1. Spirit Fanfics >
  2. Parrí

História Parrí


Escrita por: Wolfsban

Fanfic / Fanfiction Parrí
Sinopse:
"O que você quer afinal, Maurílio?"

[sprinterkombi] [+18]
Iniciado
Atualizada
Idioma Português
Visualizações 229
Favoritos 51
Comentários 11
Listas de Leitura 7
Palavras 2.448
Concluído Sim
Categorias Choque de Cultura
Personagens Julinho da Van, Maurílio dos Anjos
Tags Drama, Sprinterkombi

NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama / Tragédia, Gay / Yaoi, LGBTQIA+
Avisos: Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de difamar ou violar as imagens dos artistas.

Lista de Capítulos

Capítulo
Palavras
1
Capítulo Único
11
229
2.448

Gostou da História? Compartilhe!

Comentários em Destaque

Postado por gabsgado
Capítulo 1 - Capítulo Único
Usuário: gabsgado
Usuário
Ok, vamo lá.

Eu amo MUITO A sua escrita, Luiza. O vandom inteiro vive dizendo isso em coro, mas nunca é demais repetir né. E mais essa história que acabamos de ler é um exemplo claro do porque você é tão admirada. A forma como você conduz os sentimentos através dos parágrafos é tão... suave. Acho que isso é o mais incrível de tudo, são sentimentos pesados que você consegue empurrar pra dentro de quem tá lendo, mas de uma forma tão bem apresentada que digerir isso, apesar de difícil, não é uma coisa que repele.

Isso é uma outra coisa que eu gostaria de elogiar: o quão atrativos são seus textos (todos, mas vou falar especificamente desse). Passa uma verdade tão grande, um carinho tão sincero pelas cenas/contextos/personagens que fiquei absolutamente comovido do início ao fim. Sprinterkombi é um shipp que nitidamente fisgou todo mundo e ver essa fase difícil deles sendo posta assim, tão vulnerável... um angst necessário e belo, preciso dizer.

E por falar em fase dificil... Maurílio né, apesar da fic toda ser sentimentalista do início ao fim achei cômico você ter posto a pergunta que todo o vandom está fazendo ultimamente nos lábios de Júlio César, genial. Apesar de tu não gostar de Maumau (eu não acredito nisso), acho que você caracteriza muitíssimo bem as inseguranças dele. A ansiedade por responder, o desejo de sumir pra um lugar idealizado só pra não ter que lidar com a vida real. Arrisco até a ir mais fundo e dizer que você colocou nas entrelinhas uma ideia a respeito dele que eu já venho refletindo sobre a muito tempo: Maurílio achou na sétima arte a válvula de escape ideal pra que, por meio de uma tela ele consiga se entender indiretamente quando necessário, ou simplesmente fugir como foi esse caso específico.

Eu sei que já falei demais, mas não poderia enviar esse comentário sem dizer o quanto eu acho ES PLEN DO RO SA a forma que você dá ao Julinho. Sério, até quando ele não é o foco tu consegue arrumar uma forma de deixá-lo marcante e eu adorei isso. Você faz um bom trabalho como mãe de Júlio César, parabéns.

Você é uma escritora talentosíssima. Por favor, nunca se esqueça disso. Obrigado pela fic, chuchu s2s2s2