1. Spirit Fanfics >
  2. Park Jimin- O Ceo do Meus Sonhos >
  3. Capítulo 28

História Park Jimin- O Ceo do Meus Sonhos - Capítulo 29


Escrita por:


Notas do Autor


Oiee meus amores♡♡ Ontem não deu para eu postar pois o dia foi corrido, se der eu posto outro mais tarde♧

Boa leitura 💝

Capítulo 29 - Capítulo 28


               POV JIMIN

Acordei cedo no dia seguinte, fiz minha higiene e vesti o terno que havia levado. Permaneci ao lado de Alyssa, que ainda dormia, até Claire chegar, depois fui embora porque precisava resolver algumas pendências do escritório e providenciar tudo para quando ela recebesse alta. 


Fiz uma reunião com o meu chefe de segurança pela manhã e montamos um esquema impenetrável para que pudéssemos viajar tranquilos. Depois solicitei uma reunião com o conselho e anunciei meu afastamento por alguns dias, deixando Jungkook no meu lugar.

O último problema a resolver, mas não o menos importante, seria conversar com Jisoo. Estava confiante de que com a ajuda do general Go, as coisas se resolveriam mais rápido, já que ele também tinha uma boa influência em Seojongno e devia conhecer muita gente, mas até lá, teria que arrumar uma maneira de me livrar dela para poder viajar em paz com Alyssa.

Liguei em seu celular e pedi que ela viesse ao meu escritório; sabia que ela deveria estar louca para me encontrar, pois fritava o meu celular dia e noite com ligações e mensagens dizendo que não sairia de Seul até falar comigo.

Pedi a Sra. Bush, minha nova secretária, que avisasse assim que ela chegasse, o que aconteceu cerca de uma hora depois.

Assim que Jisoo passou pela porta, percebi que ela não estava tão brava quanto eu imaginara. Sua aparência estava tranquila e aquilo me deixou animado.

— Então quer dizer que se lembrou que tem namorada, Jimin?

Levantei-me e respirei fundo enquanto me aproximava, era hora do show.

— Na verdade, nunca esqueci, por esse motivo a chamei aqui. Devo desculpas por tudo que vem passando nos últimos dias.

Ela estreitou os olhos, desconfiada, mas segurei sua cintura e a puxei para perto de mim.

— O que quer com tudo isso, Jimin? Você sumiu e sei por fonte segura que esteve por aí com Ahra. Tem ideia do quanto eu sofri? Não bastava ter um caso com a secretária, você tinha que me humilhar publicamente?

No fundo eu sentia pena de Jisoo, ela não tinha culpa por gostar tanto de mim.

— Eu sei que não agi corretamente com você e quero uma segunda chance para mudar isso.

Jisoo ficou me analisando com estranheza, devia estar tentando entender o que era toda aquela ladainha, decifrar o que eu estava tramando.

— Tudo bem, Jimin, digamos que eu acredite nisso. Que garantias eu tenho de que não estará me traindo com a vadia da Ahra ou com a secretária? Falando nisso, onde está aquela sonsa?

Senti meu sangue ferver por dentro, mas me contive antes de responder.

— Demiti Alyssa há alguns dias, cortamos contato. Fiz o mesmo com Ahra.

Sua expressão demonstrava o quanto estava chocada e satisfeita com a notícia.

— Quer dizer que aquela senhora será sua nova assistente?

Confirmei com a cabeça e Jisoo me abraçou com força.

— Isso é maravilhoso, Jimim, enfim poderemos seguir nossas vidas e planejar o nosso casamento.

Eu apenas a abracei de volta, deixando-a fantasiar o quanto quisesse, já que precisava de tempo para me livrar das ameaças do pai dela e, consequentemente, dela. Era cruel de minha parte, mas estava cansado de viver sob aquela pressão. Eu sempre fui um homem que fez o que quis, desde novo tomei minhas decisões baseadas no que eu achava certo, seria libertador assumir as rédeas da minha vida novamente.

— Então posso dormir na cobertura esse final de semana?

Eu a afastei lentamente.

— É sobre isso que gostaria de falar, estou fechando um negócio milionário com os chineses, ficarei cerca de um mês em Pequim e queria levá-la comigo. Não poderei te dar toda atenção que merece, mas pelo menos poderemos ficar juntos algum tempo.

Se tinha um lugar no mundo que Jisoo odiava, era a China. Ela fora obrigada, pelo pai, a passar uma temporada no país para cuidar de alguns negócios da família, então eu sabia que ela tinha uma grande aversão ao lugar.

— Jimin, eu adoraria, mas acho melhor ficar e começar a planejar nosso noivado. Estarei te esperando quando voltar, papai nem vai acreditar que estamos bem.

Concordei aliviado, até agora tudo estava saindo como o planejado.

Jisoo ficou por mais uma hora na minha sala, falando bobagens, e depois foi embora. A segunda parte do meu plano seria providenciar tudo o que Alyssa precisasse para passar aqueles dias comigo, mas faria aquilo pessoalmente.
                                 ●●♡●●


                            Dez dias depois…

Os dias estavam passando rápido, Alyssa já conseguia ficar em pé, mas caminhava com um pouco de dificuldade devido às costelas que ainda estavam em recuperação, mas isso não a impediria de viajar. Foi difícil convencer o general, mas com a ajuda de Claire conseguimos dobrar a fera. Tudo o que eu queria era tirar Alyssa de Seul.

Eu havia conversado com o Dr. Goo no dia anterior e ele me garantira que ela receberia alta. Poderia ter saído antes, mas com Taeyang solto, tanto eu quanto o general achamos mais seguro deixá-la no hospital por mais alguns dias.

Saí do escritório e fui direto para a cobertura. Tomei banho, troquei de roupa e peguei nossas malas. No caminho para o hospital, a vitrine de uma joalheria chamou minha atenção. Pedi para Bauer parar o carro e fui atrás de alguma coisa que simbolizasse o momento que estávamos passando e deixasse Alyssa feliz.


Notas Finais


Eai oque acharam desse capítulo?? O nos espera nessa Viajem?

Não deixem de comentar

Até o próximo capítulo 💫💫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...