História Partners in Crime - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Deadpool, Homem-Aranha, Os Vingadores (The Avengers)
Personagens Anthony "Tony" Stark, Peter Parker (Homem-Aranha), Steve Rogers, Wade Willson (Deadpool)
Tags Deadpool, Homem Aranha, Spideypool, Stony
Visualizações 190
Palavras 1.603
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Lemon, Luta, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom, eu disse que uma hora saía haahshsj
Espero que gostem!

Capítulo 4 - Cuidado! Mercenário perigoso!


Fanfic / Fanfiction Partners in Crime - Capítulo 4 - Cuidado! Mercenário perigoso!

Peter's pov

O dia passou tão lento e normal que eu até estranhei. E no fim das contas só me restou pedir uma pizza para a janta. Sem nenhum indício dos vingadores ou até mesmo do mascarado gostosão.
Novamente, não que eu ache isso dele, mas ele se acha e... Ah, vocês entenderam!
Deixando isso de lado, eu fiquei surpreso por não haver nenhum chamado nesse dia. Foi uma folguinha e tanto! Assim pude ter meu soninho de beleza digno de um príncipe dos heróis.
Dormi tanto que não ouvi meu alarme, acordando atrasado mais uma vez. Como essa escola ainda não me expulsou? Tudo bem que eu sou um gênio (ultimamente estou me gabando muito, mas são apenas verdades, vadias! Aceitem!), mas eu realmente falto muitas aulas. E os professores me odeiam por isso!
Saí correndo com uma torrada na boca, mas quando cheguei na porta para sair, meu celular vibra loucamente no som de Thunderstruck do AC/DC e eu já sabia quem era. E obviamente atendi tremendo.
- SENHOR STARK! COMO VAI? ALGUMA MISSÃO? DIZ QUE SIM!! - ok. Eu sei que pareço uma criancinha quando falo com o Homem de Ferro, mas cada um reage de um jeito com seu ídolo falando pessoalmente com você, beleza?
Ele ri meio tímido, o que significa que eu exagerei na dose da empolgação.
- Oi garoto! Vou bem e você? - ele parte pra um tom mais sério conforme vai falando. AI MEU DEUS É UMA MISSÃO! ATÉ QUE ENFIM!
- Vou bem, mas então, qual a missão? - pergunto empolgado, já tirando meu traje da bolsa.
- Bom, Peter... Preciso falar com você pessoalmente. E preciso que venha logo, pois é urgente! - ouço falas abafadas como numa bronca, e logo depois um rosnado do meu mestre supremo vulgo Tony Stark. HMMMM ELE TA COM O CAPITÃO! Minha memória de repente me traz lembranças dos hentai stony que o Ned me mandou pra sacanear e acabei lendo! Mas a voz do meu pai de coração acaba com o barulho confuso da minha cabeça - Peter, venha rápido! Só isso.
- Beleza, senhor! - falo como um cãozinho obediente! Eu sou um fã histérico, desculpa!
Visto meu traje em dois minutos, e logo já salto pela janela, jogando fluidos de teia pelos prédios.
Eu realmente corri, dado ao fato de que o caminho, antes de vinte minutos, foi feito em apenas cinco. Mas mesmo correndo, vi as pessoas gritando o meu nome de herói, aquecendo meu coração. É tão bom ver que as pessoas te adoram. Da vontade de pegar aquelas criancinhas e sequestrar de tão fofas. Mas meu apê não é tão grande e sequestrar é errado, galera! Não façam essa proeza! Se fizerem, vou ter que prender vocês!
Deixando meu monólogo interior de lado, quando me dei conta, já estava na entrada da torre Stark. Que monumento, meus amigos!
O senhor Stark havia me chamado pra morar com ele, já que havia me adotado. Insistiu bastante, inclusive. Mas como o caminho era longe da minha escola, eu tive preguiça. Ainda mais pra tirar tudo do apartamento! Preferi ficar no meu canto mesmo, afinal, não sou uma pessoa de tanta luxúria.
Entrei lá, cumprimentando alguns funcionários e observando as inúmeras máquinas que operavam naquele lugar. E eu, como um bom nerd, ficava maravilhado toda vez que as via em ação. Sempre acabava tendo um momento *fangirling*.
Logo estava no elevador, que, como de costume, não tinha as músicas ambiente que dão vontade de vomitar, mas sim os bons e velhos rocks do senhor Stark. Fala se não é um homão esse meu mestre!
Ao, me aproximar, ouvia gritos e barulhos de coisas sendo quebradas. Medo.
- VOCÊ É MUITO IRRESPONSÁVEL, TONY! DEIXAR O GAROTO SOZINHO DESSE JEITO É PEDIR PRA ELE FICAR EM PERIGO! - O capitão gritava - EU DEVIA TER FICADO COM ELE!
- A CULPA NÃO É MINHA, ROGERS! ELE NÃO QUIS VIR NEM COM SUBORNO! E QUEM É VOCÊ PRA FALAR DE IRRESPONSABILIDADE, HOMEM QUE IGNOROU TUDO E TODOS PRA SALVAR UMA SÓ PESSOA QUE NEM. SE. LEMBRA. DE VOCÊ! - ui. Agora ele pegou na ferida.
De repente, um silêncio extremo se instalou pela sala. Essa é minha deixa. Entrei me deparando com um copo esmagado nas mãos do capitão e os dois homens em um clima pesadíssimo.
- Tony, eu... Ah, Peter! Olá, garoto! - Steve forçou um sorriso.
- Uh... Oi, galera! - tirei minha máscara, sorrindo amarelo e acenando para os dois.
O senhor Stark então pediu à faxineira eletrônica para que limpasse aquela bagunça e me fez sentar numa cadeira na frente dele e do capitão.
- Bom, garoto! O motivo de estarmos aqui não é nenhuma missão em especial. - disse Tony, me fazendo murchar no lugar. Af, pra que tanta urgência então? - Estamos aqui pra te falar sobre a tal cabeça que caiu em suas mãos na manhã de ontem. - E minha mente ficou inflada novamente de curiosidade. Ai, não to preparado. - Steve me passou o nome do sujeito, vulgo Wade Wilson e bom... Descobri que esse homem tem de tudo, menos bondade! Ele é um mercenário sem escrúpulos e totalmente louco! Sai matando qualquer um que vê pela frente. Ele é perigoso demais, Peter! - a palavra perigo fez meu estômago formigar de receio e ansiedade.
- Nossa, e tem mais alguma informação sobre esse homem? - perguntei tentando esconder um entusiasmo que não queria ter.
Tony apenas acessou os seus hologramas, virando a tela pra mim. Lá havia uma foto do cara sem a máscara, antes de virar o Deadpool e PUTA MERDA! Que. Gostoso! Seu cabelo castando escuro reluzente e seus olhos em um tom marrom esverdeado quase me fizeram babar ali mesmo.
Abri e fechei a boca algumas vezes, tentando raciocinar enquanto lia sua idade (que ele realmente não mentiu), altura, peso e o incontável histórico de mortes, que dava pra mais de duzentas.
- Fecha a boca, garoto! -Stark me olhou com um olhar repreendedor enquanto Steve me olhava confuso - É o seguinte, você tem que ficar longe desse sujeito. Ele pode trazer alguma ameaça em sua vida e, bom... Não queremos isso!
- T-tudo bem, senhor Stark! Pode deixar! - eu falei ainda embasbacado, escondendo o fato do maluco ser meu fã número um.
- Apenas queremos o seu bem, Peter! - o loiro me olhou com ternura, fazendo com que eu sentisse segurança. Sorri em resposta.
- Eu sei, senhor Rogers! - olhei para os dois que ainda estavam numa vibe tensa e achei melhor tirar minha rabinha linda de lá antes que a chutassem pra fora em outra discussão. - Era só isso mesmo, galera?
- Sim, filho, pode ir tranquilo. - SANTA PROTETORA DAS ALMAS DE ARANHA. ELE ME CHAMOU DE FILHO AAAAA! - Ah, e eu liguei na sua escola avisando que estava doente. Não precisa ir essa semana! - me deu uma piscada por trás de seus óculos escuros. É impossivel que este não seja o melhor pai.
Vi Steve revirando os olhos em reprovação. Alguém não gostou da atitude do homão.

- Muito obrigado, p- senhor Stark! De coração. - não falei a palavra alto pois não sei se to preparado pra reação. - Falou, galera. Boa transa! - arregalei os olhos, tapando a boca! - D-digo, tenham um bom dia!

Ambos os heróis entraram em colapso pela minha fala, ficando vermelhos em tom tomate. E por isso, achei melhor sair dali correndo.
Botei minha máscara enquanto andava depressa pelo corredor e fui embora da torre o mais rápido que pude.
Acabei por pegar um x-tudo em uma lanchonete qualquer e o engoli em um terraço, enquanto admirava a cidade Nova York. Era lindo, cara!
Até que vi uma fumaça negra vinda de uns 5 quarteirões pra frente. E aí, saí correndo.
                                          -
Steve's pov

Estava envergonhado pelo ocorrido com Tony antes de Peter chegar. Suas palavras haviam me machucado, apesar de eu saber que ele, no fim, estava certo.
Após a ameaça de Thanos, eu pude finalmente reencontrar o Homem de Ferro, que estava em outro planeta. E sentia que tudo isso era culpa minha. Afinal, tudo aconteceu após aquela maldita guerra civil entre os heróis.
Ele perdeu tudo. Os vingadores, alguns estudos de anos, amigos. Além da Pepper, que era uma ótima companhia para ele.
E eu? Bom, em partes, não me arrependo de minhas escolhas. Mas me arrependo de ter perdido sua amizade e confiança. Tony fazia, de certa forma, parte da minha vida e minha criação. E eu era grato. Só não esperava que essa gratidão se tornasse algo a mais. Algo que eu nunca havia sentido antes! Nem com Peggy! E eu não sabia se aquilo era certo ou não.
- Tony? - o chamei esperançoso enquanto o mesmo estava virado de costas para mim tomando um grande gole de conhaque.
- Hoje não é um bom dia, Rogers... - soltou um suspiro, levando a bebida à boca novamente.
Chega!
Dei a volta no balcão onde ele estava, indo de encontro ao mesmo e peguei o copo de sua mão, fazendo seu olhar ir de encontro ao meu. Então, tomei o resto do puro álcool, vendo um rosto surpreso por trás dos óculos que logo tratei de tirar, chocando-o ainda mais. E então o encurralei sobre o local, levando as mãos a sua volta e botando-as em cima da pedra negra que revestia o balcão.
Encarei Tony de forma intensa até demais para o meu gosto:
- Precisamos conversar, Stark. Urgentemente. - e logo me descrevi como louco por aquela atitude.







Notas Finais


O que acharam desse Stony de leve?
Até semana que vem, galeri!
Bjs ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...