1. Spirit Fanfics >
  2. Park Jimin - Meu Amado Irmão Gêmeo >
  3. Cap 12 - Tudo se foi..

História Park Jimin - Meu Amado Irmão Gêmeo - Capítulo 44


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem<3 amo vcs

Capítulo 44 - Cap 12 - Tudo se foi..


Fanfic / Fanfiction Park Jimin - Meu Amado Irmão Gêmeo - Capítulo 44 - Cap 12 - Tudo se foi..

*Mel*

_Outro Dia_

 

Eu não acredito que estou fazendo isso

Eu realmente não acredito que vou fazer isso

O que está acontecendo comigo?

*Eu bato na porta do mesmo*

Atende...Atende por favor...

 

(Flashback ON) - Noite passada

 

*Eu estava deitada no meu tapete e não conseguia parar de pensar nele*

Então peguei meu celular e mandei mensagem para Nam.

Obviamente ele pensou que fosse outra coisa mas eu apenas pedi a localização do lugar onde Jimin estava ficando esses dias.

*Fiquei sabendo que ele está em uma das casas de Nam*

Nam teve um certo receio no início, mas não demorou pra me mandar.

*Eu deixei o celular de lado e fechei os olhos*

 

(Flashback OFF)

 

Me atende por favor....

Assim que acordei eu vim direto pra cá, tomara que ele ainda não tenha ido..

Ele não pode ter ido...

*A porta abre e eu vejo o mesmo, ali, parado, sem entender nada*

Jimin: Mel..? O que cê tá fazendo aqu.. - Eu interrompo ele.

Mel: Precisamos conversar!

Jimin: Eu já tenho que ir pro aeroporto. Não sei se vai dar... - Ele coça a cabeça.

Mel: É a minha vez de falar! - Eu o olhava nos olhos.

Meu coração parecia que ia explodir.

Jimin: Mel... - Ele me olhou com muito receio.

*Eu olhei bem ele nos olhos*

Jimin: Entra - Ele abriu espaço para eu passar.

*Eu entrei e logo em seguida ele fechou a porta e veio atrás de mim*

Eu vi umas 3 malas abertas e com roupas perfeitamente dobradas dentro.

Foco, Mel. Foco!

Jimin: O que você queria conversar? - Eu ouço o mesmo falar e me viro para o mesmo.

E então, ao ver ele parado e me olhando, eu percebi que não sabia o que dizer.

Ele estava escorado na parede e de braços cruzados, enquanto me olhava bem.

Minha boca ficou seca e minhas mãos trêmulas. Eu não me via, mas tenho certeza de que estava pálida.

Ele arqueou uma sobrancelha e fez uma cara de espera misturada com pressa.

*Eu me aproximei mais dele e os meus sentidos pareciam voltar*

Quando eu ia abrir a boca pra falar... Desisti e cerrei os dentes e fechei meus lábios, olhando o chão, desapontada comigo mesma por não ter coragem.

Ele olhou pra mim com uma cara desapontada e bufou.

Jimin: Eu tenho que ir agora - Antes de passar por mim e fechar suas malas, ele fez questão de trombar em mim.

E eu apenas fiquei parada e olhando o chão. A merda do chão. Nem conseguia olha-lo nos olhos.

*Ele pôs as malas no chão e pegou tudo o que tinha e checou uma última vez, para não esquecer nada*

Então eu senti o meu coração apertar e eu não entendia como eu já sentia saudade dele, mesmo ele ainda estando ali comigo.

Talvez, porque ele não estava realmente comigo.

Talvez porque ele nunca pudesse ser meu.

Talvez porque o mundo nunca nos aceitaria.

Talvez porque eu já o tenha perdido a muito tempo..

Ou talvez porque eu estava o deixando escapar das minhas mãos.

Jimin: Certeza... - Eu finalmente o olhei nos olhos - que não vai me dizer nada...?

Eu me surpreendi. Sim, me surpreendi.

Ele estava no mesmo estado que o meu. Um fio para desabar e chorar.

Eu vi em seus olhos toda dor e sofrimento que ele sentia por me deixar. Eu não estava sofrendo sozinha, ele sentia as mesmas coisas.

Ele queria... sim, ele queria que eu dissesse as palavras certas.

Que pedisse para ele ficar. Que reconfortasse ele e dissesse que não importa se o mundo iria nos aceitar ou não, já que teríamos um ao outro.

Mas eu não podia fazer isso com ele.

Ele já tem uma família. Ele já tem um bebê..

Eu sei.. Saiba que eu sempre saberei que se eu tivesse pedido, você ficaria comigo...

*Eu me virei de costas para o mesmo*

Eu tenho que conter as lágrimas, apenas um pouco mais...

*Eu fechei os olhos apertados e o silêncio se estendeu no lugar*

Jimin: Adeus - Eu escutei cada passo, até o amor da minha vida sair pela porta e me deixar.

A porta se fechou. E ele se foi.

*Eu caí de joelhos ao chão, segurando meu peito e as lágrimas vieram com tanta força e dor para transbordar em mim*

O meu coração não suportava essa dor que me ruía por dentro.

Está feito.

*Deitei minha cabeça no chão e pus as mãos no chão gelado, que eu não parava de esmurrar*

Eu não parava de chorar. A dor nunca passará.

Talvez eu devesse ter dito a ele... Ter dito o quanto eu o amava.

Eu me pergunto... Por que? Por que eu não tive coragem de dizer tudo o que sentia pra ele?

Eu destruí tudo.

Ele levou tudo em mim. Meu coração. Minha vida.

 

Me perdoe... Nós nunca conseguiríamos ficar juntos nesse mundo..


Notas Finais


Realmente essa história é complexa e diferente, eu consegui finalizar ela do jeitinho que queria. Espero ter passado a emoção e tudo que eu senti escrevendo esse capítulo para vcs<3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...