suas pernas trêmulas, não podia acreditar que quase havia beijado o amigo, por sorte a sanidade bateu em sua porta antes de consumar o ato. E ele estava agradecido e ao mesmo tempo frustado por isso. Mas claro que nunca iria deixar Richie saber disso, jamais. Eddie saiu do clube dos losers após um grito de Richie, depois disso ambos foram para suas respectivas casas, e naquele noite quando Eddie encostou a cabeça sobre seu travesseiro compreendeu um pouco melhor o porque de seu coração estar tão acelerado até aquele momento, e pouco antes de dormir torceu para que Richie não parasse de fumar. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado dessa one-shot! Escrevi ela hoje, e acabei decidindo postar. Enfim, beijos 💖

Instagram da menina que fez a fanart que eu utilizei na capa e que meio que me inspirou sobre a ideia da fanfic: https://www.instagram.com/laundriis/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...