1. Spirit Fanfics >
  2. Parte de Mim >
  3. Parte 2 de 2

História Parte de Mim - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


SURPRESA MINHA GENTE!

Capítulo 2 - Parte 2 de 2


Sentado a baixo da janela, com as luzes da sala apagadas e apenas a iluminação da rua sendo a luz do lugar quando tudo a sua volta estava desmoronando. Seu olhar era vazio e seu corpo tão cansado. Quanto tempo faz que ele não dorme? Quando ele parou de comer direito? Leon não sabe e pouco se importa.

Ele esteve na ponta daquele prédio mais uma vez, sentado na mesma beirada olhando a mesma paisagem enquanto os pingos de chuva brotavam cada vez mais fortes. Ele perdeu a conta de quantas vezes esteve ali, das quantas vezes quase resolveu se jogar e tendo sempre a mesma alucinação sentada ao seu lado. A conversa nunca muda, mas sempre motivos diferentes.

“Eu morri para te salvar”

“Eu me matei, não faça isso também”

“Eu queria te libertar”

Leon nunca vai saber o que realmente aconteceu, se é verdade ou ele foi só enganado mais uma vez em algum de seus planos. Por Deus, ele gostaria que fosse. O loiro não ligaria, apenas a agarraria em seus braços e choraria sem saber quando parar, mas a sorte não estava ao seu lado.

Há uma semana ele poderia dizer que ainda restava alguma esperança, mas agora ele apenas caminha cada dia em rumo a uma escuridão sem volta. Quando ele passou a ser tão assim? Se fosse outra pessoas ele superaria, mas Ada, essa parte em si, nunca se vai e o mesmo não sabe dizer quem é com esse pedaço lhe faltando. O espelho agora é tão sombrio, mostrando uma imagem desconhecida de alguém que não conhece mais.

Leon chora contra o silêncio de sua casa vazia, segurando os gritos que sucumbem em seu ser deixando-os entalados em sua garganta. Ninguém precisa saber seu estado.

Um barulho o desperta...

O molho de chaves sendo revirados e logo a tranca sendo aberta, ele suspira sabendo que era Helena, a mesma é única que mantém a chave de sua casa. Rapidamente ele enxuga as lagrimas e tenta arrumar o cabelo bagunçado, mas não sabe se está fazendo um trabalho bem sucedido.

Quando a porta se abre ele se levanta, mas os passos o paralisam a onde estava. O coração acelera no peito e tudo a sua volta parece lento de repente, como se o tempo simplesmente parasse. Ele reconhece perfeitamente tal som.

A luz se acende, seus olhos se arregalam.

- E-Eu.- Ele está alucinando, não tem como ser verdade.

- Bonitão.- A voz fraca, uma mão segurando o abdômen ferido e um olhar inesquecível. Isso era diferente que suas alucinações.

- Ada.- Sua voz é um sussurro e os olhos tão carregados de lagrimas.

- Eu consegui.- Ela diz fechando os olhos e ele corre antes que seu paradeiro seja o chão.

Seu corpo está em choque e em suas veias a adrenalina corre a solta como em uma maratona, ele a pega em seus braços levando-a até seu quarto. Havia poucas coisas para tratá-la ali, mas por Deus, ele não vai a deixar morrer assim, não quando está finalmente em sua frente, não quando seu coração finalmente parece inteiro... O tempo simplesmente para.

 

*1 ano depois*

O vento suave da brisa do mar. Estava tudo tão calmo.

Ele está sentado na varando olhando o sol se por, seu corpo tão relaxado, sua mente tão em paz e o vento tão suave que o faz fechar os olhos em calma. Os cabelos ainda molhados depois de ter voltado da praia e tomado um banho longo, fazia muito tempo desde a ultima vez que se sentiu dessa maneira. Tão vivo.

- Estava penando em sair hoje a noite, realmente estou cansada de comer peixe.- A voz suave caminha em sua direção tomando completamente sua atenção.

- Me parece uma ideia ótima.- Ele ri suavemente a vendo se sentar em seu colo.

Os braços dela envolvem seu pescoço carinhosamente com um sorriso doce em seus lábios avermelhados e ele os beija, lento e quente contra o vendo calmo. Suas mãos cobrem sua cintura a aproximam o quanto poder, sentindo o suave gosto de vinho que tomaram há pouco tempo atrás ainda em sua boca e é alucinante, o mesmo não quer parar.

- Eu gosto daqui.- Ela diz no beijo.

- Poderíamos viver para sempre aqui.- Leon continua separando suavemente os lábios dos dela.

- E quem disse que não vamos?- Ela sussurra roubando seus lábios mais uma vez, juntos enquanto o sol sumia dando inicio a noite.

É tudo um sonho que pode desmoronar a qualquer segundo, mas estão felizes e isso é o que mais importa. Ada lutou por isso, passou por coisas horrendas e ele pensou que a mesma tinha morrido, mas tudo isso valeu a pena apenas por causa desse momento. Por estarem vivos, por estarem juntos.


Notas Finais


Como eu tinha dito, não sou muito fã de temas de morte de personagem e isso realmente me incomodou para caramba. Então me veio algo a mente e resolvi tentar, realmente não sei se fiz um dos meus melhores trabalhos aqui, mas eu precisava fazer um final feliz para eles dois.
Eu realmente espero que tenham gostado.
Aquele beijão no popis
E que a força Aeon esteja com vocês!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...