História Passagem Só De Ida - Azkaban - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Dumbledore, Bellatrix Lestrange, Cedrico Diggory, Draco Malfoy, Gellert Grindelwald, Gregory Goyle, Harry Potter, Lord Voldemort, Lucius Malfoy, Personagens Originais, Remo Lupin, Severo Snape, Sirius Black, Vincent Crabbe
Tags Aventura, Draco Malfoy, Harry Potter, Hogwarts, Magia, Romance
Visualizações 23
Palavras 2.231
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Esporte, Famí­lia, Ficção Adolescente, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Demorei mais voltei!!!!

Capítulo 8 - Sentimentos Confusos.


Fanfic / Fanfiction Passagem Só De Ida - Azkaban - Capítulo 8 - Sentimentos Confusos.

Queenie Scamander POVs

 

 O dia de hoje havia passado tão de pressa que eu fiquei perdida em meio a tantas aulas e deveres. Eu precisava me sair bem na aula de poções ou eu iria perder o ano por conta disso. Caminho ate a biblioteca, estava com um pressentimento estranho, parecia estar sendo observada, olhando ao redor, mas não avisto ninguém suspeito. Começo a procurar alguns livros de poções, mas levo o maior susto ao perceber Norrah atrás de mim. Ela estava estranha e com um sorriso forçado no rosto. – Scamander não é? –Surpresa confirmo que sim com a cabeça, ela se aproxima mais de mim e começa a me questionar com perguntas aleatórias. – Como você vai? Sabe acho que podíamos ser amigas, oque você acha? –Dou um sorriso surpresa, afinal ela era popular demais para andar comigo.

– Cla...Clarro.

– Que bom! Sabe já que somos amigas, podemos compartilhar segredos, oque você acha? –Confirmo que sim com a cabeça, ela corresponde com um sorriso largo, mas forçado. – Ai que ótimo, sabe eu estou namorando um garoto, mas eu não sei se ele gosta de mim. Eu soube que vocês são amigos, você poderia perguntar oque ele acha de mim? –Ela continua sorrindo enquanto me olha da cabeça aos pés. Já que ambos eram namorados, decidi ajuda-la.

– Posso sim, quem é ele? –Dou um sorriso largo, pois gostava muito de ajudar as pessoas, me sentia útil em ajudar o próximo.

– Draco Malfoy! –Ao escutar oque ela fala não sei porque, mas meu sorriso desaparece na mesma hora. Draco tinha namorada e era ela? Não a culpo afinal ela é linda e popular, mas eu pensei que ele estivesse gostando de mim... – Eu sei que ele me ama, mas eu sou meio insegura sabe? –A garota continua falando, mas eu não estava escutando nada, meu mundo havia desmoronado. Não consigo me controlar então começo a chorar, mas limpo minhas lagrimas de forma rápida. – Você pode fazer isso por mim? –Confirmo que sim com a cabeça, então ela sorri me dando um abraço toda contente e sai apressada. Eu estava perdida, sem saber oque fazer, mas assim que limpo minhas lagrimas avisto quem me observava antes, era Luke o garoto metido e calado da aula de feitiços. Não estava em um momento bom, eu queria apenas sumir dali. Quando ia sair acabo batendo com tudo em alguém, caída no chão ele me ajuda a me levantar. Era o Simas, ele começa a falar algo, mas eu não queria conversar, não estava em um momento bom. Depois de um bom tempo consigo me acalmar, podia voltar a enxergar as coisas com clareza. E lá estava ele, Luke Gaunt; primo de Voldemort; herdeiro de Salazar Sonserina e o mais mal humorado de Hogwarts. Ele estava lendo um livro de feitiços, mas ao perceber que eu o fitava, o garoto me lança um olhar de canto. Ele tinha um olhar provocante e sedutor, era bem charmoso por sinal, mas além de atraente, Gaunt tinha uma áurea misteriosa. Luke parecia o pico do Everest, enigmático, impossível de se conquistar e cheio de mistérios. Mas afinal, oque alguém tão charmoso, inteligente e de boa aparecia fazia sozinho? Acreditem, estou disposta a descobrir mais sobre esse garoto, um tanto quanto misterioso e enigmático. Caminho em direção à sua mesa, minhas mãos além de tremulas, suavam frio, mas não podia mais adiar, eu precisava matar minha curiosidade sobre ele. – Gosta de ficar sozinho não é? –Ele demora um tempo e depois de dar um bocejo ele me responde.

– Sim e você esta atrapalhando!

– Er... Desculpa, não foi minha intenção. –Ele ignora meu pedido de desculpa oque me deixa um tanto quanto irritada, pois as minhas intenções, eram as mais nobres possíveis. Ele volta a ler o livro, era como se eu não estivesse ali. Sento-me à mesa onde o mesmo estava; de frente para o garoto; começo a fita-lo fixamente. Depois de um bom tempo o fitando ele me olha por cima do livro. O garoto mal humorado aperta seus olhos, parecia irritado, mas sou surpreendida ao escutar o mesmo puxando assunto.

– Queenie Scamander, estou certo? –Confirmo que sim com a cabeça, dando um sorriso amigável, mas ele se manteve serio o tempo todo. – Você sabe quem sou eu? –Com a cabeça novamente confirmo que sim. O garoto levanta uma das suas sobrancelhas, parecia confuso, mas continua falando. – Se você sabe quem eu sou, porque veio falar comigo?

– Eu pensei que podíamos ser amigos.

– Pensou errado, não tenho amigos e estou bem por isso! Assim não sinto remorso quando matar alguém próximo. –Ele se levanta e vai embora, parecia irritado ou tentando fugir de alguém. Fico confusa, afinal eu não havia falado nada demais. Alguém leva suas mãos nos meus olhos os tampando, era uma mão fria, ao retirar as mãos dos meus olhos, viro e dou um sorriso largo. Era Draco, ele logo se senta do meu lado, parecia curioso e logo me bombardeia com perguntas aleatórias.

– Estava mesmo conversando com aquele esquisito?

– Ele não é esquisito, mas sim mal humorado.

– Ok senhorita “Gaunt.” –Draco da um sorriso debochado oque me fez cruzar os braços, fazendo uma cara seria oque fez o mesmo parar de rir e se desculpar. – Desculpa, mas é que... Queenie você é uma pessoa fácil de ser zoada.

– Affs! Você é um idiota sabia? –Levanto, minha intenção era sair dali e evitar olhar na cara dele, mas Malfoy me impede segurando no meu braço.

– Hey! Calma, mas porque a pressa? Eu não vim aqui para brigar... Pra ser sincero à biblioteca é o ultimo lugar em que eu queria estar. –Ele arqueia a sobrancelha enquanto fita o local com cara de nojo.

– Então porque veio aqui? Sua namorada não costuma frequentar esse tipo de lugar! Ela deve estar na sua cama te esperado. –Ele dá um sorriso debochado enquanto continua segurando meu braço, aquilo estava doendo e era bem desconfortável.

– Esta com ciúmes? –Fico sem reação ao escutar oque ele fala, decido fitar o garoto, mas ao olhar dentro daquele belo par de olhos azuis acinzentados, fico corada.

– Oque? Me solta, agora!

– Calma só estou brincando e eu não tenho namorada, de onde você tirou isso? Enfim... Eu vim para te ensinar um pouco mais sobre poções, você esqueceu?

– Ah é verdade, tinha me esquecido.

– Se você não estivesse dando em cima do Gaunt, teria se lembrando! –Decido dar o troco nele, afinal eu também sabia ser irônica quando precisava.

– Ciúmes? –Começo a rir, mas sou surpreendida com sua resposta.

– Talvez! –Ele solta meu braço e se senta, mexendo na sua mochila, pega seu caderno e começa a folhear o mesmo. Fico fitando o loiro a minha frente, dou um sorriso e me sento do lado do mesmo. Ele começa a me explicar um pouco mais sobre poções, ele não parecia, mas era bem inteligente. Ficamos um bom tempo estudando e conversando assuntos aleatórios. Começo a olhar em volta e percebo que estávamos sozinhos por ali e pra piorar Filch estava indo ate a biblioteca, pois de longe podia ver a lanterna que o mesmo carregava. Draco me pede pra ficar em silencio então nos escondemos na sessão reservada, pois a mesma era trancada e dava pra esconder melhor.

– Acha que ele já foi embora?

– Eu não sei! –Draco fica me fitando, aquilo me deixa extremamente desconfortável. – Para com isso. –Ele me olha confuso ou se fazendo de desentendido.

– Isso oque?

– Isso de ficar me olhando, fico sem jeito.

– Eu não fico te olhando! –Ele fala serio, mas como ele consegue mentir tão descaradamente?

– Fica sim. –Ele revira os olhos e se senta encostando as costas em uma das incontáveis prateleiras que havia por ali. Faço o mesmo, sentando do seu lado enquanto abraço minhas pernas.

– Porque falou que minha “namorada” não frequenta esse tipo de lugar?

– Porque a Norrah não parece ser do tipo que lê. –Ele arregala os olhos me fitando.

– Eu sabia! Norrah veio te procurar não veio? Oque ela te disse? –Draco da um sorriso de canto enquanto nega com a cabeça, ele parecia não acreditar no que eu havia acabado de falar.

– Disse que vocês estavam namorando e que ela estava insegura quanto a você. Ela me pediu pra perguntar oque você acha dela... Oque você acha dela?

– Porque esta me perguntando isso? –Ele me fita confuso esperando minha resposta.

– Por que ela me pediu!

– Não seja boba Queenie, Norrah só falou aquilo pra você se afastar de mim.

– E porque ela iria querer isso?

– É... Por que... É complicado!

– Entendi... –Na verdade eu não estava entendendo é nada, mas não queria pagar de lerda.

– Entendeu mesmo? Ufa que bom, pensei que você não fosse me compreender. –Aquilo me deixou mais confusa ainda. Draco estava me dando um nó na cabeça. – E oque você acha?

– Acho oque?

– De nos dois. –Eu não estava entendendo nada, mas decido dar minha opinião, afinal acho que os dois formavam um casal bonito.

– Bom eu acho que formam um casal bonito, mas ainda acho que você merece uma pessoa melhor e... –Ele da um sorriso de canto e me interrompe todo empolgado.

– Serio que você acha isso? –Confirmo que sim com a cabeça e dando um sorriso de canto, mas sou surpreendida ao sentir a mão do mesmo acariciando meu rosto. Draco começa a me fitar, enquanto aproxima seu rosto do meu, podia sentir nossos lábios roçarem um no outro enquanto nossas respirações se misturavam. Ele estava com om os olhos fechados e logo inicia um beijo calmo. Minha barriga gelou na mesma hora enquanto meus olhos estavam arregalados, pois ele havia concordado comigo sobre Norrah e ele, e agora ele me beija? Draco começa a puxar meu cabelo de leve enquanto começa a intensificar o beijo, o beijo era bom, mas estranho, pois nunca havia beijado alguém antes, era estranho, mas eu estava gostando. Ele tinha namorada então decido encerrar o beijo para que ninguém saísse machucado dessa historia, eu não queria me envolver nessa historia! Mas eu estava me enganando, pois a dias que eu não parava de pensar nele.

– Draco eu... Eu... Eu não devia ter feito isso, a Norrah disse que era minha amiga e você é namorado dela. Eu tenho que ir. –Levanto e saio correndo dali, meus olhos estavam cheios de lagrimas, pois eu realmente estava gostando dele e era tão errado esse sentimento.

 

Luke Marvolo Gaunt POVs

 

 Já era bem tarde, todos estavam dormindo, mas eu como sempre não conseguia pregar meus olhos. Começo a caminhar calmamente pela grande e patética, Hogwarts. Parecia tudo tão tranquilo, mas só parecia, pois dou uma topada feia com a Scamander que cai em cima de mim. Ela estava chorando e parecia apreensiva, mas isso não é motivo para sair por ai derrubando as pessoas. – Hey garota, presta atenção! –Ele só sabia chorar, me levanto e a ajudo a se levantar. Alguém se aproxima de nos dois, era o insignificante do Malfoy, não o suportava, pois ele se achava o dono da escola.

– Solta ela Gaunt!

– Ah agora entendi o motivo te tanta choradeira... Você não tem vergonha de atacar garotinhas sonsas e indefesas? Mas isso não é problema meu não é mesmo? –Seguro a Scamander com força pelo braço, ela da um gemido de dor. Confesso que nunca fui cuidadoso e não pretendo me tornar agora.

– Solta ela agora ou eu vou... –Malfoy saca sua varinha apontado para mim, dou um sorriso de canto. Conjuro um feitiço o desarmando.

– Expelliarmus! –A varinha do mesmo voa em minha direção então a seguro. – Acha mesmo que pode me derrotar? –Começo a rir da cara do mesmo que ainda continua confuso, pois havia o derrotado sem usar minha varinha. Entrego a varinha do mesmo para a Scamander e a empurro com força contra o garoto, dou as costas para ambos e continuo meu caminho de costume.

 

Queenie Scamander POVs

 

  Depois da minha desastrosa cena com Luke, sou empurrada com força contra Draco, o mesmo me segura pela cintura impedindo que eu caísse no chão novamente. Luke é realmente bem poderoso, ele nem se quer deu a chance de Draco revidar, mas oque ele fazia sozinho e há essa hora? Afasto um pouco do Draco e levanto a manga da minha blusa vendo um vermelhão no mesmo, esse Gaunt é bem mal. – Ai! Droga. –Malfoy tenta me ajudar, mas não sabia o que fazer então tento acalma-lo. – Esta tudo bem, só dói um pouquinho, mas vou superar. –Fito o garoto e podia ver um pouco de sangue que escorria pela sua tipoia. – Draco seu braço, está sangrando.

– Não foi nada, eu só bati na porta quando fui correr atrás de você. Porque você saiu daquele jeito? –Ao escutar oque ele fala abaixo a cabeça fitando o chão, eu não sabia oque falar.

– Porque você me beijou?

– Por que você disse que formávamos um casal bonito e...

– Que? Eu não disse isso!

– Disse sim, não se lembra? Eu perguntei oque você achava de nos dois, daí você respondeu que:" formávamos um casal bonito e que eu merecia alguém melhor."

– Eu pensei que você estava falando da Norrah! –Ele me olha confuso e arqueia sua sobrancelha. Draco estava realmente gostando de mim? Isso não fazia sentindo, normalmente ele deveria me odiar, como ele sempre fez nos anos anteriores. Quando Draco ia me responder escuto a voz da  Norrah oque me fez congelar no mesmo momento.

– Oque tem eu?


Notas Finais


Norrah como sempre jogando sujo...
Oque acharam do Draco&Quennie? (¬ u¬)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...