História Park Jimin! (JiKook) - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Boyxboy, Jikook, Kookmin
Visualizações 324
Palavras 1.044
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eae

Capítulo 5 - E


Fanfic / Fanfiction Park Jimin! (JiKook) - Capítulo 5 - E

Jungkook respirava fundo, apenas para não quebrar qualquer móvel da própria casa. Ele estava irritado, frustrado. Como poderia perder pela segunda vez no jogo? Mas tudo bem não quebrar as coisas, ele poderia gritar apenas por uma raiva qualquer, mas ele sempre odiou perder então foi aliviante quando um grito alto saiu de si.

"Que drama! É apenas um jogo" - foda-se.

Perder em um jogo que você passou horas e horas jogando, fez um ótimo progresso e estava quase terminando, botando fé em si e não salvando, é chato pra caralho e quem discordar é louco.

Ele estava bravo sim. Muito bravo, por sinal. Mas sempre esteve preparado para momentos assim, e em momentos assim, ele apenas fazia o que achava melhor de se fazer: cantar. Sim, mesmo que ele odiasse cantar de vez em quando, ele também amava porque o acalmava. Assim como o som de piano ecoando pela casa, claro que outra pessoa tocava e postava no YouTube para outras escutarem, mas o acalmava. Deixava uma paz habitar o local e uma harmonia musical o levava para um caminho bom, fazendo pequenos sorrisos brotarem em seu rosto, enquanto o seu corpo era guiado para o som.

Era simples; ele apenas precisava escolher a música. Mas essa era a pergunta! Qual música?

Ele pensou em várias; criou algumas em sua mente; batucou os dedos tentando criar um ritmo, mas nada dava certo.

Olhou para cima, ficando frustrado, mas ainda com o controle da televisão na mão, navegando pelo YouTube.
Uma lufada de ar saiu, quando ele parou de apertar o botão do controle. Parou em uma música, que até então, era desconhecida por ele.

Os seus olhos ficaram atentos a cada pequena letra que indicava o nome da música, que em sua opinião, foi escolhida pelo próprio YouTube. Sim, coisa de louco, mas Jungkook nunca pôde negar que não era louco. A curiosidade cresceu ainda mais, o fazendo apertar em "ok", colocando a música para tocar.

Uma paz pareceu possuir o seu corpo, assim que a doce voz do garoto que cantava alcançou os seus ouvidos.

Dava para perceber que não era a música original, trata-se de um cover da música Sweater Weather - The Neighbourhood. O cover era de Max & Alyson, duas pessoas com uma voz magnífica. Era doce e ótima para se escutar.
Jungkook se sentiu bem ao começar a escutar.

O rapaz fechou os seus olhos e aumentou o volume da televisão, que antes estava com o volume no sete e agora estava no trinta.

Cada parte cantada, fazia o seu corpo vibrar levemente, em uma perfeita harmonia com a música. E era assim que ele gostava. Gostava quando o seu corpo reagia à músicas boas, e ele estava reagindo para aquela. Com o tempo, o seu braço esquerdo se movimentou para cima levemente, enquanto a sua mão direita batucava os dedos no sofá macio e os seus pés ficavam inquietos.

Algo dentro de si pareceu despertar, e quando ele menos esperou, se levantou por puro impulso, começando a sentir o seu interior esquentar, imaginando alguém que tanto gostou no passado. Ok, talvez o passado tenha sido um mês atrás e ele ainda esteja um pouco mal com tudo isso, mas ele está bem também.

O sorriso aumentou em seu rosto, quando o cover estava chegando ao fim. A agitação do seu corpo começou a ficar mais regulada, mas a paz ainda habitava o seu ser. Os movimentos foram cessando junto a música, parando por completo na última parte.

Let me hold

Both your hands in the holes of my sweater

Outra música aleatória começou a tocar mas sequer chamou a atenção do rapaz, que estava com os olhos vidrados no canto da parede da sala.

Jungkook suspirou, pensando em alguns acontecimentos, diferente de Jimin que estava sentado em um bar com a nova ficante.

- Lalisa! 

- Oi meu bebê. - Lisa sorri para o rapaz que estava com os olhos cerrados.

- Crise de ciúmes? Jura? Ela é apenas uma amiga. - Suspira, pegando o copo com whisky e dando um gole, sentindo o seu interior esquentar de imediato.

- Eu sei, mas você não precisa quase tocar em seu traseiro. 

Jimin a olhou. Analisando o seu rosto e se perguntando se ela tinha dito mesmo aquilo.

- Jura? - Arqueou uma sobrancelha.

- Claro. Primeiro as suas mãos foram de encontro com os ombros, depois as costas, cintura, até chegar no final das costas dela. 

- Eu não ia pegar na bunda dela. - Revirou os olhos, tomando mais um gole do líquido quente. - Ela é uma amiga de longa data, tipo infância.

- Amiga de infância... Ata. 

Jimin suspirou, ele sempre odiou aquilo.

Ele nunca entendeu muito bem, o seu corpo apenas reagia como se sentisse ódio. Ele parecia vibrar por dentro, assim como uma sensação ruim aparecia na medida em que as suas bochechas ficavam coradas por raiva. A sua feição ficava séria, com a respiração pesada.
Sim, era algo pessoal com o ciúmes. Ele sempre odiou este sentimento, por motivos óbvios. Ciúmes é ruim, quando se abusa dele ou quando a pessoa apenas fica puta da vida com você por nada.

"Você falou com ela e blá, blá, blá..." - tá, mas qual é o problema nisso?

As pessoas são livres para falarem com qualquer pessoa, e isto é fato. Mas aí chega o ciúmes e deixa o sua parceira com raiva. E é irritante, porque o seu comportamento muda do nada, a sua fala muda do nada, o seu sorriso nem fica estampado no rosto, e tudo se torna extremamente chato. 

"A pessoa pode ser insegura com tal coisa e..." - ok, mas ainda é chato.

Jimin apenas procurou ignorar aquele sentimento, olhando no fundo dos olhos de sua nova ficante. Ela era linda e isso não pode ser negado por ninguém.

Ainda olhando em seus olhos, o rapaz se aproximou vagarosamente, tocando em sua bochecha.
A respiração da garota estava pesada, ela estava um pouco alterada também, mas nada muito grave.

Jimin acabou por desviar o olhar, olhando para os lábios chamativos da garota, imaginando o quão bom deveria ser o seu beijo.

- Peça desculpa. - Ordenou, voltando a olhar nos olhos da menina.

- Me desculpa, oppa.

Jimin sorriu.

"Boa garota", - ele pensou.

Quebrou a pequena distância que ainda havia entre os dois, colocando os lábios sobre os dela, iniciando um beijo calmo para uma madrugada muito agitada.


Notas Finais


olá marilene
prox capitulo só vinho tainha e muito sexo

mentira gente, deus me livre de escrever sexo hetero


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...