1. Spirit Fanfics >
  2. Parte do seu passado - Bucky Barnes. >
  3. Feridas

História Parte do seu passado - Bucky Barnes. - Capítulo 28


Escrita por:


Notas do Autor


Gente, eu sei que falei que iria postar capítulos aos finais de semanas mas aqui em SP a cidade toda parou por causa da chuva 😂😂😂 padrão, como sempre. Então o meu final de semana se estendeu por mais um dia.

Escrevi esse capítulo rapidinho para dar fim a saga da Natasha portanto ele não ficou grande, espero que gostem, é um capítulo mais introspectivo então não sei o que acharão!

Obs: (A Audrey é meu mundo todinho meu, olha essa mulher caralho, que linda!!!!❤️❤️❤️🤧)

Capítulo 28 - Feridas


Fanfic / Fanfiction Parte do seu passado - Bucky Barnes. - Capítulo 28 - Feridas

Quase uma semana havia de passado desde que Lizzie havia sido operada, segundo Bruce ela estava num coma induzido, não estava preparada para acordar e lidar com a realidade, a verdadeira é que Natasha já havia conseguido a justiça que procura pela sua amiga, apesar disso é como dizem "Vingança nem sempre nos dá o alívio que achamos que daria", ele estava na cadeia e só isso importava. Bucky, Steve e Natasha sempre a visitavam na enfermaria na esperança de que a mesma em algum momento pudesse abrir os olhos e tornar a iluminar os seus dias. Bucky em especial estava sempre ao lado da mesma, Sebastian as vezes a visitava com o pai. Estavam todos reunidos na sala, quando Lizzie acordou lentamente e sentindo dores fortes de cabeça, mas que foram inibidas pelas dores em seu corpo, não so pelo fato de estar deitada a dias mas também pela ferida do tiro, Bruce se aproximou da mesma e tocou em sua mão, pediu para ficar calma e enquanto abaixava o cobertor da mesma até a cintura Bucky entrou na sala logo ficando eufórico, Bruce mexeu no curativo e observou a ferida, estava cicatrizando mais rápido que o esperado, apesar de estar aberto estava quase fechando.

—Liz!!! - Bucky exclamou se aproximando da mesma tocando na mão dela, ela olhou para ele confusa e permaneceu calada, ainda não estava raciocinando direito, mas então ouviu o choro baixinho de Sebastian no colo do pai, estava coberto da cabeça aos pés, a pneumonia havia se reduzido a apenas uma gripe que segundo Tony era temporário e que ele em breve estava completamente recuperado, ela tentou se levantar mas sentiu o corpo ir de encontro a cama. Bruce a ajudou. —Com calma! - Bucky chegou perto, tinha o olhar cansado, parecia não dormir a muito tempo. Ele se sentou ao lado dela e Bruce saiu dando privacidade a ambos, minutos depois entrou Steve na sala, estava com o rosto completamente machucado, um lado estava inchado, Liz olhou assustada para ele e Bucky percebendo permaneceu em silêncio.

—Oh meu deus... - ela sussurrou tocando o rosto de Steve quando o mesmo apareceu. Ela suspirou sabendo o que havia acontecido, era isso o que Steve queria dizer com o que o que ele mais temia, ela me arrumou e olhou nos olhos de Steve, Bucky se incomodou com o silêncio e pigarreou. —Sinto muito por isso. - ele balançou a cabeça negativamente e sorriu fraco.

—Voce está bem? - Ele perguntou enquanto ela tomava Sebastian com dificuldade dos braços de Bucky e o mesmo animado se colocou a chupar as mãos, ela deu risada com o pequeno, a alegria dele em reencontrar a mãe era indescritível, Bucky sorriu e olhou para Steve, Lizzie sem mais nem menos o colocou para mamar.

—Estou bem. - ela respondeu baixinho fechando os olhos, a sensação do mesmo sugando todo o leite que havia sido produzido naquele tempo a fez lacrimejar, por sorte havia parado de ser medicada a muito tempo, o pequeno brincou com a roupa da mãe, era um vestido de hospital comum, mas ainda sim o mesmo se divertiu, depois passou a alisar o peitoral da mãe. Ela segurou uma das mãozinhas deles.

—Eu vou deixar vocês dois conversarem, dar privacidade a vocês, vou avisar ao resto da casa que você acordou. - ela sorriu para Steve e balançou a cabeça positivamente, assim que o mesmo saiu, Bucky se aproximou lentamente em silêncio e ficou sentado ao lado dela.

—Liz... - ele sussurrou para a mesma e encostou a cabeça na dela. Olhou Sebastian que aos poucos mesmo sonolento continuava a mamar.

—Me perdoe pelo que fiz... - ela começou e depois permaneceu em silêncio.

—Nao diga isso, a culpa é completamente minha, você fez isso pela sua amiga... Nossa amiga, eu deveria ter ajudado você, feito parte disso... - ele disse e passou a língua em cima dos lábios, haviam secado devido ao nervosismo. Ela olhou para ele e fechou os olhos, trocou Sebastian de lado e tentou não chorar, mas a mesma não pode.

—Eu queria tanto voltar para casa, fingir que nada estava acontecendo, mas eu simplesmente não pude, eu precisava ajudar James... - ela sussurrou e chorou com vontade, sentiu o estômago doer e involuntariamente apertou Sebastian que se colocou a chorar, ela o entregou rapidamente para Bucky e o mesmo tentou a ajudar, o sangue correu pela cama, ele gritou por ajudar, Bruce apareceu correndo e foi ao auxílio da amiga, ele pediu para que Bucky saísse e o mesmo o fez, se sentou na sala com Natasha e a mesma olhou para ele, tocou a perna dele e sussurrou algo sobre não ser culpa de ninguém fora a de Nicholas sobre o que havia acontecido com ela. Todos passaram metade daquela tarde juntos, alguns estavam ocupados, depois de algum tempo Clint finalmente voltou para casa encontrar a família, Thor estava em casa também, todos resolveram tirar uma "folga" já que não havia muito o que fazer, mas deixaram comunicadores disponíveis para caso acontecesse algo. Ao entardecer Lizzie tornou a acordar, Bruce havia dito que um dos pontos havia de soltado, Bucky foi a ver no quarto e a encontrou olhando o teto com as mãos em cima do peitoral. Ela olhou para ele e sorriu leve.

—James... - ela sussurrou e ele chegou perto tocando na mão da mesma. Ela sorriu e olhou para ele.

—Oi Liz, estou aqui. - ele disse se sentando ao lado dela.

—Eu quero ir para casa. - ela pediu.

—Mas não podemos amor... - ele disse e a mesma fez bico. —Aqui eles vão cuidar de você.

—Mas eu tenho você, vamos para casa. - ela pediu de novo e fez uma cara que o mesmo não pode resistir.

—Eu vou falar com o Bruce. - ele disse e foi atrás do mesmo.

—Voce pode a levar mas terá que tomar cuidado. - foi a única coisa que ele advertiu, ele concordou e ajudou a mesma a se arrumar, deu um banho nela, sentiu arder a ferida mas apesar disso ele cuidou dela direitinho, Natasha ajudou cuidando de Sebastian, ele a vestiu com roupas confortáveis e a levou ao carro, no caminho para casa ele dirigiu devagar e Liz dormiu o caminho todo, assim como Sebastian, a chuva começou a cair forte do céu e o trânsito se instalou em metade da cidade, em duas horas eles chegaram em casa, ele pegou Sebastian na cadeirinha e ajudou Liz a entrar, a mesma se dirigiu para o quarto e se deitou na cama, Bucky colocou Sebastian para mamar e quando o mesmo dormiu ele o colocou no quarto em seu berço, o cobriu e desceu as escadas e fez uma canja para Liz, levou para a mesma e ela relutante com o sono se colocou a comer estava quase dormindo enquanto comia mas ele a ajudou a se alimentar depois a ajudou a se deitar até que a mesma dormiu, ele suspirou e passou a mão humana nos fios de cabelo dela, sentiu tanto a falta dela que não conseguia descrever, para si as vezes era difícil demonstrar o que sentia e queria que a mesma soubesse disso mas naquele momento ele iria fazer de tudo para que a mesma se recuperasse. Ele desceu limpou a cozinha depois de comer e foi a sala, ficou um tempo assistindo tv pensativo e vendo que estava tarde decidiu se juntar a Liz, ele subiu as escadas depois de verificar se estava tudo fechado e cuidar de Hércules que o seguiu até o quarto e se deitou com eles, enquanto Liz dormia ele cuidou de sua ferida e a observou dormir, ela ainda estava um pouco sedada, e por essa razão dormia que era uma beleza. Ele se deitou com ela e a arrumou em si, permaneceu um tempo olhando para o teto até que chegou uma mensagem no celular da mesma.


"Espero que esteja tudo bem, se precisar de mim eu estaria aí, obrigada pelo que fez por mim, sou eternamente grata, estamos em divida."


Ele leu e era uma mensagem de Natasha agradecendo a Lizzie, Bucky se sentiu envergonhado por não ter ajudado com a missão e apenas atrapalhado, e por ler a mensagem no celular dela, sentia que estava sendo superprotetor, e até ele mesmo se incomodava com isso, colocou o celular dela em cima da escrivaninha ao lado e a abraçou suave, demorou um pouco para dormir pois sua mente estava a mil, haviam uns anos que havia de sentido assim, mas estava disposto a mudar e iria, ela se remexeu e ele a ajudou, depois disso acabou que pegou no sono e passou a noite tendo pesadelos.


Notas Finais


Até o próximo capítulo xuxus❤️❤️❤️


Beijinhos❤️ espero que tenham gostado❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...