História Park - jimin ( BTS- Big hit ) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Park Ji-min (Jamie Park)
Personagens Park Ji-min (Jamie Park)
Tags Bangtan Boys (BTS), Kpop
Visualizações 26
Palavras 1.271
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ficção, Sobrenatural, Violência
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 10 - Jimin com depressão?



Jimin - eu queria ter certeza que era essa yang. . .

θ você encara ele enquanto levanta de sua cadeira θ

Jimin - desistiu de ser delegada?

θ você anda até ele e abraça-o. O jimin não esperava aquilo. θ

Yang - eu não conseguia mais ver admiração por aquilo

θ você se distância do jimin para analisa-lo. Ele estava completamente loiro dessa vez θ

Yang - resolveu dar uma de loiro?

Jimin - eu tirei a tinta marrom...

θ quando você ia sair de perto dele o jimin te puxa pelo braço e te abraça com força. Um arrepio sobe pela sua coluna θ

Yang - vamos conversar

θ vocês dois sentam um de frente para o outro em poltronas. O jimin começa a falar que pode ser independentemente de sangue dependendo do estado físico dele. θ

Yang - isso é bom

Jimin - sabe... Depois que nós nos separamos eu encontrei uma pessoa. Ele é meu parente. Eu moro com ele aqui perto em seul. O meu primo saí de manhã para o trabalho dele e eu vou a tarde para o meu

Yang - de que você trabalha?!

Jimin - neurocirurgião 

Yang - quando você teve tempo??

Jimin - esqueceu?... Eu tenho uma memória muito melhor que a dos humanos.

Yang - claro...

Jimin - ah umas 2 semanas atrás  eu tive que fazer uma cirurgia de alto risco. Como o esperado eu falhei por que adivinha? Eu só faço merda na minha vida... Continuando, eu fui tentar tranquilizar a família mas, a esposa do homem pegou um clip da bousa e deixou ele reto eu não entendi antes mas... Ela pegou o nalho e fez um corto profundo na minha bochecha que provavelmente vai virar uma cicatriz.

θ ele aponta para o curativo que pegava do começo da boca até o fim do maxilar θ

Jimin - sangrou bastante na hora e infeccionou. Ela continuou me batendo no rosto com a mão, mas eu não pudia fazer nada pois, eu seria demitido. Eu não estava tão incomodado com aquela situação até ela abrir a boca e me chamar de assassino, monstro, e me perguntava porque eu tinha que ter nascido, se era pra salvar ou matar pessoas e outras coisas. Aliás eu não jugo-a, eu matei o marido dela mesmo. Eu não sirvo pra nada nessa vida.

θ ele dá um sorriso falso. Você coloca sua mão por cima da dele θ

Yang - você não é o culpado de tudo jimin

θ ele tira a mão dele θ

Jimin - como não? ! Eu poderia ter feito outro movimento. Você sabe porque eu matei ele? Não, você não sabe! Então porque você está falando que não foi minha culpa?! Eu esbarrei com a ponta do bisturi em uma veia super importante que se eu falar o nome você não vai nem saber onde fica! 

Yang - foi uma falha jimin... Pessoas erram, foi apenas um discuido

Jimin - um descuido que matou uma pessoa yang! Não existem erros na medicina

θ ele solta um suspiro e tira o cabelo de cima dos olhos com as duas mãos. Você fica pensando no que falar quando você escuta o jimin chorando θ

Yang - ei ei Calma, tudo bem.  Ninguém morre...

θ ele começa a soluçar enquanto chora θ

Yang - porque eu escolhi isso? Eu só falo merda

θ ele dá um sorriso mas sem parar de chorar. Você senta mais perto dele e coloca a mão no ombro dele. O jimin apoia a cabeça no seu ombro e você passa os dedos pelo cabelo dele. θ

Jimin - eu já matei pessoas o suficiente na minha vida passada

Yang - mas agora é essa vida

Jimin - eu odeio essa vida... Eu me odeio, eu odeio viver. Como aquela senhora falou... Porque eu nasci então? Pra matar e fazer a tristeza das pessoas? Porque é só isso que eu faço...

Yang - pessoas são felizes por ter te encontrado jimin

Jimin - ah ta! As pessoas que eu matei? Ou as que eu queimei? Ou que tal você, que eu só trago trabalho? Você tem muitas escolhas.

θ ele tinha parado de chorar mas eu acho que ele lembrou porque estavamos discutindo e começou a chorar novamente θ

Yang - eu gosto de você jimin...

θ você fala baixo mas com o barulho dos soluços do jimin não tinha como te escutar θ

ฯ 30 minutos depois ฯ

θ o jimin havia partido. Você estava pensando no que ele falou. O jimin com depressão? Talvez... θ

ฯ no fim de noite ฯ

θ eram 11 horas da noite. Você estava comemorando o aniversário da sua colega de trabalho. Estava chovendo e todas as outras haviam ido embora. Você estava numa rua que você não conhecia e sua cabeça girava um pouco por conta do álcool. Tudo parecia piorar, você estava andando a horas e toda enxarcada. Já eram 2 horas da madrugada e a cada minuto que você lembra no bar o efeito do álcool cresce. Você estava completamente bêbada em uma ponte que é uma rodoviária. Você estava com o cabelo solto e aliás seu cabelo bate na cintura resumindo sua roupa era grande e pesada, você estava com uma bota que quando pisava esguichava água e seu cabelo todo encharcado. Você estava apoiada em um ferro gelado que protegia a ponte quando alguém buzina para você. Não consegues enchergar muito bem. θ

ฯ de manhã ฯ

θ você acorda e estava com um moletom do jimin rosa beeeeem longo. Você levanta e seu cabelo ainda estava húmido. Você olha ao redor e estavas em um lugar totalmente diferente. Você olha para o lado e vê o jimin sentado de costas para você mechendo no computador θ

Yang - jimin?

Jimin - eu te encontrei na ponte quando estava voltando do meu turno no hospital...

Yang - as minhas roupas....

Jimin - não! 

θ ele se vira tão rápido que a cadeira quase cai. θ

Jimin - eu te dei isso e você tomou banho quase dormindo no banheiro.

θ você suspira de alívio θ

Yang - eu não fiz nada de errado né? !

Jimin - o maior tempo você passou dormindo.

 θ você estava com uma baita dor de cabeça. θ

Yang - você mora bem perto da minha casa

θ você olha para a janela. O jimin fica em silêncio até que você espirra θ

Jimin - eu sabia. Você passou a noite toda espirrando e tossindo. Com certeza no mínimo você tem uma bronquite.

Yang - b.br.bronquite?

Jimin - sim. Sabe? Inflamação nos brônquios e tals

Yang - eu s.

θ você começa a tussir sem parar, tentando respirar puxando o ar com força mas você não conseguia. O jimin em um pulo sobe em cima da cama e começa a falar umas coisas que você não escutava. Quando o jimin para de falar sua respiração volta θ

Yang - oque você fez?!

Jimin - nada de errado

θ você levanta e fica sentada na beira da cama. Você olha para o jimin e ele estava mexendo no computador. θ

Yang - oque você tanto faz aí? 

Jimin - estudo para o meu doutorado

Yang - doutorado?! Já!?

θ ele fica em silêncio θ

Yang - a quanto tempo você está aí?

θ ele olha para o canto inferior da tela do notebook. θ

Jimin - eu não dormi. Ainda são 4:00 da madrugada

Yang - ainda?! 

Jimin - eu te trouxe aqui à umas 3 horas atrás. Não faz muito tempo que eu tô aqui

θ ele pega um óculos arredondado do lado do mouse θ

Yang - dês de quando você usa óculos? 

Jimin - dês que eu comecei a fazer faculdade

Yang - eu não pensei que você fosse estudioso hmmmmmmmmm

Jimin - shhh

Yang - hmmmm

Jimin - porfavor fica queta

Yang - porque? Hmmmmm

Jimin - minha prova é hoje a tarde

Yang - ah...tudo bem



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...